A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

17 e 18 de novembro de 2011 II Seminário Institucional de Avaliação e Planejamento da Pós-Graduação da UFSM Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "17 e 18 de novembro de 2011 II Seminário Institucional de Avaliação e Planejamento da Pós-Graduação da UFSM Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade."— Transcrição da apresentação:

1 17 e 18 de novembro de 2011 II Seminário Institucional de Avaliação e Planejamento da Pós-Graduação da UFSM Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade Animal Conceito na Capes: 4 Área: Biodiversidade Início do Curso:  Mestrado: 2003  Doutorado: 2009 Apresentadora: Prof. Sonia Zanini Cechin Centro de Ciências Naturais e Exatas MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA COMITÊ ASSESSOR DA PRPGP

2 Pontos fortes do Programa  Ampliação e consolidação NP em curto espaço de tempo; 11 NP triênio passado para 13 no triênio atual; Nº total docentes: 14 triênio passado para 19 no triênio atual.  Incremento da produção intelectual qualificada; Triênio passado: número de artigos/NP = 9,7; nas faixas A1+A2+B1 /NP = 3,0;  2011: número artigos/NP = 3,4; nas faixas A1+A2+B1 = 2,0 (alteração devido novo Qualis)  Boa capacidade de obter apoio financeiro para projetos (projetos relevantes aprovados nos últimos 5 anos): Sisbiota, Pesquisador Gaúcho, Projeto Genoma...  Grande procura de alunos (processo de seleção 2010 = 50 inscritos; 2011 = 52)  Alta porcentagem de titulados e baixa evasão (desde 2003 apenas 03 alunos)  Aumento de nota e aprovação do doutorado em curto espaço de tempo;

3 Pontos fortes do Programa  Estímulo à produção intelectual discente: - Criação de disciplinas que validam créditos às publicações discentes; - Qualificação doutorado: defesa de artigo a ser submetido em periódicos qualificados (B1 ou superior); Acompanhamento dos alunos pela Comissão Científica a)Avaliações semestrais, com banca externa para avaliar defesa de projetos e posterior monitoramento do andamento dos projetos; Visibilidade e transparência: a)Site do PPG informativo; b)Distribuição de recursos Proap (60% docentes): número de orientados + produção A1 + A2 + B1 + B2)

4 Pontos fracos do Programa  Produção intelectual qualificada desequilibrada no NP;  Participação discente na produção intelectual ainda aquém do desejado (60%), embora crescente (~50%);  Relação orientador/discente, na média, baixa e distribuída de forma não equitativa (2010: 2,3 alunos/NP; 2011: 3,8 alunos/NP, maior desde a criação do PG);  Atividades de pesquisas comprometidas pela atual estrutura logística de uso de transporte na UFSM (limita e encarece as atividades de coleta de dados);  Necessidade de maior integração entre os grupos de pesquisa;  Ampliação restrita em virtude da escassez de espaço físico e sem perspectiva de contratação docente para novas áreas com grande procura;  Objeto de estudo (coleções científicas) com problemas sérios de acondicionamento, falta de espaço e de um técnico p/ curadoria (pequenas melhoras).

5 METAS RELATIVAS AO EIXO 1 PROPOSTA DO PROGRAMA MetaViabilidadeAmeaças internas Ameaças externas Priorida de 1 a 5 Resultado alcançado Expandir ingresso de discentes, mantendo a qualidade Alta, com a implantação doutorado e credenciamento de novos orientadores com novas linhas de pesquisa; Garantir a qualidade; Maior flexibilidade no uso dos recursos; Excesso de burocracia na utilização dos recursos; Limitação do espaço físico; 1Nº alunos 2009: : : 49 Aprovar um PROCAD; Corpo docente consolidado; Interesses de outros PPGs; Envolvimento de docentes e discentes; Demanda maior do que os recursos; prioridade da região sul; 2Foi encaminhada proposta, parceria com PPG nota 6

6 METAS RELATIVAS AO EIXO 2 CORPO DOCENTE MetaViabilidadeAmeaças internasAmeaças externas Prioridade 1 a 5 Ampliar em 20% docentes PQs e a produção qualificada com participação discente; Ampliar recursos para traduções, revisões, pagamento de taxas... Falta de apoio chefias deptos (carga horária alta); Falta de espaço físico para docentes de outros departamentos; Não oferta de bolsas PQs; Falta de recursos; 1 Parcialmente alcançada Equilibrar a distribuição orientador X discente Baixa produção de alguns docentes (carga horária alta.....) 2 Difícil alcance (perfil) Manter um docente/ano em pós- doc. Disponibilidade dos docentes; Excesso de atribuições didáticas e burocráticas (substituto); Não há.3 Parcialmente alcançada NP

7 METAS RELATIVAS AO EIXO 3 ATIVIDADES DE PESQUISA MetaViabilidadeAmeaças internas Ameaças externas Prioridade 1 a 5 Submissão de no mínimo um projeto/ano/docen te Envolvimento dos docentes e discentes. Contrapartida da instituição (espaço físico) Valor reduzido de financiamento pelos órgãos de fomento e alta demanda. 1 Alcançada Submissão de grandes projetos com envolvimento de várias linhas de pesquisa Envolvimento dos docentes e discentes. Contrapartida da instituição (espaço físico); Idem anterior;2 Alcançada (Procad, Sisbiota) Número de projetos de pesquisa

8 METAS RELATIVAS AO EIXO 4 PRODUÇÃO INTELECTUAL MetaViabilidadeAmeaças internasAmeaças externas Prioridade 1 a 5 Atingir 60% da produção com participação de discentes e de egressos; Cumprimento dos critérios para manutenção do credenciamento; Acompanhamento dos alunos pela comissão científica; Maior empenho discente e docente; Envolvimento departamentos; Maior aporte recursos para publicações; Engessamen to no uso dos recursos; 1 32 artigos alunos e egressos 2011 = 54,2% Atingir, no máximo, 20% do NP com produção inferior a 50% da média; Cumprimento dos critérios para manutenção do credenciamento; Maior empenho docente e discente; Engessamen to no uso dos recursos; 2 46%; Não alcançada Trabalhos completos em periódicos

9 METAS RELATIVAS AO EIXO 5 - ATIVIDADES DE FORMAÇÃO Capacidade de formação MESTRADO  Número de discentes matriculados em cada ano  Número de titulados em cada ano DOUTORADO  Número de discentes matriculados em cada ano MetaViabilidadeAmeaças internasAmeaças externasPrioridad e Aumentar o ingresso e titulação de discentes em 40% Efetiva com aumento de docentes e advento do doutorado. Restrições logísticas (espaço físico, funcionários) e liberação de docentes por alguns Departamentos. Repasse de recursos não acompanhar o aumento de discentes; Evasão por falta de bolsas a 2011, aumentou 61% Alcançar o número de três orientados/orient ador Aumento no número de bolsas; Disponibilidade de orientador; Em alguns casos, limitação da Capes 2 Alcançada 3,8 alunos/NP Reestruturar o processo seletivo; Realizado, mudança no edital ingresso Não houve 3 Alcançada

10 EIXO 6 DESTINO DOS MESTRES E DOUTORES EGRESSOS Situação dos egressosMestresDoutores Total de egressos5200 Porcentual de egressos como professores universitários, IFETs ou pesquisadores em institutos de pesquisa ou semelhantes 1400 Porcentual de egressos que participam em Programas de PG2000 Professores de escolas de ensino médio, empresas de consultoria....; 1600

11 EIXO 7 ANÁLISE DO AMBIENTE INTERNO - SATISFAÇÃO INTERNA - Número de bolsas e grade curricular satisfatórios; - Disciplina integradora PPG (Biologia de Campo do Bioma Pampa); - Necessidade de maior flexibilidade e agilidade no uso dos recursos para viabilizar os projetos de D&T (diárias); - Sugestão de reformulação na disciplina de Seminários (número de alunos); - Satisfação com o empenho da Coordenação estimulando docentes na busca por mais recursos (via editais); - Defesas de dissertação por parecer e, banca de qualificação de doutorado, com menor número de integrantes; - Constatação de melhorias para o desenvolvimento das pesquisas (reforma de laboratórios e aquisição de equipamentos); necessidade de melhorias nas coleções; - Possibilidade de utilização de carros oficiais para coleta de dados (docentes e doutorandos);

12 METAS RELATIVAS AO EIXO 8 INFRA-ESTRUTURA MetaViabilidadeAmeaças internasAmeaças externas Prioridade 1 a 5 Ampliação espaço físico e melhoria das coleções científicas Interesse de contrapartida da Instituição Inviabilizar estudos pela falta de espaço para acondicionar material de pesquisa; Falta de recursos para ampliação espaço e melhoria coleções; 1 Compra armários adequados; Estruturar uma disciplina integradora (Biologia de Campo do Bioma Pampa) Demanda dos alunos e apoio docente; Burocracia; Falta de apoio logístico (custo alto; autonomia de locomoção); Recursos insuficientes; 2 Em andamento Docentes do NP deverão submeter projeto solicitando recursos e equipamentos, pelo menos, uma vez no triênio Disponibilidade e auxílio dos discentes com os orientadores para viabilizar a proposta Falta de integração;Alta concorrência 3 Alcançada

13 METAS RELATIVAS AO EIXO 9 INSERÇÃO SOCIAL MetaViabilidadeAmeaças internasAmeaças externas Prioridade 1 a 5 Aprovar um PROCAD como proponente; AltaDisposição do envolvimento docente; Distância geográfica com grandes centros, já envolvidos com outros PGs 1 Submetido, em análise Atingir 30% doutorandos com programa sanduíche AltaDisposição dos alunos; Redução oferta de bolsas; 2 Cotas foram preenchida s (2/ano)

14 CONSOLIDAÇÃO DOS 9 EIXOS  Aumentar o número de ingressos;  Alcançamos um aumento de 61% de 2009 a  Aumentar a produção qualificada docente e discente, tornado-a mais equilibrada;  Perfil docente!!!  Melhoria das condições da Coleção Científica (objeto dos estudos do PPG);  Pequenos avanços;  Melhorar o apoio logístico (p. e., deslocamento), para viabilizar os estudos de campo e disciplinas de campo;  Não houve avanço.  Ampliação do espaço físico e da aquisição de equipamentos de uso compartilhado;  Pequenos avanços (Reformas de algumas salas; Pró-Equipamentos); PRINCIPAIS METAS


Carregar ppt "17 e 18 de novembro de 2011 II Seminário Institucional de Avaliação e Planejamento da Pós-Graduação da UFSM Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google