A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

WEBQUEST O que é Como elaborar Como avaliar. O QUE É WEBQUEST? Webquest é uma atividade de aprendizagem que aproveita a imensa riqueza de informações.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "WEBQUEST O que é Como elaborar Como avaliar. O QUE É WEBQUEST? Webquest é uma atividade de aprendizagem que aproveita a imensa riqueza de informações."— Transcrição da apresentação:

1 WEBQUEST O que é Como elaborar Como avaliar

2 O QUE É WEBQUEST? Webquest é uma atividade de aprendizagem que aproveita a imensa riqueza de informações que, dia a dia, cresce na Web. O conceito de webquest foi criado em 1995, por Bernie Dodge, professor da universidade estadual da Califórnia, EUA, como proposta metodológica para usar a Internet de forma criativa. Dodge a define assim: "Webquest é uma atividade investigativa, em que alguma ou toda a informação com que os alunos interagem provém da Internet."

3 Em geral, uma webquest é elaborada pelo professor, para ser solucionada pelos alunos, reunidos em grupos. A webquest sempre parte de um tema (o Egito Antigo, por exemplo) e propõe uma Tarefa, que envolve consultar fontes de informação especialmente selecionadas pelo professor. Essas fontes (também chamadas de recursos) podem ser livros, vídeos, e mesmo pessoas a entrevistar, mas normalmente são sites ou páginas na Web. É comum que a Tarefa exija dos alunos a representação de papéis (faraó, arquiteto, escravo), para promover o contraste de pontos de vista ou a união de esforços em torno de um objetivo.

4 Bernie Dodge divide a webquest em dois tipos, ligados à duração do projeto e à dimensão de aprendizagem envolvida: Webquest curta - leva de uma a três aulas para ser explorada pelos alunos e tem como objetivo a aquisição e integração de conhecimentos. Webquest longa - leva de uma semana a um mês para ser explorada pelos alunos, em sala de aula, e tem como objetivo a extensão e o refinamento de conhecimentos.

5 Seções da webquest (WQ) Como regra geral, uma webquest é constituída de sete seções: Introdução Tarefa Processo Fontes de informação Avaliação Conclusão Créditos

6 WQ – Introdução A Introdução é um texto curto, que apresenta o tema e antecipa para os alunos que atividades eles terão de realizar. Se a WQ tem um cenário ou pede representação de papéis ("Você é um detetive tentando descobrir um poeta misterioso"), isso deve ser mencionado na Introdução.

7 WQ - Tarefa A Tarefa descreve que produto se espera dos alunos ao final da webquest e que ferramentas devem ser utilizadas para elaborá- lo (um determinado software, por exemplo). Exemplos de Tarefas: resolver um problema; solucionar um mistério; formular e defender uma opinião; analisar uma problemática; colocar em palavras uma descoberta pessoal; elaborar um resumo; inventar uma mensagem persuasiva; redigir um relato jornalístico, ou qualquer coisa que exija dos aprendizes processar e transformar as informações coletadas.

8 WQ - Processo O Processo deve apresentar os passos que os alunos terão de percorrer para desenvolver a Tarefa. Quanto mais detalhado for o processo, melhor. Exemplo: Primeiro, formem grupos de três alunos. Em seguida, decidam o papel que cada um vai representar....e assim por diante. Na seção Processo, também cabe sugerir de que forma os alunos deverão organizar as informações que serão reunidas: usando fluxogramas, mapas mentais, checklists etc.checklists

9 WQ – Fontes de Informação As fontes de informação (também chamadas de recursos) são os sites e páginas Web que o professor escolhe e que devem ser consultados pelos alunos para realizar a Tarefa. As fontes de informação costumam ser parte integrante da seção Processo, mas também podem constituir uma seção separada.

10 WQ - Avaliação Na seção Avaliação, o aluno deve ser informado sobre como o seu desempenho será avaliado e em que casos a verificação será individual ou coletiva. O gabarito de avaliação abaixo pode ser usado pelo professor para montar essa seção. O que aparece na tabela são instruções do que o professor deve escrever em cada coluna:

11 EtapasNível Iniciante 1 ponto Nível Aprendiz 2 pontos Nível Profissional 3 pontos Nível Mestre 4 pontos Pontos 1ª Etapa Escreva aqui o objetivo ou desempenho esperado Dê uma descrição que reflita um nível iniciante de desempenho (Exemplo: pouco interesse; pouca participação nas discussões) Dê uma descrição que reflita uma certa desenvoltura e movimento em direção ao domínio do desempenho (Exemplo: interesse superficial; alguma participação nas discussões) Dê uma descrição que reflita o domínio do desempenho (Exemplo: bom nível de interesse; boa participação nas discussões) Dê uma descrição que reflita o nível mais alto de desempenho (Exemplo: profundo interesse: excelente participação nas discussões) 2ª Etapa

12 WQ - Conclusão A Conclusão deve resumir, em poucas frases, os assuntos explorados na webquest e os objetivos supostamente atingidos. A conclusão é também o espaço para incentivar o aluno a continuar refletindo sobre o assunto, através de questões retóricas e links adicionais.

13 WQ – Créditos A seção de Créditos deve apresentar as fontes de todos os materiais utilizados na webquest: imagens, músicas, textos, livros, sites, páginas Web. Se as fontes são sites ou páginas Web, colocam-se os links. Quando os materiais são físicos, colocam- se as referências bibliográficas. Créditos é também o espaço dos agradecimentos a pessoas ou instituições que de algum modo tenham colaborado na elaboração da webquest.

14 WQ – Como elaborar O processo de construção de uma webquest, desde a "tela em branco" até a sua utilização, se desdobra em três etapas: Planejar - O planejamento é o aspecto pedagógico da elaboração. É o momento de definir o conteúdo da webquest. É uma etapa de criação, que demanda tempo e reflexão, e não exige o uso do computador. Formatar - A formatação é o aspecto editorial da elaboração. É o momento de inserir o conteúdo (definido na etapa de planejamento) num gabarito que contém as seções típicas de uma WQ: Introdução, Tarefa, Processo, fontes de informação, Avaliação, Conclusão. Nessa etapa, vale incluir imagens, revisar e dar acabamento na webquest. Publicar - Publicar significa pôr a webquest no ar. É o momento de tomar as providências técnicas para que a webquest possa ser acessada e utilizada pelas pessoas, na Internet.

15 Para orientá-lo no processo de elaboração, montamos um roteiro de 9 passos, que abrange as três etapas descritas acima: 1. Defina o tema 2. Selecione as fontes de informação 3. Delineie a Tarefa 4. Estruture o Processo 5. Escreva a Introdução 6. Escreva a Conclusão 7. Insira o conteúdo no gabarito 8. Faça os acertos finais 9. Publique a webquest

16 Defina o Tema Webquests são atividades curriculares, por isso, escolha um tema que faça parte do currículo. Pense num assunto para o qual você possa dar uma abordagem interessante e cujo desenvolvimento possa melhorar suas aulas. A escolha do tema está ligada à disponibilidade de fontes de informação, que são geralmente sites ou páginas na Web (mas não somente). Ao pensar sobre o tema, vá navegando na Web para avaliar se há bons sites e páginas sobre o assunto.

17 Selecione as fontes de informação Numa webquest, as fontes de informação são geralmente sites, mas não exclusivamente. Podem ser também livros, revistas, jornais, até uma entrevista com um especialista, ou qualquer outra fonte que você julgar conveniente. Para selecionar as fontes de informação ligadas ao tema da sua webquest, recomendamos que você: Faça uma seleção inicial de sites e páginas. Reavalie a seleção e fique com os melhores e mais adequados. Avalie a conveniência de utilizar outro tipo de fonte: livros, revistas, artigos, discos, vídeos etc. Defina a lista final de recursos online e offline a ser usada pelos alunos na realização da Tarefa. Bernie Dodge apresenta quatro dicas de como tirar o melhor proveito de sites de busca.quatro dicas

18 Delineie a Tarefa A Tarefa é a alma de uma webquest. Por essa razão, dedique seus melhores esforços para planejar uma Tarefa que seja motivante e desafiadora, que realmente possa ser realizada e que tenha a ver com a vida real. Se possível, evite coisas muito escolares como seminários, palestras, questionários. Para delinear a Tarefa, sugerimos que você: Examine Tarefas de boas webquests. Determine uma Tarefa que seja realizável e plausível. Dê asas à imaginação: arrisque algo diferente da sua rotina didática. Troque idéias com seus colegas, peça a opinião deles.

19 Links relacionados Taskonomia: uma taxonomia de tarefas / Webquest Taskonomy: a taxonomy of tasks Taskonomia: uma taxonomia de tarefas Webquest Taskonomy: a taxonomy of tasks Taxonomia que descreve os formatos de Tarefas mais usados em WQs e como tirar bom proveito delas. Classificação de Bloom / Bloom's Taxonomy of the Cognitive Domain Classificação de Bloom Bloom's Taxonomy of the Cognitive Domain Resumo da classificação dos saberes de acordo com Bloom, educador americano.

20 Estruture o processo Na seção Processo, você deve explicar passo a passo como o grupo deve realizar a Tarefa e que fontes de informação devem ser usadas em cada etapa. É freqüente pedir aos alunos que desempenhem papéis, porque isso permite diferentes perspectivas de um mesmo problema. Se a sua webquest é desse tipo, descreva no Processo quais são as características de cada papel e quem vai representar cada um. Em resumo, siga os passos: Estabeleça quais fontes de informação deverão ser consultadas e quando. Descreva e atribua a cada aluno o papel que terá de desempenhar.

21 Links relacionados Process checklist Lista que ajuda a enxergar os detalhes que podem fazer a diferença entre uma seção Processo boa ou ruim.

22 Escreva a introdução O texto de Introdução de uma webquest deve ser direto, instigante, envolvente, motivante. Seja direto. Use linguagem clara e compreensível. Lembre-se de que a pessoa estará lendo o texto na tela do computador, por isso, seja breve. Evite abordagem professoral. Escreva um texto dirigido ao seu público-alvo. Motive o público-alvo da sua WQ. Seja breve. Evite didatismo.

23 Escreva a conclusão Do mesmo modo que a Introdução, a Conclusão deve ser clara, breve e simples. Entretanto, a Conclusão tem o papel de promover a reflexão sobre o que foi visto e incentivar a continuidade do trabalho. Reafirme aspectos de interesse registrados na Introdução. Realce a importância daquilo que os alunos exploraram. Aponte caminhos que possam ajudar os alunos a continuar estudos e investigações sobre o tema.

24 Insira o conteúdo no gabarito Nessa etapa, você vai formatar o conteúdo que definiu no planejamento, inserindo-o num gabarito especial. O gabarito apresenta campos para inserir o conteúdo já nos lugares apropriados: seção Introdução, seção Tarefa, seção Processo etc.gabarito Para usar o gabarito, é necessário abri-lo usando um editor de html.

25 Links relacionados Gabaritos em português / Gabaritos em inglês Gabaritos em português Gabaritos em inglês Ferramentas de produção Seção do portal da Escola do Futuro da USP que reúne ferramentas de uso gratuito, úteis na produção de WQs: acervos de imagens, editores de html, hospedagem de sites etc.

26 Faça os acertos finais Depois de inserir a webquest no gabarito, avalie a conveniência de incluir imagens, ou outros elementos, com o objetivo de enriquecer ou esclarecer certos aspectos. Coloque os créditos. Nada mais descuidado que uma webquest sem autores. Indique todas as fontes que usou, sejam sites ou livros. Agradeça a quem colaborou. Revise o material e procure testá-lo, para depois fazer ajustes finais.

27 Em resumo, sugerimos que você: Coloque imagens para enriquecer ou esclarecer aspectos da WQ. Coloque os créditos. Revise todo o conteúdo. Revise o texto. Teste a sua WQ com um grupo de alunos. Peça a colegas que avaliem a sua WQ.

28 Links relacionados Uma rubrica para avaliar webquests / A rubric for evaluating webquests Uma rubrica para avaliar webquests A rubric for evaluating webquests Critérios para avaliar a qualidade de uma webquest, do ponto de vista pedagógico, gráfico, de navegação, entre outros quesitos. Fine points: little things that make a big difference Dicas de como fazer uma página bem planejada e organizada, para realçar o conteúdo da sua webquest.

29 Publique a webquest Depois que a sua webquest estiver pronta, revisada, testada e finalizada, é preciso colocá-la no ar, isto é, publicá-la na Internet, para que possa ser acessada e utilizada pelas pessoas. Para fazer isso, é preciso hospedar a webquest num servidor. Existem serviços de hospedagem gratuitos, que irão lhe dar todas as instruções de como publicar a sua webquest.

30 Fonte – SENAC/SP - WebQuest


Carregar ppt "WEBQUEST O que é Como elaborar Como avaliar. O QUE É WEBQUEST? Webquest é uma atividade de aprendizagem que aproveita a imensa riqueza de informações."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google