A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Planejamento & Gestão de Performance 6. BSC - Implementação & Gestão Márcio Aurélio Ribeiro Moreira

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Planejamento & Gestão de Performance 6. BSC - Implementação & Gestão Márcio Aurélio Ribeiro Moreira"— Transcrição da apresentação:

1 Planejamento & Gestão de Performance 6. BSC - Implementação & Gestão Márcio Aurélio Ribeiro Moreira

2 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 2Planejamento & Gestão de Performance - PGP Implementação do BSC

3 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 3Planejamento & Gestão de Performance - PGP Processo típico de implantação do BSC

4 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 4Planejamento & Gestão de Performance - PGP Principais ações no processo de implantação 1. Definição da Arquitetura de Medição: Escolher uma unidade organizacional adequada Identificar as relações entre esta unidade e a corporação 2. Definição dos Objetivos Estratégicos: Workshop para: Apresentar conceitos do BSC Identificar os objetivos estratégicos e indicadores candidatos Sessão de síntese da etapa 3. Escolha dos Indicadores Estratégicos: Para cada objetivo identificar: Os indicadores que melhor comunicam o objetivo (estudos de benchmarking) As relações críticas entre os indicadores As metas para cada indicador Elaborar o Mapa Estratégico 4. Elaboração do Plano de Implementação: Desenvolver o plano de ação para cada meta formalizada Comunicar para a empresa Implementar o plano

5 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 5Planejamento & Gestão de Performance - PGP Mapa Estratégico Princípios integradores do BSC: Relações de causa e efeito Relações com os fatores financeiros Vetores de desempenho O papel do mapa estratégico: Arquitetura lógica dos objetivos que define a estratégia através das relações entre: Competências essenciais Processos críticos Clientes Acionistas

6 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 6Planejamento & Gestão de Performance - PGP As relações de causa e efeito no mapa estratégico Os objetivos de cada perspectiva devem compor uma série articulada de objetivos e ações coerentes que se reforcem mutuamente e levem à realização dos objetivos estratégicos Financeiros Clientes Processos Internos Aprendizagem & Crescimento Capacidade do Colaborador Qualidade dos Processos Ciclo dos Processos Pontualidade nas Entregas Lucratividade Fidelidade do Cliente

7 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 7Planejamento & Gestão de Performance - PGP Melhorar os lucros Ampliar o Mix de receitas Melhorar a eficiência Operacional Financeira Aumentar a confiança dos Clientes Aumentar a confiança dos Clientes Aumentar a satisfação dos clientes através de um desempenho de qualidade superior Aumentar a satisfação dos clientes através de um desempenho de qualidade superior Clientes Conhecer os segmentos de clientes Conhecer os segmentos de clientes Desenvolver Novos produtos Desenvolver Novos produtos Prestar atendimento rápido Prestar atendimento rápido Processos Internos Estratégia : Aumento de Receita Estratégia : Produtividade Aumentar a produtividade dos associados Desenvolver Habilidades estratégicas Desenvolver Habilidades estratégicas Ter acesso a informações estratégicas Ter acesso a informações estratégicas Alinhar as Metas pessoais Alinhar as Metas pessoais Aprendizado e Crescimento Crescimento Exemplo de BSC - MetroBank

8 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 8Planejamento & Gestão de Performance - PGPFinanceira Clientes Processos Internos Estratégia : Crescimento da Receita Estratégia : Produtividade Aprendizado e Crescimento Crescimento Aumentar ROCE para 12% ROCE: retorno sobre Capital Investido Novas fontes de receitas Receita e Margem de novos produtos Aumentar a rentabilidade por meio marcas premium Aumentar a rentabilidade por meio marcas premium Volume vs. Setor Tornar-se líder de custo no setor Tornar-se líder de custo no setor Despesas vs. Setor Maximizar uso ativos existentes Fluxo de caixa Compra rápida Empregados prestativos Reconhecimento da fidelidade ENCANTAR O CONSUMIDOR Fatia do segmento Mais produtos de consumo Ajuda desenvolvimento habilidades de negócio Mais produtos de consumo Ajuda desenvolvimento habilidades de negócio RELACIONAMENTO GANHA-GANHA COM O REVENDEDOR Aumento lucro revendedor Satisfação do revendedor Construir a franquia Criar novos produtos Construir a franquia Criar novos produtos ROI novos produtos Tx. Aceitação novos produtos Aumentar valor para cliente Compreender os segmentos Melhores franquias Aumentar valor para cliente Compreender os segmentos Melhores franquias Fatia segmento almejado Avaliação qualidade revendedor Excelência Operacional Melhorar desempenho HW Melhorar gerenciamento estoques Liderança de custo no setor Pontualidade Excelência Operacional Melhorar desempenho HW Melhorar gerenciamento estoques Liderança de custo no setor Pontualidade Boa vizinhança Melhorar meio ambiente Saúde Segurança Boa vizinhança Melhorar meio ambiente Saúde Segurança Tx incidentes ambientais Clima para ação Alinhamento Crescimento pessoal Clima para ação Alinhamento Crescimento pessoal Competências Excelência funcional Habilidade de liderança Visão integrada Competências Excelência funcional Habilidade de liderança Visão integrada Tecnologia Melhoria dos processos Tecnologia Melhoria dos processos Índice de cobertura da habilidade estratégica Scorecard pessoal Feedback dos empregados Exemplo de BSC – Mobil

9 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 9Planejamento & Gestão de Performance - PGP Exemplo de indicadores do BSC – Mobil 1/3 PerspectivaTemas EstratégicosObjetivos EstratégicosIndicadores FinanceiraCrescimento Financeiro Retorno sobre capital investido ROCE Utilização ativos existentes Fluxo de caixa RentabilidadeMargem líquida Liderança custo no setorCusto por galão Crescimento rentávelTaxa Crescimento ClientesEncantar o clienteEncantar continuamente Fatia segmento mercado alvo Relacionamentos ganha- ganha com revendedores Construir relacionamentos ganha- ganha Aumento lucro bruto do revendedor Pesquisa entre revendedores

10 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 10Planejamento & Gestão de Performance - PGP Exemplo de indicadores do BSC – Mobil 2/3 PerspectivaTemas EstratégicosObjetivos EstratégicosIndicadores Processos InternosConstrução da franquia Produtos e serviços inovadores ROI novos produtos Taxa de Aceitação novos produtos Melhores franquias Pontuação da qualidade do fornecedor Seguro e confiávelDesempenho da refinaria Paradas não planejadas Nível de estoque Fornecedor competitivo Gerenciamento do estoque Índice de faltas Liderança de custo no setor Custo das atividades Qualidade Conformidade com especificações;pontualid ade Pedidos perfeitos Boa vizinhança Melhorar meio ambiente; saúde; segurança No. Incidentes ambientais Índice de afastamento

11 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 11Planejamento & Gestão de Performance - PGP Exemplo de indicadores do BSC – Mobil 3/3 PerspectivaTemas EstratégicosObjetivos EstratégicosIndicadores Aprendizado e Crescimento Força de trabalho motivada e preparada Clima para ação Pesquisa entre empregados Competências e habilidades essenciais BSC pessoais Acesso à informação estratégica Disponibilidade de competências e informações estratégicas

12 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 12Planejamento & Gestão de Performance - PGP Mapa estratégico da Petrobrás Fonte: Cicero, Nicomedes & Jaqueline. FMSA Cicero, Nicomedes & Jaqueline. FMSA

13 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 13Planejamento & Gestão de Performance - PGP Mapa estratégico da Sabesp Fonte: José E. Vanzo. Sabesp José E. Vanzo. Sabesp

14 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 14Planejamento & Gestão de Performance - PGP Vetores de desempenho Para cada objetivo precisamos identificar os agentes de mudança que podem ser ações, projetos, programas, etc. Perguntas direcionadoras: Que atividades devemos otimizar nos processos operacionais para que realizemos as metas dos indicadores deste objetivo estratégico? Que projetos e programas precisamos realizar para cumprir as metas deste objetivo estratégico?

15 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 15Planejamento & Gestão de Performance - PGP Exemplos de ações, programas e projetos PerspectivaIndicadoresMetasIniciativas Financeira Retorno do investimento Produtividade ROI de 18% em 5 anos Aumento de 5% ao ano Melhorar a utilização de ativos Introduzir Seis Sigma Clientes Satisfação dos clientes Captação de novos clientes 90% de clientes satisfeitos em 3 anos Ter 15% de clientes novos sempre Realizar pesquisa de satisfação Fortalecer a marca Processos Internos Tempo de entrega de pedidos Inovação de produtos De 4 para 3 semanas no próximo ano Ser o primeiro a lançar no mercado Redesenhar processos Criar equipe de P&D Aprendizagem & Crescimento Motivação dos colaboradores Compartilhar conhecimentos 85% de colaboradores satisfeitos 40h de multiplicação por colaborador Participação nos lucros Criar Universidade Corporativa

16 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 16Planejamento & Gestão de Performance - PGP Seleção de programas e projetos da Sabesp Sabesp: Foram desenvolvidos 54 programas e projetos (indicadores, metas e planos de ação) com base nos 18 objetivos estratégicos. Principal desafio: Priorizar alocando os recursos financeiros necessários Fonte: José E. Vanzo. Sabesp José E. Vanzo. Sabesp

17 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 17Planejamento & Gestão de Performance - PGP Exemplo de programas e metas da Sabesp Objetivo:Aperfeiçoar os processos operacionais ProgramasDescriçãoMétrica Adequação dos Processos de Produção de água Índice Geral da Qualidade da Água Distribuída (IGQA) 0 a Manutenção preventiva e corretiva de redes coletoras de esgoto Índice de Manutenção de Redes de Esgoto Ocorrências / ligação x mês 5,004,64,24 - Definição e implantação do indicador - Disposição adequada dos lodos de ETAs Índice de adequação de efluentes e lodos (IADEL) Em definição Consolidar a manutenção planejada (SGM e preditiva) Índice de Ocorrência de Manutenção Planejada (IMP) 0 a Fonte: José E. Vanzo. Sabesp José E. Vanzo. Sabesp

18 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 18Planejamento & Gestão de Performance - PGP BSC do Hospital de Caridade de Carazinho Fonte: Paulo & Cláudio. Revista Read. UFRGS Paulo & Cláudio. Revista Read. UFRGS

19 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 19Planejamento & Gestão de Performance - PGP Ações do Hospital de Caridade de Carazinho Fonte: Paulo & Cláudio. Revista Read. UFRGS Paulo & Cláudio. Revista Read. UFRGS

20 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 20Planejamento & Gestão de Performance - PGP Resultados do Hospital de Caridade de Carazinho Início da Implementação do BSC Como se vê no exemplo: Nem tudo são flores? Por que? Como se vê no exemplo: Nem tudo são flores? Por que? Fonte: Paulo & Cláudio. Revista Read. UFRGS Paulo & Cláudio. Revista Read. UFRGS

21 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 21Planejamento & Gestão de Performance - PGP Fatores críticos de sucesso da implementação Fonte: Vanderlei, Fábio, Marly e Fernando. Revista G&P. USP.Vanderlei, Fábio, Marly e Fernando. Revista G&P. USP.

22 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 22Planejamento & Gestão de Performance - PGP Gestão da Estratégia

23 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 23Planejamento & Gestão de Performance - PGP O que fazer depois de implementado? Traduzindo a visão Definição da Arquitetura Definição de Objetivos Definição de Indicadores Planejamento Definição de Metas Definição de Ações Planejamento da Implementação Implantação Aprovações dos Planos Comunicação Ativação dos Planos Medição Avaliação dos Resultados Ações Preventivas Ações Corretivas Lições Aprendidas Identificação das Causas Feedbacks Planejamento da Revisão

24 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 24Planejamento & Gestão de Performance - PGP Gestão dos indicadores Ideia Cockpit room Software de Cockpits (BI)

25 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 25Planejamento & Gestão de Performance - PGP Exemplo de BSC

26 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 26Planejamento & Gestão de Performance - PGP Exemplo de mapa estratégico Contexto: Uma empresa hipotética de Telecomunicações precisava fazer um projeto estratégico para redefinir os processos, tecnologia e sistemas da área de operação Visão da projeto: As mudanças de paradigmas (tecnológicos, mercadológicos e sistêmicos) serão uma constante no negócio e na operação das empresas Missão da projeto: Apoiar a preparação da Operação da empresa para os desafios de 2012: Realizando, implantando e garantindo os projetos de ruptura necessários Adquirindo e retendo o know how de fazer mudanças de paradigmas

27 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 27Planejamento & Gestão de Performance - PGP Análise SWOT da área ForçasFraquezas Decisão corporativa Apoio Executivo Sangue novo (direção e coordenação de divisão) Talentos Humanos (conhecimento, compromisso, criatividade, etc.) Coragem de inovar (3G, VoIP, etc.) Participação da operação no negócio Linguagem comum estabelecida Falta know how em reinvenção do negócio Dificuldades de mudanças Limitação de lideranças (com capacidade de planejamento e execução) Complexidade dos legados (tecnologias, sistemas e processos) Falta de orientação por processos Falta de automação Falta de integração estratégica OportunidadesAmeaças Aproveitar janelas de oportunidades Simplificar e agilizar a operação Otimizar custos de operação Elevar o nível de maturidade Aumentar a adaptabilidade da área Inadequação de ferramentas Limitações dos integradores escolhidos Velocidade de mudanças no mercado Movimentação de concorrentes Mudanças regulatórias Sincronização de inúmeras mudanças

28 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 28Planejamento & Gestão de Performance - PGP Objetivos definidos para o projeto Elevar nível de maturidade em processos da Operação: Operacionalizar e garantir a orientação por processos Maximizar o nível de automação dos processos: Para aumentar a agilidade e a qualidade dos serviços, otimizando custos, suportando a fluidez do negócio e o crescimento da base de clientes Gerar expertise em gestão de ciclo de vida de legados: Criar uma arquitetura de processos e sistemas que suporte as mudanças tecnológicas e de sistemas tornando natural a gestão do ciclo de vida destes Habilitar os talentos humanos a mudar naturalmente: Formar ou potencializar lideranças e talentos capazes de perceber e realizar as mudanças necessárias naturalmente

29 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 29Planejamento & Gestão de Performance - PGP Relação dos objetivos do projeto com os objetivos corporativos Objetivos da Frente Objetivos Estratégicos Corporativos Ser referência no relacionamento e atendimento aos clientes Diversificar e incrementar as receitas por meio de novas soluções e modelos de negócios Elevar Maturidade Uniformidade do nível de serviço Agilidade no ciclo de vida de produtos Maximizar Automação Melhora a experiência dos clientes atuais e suporta o crescimento sustentável Libera os talentos da repetição permitindo a criação e inovação Gestão de Legados Permite realizar melhorias mantendo o nível de serviço Suporta a diversificação e maximiza uso dos legados Mudar Naturalmente Gera talentos capazes de perceber pela ótica do cliente e do negócio Permite a adaptação rápida e reduz a curva de aprendizado

30 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 30Planejamento & Gestão de Performance - PGP Corporativos Financeiros Clientes Processos Internos Aprendizagem & Crescimento Mapa estratégico do projeto Excelência em Relacionamento Diversificação Crescimento da Base de Clientes Crescimento da Base de Clientes Otimização de Custos Qualidade Agilidade Maturidade em Processos Automação Operacionalizar Processos Arquitetura Robusta e Flexível Expertise em Mudanças/Legados

31 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 31Planejamento & Gestão de Performance - PGP Vetores de desempenho apresentado através do road map do projeto prevendo várias fases MultimídiaDadosCelularFixa Maturidade Definir processos, Implementar e Operacionalizar Garantir Multimídia Operacionalizar Negócio Internet e Dados Garantir Negócio Internet e Dados Operacionalizar Celular Garantir Celular Operacionalizar e garantir Fixa Stretch Automação Banda Larga Expansão Começar base para Dados e Negócio Internet Completar linha base Começar linha celular Completar Celular Começar Fixa Completar Fixa Legados Padronizar e Documentar Tecnologias Definir arquitetura, unificar e integrar sistemas Garantir Orientação por Processo Completar Funcionalidades Criar base de conhecimento Limpar redundâncias Gerenciar ciclo de vida de tecnologias Suportar o volume Mudanças Trabalhar conhecimentos Desmistificar o medo Trabalhar habilidades Usar visão do negócio Trabalhar atitudes Usar visão do cliente Mudar naturalmente ª Fase: Projeto MetaSolv

32 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 32Planejamento & Gestão de Performance - PGP Definição do foco de automação Produtos Camada 2 (L2) TDM (SDH) Camada 3 (L3) MetroEthernet MPLS VPN Flex ADSL Clear Chanel Private Line Lan-to-Lan Clear Chanel Private Line Lan-to-Lan [Fast IP e Internet Link] Giga Lan [Giga Access e Carrier Access] [Fast IP e Internet Link] Giga Lan [Giga Access e Carrier Access] Frame Relay Frame Relay TDM (DWDM) Foco de Automação da 1ª Fase do Projeto MetaSolv

33 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 33Planejamento & Gestão de Performance - PGP Referências Sigla99Referência CNJ08 Cicero, Nicomedes & Jaqueline. Uma análise da implementação do BSC na Petrobras. Revista Cadernos de Administração. No. 1, FMSA, Jan-Jun/2008.Uma análise da implementação do BSC na Petrobras EDA09 Eduardo Arantes. Planejamento Estratégico & Balanced Scorecard de TI. Uberlândia: Pitágoras JEV06 José Everaldo Vanzo. Do Planejamento à Gestão Estratégica. O Desdobramento do BSC na Organização. Sabesp Do Planejamento à Gestão Estratégica. O Desdobramento do BSC na Organização MAL02 Malin Sofia Harlem. Using the Balanced Scorecard to Overcome Barriers in Strategy Implementation. IMMT. Elanders. 2002Using the Balanced Scorecard to Overcome Barriers in Strategy Implementation MAR08Márcio Moreira. Modelos de Gestão & Organização. Uberlândia: Pitágoras Modelos de Gestão & Organização P&C03 Paulo S. Ceretta & Cláudio J. Quadros. Implementação do Balanced Scorecard: Um caso prático. Revista Read. Ed. 34, Vol. 9, No. 4. UFRGS. Jul-Ago/2003.Implementação do Balanced Scorecard: Um caso prático VFM06 Vanderlei, Fábio, Marly e Fernando. Fatores Críticos na Implementação do Balanced Scorecard. Revista Gestão & Produção. V. 13, No. 1, Pág: USP. Jan-Abr/2006Fatores Críticos na Implementação do Balanced Scorecard

34 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 34Planejamento & Gestão de Performance - PGP Exercício 6

35 Márcio Moreira6. BSC – Implementação & Gestão – slide 35Planejamento & Gestão de Performance - PGP Exercício 6: Indicadores, metas e iniciativas Considere o mesmo contexto dos Exercícios 1 a 5 Usando: A análise SWOT da turma da Análise da Situação Atual A análise de tendências e cenários da turma A estratégia competitiva e os 2 objetivos estratégicos corporativos da turma Os objetivos estratégicos da turma A planilha anexa Para cada objetivo estratégico da sua diretoria: Defina 1 indicador Defina as metas para os próximos 3 anos Defina pelo menos uma ação ou projeto


Carregar ppt "Planejamento & Gestão de Performance 6. BSC - Implementação & Gestão Márcio Aurélio Ribeiro Moreira"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google