A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Abordagem da Agitação psicomotora Alexandre de Araújo Pereira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Abordagem da Agitação psicomotora Alexandre de Araújo Pereira."— Transcrição da apresentação:

1 Abordagem da Agitação psicomotora Alexandre de Araújo Pereira

2

3 AO EXAME João chega ao serviço médico com higiene precária, queimado de sol, descalço, debatendo-se. Tenta livrar-se da contenção física. Grita sem parar, solicita que seja solto, que não é nenhum marginal, que não é justo mantê-lo preso. O nível de consciência está claro, mostra-se irritado, postura de medo, pensamento desorganizado, delírio de cunho persecutório pouco sistematizado, por vezes apresenta momentos de mussitação e risos imotivados.

4 Estado de excitação mental e de atividade motora aumentada, associada a uma experiência subjetiva de tensão CONCEITO

5 Quadros psiquiátricos mais relacionados a situações de violência n Transtornos psicóticos: esquizofrenia, transtorno bipolar, transtornos delirantes, psicose pós-parto n Transtornos mentais orgânicos: delirium, intoxicação/abstinência de drogas n Transtornos de personalidade: anti-social, borderline n Transtornos cerebrais: epilepsia, alterações de lobos frontais e temporais

6 PRINCIPAIS CAUSAS n Transtornos mentais decorrentes do uso de drogas (intoxicação ou abstinência) n Síndromes psicorgânicas: delirium e demência n Síndromes maníacas n Síndromes fóbico-ansiosas n Quadros paranóides n Síndromes catatônicas n Quadros histéricos n Intoxicações por solventes, inseticidas e medicamentos n Oligofrenia n Transtornos de personalidade n Transtornos mentais na infância n Agitação no paciente epilético n Reação a estresse interpessoal (conflitos no ambiente familiar) n Distúrbios metabólicos (hipo/hiperglicemia, infecções, hipertireoidismo, uremia e insuficiência hepática)

7 Fatores de risco 1. Aspectos demográficos 2. História prévia de atos violentos 3. Aspectos psicológicos 4. Comportamento durante a entrevista (violência eminente)

8 Avaliação do paciente potencialmente agressivo n Objetivo: proteção dos outros pacientes e da equipe assistencial n Setting de atendimento n Posicionamento do entrevistador n Postura do entrevistador n Importante esclarecer o ambiente, a motivação e o objetivo do comportamento agressivo n Obter informação de terceiros

9 Contenção mecânica n Deve ser realizada por equipe de 05 pessoas n O paciente deve ser informado da necessidade do procedimento n O paciente deve ser revistado n Monitorização freqüente e registro em prontuário n Avaliar retirada do procedimento

10

11 Tranqüilização medicamentosa n Haloperidol 5mg + Prometazina 50mg IM em intervalos de 30 minutos n Haloperidol 5mg + Midazolam 15mg IM n Midazolam 15 mg + Prometezina 50mg IM n Clorpromazina 25 mg IM (risco de hipotenção) n Olanzapina 10 – 20mg IM n Ziprazidona 10 – 20mg IM n Haloperidol 5mg IM de 30 em 30 minutos até 45mg/dia (neuroleptização rápida)

12 Abordagem do paciente psicótico n Estabeleça uma relação de confiança n Propicie tempo para escutar o paciente e permita que ele construa, dê significado às suas vivências (mostre-se interessado mas não invada o espaço dele) n Não conteste o delírio, mas também não o retifique (respeite) n Se for necessário medicar tente a aceitação da medicação oral antes de da IM

13 Abordagem do paciente psicótico n Seja espontâneo e sincero n Não minta n Não interprete a fala do paciente n Trabalhe questões que fazem referência com a realidade, mas não o obrigue a aceitar seu ponto de vista n Os atendimentos não precisam ser longos mas devem ser regulares


Carregar ppt "Abordagem da Agitação psicomotora Alexandre de Araújo Pereira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google