A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

LOGÍSTICA Distribuição Física. Distribuição Física (Out-bound Logistics) é o ramo da logística empresarial que trata da movimentação, estocagem e processamento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "LOGÍSTICA Distribuição Física. Distribuição Física (Out-bound Logistics) é o ramo da logística empresarial que trata da movimentação, estocagem e processamento."— Transcrição da apresentação:

1 LOGÍSTICA Distribuição Física

2 Distribuição Física (Out-bound Logistics) é o ramo da logística empresarial que trata da movimentação, estocagem e processamento de pedidos dos produtos finais da firma. Ronaud. B. (1993) Distribuição Física

3 A distribuição física de produtos ou distribuição física são os processos operacionais e de controle que permitem transferir os produtos desde o ponto de fabricação, até o ponto em que a mercadoria é finalmente entregue ao consumidor. (NOVAES, 1994). Distribuição Física

4 Grande importância em termos de custos para a maioria das empresas, pois pode absorver até 2/3 dos custos logísticos; Muitas vezes é a única avaliação de serviço percebida pelos clientes da empresa distribuidora dos bens;

5 Distribuição Física A velocidade com que a distribuição acontece é vital para a economia moderna, pois empresas precisam trabalhar com menores níveis de estoques, seja de matéria-prima, produtos acabados; O transporte tem um peso enorme no custo de distribuição e é muito importante para o nível de serviço prestado ao cliente.

6 A Distribuição Física preocupa-se principalmente com bens acabados ou semi-acabados, ou seja, com mercadorias que a companhia oferece para vender e que não planeja executar processamentos posteriores. Distribuição Física

7 Levar os produtos certos, para os lugares certos, no momento certo e com o nível de serviço desejado, pelo menor custo possível. Objetivo

8 Distribuição de Produtos Empresariais Fabricantes de Produtos Empresariais Atacadistas Distribuidores Industriais Atacadistas Distribuidores Industriais Representantes Consumidores Empresariais

9 Distribuição Física Configurações Estratégicas de Distribuição 1) Entrega direta a partir de estoques de fábrica; 2) Entrega direta realizada por vendedores; 3) Entrega realizada utilizando um sistema de depósito. Entrega direta a partir de estoques de fábrica ou vendedores: entregas em volumes razoavelmente pequenas que chegam a lotar um veículo de pequeno.

10 Distribuição Física Configurações Estratégicas de Distribuição Entrega realizada utilizando um sistema de depósitos em locais estratégicos: estratégias para alcançar clientes mais distantes, com menor custo de transporte e com melhor nível de serviço. OBS: a movimentação do produto necessariamente não encerra no momento em que os bens chegam aos cliente. A mercadoria pode ser devolvida por avarias, especificação errada, validade vencida, processo a que chamamos de LOGÍSTICA REVERSA A logística reversa também é responsável em recolher resíduos sólidos e líquidos que possam ser reaproveitados/reciclados.

11 Distribuição Física ELEMENTOS INTEGRANTES DO SISTEMA DE DISTBUIÇÃO FÍSICA 1. Instalações físicas centros de distribuição, armazéns; fornecem espaços para abrigar as mercadorias até serem transferidas para as lojas ou para os clientes; providas de facilidades para descarga, transporte interno e carregamento de produtos.

12 Distribuição Física ELEMENTOS INTEGRANTES DO SISTEMA DE DISTBUIÇÃO FÍSICA 3. Veículos Características apropriada para cada finalidade (consideráveis investimentos em aquisições e manutenções de frota. 2. Estoque de produtos acabados ou semi-acabados Alto custo para fabricação. Exige uma rápida distribuição.

13 Distribuição Física CONFIGURAÇÕES ESTRATÉGICAS DEDISTRIBUIÇÃO 1.Entrega direta a partir de estoques defábrica;2.Entrega direta realizada por vendedores;3.Entrega realizada utilizando um sistema dedepósito.Entrega direta a partir de estoques defábrica ou vendedores: entregas emvolumes razoavelmente pequenas quechegam a lotar um veículo de pequeno 4. Informações diversas cadastro de clientes; quantidades e condições de entrega; roteiros de distribuição etc. 5.hardware e software diversos aplicativos para roteiros (sistema de roteirização), controle de pedidos, devoluções, sistemas de gerenciamento de frota, sistemas integrados de gestão.

14 Distribuição Física CONFIGURAÇÕES ESTRATÉGICAS DEDISTRIBUIÇÃO 1.Entrega direta a partir de estoques defábrica;2.Entrega direta realizada por vendedores;3.Entrega realizada utilizando um sistema dedepósito.Entrega direta a partir de estoques defábrica ou vendedores: entregas emvolumes razoavelmente pequenas quechegam a lotar um veículo de pequeno 6. Custos Estrutura adequada e estrutura adequada e constantemente atualizada. 7. Pessoal Capacitação e treinamento para fazer face às necessidades e mudanças globais; identificação com os objetivos da empresa. Ex: funcionários da entrega em contatos com os clientes.

15 Distribuição Física CONFIGURAÇÕES ESTRATÉGICAS DEDISTRIBUIÇÃO 1.Entrega direta a partir de estoques defábrica;2.Entrega direta realizada por vendedores;3.Entrega realizada utilizando um sistema dedepósito.Entrega direta a partir de estoques defábrica ou vendedores: entregas emvolumes razoavelmente pequenas quechegam a lotar um veículo de pequeno ADMINISTRA ÇÃO EM TRÊS NÍVEIS ESTRATÉGICO TÁTICO OPERACIONAL

16 Distribuição Física Decisão sobre a configuração global do sistema de distribuição mais geral pela alta gestão da logística integrada alta administração como deve ser o nosso sistema de distribuição? ex: localização dos armazéns, seleção do modal de transportes, sistema de processamento de pedidos. Estratégico

17 Distribuição Física CONFIGURAÇÕES ESTRATÉGICAS DEDISTRIBUIÇÃO 1.Entrega direta a partir de estoques defábrica;2.Entrega direta realizada por vendedores;3.Entrega realizada utilizando um sistema dedepósito.Entrega direta a partir de estoques defábrica ou vendedores: entregas emvolumes razoavelmente pequenas quechegam a lotar um veículo de pequeno Tático É o nível em que a média gerência da empresa estará envolvida em utilizar seus recursos da melhor e maior forma possível. Suas preocupações são: médio / curto prazo média gerência como o sistema de distribuição pode ser utilizado da melhor maneira possível? ex: utilizar equipamento de maneira eficiente, diminuindo custos. elaborar métodos e estratégias para obter a maior eficiência na distribuição física. exercer a direção da área de distribuição.

18 Distribuição Física CONFIGURAÇÕES ESTRATÉGICAS DEDISTRIBUIÇÃO 1.Entrega direta a partir de estoques defábrica;2.Entrega direta realizada por vendedores;3.Entrega realizada utilizando um sistema dedepósito.Entrega direta a partir de estoques defábrica ou vendedores: entregas emvolumes razoavelmente pequenas quechegam a lotar um veículo de pequeno Operacional - EXECUÇÃO DAS TAREFAS (ROTINAS) DIÁRIAS DAÁREA DE DISTRIBUIÇÃO FÍSICA, GARANTINDOÁREA DE DISTRIBUIÇÃO FÍSICA, GARANTINDOFLUIDEZ AOS PRODUTOSFLUIDEZ AOS PRODUTOS- SUPERVISÃO E REALIZAÇÃO- SUPERVISÃO E REALIZAÇÃO- PESSOAL DA SUPERVISÃO- PESSOAL DA SUPERVISÃO- VAMOS FAZER A MERCADORIA SAIR?- VAMOS FAZER A MERCADORIA SAIR?- EX: CARREGAR CAMINHÕES, EMBALAR- EX: CARREGAR CAMINHÕES, EMBALARPRODUTOS, REGISTROS NOS INVENTÁRIOS,PRODUTOS, REGISTROS NOS INVENTÁRIOS,DESCARREGAR PRODUTOS ETC..DESCARREGAR PRODUTOS ETC.. - EXECUÇÃO DAS TAREFAS (ROTINAS) DIÁRIAS DAÁREA DE DISTRIBUIÇÃO FÍSICA, GARANTINDOÁREA DE DISTRIBUIÇÃO FÍSICA, GARANTINDOFLUIDEZ AOS PRODUTOSFLUIDEZ AOS PRODUTOS- SUPERVISÃO E REALIZAÇÃO- SUPERVISÃO E REALIZAÇÃO- PESSOAL DA SUPERVISÃO- PESSOAL DA SUPERVISÃO- VAMOS FAZER A MERCADORIA SAIR?- VAMOS FAZER A MERCADORIA SAIR?- EX: CARREGAR CAMINHÕES, EMBALAR- EX: CARREGAR CAMINHÕES, EMBALARPRODUTOS, REGISTROS NOS INVENTÁRIOS,PRODUTOS, REGISTROS NOS INVENTÁRIOS,DESCARREGAR PRODUTOS ETC..DESCARREGAR PRODUTOS ETC.. É o nível em que a supervisão garante a execução das tarefas diárias para assegurar que os produtos se movimentem pelo canal de distribuição até o último cliente. Podem ser citadas execução das tarefas (rotinas) diárias da área de distribuição física, garantindo fluidez aos produtos supervisão e realização pessoal da supervisão vamos fazer a mercadoria sair? ex: carregar caminhões, embalar produtos, registros nos inventários, descarregar produtos etc.

19 Distribuição Física ga direta realizada por vendedores;3.Entrega realizada utilizando um sistema dedepósito.Entrega direta a partir de estoques defábrica ou vendedores: entregas emvolumes razoavelmente pequenas quechegam a lotar um veículo de pequeno Distribuição física: mais novo membro da equipe organizacional (em relação ao marketing e produção) Distribuição Física e outras áreas funcionais

20 Distribuição Física -Paul converse: a outra metade do marketing -Missão básica do marketing: gerar lucro para a empresa; a distribuição física contribui com as entregas dos produtos. -Jerome mccarthy: o marketing como produto, lugar (distrib. física), promoção e preço. RELACIONAMENTO COM O MARKETING

21 Distribuição Física CONFIGURAÇÕES ESTRATÉGICAS DEDISTRIBUIÇÃO 1.Entrega direta a partir de estoques defábrica;2.Entrega direta realizada por vendedores;3.Entrega realizada utilizando um sistema dedepósito.Entrega direta a partir de estoques defábrica ou vendedores: entregas emvolumes razoavelmente pequenas quechegam a lotar um veículo de pequeno Distribuição física ajuda a aumentar a demanda (agradar ao cliente), obtenção de diferenciais competitivos alcançados através de um melhor nível de serviço. Os esforços de marketing podem atrair clientes reduzindo custos com distribuição. Ex: elaboração de campanhas e promoções para atrais clientes até a loja.Para atrair clientes até a loja

22 Distribuição Física Produção: Processo pelo qual bens serviços são criados. Maneiras o programação de ordens de ressuprimento de armazéns o definição da carga de produção das fábricas RELACIONAMENTO COM A PRODUÇÃO MPORTANTE: EFETIVAR A COORDENAÇÃO QUEDEVE SER REALIZADA ENTRE AS VÁRIASDEVE SER REALIZADA ENTRE AS VÁRIASATIVIDADES RELACIONADAS COM A DISTRIBUIÇÃOATIVIDADES RELACIONADAS COM A DISTRIBUIÇÃO Importante: efetivar a coordenação que deve ser realizada entre as várias atividades relacionadas com a distribuição para explorar a compensação de seus custos.

23 Distribuição Física Produção Carregamento Sequenciamento Programação Ressuprimento Aquisição Entrada/proc.pedido Padronização Prioridades Disponibilidade de produtos acabados em estoque Estoques Verificação Insumos necessários para fabricação Distribuição Ressup. p/produção Ressup. p/estoque Não Sim Aciona CD mais próximo Análises de pedidos e programação da produção

24 Logística O SISTEMA DE TRANSPORTE

25 Distribuição Física Existem dois tipos de mercados para os quais se deve planejar a Distribuição Física: 1 – Usuários Finais - Consumidores - Consumidores Industriais 2 – Intermediários Sistemas de Distribuição Física precisam ter certo grau de flexibilidade para suprir as necessidades dos diversos tipos de clientes de forma econômica.

26 Distribuição Física 1 – Mercado do usuário final: são os que usam o produto para a satisfação de suas necessidades ou para criar novos produtos. Como exemplo, podemos citar os consumidores de um grande supermercado. Uma grande variedade de pessoas faz suas compras de acordo com as necessidades, geralmente em quantidades pequenas, devido às dificuldades de estocagem e de investirem grandes valores, e voltam para comprar, com freqüência, também em razão de suas necessidades.

27 Distribuição Física Mercado composto por intermediários: são os que não consomem o produto, mas o oferecem para revenda. Suas compras são, em geral, em mais quantidade e menos freqüência. Quando clientes realizam compras em quantidades suficientes que justifiquem sua relação custo-benefício com o transporte, as entregas podem ser realizadas pelos vendedores dos estoques de fábrica ou da linha de produção. Caso o volume de compras não justifique sua entrega direta, em razão da relação custo-benefício com o valor dos fretes, a entrega poderá ser realizada por meio da utilização de um sistema de depósito, que aproxima os produtos acabados dos centros consumidores, por exemplo.

28

29 Distribuição Física O problema de distribuir produtos é muito mais complicado. Existem outras considerações: 1 – Qual o serviço de transportes deve ser utilizado para movimentar os produtos a partir da fábrica? E a partir do armazém? 2 – Quais procedimentos de controle devem ser empregados para os itens de inventário? 3 – Onde devem localizar-se os depósitos, quais dimensões devem ter e quantos armazéns são necessários? 4 – Quais arranjos para comunicação de pedidos devem existir? E quais comunicações pós-pedido são necessárias? 5 – Qual nível de serviço deve ser providenciado para cada item de produto?

30 Distribuição Física Três conceitos importantes que suportam a Distribuição Física 1.Compensação de Custos (trade-off) 2.Custo Total; 3.Sistema Total

31 Distribuição Física Compensação de Custos É o conceito que reconhece que os modelos dos custos das várias atividades da empresa exibem características com conflito econômico entre si. Esse modelo leva em consideração as Atividades Primárias (chaves) para a Distribuição Física, que são: o Transporte, a manutenção de Estoques e o Processamento de Pedidos.

32 Distribuição Física Compensação de Custos Questões para discussão. 1.Porque os custos de estoque aumentam com o número de armazéns? 2.Os custos de processamento de pedidos também se elevam? 3.os custos de transportes diminuem.

33 Distribuição Física Compensação de Custos Os custos de estoque aumentam com o número de armazéns, porque mais estoque é necessário para manter o nível de disponibilidade, bem como os custos de processamento de pedidos também se elevam, porque os armazéns são processadores de pedidos. Já os custos de transportes diminuem, porque grandes carregamentos podem ser feitos para os armazéns com fretes menores e, de lá, as entregas de menor volume percorrem menores distâncias.

34 Distribuição Física Exemplo: Um fabricante de instrumentos eletrônicos localizado no sul do país estava interessado em providenciar bom serviço de distribuição para o norte do país. Foram consideradas três formas básicas de transporte – aéreo, rodoviário e ferroviário. Tanto os custos como os desempenhos associados a cada um destes serviços variavam substancialmente. Na entrega porta a porta, o transporte aéreo poderia levar um tempo médio de cerca de quatro dias, enquanto o transporte por trem ou caminhão exigiria em média oito dias. Os custos das alternativas de transporte eram facilmente obtidos de valores publicados ou cotados. Entretanto, a idéia de compensação de custos nos alerta para não basearmos a seleção do modal apenas nos custos de transporte.

35 Distribuição Física Custo Total Classe de custosAéreaCaminhãoTrem Transporte756,08673,29645,21 Manutenção de estoque378,45530,47 Processamento de pedidoSR Custo total1.134, , ,69

36 Distribuição Física Uma empresa compra carvão para sua estação termoelétrica. Ela transporta o carvão da mina até a estação geradora com seis viagens semanais de trens carregados com 8.000t. A ferrovia envolvida oferece uma tarifa substancialmente menor caso seja utilizada a capacidade completa do trem. Isto significa uma redução na quantidade média de viagens semanais para 2,5 por semana e economiza 12% nos custos de transporte. Não se prevê alterações na taxa de consumo ou de produção de carvão. Aparentemente, esta proposta parece vantajosa. Entretanto, os carregamentos menos frequentes e com maior volume individual implicam maiores estoques tanto na estação geradora como na mina. Isto acontece porque deve haver um incremento nos estoques da mina para acomodar os carregamentos maiores e outro aumento na termoelétrica para atender as necessidades de carvão dada a menor frequência do arranjo proposto. O conceito do sistema total sugere que o aumento no estoque da mina deveria ser considerado, assim como os estoques na estação geradora, na avaliação proposta da ferrovia. Pode-se esperar que, caso os custos de estoque da mina aumentem devido a uma decisão favorável ao novo esquema pela companhia elétrica, a mineração tenha que repassar estes custos para o preço do carvão. Dessa forma, o ponto de vista abrangente do sistema total é necessário para avaliar-se corretamente esta proposta. Diante do texto acima como podemos definir Sistema Total

37 Distribuição Física Sistema Total conceito de sistema total (BALLOU[1993]) estende o conceito de custo total para toda a cadeia de suprimentos. Este conceito considera os impactos de uma tomada de decisão logística produzidos nos custos dos clientes e fornecedores. Por exemplo, uma empresa, ao minimizar seu custo total, pode provocar um aumento de estoque no seu cliente, ocasionando um aumento de preço do produto e diminuição de vendas. Esta redução de vendas de um produto pode influenciar as receitas do fabricante, que mesmo minimizando os custos, não obterá um maior lucro com sua tomada de decisão.

38 Distribuição Física Conceito de Custo Total

39 Distribuição Física O DESAFIO DO GERENCIAMENTO LOGÍSTICO O desafio é ligar o mercado, o processo de fabricação, a rede de distribuição e a função aquisição, de tal modo que os clientes sejam servidos com níveis de serviços cada vez mais altos, mantendo os custos baixos.


Carregar ppt "LOGÍSTICA Distribuição Física. Distribuição Física (Out-bound Logistics) é o ramo da logística empresarial que trata da movimentação, estocagem e processamento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google