A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SÍNDROME METABÓLICA Evandro Portes Diretor do Serviço de Endocrinologia e Metabologia Hospital do Servidor Público Estadual - SP.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SÍNDROME METABÓLICA Evandro Portes Diretor do Serviço de Endocrinologia e Metabologia Hospital do Servidor Público Estadual - SP."— Transcrição da apresentação:

1 SÍNDROME METABÓLICA Evandro Portes Diretor do Serviço de Endocrinologia e Metabologia Hospital do Servidor Público Estadual - SP

2 Conjunto de sinais e sintomas observáveis em vários processos patológicos diferentes e sem causa específica Dicionário HOUAISS da língua portuguesa SÍNDROME

3 INFERTILIDADE HIRSUTISMO ELEVAÇÃO PROLACTINA PELE OLEOSA ACNES CISTOS OVARIANOS OBESIDADE IRREGULARIDADE MENSTRUAL SÍNDROME DOS OVÁRIOS POLICÍSTICOS

4 DISLIPIDEMIA HIPERGLICEMIA OBESIDADE HIPERTENSÃO ARTERIAL ?

5 DeFronzo e Ferrannini, 1991 Síndrome de Resistência à Insulina Terminologia já utilizada na descrição desta condição clínica Kylin, 1923 Síndrome da Hipertensão – Hiperglicemia – Hiperuricemia Camus, 1966 Trisíndrome Metabólica Avogaro e Crepaldi, 1967 Síndrome Plurimetabólica Hanefeld and Leonhardt, 1981 Síndrome Metabólica Reaven, 1988 Síndrome X Kaplan, 1989 Síndrome do Quarterto mortal

6 OBESIDADE HIPERTENSÃO ARTERIAL HIPERGLICEMIA DISLIPIDEMIA SÍNDROME METABÓLICA

7 Síndrome Metabólica é a denominação dada a um conjunto de fatores de risco, que quando se expressam em um mesmo indivíduo, promovem o desenvolvimento da Doença Aterosclerótica, aumentando a morbimortalidade Cardiovascular DEFINIÇÃO

8 DIAGNÓSTICO DA SÍNDROME METABÓLICA

9 Aspecto Clínico WHOEGIRNCEP ATP III (2001) AACE (2003) IDF (2005) Resistência Insulínica + 2 dos critérios abaixo Insulina Plamática > 75 % percentil + 2 critérios Não analisada Presença de 3 entre os 5 abaixo Glicemia alterada + 1 dos criterios abaixo Peso IMC > 30 e/ou Cintura/quadril > 0.90 H > 0.85 M Circ. Abd. > 94 H > 80 M Circ. Abd. > 102 H > 88 M IMC > 25Circ. Abd. > 94 H > 80 M + 2 critérios abaixo Lípides TG > 150 e/ou HDL < 35 H HDL < 39 M TG > 150 e/ou HDL < 39 H ou M TG > 150 HDL < 40 H HDL < 50 M TG > 150 e HDL < 40 H HDL < 50 M TG > 150 HDL < 40 H HDL < 50 M Pressão Arterial > 140/90 mmHg > 130/85 mmHg Glicemia Diabetes Mellitus ou Glicemia alterada Glicemia alterada Jejum > 110 mg/dL Jejum > 100 mg/dL Outros Microalbuminúria (>20 mcg/min) Evidências de resistência insulínica CRITÉRIOS PROPOSTOS PARA DIAGNÓSTICO DA SÍNDROME METABÓLICA

10 Índice de Massa Corpórea (IMC) IMC = Peso em kg/Altura em metros 2 IMC = 68kg/1.70m 2 IMC = 68/2.89 IMC = 23,5

11 Índice de Massa Corpórea (IMC) Normal = 18 a 24.9 Sobrepeso = 25 a 29.9 Obesidade Grau I = 30 a 34,9 Obesidade Grau II = 35 a 39,9 Obesidade Grau III = > 40

12 Body-Mass Index and Mortality among 1.46 Million White Adults

13

14

15 Nieves, DJ - DIABETES, 2003 Correlação entre Obesidade Abdominal e Sensibilidade Insulínica

16 Aspecto Clínico WHO* (1998) EGIRNCEP ATP III (2001) AACE (2003) IDF (2005) Resistência Insulínica + 2 dos critérios abaixo Insulina Plamática > 75 % percentil + 2 critérios Não analisada Presença de 3 entre os 5 abaixo Glicemia alteradaa + 1 dos criterios abaixo Peso IMC > 30 e/ou Cintura/quadril > 0.90 H > 0.85 M Circ. Abd. > 94 H > 80 M Circ. Abd. > 102 H > 88 M IMC > 25Circ. Abd. > 94 H > 80 M + 2 critérios abaixo Lípides TG > 150 e/ou HDL < 35 H HDL < 39 M TG > 150 e/ou HDL < 39 H ou M TG > 150 HDL < 40 H HDL < 50 M TG > 150 e HDL < 40 H HDL < 50 M TG > 150 HDL < 40 H HDL < 50 M Pressão Arterial > 140/90 mmHg > 130/85 mmHg Glicemia Diabetes Mellitus ou Glicemia alterada Glicemia alterada Jejum > 110 mg/dL Jejum > 100 mg/dL Outros Microalbuminúria (>20 mcg/min) Evidências de resistência insulínica CRITÉRIOS PROPOSTOS PARA DIAGNÓSTICO DA SÍNDROME METABÓLICA * WHO – Organização Mundial da Saúde

17 Aspecto Clínico WHOEGIR *NCEP ATP III (2001) AACE (2003) IDF (2005) Resistência Insulínica + 2 dos critérios abaixo Insulina Plamática > percentil 75 % + 2 critérios Não analisada Presença de 3 entre os 5 abaixo Glicemia alterada + 1 dos criterios abaixo Não analisada Peso Cintura/quadril > 0.90 H > 0.85 M e/ou IMC > 30 Circ. Abd. (cm) > 94 H > 80 M Circ. Abd > 102 H > 88 M IMC > 25Circ. Abd. > 94 H > 80 M + 2 critérios abaixo Lípides TG > 150 e/ou HDL < 35 H HDL < 39 M TG > 150 HDL < 39 H ou M TG > 150 e/ou HDL < 40 H HDL < 50 M TG > 150 e HDL < 40 H HDL < 50 M TG > 150 HDL < 40 H HDL < 50 M Pressão Arterial > 140/90 mmHg > 130/85 mmHg Glicemia Diabetes Mellitus ou Glicemia alterada Glicemia alterada Jejum > 110 mg/dL Jejum > 100 mg/dL Outros MicroalbuminúriaEvidências de resistência insulínica CRITÉRIOS PROPOSTOS PARA DIAGNÓSTICO CLÍNICO DA SÍNDROME METABÓLICA * EGIR – Grupo Europeu de estudo da Resistência Insulínica

18 Aspecto Clínico WHOEGIRNCEP * ATP III (2001) AACE (2003) IDF (2005) Resistência Insulinica Resistência Insulínica + 2 dos critérios abaixo Insulina Plamática > 75 % percentil + 2 critérios Não analisada Presença de 3 entre os 5 abaixo Glicemia alterada + 1 dos criterios abaixo Não analisada Peso Cintura/quadril > 0.90 H > 0.85 M e/ou IMC > 30 Circ. Abd. > 94 H > 80 M Circ. Abd. (cm) > 102 H > 88 M IMC > 25Circ. Abd. > 94 H > 80 M + 2 critérios abaixo Lípides TG > 150 e/ou HDL < 35 H HDL < 39 M TG > 150 e/ou HDL < 39 H ou M TG > 150 HDL < 40 H HDL < 50 M TG > 150 e HDL < 40 H HDL < 50 M TG > 150 HDL < 40 H HDL < 50 M Pressão Arterial > 140/90 mmHg > 130/85 mmHg Glicemia Diabetes Mellitus ou Glicemia alterada Glicemia alterada Jejum > 110 mg/dL Jejum > 100 mg/dL Outros MicroalbuminúriaEvidências de resistência insulínica CRITÉRIOS PROPOSTOS PARA DIAGNÓSTICO CLÍNICO DA SÍNDROME METABÓLICA * NCEP ATP III – Programa Nacional de Educação em Colesterol: Painel do Tratamento do Adulto III

19 Aspecto Clínico WHOEGIRNCEP ATP III (2001) AACE * (2003) IDF (2005) Resistência Insulinica Resistência Insulínica + 2 dos critérios abaixo Insulina Plamática > 75 % percentil + 2 critérios Não analisada Presença de 3 entre os 5 abaixo Glicemia alterada + 1 dos criterios abaixo Não analisada Peso Cintura/quadril > 0.90 H > 0.85 M e/ou IMC > 30 Circ. Abd. > 94 H > 80 M Circ. Abd. > 102 H > 88 M IMC > 25Circ. Abd. > 94 H > 80 M + 2 critérios abaixo Lípides TG > 150 e/ou HDL < 35 H HDL < 39 M TG > 150 e/ou HDL < 39 H ou M TG > 150 HDL 40 H HDL < 50 M TG > 150 e HDL < 40 H HDL < 50 M TG > 150 HDL < 40 H HDL < 50 M Pressão Arterial > 140/90 mmHg > 130/85 mmHg Glicemia Diabetes Mellitus ou Glicemia alterada Glicemia alterada Jejum > 110 mg/dL Jejum > 100 mg/dL Outros MicroalbuminúriaEvidências de resistência insulínica CRITÉRIOS PROPOSTOS PARA DIAGNÓSTICO CLÍNICO DA SÍNDROME METABÓLICA * AACE – Associação Americana de Endocrinologistas Clínicos

20 Aspecto Clínico WHOEGIRNCEP ATP III (2001) AACE (2003) IDF * (2005) Resistência Insulinica Resistência Insulínica + 2 dos critérios abaixo Insulina Plamática > 75 % percentil + 2 critérios Não analisada Presença de 3 entre os 5 abaixo Glicemia alterada + 1 dos criterios abaixo Não analisada Peso Cintura/quadril > 0.90 H > 0.85 M e/ou IMC > 30 Circ. Abd. > 94 H > 80 M Circ. Abd. > 102 H > 88 M IMC > 25Circ. Abd. (cm) > 94 H > 80 M + 2 critérios abaixo Lípides TG > 150 e/ou HDL < 35 H HDL < 39 M TG > 150 e/ou HDL < 39 H ou M TG > 150 HDL 40 H HDL < 50 M TG > 150 e HDL < 40 H HDL < 50 M TG > 150 HDL < 40 H HDL < 50 M Pressão Arterial > 140/90 mmHg > 130/85 mmHg Glicemia Diabetes Mellitus ou Glicemia alterada Glicemia alteradaJejum > 110 mg/dL Jejum > 100 mg/dL Outros MicroalbuminúriaEvidências de resistência insulínica CRITÉRIOS PROPOSTOS PARA DIAGNÓSTICO CLÍNICO DA SÍNDROME METABÓLICA * IDF – Federação Internacional de Diabetes

21 Prevalência de Síndrome Metabólica na População Geral AusDiab Study Group Diabetes Care, 2002

22

23

24 Prevalência da Síndrome Metabólica em 8814 Americanos Ford, ES. JAMA, 2002

25 SÍNDROME METABÓLICA Aumenta o tecido adiposo Aumenta Inibidor do ativador do Plasminogênio (PAI 1) Diminui Adiponectina Ativação do sistema Renina-Angiotensina-Aldosterona Aumenta Interleucina 6 (Il 6) Aumenta Fator de Necrose Tumoral (TNF α) Aumento da resistência Insulínica Aumenta Resistina

26 0,68 1,09 1,93 3,01 3,88 5,75 Nível de Proteina C Reativa X componentes da Síndrome Metabólica

27 Níveis circulantes de Adiponectina e Doença Arterial Coronariana Ouchi, N. CIRCULATION, 1999

28 Morbidade e Mortalidade na Síndrome Metabólica Número de paciente avaliados: Idade: 35 a 70 anos Critérios: OMS Tempo do seguimento: 7 anos Risco de DAC: 3x Mortalidade Cardiovascular: 1,8x Isomma, B. CIRCULATION, 2001

29 Lakka, HM. JAMA, 2002 Mortalidade na Síndrome Metabólica 1209 Homens (42 a 60 anos)

30 OBJETIVOS DO TRATAMENTO Diminuir o risco da Doença Aterosclerótica Prevenir aparecimento do Diabetes Mellitus

31 SÍNDROME METABÓLICA COMO PREVENIR SUAS COMPLICAÇÕES ? Tratar a obesidade e estimular a atividade física Tratar e prevenir o Diabetes Mellitus Tratar a Hipertensão Arterial Tratar a Dislipidemia

32 TRATAMENTO (Obesidade) Dieta rica em fibra, pobre em gordura saturada e colesterol, diminuindo a ingesta de açucares simples Atividade física de 3 a 5 x por semana com duração de 30 a 60 minutos

33 Diminuir aproximadamente 600 calorias ao dia Carbohidratos50 a 60 % do Total Fibras20 a 30 g ao dia Gordura Total25 a 35 % do Total AG Saturados< 10% da caloria Total AG PoliinsaturadosAté 10% da caloria Total AG MonoinsaturadosAté 20% da caloria Total Colesterol< 300 mg/dia Proteina1 g/kg dia ou 15% do total Plano alimentar para paciente com Síndrome Metabólica

34 TRATAMENTO (Obesidade) A obesidade deve ser tratada com mudança alimentar e atividade física Drogas Anorexígenas ou disabsortivas: Sibutramina e o Orlistat Cirurgia bariátrica

35 Tratar Hipertensão Arterial para atingir níveis de PA < 130/85 mmHg Se portador de DM < 130/80 mmHg Se tiver nefropatia < 120/75 mmHg No Tratamento da Hipertensão pode ser usado: Diuréticos, beta bloqueadores, antagonista de canal do cálcio, inibidor de enzima conversora de angiotensina, bloqueador de receptor de angiotensina. TRATAMENTO (Hipertensão Arterial) Para atingir estas metas é freqüente a necessidade de associação de drogas anti hipertensivas

36

37 O Diabetes Mellitus deve ser tratado com drogas, associados à dieta + atividade física. TRATAMENTO (Diabetes Mellitus) Dar preferência para drogas sensibilizadoras da ação da Insulina como a Metformina. Associar Incretinomimético quando necessário

38 TRATAMENTO (Dislipidemia) A hiperlipemia deve ser tratada de acordo com as metas a serem atingidas. As estatinas são as drogas de escolha para redução do LDL colesterol. Os fibratos são as drogas de escolha para redução dos triglicérides O ácido nicotínico pode ser usado para aumentar HDL colesterol.

39 Baixo risco Médio risco Alto risco Muito alto risco LDL colesterol (mg/dL) < 160< 130< 100< 70 HDL colesterol (mg/dL) > 40 > 45 Triglicérides (mg/dL) < 150 Metas Lipídicas propostas para prevenção de Doença Aterosclerótica


Carregar ppt "SÍNDROME METABÓLICA Evandro Portes Diretor do Serviço de Endocrinologia e Metabologia Hospital do Servidor Público Estadual - SP."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google