A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROBLEMA 3 Cenário: A alteração dos manguezais (antropização) e introdução de espécies exóticas (Pterois) esta modificando a composição e abundancia de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROBLEMA 3 Cenário: A alteração dos manguezais (antropização) e introdução de espécies exóticas (Pterois) esta modificando a composição e abundancia de."— Transcrição da apresentação:

1 PROBLEMA 3 Cenário: A alteração dos manguezais (antropização) e introdução de espécies exóticas (Pterois) esta modificando a composição e abundancia de espécies de peixes de recife do caribe (inclusive o budião). Questões: 1 - Como este cenário afeta o tamanho populacional do Budião, considerando a sua historia de vida? 2 - Como este cenário afeta as outras espécies de peixe e as espécies de corais? 3 - Neste cenário, qual a nossa proposta para a atividade pesqueira? Quais os fatores? O que eles ocasionam? Que tipo de pressão? E como ela afetam as populações de peixes incluindo os budião?

2 IMPORTANCIA DOS MANGUEZAIS O maior peixe herbívoro no Atlântico, Scarus guacamaia tem uma dependência funcional em manguezais e sofreu extinção local após a remoção dos manguezais, Belize. Mumby, 2004 Para Scarus guacamaia, os juvenis foram observados exclusivamente em manguezais, enquanto os adultos só ocorreram no recife coral. Dorenbos ch, 2006 Macheme r, 2012 O manguezal é muito importante como um habitat de berçários intermediário por incrementar a taxa de sobrevivência das formas juvenis de peixes de coral, influenciando a diversidade da estrutura de sua comunidade. Várias espécies de peixes próprios à pesca comercial tem sua biomassa mais que dobrada quando seus habitats enquanto adultos são ligados ao mangue. Fonte: Mangroves enhance the biomass of coral reef fish communities in the Caribbean NATURE |VOL 427 | 5 FEBRUARY 2004

3 IMPACTOS NOS MANGUEZAIS DO CARIBE Extrativismo de moluscos Retirada de árvores em decorrência da construção civil Poluição: - Exploração de petróleo As áreas acabam sendo destruídas por conta de vazamentos. - Agrotóxicos (exploração agrícola) - Aqüicultura - Efluentes domésticos (expansão da ocupação humana) Reduz a biodiversidade Reduz a oferta de alimento Reduz a biodiversidade do mangue, que é berçário do coral e por isso, sofre redução de biodiversidade, consequentemente afeta a população de budiões. Ellison, A.M.and Farnsworth

4

5 DISTRIBUIÇÃO ORIGINAL DO PEIXE LEÃO Figura 1. Mapa que indica la distribución original de Pterois volitans (en verde) y P. miles (en azul), adaptado de Schultz (1986) y Randall (2005). La estrella que aparece en el Mediterráneo indica la migración Lessepsiana de P. miles por el Canal de Suez (Golani y Sonin 1992). Las zonas coloreadas en rojo indican la distribución de la invasión de de P. volitans y P. miles en las Américas (tomado de Schofield et al. 2012). La posible distribución futura del pez león a lo largo de las costas de América del Sur aparece en trama roja (tomado de Morris y Whitfield 2009). FONTE: Gómez et al, ICRI, 2013

6 DISTRIBUIÇÃO CARIBE Figura 2. Distribución actual del pez león invasor en el Caribe (actualizada en febrero de 2013). Florida fue el primer lugar donde el pez león fueron documentados en la región del Gran Caribe. FONTE: Gómez et al, ICRI, 2013 A invasão se deu via dispersão larval original dos EUA – Morris, 2009 INSERIR ANIMAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO

7 Generalistas quando adultos; Cardumes de 2 a 10 indivíduos; São solitários quando juvenis e agrupam-se quando adultos; Grande poder de reprodução; Salinidade e temperatura são limitantes; Não é muito suscetível à parasitismo; Bastante tempo sem comer – até doze semanas; 2 espécies introduzidas; Predação diurna (manhã); Impacto que causa predando larvas pode ter respostas diferenciadas a depender da profundidade nos recifes; Larvas são flutuantes (25 a 40 dias - baseado em outra espécie); a dispersão ocorre presumidamente na fase larval a grandes distâncias e depois são recrutados para os recifes; Outras espécies não o reconhecem como ameaça – não desenvolveram defesas por ser uma espécie exótica introduzida; Desova várias vezes por mês ao longo de todo o ano, com produção de de ovos por fêmeas... Morris, 2009 / Morris and Withfield, 2009 ASPECTOS QUE CONTRIBUEM PARA DISTRIBUIÇÃO DO LIONFISH

8 Seus efeitos se manifestam, principalmente, com a redução alarmante das populações nativas que habitam os recifes de cada localidade. Por sua vez, esta redução pode resultar em redução do crescimento e sobrevivência dos predadores nativos. Acredita-se atualmente que a invasão do peixe-leão tem perturbado o equilíbrio dos ecossistemas recifais do Caribe, o que também afeta outros ecossistemas relacionados, tais como ervas marinhas e mangues, embora esta ainda não é comprovada cientificamente. Gómez et al, 2013 Preda maioria teleósteos (78%) e Crustáceos (14%); 10 famílias principais de teleosteos: Gobiidae, Labridae, Apogonidae, Gramatidae, Pomacentridae, Serranidae, Blennidae, Atherinidae, Mullidae and Monacanthidae. Morris, 2009 O aumento na abundância do peixe leão foi correlacionado coma redução de 65% da biomassa de peixes pequenos nas Bahamas, Black et al 2014 / Um único peixe leão diminui o recrutamento nos recifes de até 70%. Gonzales et al, 2011 Estudos de 2010 e 2013 revelam a presença do peixe leão em manguezais nas Bahamas. Foram encontrados Scarideos no conteúdo estomacal de peixes leões encontrados em recifes. Barbour et al, 2010 / Pimiento et al, 2013 ASPECTOS RELEVANTES SOBRE O PEIXE LEÃO

9 ASPECTOS FUNCIONAIS DOS PARROTHFISHES NOS RECIFES DE CORAIS Peixes papagaio são os principais agentes responsáveis ​​por uma série de processos ecológicos fundamentais nos recifes de coral, ou seja, bioerosão, produção e transporte de sedimentos, o fornecimento de espaço para o estabelecimento do coral e predação de colônias de corais vivos. Machmer, 2012 / Mumby,2008 /Bonaldo et al, Seus papéis funcionais são altamente dependentes do modo de alimentação das espécies (raspadores, escavadeiras e navegadores) e tamanho do corpo, com indivíduos maiores tendo um efeito desproporcionalmente maior sobre a dinâmica das comunidades bentônicas do que membros da mesma espécie menores. Bonaldo et al, 2014 Herbivoria tem sido reconhecida como um processo chave na determinação da estrutura da comunidade bentônica dos recifes. Dentre estes os papagaios herbívoros, exercem controle top-down sobre as comunidades de algas, sendo agentes principais para uma série de processos ecológicos fundamentais sobre os recifes de coral. Bonaldo et al, 2014

10 Tamanho dos indivíduos = Abundância relativa Espessura das setas = representa a força de interação entre os organismos Aptos para consumo humano; Importância econômica superior para aquariofilia Setas representam os efeitos diretos da predação (incluindo pesca) Exceto em 2 casos que representam os efeitos competitivos: (1)algas e coral e (2)peixe leão e outro mesopredador e juvenis de outros predadores de topo. Setas representam os efeitos indiretos positivos dos herbívoros na estrutura dos recifes Mark A. Albins & Mark A. Hixon, 2011 CENÁRIOS...

11 COMO INTERFERE NA DINÂMICA DOS RECIFES DE CORAIS?

12 COMO PODE INTERFERIR NA DINÂMICA POPULACIONAL DO S. guacamaia?

13 FUNÇÕES SOCIOECONÔMICAS O PEIXE LEÃO Aptos para consumo humano; Importância econômica superior para aquariofilia


Carregar ppt "PROBLEMA 3 Cenário: A alteração dos manguezais (antropização) e introdução de espécies exóticas (Pterois) esta modificando a composição e abundancia de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google