A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ms. Luiz A. Cabañas PÓS GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO. ADMINISTRAÇÃO APLICADA À ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ms. Luiz A. Cabañas PÓS GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO. ADMINISTRAÇÃO APLICADA À ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO."— Transcrição da apresentação:

1

2 Ms. Luiz A. Cabañas PÓS GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO. ADMINISTRAÇÃO APLICADA À ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO.

3 Ms. Luiz A. Cabañas Modelo de Gestão É A BASE DE TODA A EMPRESA DEVE SER EXPLICITO MAS.... MUITAS VEZES É IMPLÍCITO OU INEXISTE

4 Ms. Luiz A. Cabañas MISSÃOVISÃOVALORES

5 ESTRATÉGIA GESTÃO E ORGANIZAÇÃO COMPORTAMENTO - ESTRUTURA - PROCESSOS - SISTEMAS - INFORMAÇÃO - CRENÇAS - VALORES - ATITUDES - PADRÕES DE COMPORTAMENTO - NORMAS - NEGÓCIOS - PRIORIDADES - FORMA DE ATUAÇÃO MODELO DE GESTÃO

6 Ms. Luiz A. Cabañas Missão Passado Transição Missão Presente Futuro Missão P R O P Ó S I T O OBJETIVOS BARREIRAS Visão Alvo Estratégia Empresarial Concepção Atual do Negócio Valores e Cultura Organizacional CLIENTESPRODUTOSMACROPROCESSOS PONTOS FORTES E DE MELHORIA Missão

7 Ms. Luiz A. Cabañas Gestão da Mudança Evolução dos últimos 30 anos

8 Ms. Luiz A. Cabañas Gestão A busca da produtividade e o surgimento do fluxo de caixa Druker alerta O mercado é definido pela demanda e não pela oferta Todos os homens de negócios têm de estar atentos ao fato de existe uma economia mundial, por mais local e restrito que seja o mercado de seus produtos

9 Ms. Luiz A. Cabañas Gestão A diversificação como alternativa de crescimento A disseminação do planejamento estratégico A obsessão pela qualidade Kanban e o just in time O império do conhecimento.

10 Ms. Luiz A. Cabañas Gestão Os primeiros sinais da administração participativa O conceito do downsizing e a onda da ISO Terceirização passa a ser o termo do momento – Reengenharia.

11 Ms. Luiz A. Cabañas Gestão Benchmarking e empowerment Learning organization Empresas buscam o foco nos seus negócios Os grandes sistemas informatizados de gestão e a responsabilidade social A economia da internet.

12 Ms. Luiz A. Cabañas Gestão Surge o Seis Sigma e o CRM Fusões, comércio global e pressões sociais, avanço da gestão ambiental.

13 Ms. Luiz A. Cabañas Tecnologia A máquina de escrever elétrica, apenas 400 computadores de grande porte no país O governo militar restringe importação de produtos de informática O surgimento da estatal Cobra O Unibanco interliga agências, inaugurando as transações com cartão magnético.12

14 Ms. Luiz A. Cabañas Tecnologia Máquinas no lugar do homem, o surgimento do fax A febre do computador pessoal e o video cassete no Brasil O primeiro caixa eletrônico e os primeiros robôs Os cursos de infomática e o lançamento do Macintosh.

15 Ms. Luiz A. Cabañas Tecnologia Os telefones KS As redes internas e o primeiro computador de bordo em automóvel O mundo encolheu, os computadores cabem no bolso A telefonia móvel A Internet e a TV a cabo.

16 Ms. Luiz A. Cabañas Tecnologia Telemarketing O e o ERP invade as empresas O primeiro clone e o lançamento do DVD O debate sobre os transgênicos O projeto genoma.

17 Ms. Luiz A. Cabañas CONCLUSÕES As mudanças nos próximos 5 anos deverão ser maiores que a dos últimos 30. As empresas necessariamente deverão passar pelo processo da internacionalização. Os negócios terão como base a competitividade. As pessoas deverão buscar o aprendizado continuado.

18 Ms. Luiz A. Cabañas ADMINISTRAÇÃO, PERSPECTIVAS E MUDANÇAS

19 Ms. Luiz A. Cabañas A Economia em Transformação A Velha EconomiaA Nova Economia Fronteiras nacionais limitam a competição As fronteiras nacionais são quase insignificantes na definição dos limites de operação de uma organização A tecnologia reforça hierarquias rígidas e limita o acesso às informações As mudanças tecnológicas no modo como as informações são geradas, armazenadas, utilizadas e compartilhadas as tornaram mais acessíveis As oportunidades de emprego se destinam aos trabalhadores industriais As oportunidades de trabalho se destinam a trabalhadores do conhecimento A população é relativamente homogênea A população é caracterizada pela diversidade cultural A empresa é alienada ao seu ambiente A empresa aceita suas responsabilidades sociais A economia é conduzida por grandes corporações A economia é conduzida por empresas pequenas, empreendedoras Os consumidores adquirem aquilo que as empresas decidem fornece-lhes As necessidades do cliente conduzem os negócios

20 Ms. Luiz A. Cabañas A nova economia Globalização Três ondas de Toffler Agricultura – até final do século XIX Industrialização – do século XIX até anos 60 Informação Sociedade Responsabilidade social Meio ambiente

21 Ms. Luiz A. Cabañas Mudança no Perfil do Funcionário O Antigo FuncionárioO Novo Funcionário Cargos nas fábricas eram de baixa qualificação, mas bem remunerados Cargos de baixa qualificação são mal pagos Recebe segurança no emprego em troca de lealdade A segurança no emprego é mínima A organização assume responsabilidade pelo desenvolvimento da carreira O funcionário é responsável pelo desenvolvimento da carreira É um realizador individual É um participante de equipe A previsibilidade e a estabilidade minimizam o stress A imprevisibilidade e a instabilidade aumentam o stress

22 Ms. Luiz A. Cabañas Resistência a mudança Fontes de Resistência Individual à Mudança Processamento seletivo das informações Medo do desconhecido Hábito Segurança Fatores econômicos Resistência individual

23 Ms. Luiz A. Cabañas Fontes de Resistência Organizacional à Mudança Resistência organizaciona l Ameaça às distribuições estabelecidas de recursos Inércia estrutural Ameaça às relações estabelecidas de poder Ameaça à especialização Inércia de grupo Foco limitado de mudança

24 Ms. Luiz A. Cabañas Estratégias para reduzir a resistência Realize uma auditoria de identidade organizacional antes empreender qualquer mudança. Dê à mudança o feitio adequado à organização. Apresente a mudança como significativa (para superar a inércia organizacional) e, ao mesmo tempo, vincule-a a aspectos valorizados da cultura organizacional.

25 Ms. Luiz A. Cabañas Estratégias para reduzir a resistência Introduza a mudança em uma série de passos de alcance médio. Mudanças abrangentes representam grande ameaça para as pessoas.

26 Ms. Luiz A. Cabañas Liderança Liderança é a influência interpessoal exercida numa situação e dirigida através do processo da comunicação humana à consecução de um ou diversos objetivos específicos.

27 Ms. Luiz A. Cabañas Tipos de liderança Liberal Democrático Consensual Autocrático

28 Ms. Luiz A. Cabañas Avaliação 1) Quais são os principais aspectos que deverão ser verificados no processo de auditoria de identidade organizacional. 2) Na proposição de mudanças organizacionais que tipo de abordagem deverá ser feita para minimizar a resistência? 3) Com base na literatura Aprendendo além dos lobos, que tipo de ações você empreenderia visando uma boa receptividade nas propostas de mudança individual?


Carregar ppt "Ms. Luiz A. Cabañas PÓS GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO. ADMINISTRAÇÃO APLICADA À ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google