A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UNIDADE II Perspectivas Sócio-Culturais e Infância Professor: Antonio Edson Martins de Oliveira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UNIDADE II Perspectivas Sócio-Culturais e Infância Professor: Antonio Edson Martins de Oliveira."— Transcrição da apresentação:

1 UNIDADE II Perspectivas Sócio-Culturais e Infância Professor: Antonio Edson Martins de Oliveira

2 A PSICOLOGIA SÓCIO-CULTURAL DE VYGOTSKY I n Contextualização histórica da teoria de Vygotsky ( ) n Ênfase na dimensão histórica e não natural da evolução do psiquismo/ O ser humano constrói-se nas relações sociais n Críticas à idéia de redução do estudo do desenvolvimento a uma análise meramente comportamental/fenotípica

3 A PSICOLOGIA SÓCIO-CULTURAL DE VYGOTSKY II n Preocupação com a explicação da origem das funções psicológicas superiores (memória lógica, atenção voluntária, imaginação criativa, pensamento conceitual, desenvolvimento da vontade) n As funções psicológicas superiores são próprias do ser humano e se constituem num processo de mediação criança-mundo externo n Vygotsky distingue dois tipos de mediadores: instrumentos e signos

4 A TEORIA SÓCIO-CULTURAL DE VYGOTSKY III n Uso de instrumentos: utensílios, materiais utilizados para “manipular” e modificar a realidade externa. n Uso de signos (linguagem, numeração e cálculo, obras de arte, escrita, mapas etc.): o sujeito atua no mundo por meio de signos produzindo transformações no mundo e em si mesmo n O sujeito se constitui por meio de uma apropriação dos signos da cultura: avança-se da limitação da esfera biológica para uma realidade sócio-histórica

5 A TEORIA SÓCIO-CULTURAL DE VYGOTSKY IV n A importância da interação social para o desenvolvimento n Ênfase na importância da intervenção do professor/pessoa com maior conhecimento para o desenvolvimento e aprendizagem (noção de ZDP) n Valorização do diálogo, da interação ativa, das atividades desafiadoras e da reflexão, para a evolução do psiquismo

6 A TEORIA PSICOGENÉTICA DE HENRI WALLON I n Contextualização histórica da teoria de Wallon ( ): uma psicogênese da pessoa completa n Fatores responsáveis pelo desenvolvimento: maturação cerebral, condições externas e apropriação que o sujeito faz de sua realidade cultural n Ocorrem etapas em ritmos alternados, predominando em determinados momentos a afetividade e, em outros, o aspecto intelectual

7 A TEORIA PSICOGENÉTICA DE HENRI WALLON II Etapas do desenvolvimento (aproximadas) n Estágio impulsivo-emocional: Inabilidade motora e simbólica/comunicação emocional (1º ano) n Estágio sensório-motor projetivo: exploração do mundo físico/inteligência prática e início da função simbólica (final do 1º ano) n Estágio personalista: função simbólica/fala e interesse voltado para o outro; conflitos, contraposições e comportamentos narcísicos(3 anos)

8 A TEORIA PSICOGENÉTICA DE HENRI WALLON III n Estágio categorial: avanços no plano intelectual (e da afetividade) n Interesse da criança por acontecimentos sociais, novos conhecimentos e conquista do mundo externo n Estágio da adolescência: crise pubertária rompe a tranqüilidade. O aspecto afetivo eclode (com maior racionalidade que antes)


Carregar ppt "UNIDADE II Perspectivas Sócio-Culturais e Infância Professor: Antonio Edson Martins de Oliveira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google