A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Competências tecnopedagógicas de professores de Língua Portuguesa no Brasil e no Quebec • Objetivo: • Observar como o professor desenvolve a competência.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Competências tecnopedagógicas de professores de Língua Portuguesa no Brasil e no Quebec • Objetivo: • Observar como o professor desenvolve a competência."— Transcrição da apresentação:

1 Competências tecnopedagógicas de professores de Língua Portuguesa no Brasil e no Quebec • Objetivo: • Observar como o professor desenvolve a competência pedagógica para a adoção das TIC no ambiente educacional, verificando as relações entre o(s) letramento(s) tecnológico e pedagógico de professores de educação tecnológica em uma escola de Ensino Médio no Brasil em contextos de uso integrativo das TIC aos procedimentos pedagógicos. • Competências (Perrenoud (1999, p.7 e TARDIF, 2001 p.441) • A discussão é tão atual que em agosto último (2012) foi publicado um relatório com um quadro de competências digitais na Europa, em que apresenta as convergências de letramentos múltiplos, com a proposta de mapeamento das oito principais competências digitais em uso em toda União Europeia • cfm?item_id=8372&utm_campaign=isp&utm_medium=rss&utm_source =newsroom&utm_content=type-news - cfm?item_id=8372&utm_campaign=isp&utm_medium=rss&utm_source =newsroom&utm_content=type-news

2 • O entendimento do conceito de competências, neste projeto se faz necessário por, algumas vezes seu uso se misturar às concepções de letramentos, competências e habilidades. • (Therrien,1996; Tardif,1999; Moreira, Lopes e Macedo,1998 e Monteiro, 2001) • O que venha ser letramento, letramento(s) múltiplo(s) ou múltiplos letramentos? • A admissão do vocábulo "letramento" vem considerar a nova realidade, que é a preocupação com o desenvolvimento de habilidades para utilizar a leitura e a escrita nas práticas sociais e não apenas com o saber ler e escrever mecanicamente. Com essa transformação surgiram os problemas de determinação de sentido, de definição e de mensuração. • Magda Soares (2002) - letramento seria resultado do processo de alfabetização

3 • Qual é conjunto de habilidades que compõe o(s) letramento(s)? • “o letramento cobre uma vasta gama de conhecimentos, habilidades, capacidades, valores, usos e funções sociais; o conceito de letramento circunda, em vista disso, tenuidades e complexidades laboriosas de serem consideradas em uma só definição” (SOARES, 2003b, p.68-9). • Letramento digital - Mey (1998), e a importância do Letramento, que vai além de se afirmar que é uma tecnologia de informação...é mais que saber ler e escrever na internet. • Mary Aizawa Kato - No mundo da escrita: uma perspectiva psicolinguística - (São Paulo: Ática, 1986); • Leda Verdiani Tfouni - (letramento), Adultos não alfabetizados: o avesso do avesso, de (Campinas, SP: Pontes, 1988), e Letramento e Alfabetização (São Paulo: Cortez, 1995). • Roxane Rojo - Alfabetização e letramento (Campinas, SP: Mercado de Letras, 1998), • Ângela Kleiman, Os significados do letramento (Campinas, SP: Mercado de Letras, 1995), e suas próprias considerações em Letramento: um tema em três gêneros (Belo Horizonte: Autêntica, 1998).

4 • Esse letramento, o letramento midiático na educação altera a relação do estudante com o ensino e a aprendizagem, e também modifica o papel do professor. • Pierre Levy (1999), declara que: “A cibercultura é o conjunto de técnicas (materiais e intelectuais), de práticas de atitudes, de modos de pensamento e de valores que se desenvolvem juntamente com o crescimento do ciberespaço” (p.17). • E é essa capacidade de agregar muitos modos de construção e veiculação de sentido é o que os teóricos da área de Semiótica e dos estudos das novas mídias definem como multimodalidade ou multimídia (GOMES, 2007, p ).

5 • Segundo o dicionário: • Na ling. Os vários modos de significar, próprios dos enunciados linguísticos. • Nas palavras de Kress e van Leeuwen (1996, p.183) : “é aquele cujo significado se realiza por mais de um código semiótico”. • Destarte, a análise de um texto deve focar mais os sistemas semióticos, em lugar de uma linguagem baseada apenas em sistemas de escrita. • Para Iedema (2003) a multimodalidade gira em torno de dois aspectos. O primeiro consiste na descentralização da linguagem como favorecedora da construção de sentido e o segundo se resume em um novo olhar sobre os cada vez mais tênues limites entre os papéis da linguagem, da imagem, do suporte, do layout, do desenho, do documento, entre outros.

6 • Quando a multimodalidade se apresenta nos hipertextos do ambiente digital, o que demanda a articulação de letramentos múltiplos para as várias semioses que podem estar presentes, fala-se em hipermodalidade ou hipermídia (LEMKE, 2002). • Os estudos sobre multimodalidade e hipermodalidade se desenvolveram bastante a partir de estudos sobre letramento visual [visual literacy], nos quais Kress e van Leeuwen (1996), partindo da grade conceitual da Gramática Sistêmico-Funcional de Halliday (1978; 1985; 1989), organizaram uma gramática explicativa a respeito das imagens estáticas presentes na sociedade contemporânea, destacando o sistema semiótico ‘pouco’ investigado até então.

7 • Outro motivo para os estudos da modalidade visual é que a sociedade contemporânea parece valorizar cada vez mais as imagens em prejuízo dos textos verbais escritos (KRESS, 1996; 2003; KRESS e VAN LEEUWEN, 1996). • Outra definição de letramento que está relacionada com as TIC e abrange tantos modos e meios de construção de sentido é a de transletramento: • “A habilidade de ler, escrever e interagir através de uma série de plataformas, ferramentas e mídias desde gesticulação e oralidade, passando pela escrita, imprensa, TV, rádio e filme, até as redes sociais digitais” (THOMAS, JOSEPH et al., 2007). • Os Letramento(s) Digital(is), por sua própria constituição, já agregam em si e se relacionam com múltiplas formas de letramento (BUZATO, 2007, p. 164).

8 • Na tentativa de reunir essa malha de dispersos letramentos, alguns teóricos juntam vários trabalhos acadêmicos sobre as TIC, como o modelo de Multiletramentos Digitais, de Selber (2004), que citaremos, sabendo não extinguir aqui a inclusão dos conceitos que nos direcionam ao que de fato intentamos pesquisar. • Rethinking Literacy Education in New Times: • Multimodality, Multiliteracies, & New Literacies • Jennifer Rowsell • Brock Unversity • Maureen Walsh • Australian Catholic University


Carregar ppt "Competências tecnopedagógicas de professores de Língua Portuguesa no Brasil e no Quebec • Objetivo: • Observar como o professor desenvolve a competência."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google