A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Lipídeos Definição Características –Insolubilidade em soluções aquosas Compartimentalização 1.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Lipídeos Definição Características –Insolubilidade em soluções aquosas Compartimentalização 1."— Transcrição da apresentação:

1 Lipídeos Definição Características –Insolubilidade em soluções aquosas Compartimentalização 1

2 Funções Reserva de energia Formação de barreira hidrofóbica –Componentes de membranas celulares e de estruturas subcelulares Isolantes térmico e elétrico Funções regulatórias –Vitaminas lipossolúveis 2 Controle da homeostase corporal –Hormônios esteróides –Prostagladinas

3 Lipídeos na dieta Ingestão diária – g 90% Triacilgliceróis 10% –Colesterol –Ésteres de colesterol –Fosfolipídeos –Ácidos graxos não esterificados 3 Triacilglicerol

4 Principais classes de lipídeos Ácidos graxos * Triacilgliceróis Fosfolipídeos –Glicerofosfolipídeos –Esfingofosfolipídeos Esteróis Eicosanóides Ceras 4

5 5 Ácidos carboxílicos (4-36 C) Saturados ou insaturados Cadeias ramificadas ou lineares Ponto de fusão influenciado por: –Tamanho da cadeia –Presença de insaturação Saturados (12-24 C) Sólidos a temp. ambiente Insaturados Líquidos temp. ambiente ÁCIDOS GRAXOS

6 6 Nomenclatura dos ácidos graxos

7 7 Omega 6 (ácido linoléico) –Óleos vegetais (milho, soja, girassol) –Diminuem a incidência de doença coronariana (  LDL e também HDL) Omegas 3 –Ácido  -linolênico (LNA) Óleos de plantas, semente de linhaça e feijão –Ácidos eicosapentaenóico (EPA) e docosahexaenóico (DHA) Óleos de peixes, principalmente de águas geladas. Promovem redução TAG – redução dos riscos de doenças coronarianas Antitrombogênicos (são convertidos a TXA 3 ) A importância dos Omega 3 e 6:

8 8 Ácidos graxos trans Formados a partir de ácidos graxos monoinsaturados monoinsaturado predominante nos alimentos: ácido oléico (cis-18:1n-9) –Hidrogenação catalítica Formação do ácido na forma TRANS –Ácido elaídico –Hidrogenação catalítica de óleos  viscosidade

9 9 Ácido linoléico conjugado (CLA) Produzido a partir do ácido linoléico no rumem –Hidrogenação por bactérias Incorporado na gordura do leite Efeitos do CLA: –Supressão da inflamação Reduzindo a formação de TNF e IL-6 por macrófagos de ratos –Potencialização da reposta imune Estimulando a fagocitose por linfócitos (ratos e galinhas) e a produção de IL-2 (linfócitos de camundongos) –Redução de LDL –Ação na produção de leptina Alimentos ricos em ALC também são ricos em gordura saturada !!!!!!!

10 10 TRIACILGLICERÓIS Lipídeos de reserva –Animais Adipócitos –Vegetais óleos das sementes Características estruturais –AG normalmente de  tipos C1 saturado C2 insaturado C3 saturado ou insaturado

11 H FOSFOLIPÍDEOS Glicerofosfolipídeos ou fosfoglicerídeos Esfingofosfolipídeos 11 Ácido fosfatídico Esfingomielina

12 12 ESTERÓIS COLESTEROL Ácidos biliares Hormônios corticosteróides Glicocorticóides Mineralocorticóides Hormônios sexuais Estrógenos Andrógenos Progestágenos

13 13 EICOSANÓIDES PROSTAGLANDINAS TROMBOXANOS LEUCOTRIENOS

14 14 Digestão dos lipídeos da dieta No estômago –Lipases lingual e gástrica Estáveis em pH entre 4,0 e 6,0 Degradação de TAG com AG de cadeias curta ou média No duodeno –Emulsificação  superfície das gotículas de lipídeos Permitir ação das enzimas digestivas –Sais biliares –Peristaltismo –Sais biliares Sintetizados pelo fígado a partir de ácidos biliares Conjugados a glicina ou taurina Ácido cólico

15 15 Digestão dos lipídeos da dieta Ação de enzimas pancreáticas no intestino –Sobre triacilgliceróis Lipase pancreática –Monoacilgliceróis e AGL Colipase –Sobre ésteres de colesterol Hidrolase de ésteres de colesterol (colesterol esterase ) –Sobre os fosfolipídeos Fosfolipase A 2 –Remoção de AG do C2 »Lisofosfolipídeo Lisofosfolipase –Remoção do AG C1

16 16 Controle hormonal do metabolismo lipídico no intestino delgado Colecistoquinina Contração da vesícula biliar Redução da motilidade gástrica Secreção de suco pancreático rico em enzimas Secretina Secreção de suco pancreático rico em bicarbonato

17 17 Absorção dos lipídeos pelos enterócitos Principais produtos da degradação dos lipídeos da dieta no jejuno: –AGL –Colesterol livre –Monoacilgliceróis Formação da micela mista –Absorção –AG cadeia curta e média Absorção não depende da micela –Passam direto para veia porta hepática micela mista

18 18 Quilomícron Formação do quilomícron no retículo endoplasmático

19 19 Secreção de lipídeos a partir dos enterócitos Formação dos quilomicra –Liberação por exocitose para os vãos lacteais Transporte pelo sistema linfático até o ducto toráxico –Transporte até o sangue pela veia subclávia esquerda

20 20 Utilização dos lipídeos da dieta : Triacilgliceróis –Músculo esquelético –Tecidos adiposo –Coração –Pulmões –Rins –Fígado Deficiência de lipase lipoprotéica –Hiperlipoproteinemia do tipo I Deficiência de Apo E –Tipo III (disbetalipoproteinemia) Lipoproteína lipase capilar miócito adipócito quilomícron

21 21 Esteatorréia

22 22 Referências Bibliográficas Champe, P.C.; Harvey, R.A; Ferrier, D.R. Bioquímica Ilustrada, traduzido por Carla Dalmaz. 3ª Ed., ARTMED, Campbell, M. K. Bioquímica; traduzido por Henrique B. Ferreira et al. 3ª ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 2001 Lehninger, A; Nelson, D.; Cox, M. Princípios de Bioquímica. Traduzido por Arnaldo A Simões, Wilson R. N. Lopes. 2ª ed., São Paulo: SARVIER, 2000 Devlin, T.M. Manual de Bioquímica Química Clínica com Correlações Clínicas; traduzido por Yara M. Michelacci et al. 4ª ed, São Paulo: Edgard Blücher Ltda, Cardoso, M. A. coordenação. Nutrição humana, Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.


Carregar ppt "Lipídeos Definição Características –Insolubilidade em soluções aquosas Compartimentalização 1."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google