A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Universidade Federal de Alfenas – UNIFAL-MG Faculdade de Ciências Farmacêuticas QUÍMICA FARMACÊUTICA II ANTIBIÓTICOS -LACTÂMICOS: penicilinas Prof. Diogo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Universidade Federal de Alfenas – UNIFAL-MG Faculdade de Ciências Farmacêuticas QUÍMICA FARMACÊUTICA II ANTIBIÓTICOS -LACTÂMICOS: penicilinas Prof. Diogo."— Transcrição da apresentação:

1 Universidade Federal de Alfenas – UNIFAL-MG Faculdade de Ciências Farmacêuticas QUÍMICA FARMACÊUTICA II ANTIBIÓTICOS -LACTÂMICOS: penicilinas Prof. Diogo T. Carvalho Alfenas

2 NATUREZA PEPTÍDICA DOS ANTIBIÓTICOS processos fermentativos 2

3 Obtenção de matéria-prima para a semi-síntese dos antibióticos -lactâmicos penicilina G cefalosporina C processo de hidrólise enzimática seletiva Ácido 6-aminopenicilânico (6-APA) Ácido 7-aminocefalosporânico (7-ACA) 3

4 Semi-síntese dos antibióticos penicilínicos e cefalosporânicos Agente acilante mais usual (outros: ácidos carboxílicos e anidridos) Exemplo 4

5 5 Representação esquemática de diferenças entre bactérias Gram-positivas e negativas

6 FINALIZAÇÃO DA REDE DE PEPTIDEOGLICANA POR TRANSPEPTIDASES

7 Similaridade estrutural : antibiótico -lactâmico x resíduo D -ala- D -Ala 1,48 1,38 1,25 1,40 1,52 1,17 1,40 1,32 1,24 1,47 1,53 1,24 1,32 1,53 penicilina D -Ala- D -Ala 7

8 Interferência dos -lactâmicos na formação da parede celular bacteriana Cefalosporinas são menos reativas que penicilinas, por isso deve haver um bom grupo abandonador em C-3 para facilitar a abertura do anel -lactâmico quando este for atacado pela transpeptidase. penicilinas cefalosporinas 8

9 A reatividade peculiar do anel -lactâmico amida terciária -lactâmico.. 9

10 INSATABILIDADE DOS COMPOSTOS -LACTÂMICOS A abertura do anel -lactâmico anula o efeito antibiótico Hidrólise em meio ácido Hidrólise em meio ácido com auxílio da cadeia lateral 10

11 PENICILINAS RESISTENTES AO MEIO ÁCIDO 11

12 INATIVAÇÃO PELA AÇÃO DE -LACTAMASE A abertura do anel -lactâmico anula o efeito antibiótico 12

13 INSERÇÃO DE GRUPO VOLUMOSO NA CADEIA LATERAL Bloqueio do acesso do fármaco ao sítio ativo da -lactamase o volume do grupo deve ser devidamente controlado para não prejudicar a ação antibiótica 13

14 PENICILINAS RESISTENTES À -LACTAMASE PENICILINAS RESISTENTES À -LACTAMASE E AO MEIO ÁCIDO 14

15 Esquema de membrana/parede de bactéria Gram-negativa membranacitoplasmática fosfolipídeos peptidoglicano lipoproteína porção mais externa da externa damembrana proteína proteína porina lipídeo A O polissacarídeo lipopolissacarídeo (LPS) Penicilinas de espectro ampliado a espécies Gram-negativas aumento de hidrossolubilidade da molécula difusão por porinas da parede cadeia lateral com grupamentos hidrofílicos 15

16 Penicilinas de espectro ampliado a espécies Gram-negativas apenas um dos isômeros óticos da carbenicilina é ativo: possível interação da carboxila com sítio extra na enzima alvo * 16

17 Pró-fármacos de ampicilina empregados para incremento na absorção oral Ruptura in vivo de ésteres aciloxialquílicos esterase formaldeído 17

18 Sais de penicilinas de baixa hidrossolubilidade: ação antibiótica prolongada benzilpenicilina-procaína Benzilpenicilina-benzatina (Benzetacil R ) Administração IM em veículo oleoso forma depósito 18

19 Mecanismo da inibição irreversível de -lactamases pelo ácido clavulânico 19

20 SULTAMICILINA - pró-fármaco duplo ou recíproco AÇÃO ANTIBIÓTICA E INIBIDORA DE -LACTAMASE hidrólise ampicilina sulbactama 20


Carregar ppt "Universidade Federal de Alfenas – UNIFAL-MG Faculdade de Ciências Farmacêuticas QUÍMICA FARMACÊUTICA II ANTIBIÓTICOS -LACTÂMICOS: penicilinas Prof. Diogo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google