A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Escola Secundária de Paços de Ferreira Sucessos da Economia Portuguesa Trabalho realizado por: Glória Cruz Cláudia vale.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Escola Secundária de Paços de Ferreira Sucessos da Economia Portuguesa Trabalho realizado por: Glória Cruz Cláudia vale."— Transcrição da apresentação:

1 Escola Secundária de Paços de Ferreira Sucessos da Economia Portuguesa Trabalho realizado por: Glória Cruz Cláudia vale

2 Índice Índice ……………………………………………………………………. 2 Introdução …………………………………………………………….. 3 Empresas de sucesso da Economia Portuguesa………….. 4 Calçado ………………………………………………………………….. 4 Água do Marão ……………………………………………………….. 5 Louropel …………………………………………………………………. 6 Logoplaste S.A ………………………………………………………… 7 B.A – Barbosa e Almeida ………………………………………….. 8 Martifer …………………………………………………………………. 19 Sonae …………………………………………………………………….. 10 Historia da empresa…………………………….. 11/12 Belmiro de Azevedo …………………………….. 13 Sagres ……………………………………………………………………. 14 Portugal Telecom ……………………………………………………. 15 Sondagens ……………………………………………………………… 16 Conclusão ………………………………………………………………. 17 Bibliografia ……………………………………………………………

3 Introdução Este trabalho é o projecto que permite concluir a disciplina de Economia. O nosso tema é, Os casos de Sucesso da Economia Portuguesa, á primeira vista pensamos que iria ser um trabalho complicado de se fazer, pois na situação em que se encontra o nosso país, qualquer pessoa diria que não existem casos de sucesso na nossa economia. Se perguntar-mos a qualquer pessoa, qual a empresa portuguesa de maior sucesso a nível económico, responderia a Sonae. Este foi então, o nosso ponto de partida. Com o desenvolvimento do trabalho e as pesquisas realizadas acabamos por encontrar empresas aparentemente desconhecidas, que tornam o nosso país o líder de produção nos seus sectores. E é isso que nos pretendemos divulgar com o nosso trabalho. Para além de contar-mos os percursos das empresas, pretendemos mostrar como funcionam a nível de trabalho e de gestão da empresa. E até o que fazer e como a melhor forma de trabalhar dentro de uma empresa deste calibre. Esperemos que gostem! 3

4 EMPRESAS DE SUCESSO NA ECONOMIA PORTUGUESA Calçado : A indústria do Calçado é um inequívoco caso de sucesso e orgulho nacional José Manuel Mendonça (Prés. INESC) Num sector antes completamente dependente de tecnologia e design importado, passou a haver design nacional e passou a haver exportação de tecnologia portuguesa. O sector do calçado foi talvez aquele que melhor demonstrou o caminho que, nos anos 80, já tinham apontado para alguns dos principais sectores de sucesso na economia portuguesa. No calçado, foi possível passar da produção quase exclusivamente subcontratada para a introdução do design próprio, o controlo de cadeias de fornecimento e até o desenvolvimento de tecnologias e equipamentos nacionais inovadores relativamente ao estado da arte. De um sector várias vezes morto e enterrado, a indústria do calçado passou a um inequívoco caso de sucesso e orgulho nacional. (como podemos ver na frase a negrito) 4

5 Água do Marão Empresa sedeada em Ansiães (Amarante), água do Marão começou a engarrafar em 1992 a água da Serra do Marão, que nasce a cerca de 900 metros de altitude, com caudais na ordem dos de litros/dia. Logo em 1993, a qualidade da marca Água do Marão foi premiada em Madrid, e hoje exporta para África, Ásia, Europa e tem uma filial em Moçambique. Com pouco mais de 50 trabalhadores, as suas exportações valem 15% do negócio e as vendas indirectas 30%. Empresa com 17 anos de existência, é uma das referências do sector das águas. Logótipo da empresa * 5

6 Louropel Empresa situada no Louro, em Famalicão, é a maior fabricante de Botões do Mundo. Todos os dias a empresa portuguesa produz 12 milhões de botões e desde meados da década de 90 decidiu apostar no mercado externo, em detrimento do mercado nacional. A empresa foi fundada há 42 anos e acompanhou o crescimento da indústria têxtil e de confecções do Vale do Ave, que na altura absorvia quase a totalidade da produção da fábrica (85%). 6

7 Logoplaste, S.A A empresa Logoplaste foi fundada em 1976 e evoluiu para uma estrutura de rede de empresas. Nos últimos vinte anos, a empresa portuguesa, tornou-se no maior fabricante de embalagens na Europa. Conseguiram desenvolver –se com uma aliança multinacional ao obter como clientes grandes empresas multinacionais como a Coca – Cola, Nestlé, a Procter & Gamble, e a Unilever. É constituída por 29 empresas localizadas em Portugal, Espanha, Brasil, França e Inglaterra com um total de 750 empregados. Produzem embalagens de plástico, principalmente detergentes, produtos alimentares, de higiene e de limpeza. Sendo uma das empresas considerada um caso de sucesso da economia portuguesa desconhecida. 7

8 B.A – Barbosa e Almeida BA produz e comercializa embalagens de vidro (garrafas, frascos e boiões) destinadas ás indústrias de alimentação e bebidas. Com perto de 90 anos de existência, BA iniciou a sua actividade comercial em 1912 e a sua actividade industrial em Procurando consolidar a sua posição de liderança em Portugal e de forma a permitir o seu crescimento no mercado Ibérico, a partir dos anos 90, BA inicia uma fase de expansão, tendo adquirido em 1993 uma fábrica na Marinha Grande (CIVE), construindo em 1998 uma fábrica na Extremadura espanhola e adquirindo em 1999 uma fábrica em León. Hoje, BA é o segundo fornecedor ibérico de embalagens em vidro. 8

9 Martifer Fundada em 1990, a Martifer inicia a sua actividade no sector de estruturas metálicas, conquistando em apenas seis anos a liderança do mercado nacional. As estruturas em inox e alumínio começam a assumir um papel importante dentro da empresa a partir de 1996 e 1999 respectivamente. O grupo complementa a sua actividade com a aposta nas energias renováveis, no desenvolvimento da área dos equipamentos para a energia, nomeadamente na produção de componentes como torres eólicas e caixas multiplicadoras para aerogeradores e na instalação de parques eólicos e parques solares. Está ainda presente na área dos biocombustíveis. A sua actividade cobre a total cadeia de valor de produção de biodiesel, desde a produção das sementes oleaginosas até á distribuição de combustíveis, passando pela extracção de óleos vegetais e produção de biodiesel nas unidades de Aveiro e da Roménia. A inovação, é outro dos eixos estratégicos do Grupo. Através do seu núcleo de Investigação e Desenvolvimento (I&D) desenvolve uma tecnologia muito mais moderna. Através do sucesso desta empresa, Portugal volta-se a desmarcar pela positiva noutro sector da actividade económica. 9

10 SONAE A cultura Sonae foi moldada ao longo dos mais de 40 anos de existência do grupo. Pouco a pouco, tornou-se aquilo que é hoje. A empresa Sonae, defende que é fundamental o desenvolvimento das pessoas através do enriquecimento permanente nos seus conhecimentos. A educação é importante neste grupo de trabalho. Os dois primeiros ingredientes para o seu sucesso têm a ver com as pessoas. A qualidade dos líderes, que devem ter uma dose correcta de determinação profissional e humildade pessoal. E a escolha da equipa certa, fazendo, entrar as pessoas certas, apear as pessoas erradas e colocar as pessoas certas nos lugares correctos. Entre os restantes ingredientes, encontram-se a capacidade de ser realista quanto á situação da empresa, sobretudo quando surgem situações difíceis, mas sem nunca perder a fé quanto á possibilidade de ultrapassar os obstáculos. A empresa tem de ser capaz de fazer continuamente a chamada poda da organização, isto é, contratar bem, recrutando os melhores, proporcionar a formação adequada e estimular os mais capazes, de uma forma sistemática e substituir os recursos considerados inadequados. Os seus melhores trunfos para atrair e reter talentos são a aposta forte na formação e no desenvolvimento permanente dos seus colaboradores, bem como a carreira em zig-zag, que permite mudar rapidamente de funções e de sector de negócios, preparando assim gestores cada vez mais jovens para assumirem funções de grande responsabilidade. 10

11 História da Sonae Década de 60 – Uma única área de negócio 19 de Agosto de 1959 – é fundada. Sociedade Nacional de estratificados 1962 – Arranque da produção de termolaminado decorativo 1965 – Sonae contrata Belmiro de Azevedo – Concentração de esforços na produção de laminado decorativo. Década de 70 – Desenvolvimento no mesmo sector e integração vertical 1971 – Diversificação da Sonae, através da aquisição da Novopan (fabrico de aglomerados de madeira) e investimentos adicionais destinados á produção de aglomerado revestido. Década de 80 – Diversificação através de aquisições e criação de novos negócios 1983 – Lançamento da sonae no mercado de capitais com uma capitalização bolsista de milhões de 1984 – Constituição do Modelo/ Continente Hipermercados, Sarl (com o grupo francês promodes como co-accionistas) Aposta na área do turismo : Participação maioritária da Sonae na solinca – investimentos turísticos, sarl Contrato de gestão com a Sheraton Overseas Management Corporation Criação da Sonae (UK) 1985 – Abertura do 1º hipermercado português : Continente, em Matosinhos 1988 – Constituição da Holding : Sonae investimentos, SPGS 11

12 1988 – Constituição da Holding : Sonae investimentos, SPGS 1989 – Inicio da actividade da Sonae imobiliária ; Abertura dos dois primeiros centros comerciais geridos pela Sonae (Albufeira e Portimão) ; Aquisição da Sponboard (Irlanda); Compra da STAR; Fim da década de 80 – A Sonae era a maior empresa privada não financeira de capitais maioritariamente portugueses em Portugal. Década de 90 – Desenvolvimento de negócios estratégicos e controle financeiro de negócios não estrangeiros – Lançamento a público, SA : 1º jornal de expansão nacional; Criação da Sonae distribuição no Brasil; 1993 – Sonae Industria adquire uma posição de controlo na Tafisa (um dos maiores grupos no sector dos painéis de madeira em Espanha) 1995 – 1ª empresa portuguesa representada na WBCSD (world business council for sustainable development); Lançamento do Visa Universo (em apenas 6 meses teve adesões) 1997 – Abertura do centro comercial Colombo, o maior da Península Ibérica 1998 – Lançamento da Optimus Década de 00 – Crescimento internacional e redução da diversidade do portfólio de negócios 2004 – Alteração de designação da Sonae imobiliária para Sonae Sierra 2005 – Cisão da Sonae industria; Alienação da Sonae distribuição Brasil, SA ao grupo Warl-mart; Lançamento mundial da banda larga móvel – Kanguru 2007 – Alterações na estrutura da gestão – Belmiro de Azevedo torna-se Chairman da Sonae; Paulo Azevedo assume a presidência executiva; Aquisição do Carrefour Portugal pela Sonae distribuição; Reforço da internacionalização da Sonae Sierra com 50% dos activos fora de Portugal ; Cisão da Sonae Portugal; 2008 – Sonae Distribuição e RAR formalizam acordo para juntar operações de viagens, a Geotur e a Star, criando uma nova empresa, participada a 50% por cada um dos grupos e dotada por uma gestão conjunta. Aquisição da cadeia de retalho espanhola no grupo Boulanger, especializada em electrodomésticos e electrónica de consumo. Sonae Sierra detem participação em 50 shoppings. 12

13 Belmiro de Azevedo Licenciado em Engª Química FEUP Na Sonae desde 1965 Presidente da Sonae, SGPS, SA Membro da European Union Hong-kong Business Cooperation Committe Membro do Clube México- Europa 2000 Membro do senado da Universidade do Porto 13

14 Cerveja Sagres é líder de vendas nos últimos seis meses A cerveja comercializada pela Sociedade Central de Cervejas e Bebidas consolida, de acordo com dados conhecidos a 22 de Abril, a liderança atingida ao fim de cerca de 20 anos, no bimestre Outubro/ Novembro de As duas principais cervejas em Portugal representam, de acordo com a mesma fonte, 89,5% do mercado nacional. A Cerveja Sagres tem beneficiado do crescimento estável e sustentando. O mercado total inclui os canais INCIM1 (Horeca), onde a cerveja Sagres é líder há quatro bimestres, e INA2 (Distribuição Moderna). 14

15 História da PT comunicações : Pode dizer-se que a história da PT se confunde com a história das Telecomunicações em Portugal. Hoje, a maior entidade empresarial privada portuguesa, a Portugal Telecom, conta com mais de 30 milhões de clientes distribuídos por diversas áreas de negócio nos quatros cantos do globo. Em 1991, é criada a Teledifusora de Portugal (TDP), cuja missão é explorar as infra-estruturas de Teledifusão. Em 1992 dá-se a autonomização das Telecomunicações desenvolvidas pelos CTT através da criação da Telecom Portugal, SA, passando aqueles a dedicar-se exclusivamente aos Correios. Portugal passou, assim, a ter a sua rede de telecomunicações explorada por 3 operadores: os TLP exploravam o serviço telefónico nas áreas de Lisboa e Porto; a Telecom Portugal, responsável pelas restantes comunicações nacionais, para a Europa e Bacia do Mediterrâneo; e a Marconi que assegurava o tráfego intercontinental. Em 1994, constitui-se um operador único nacional de telecomunicações que juntou, por fusão, as empresas do sector detidas pela holding estatal CN - a Portugal Telecom, SA (PT), por fusão da Telecom Portugal, dos TLP e da TDP. O século XXI inicia-se com a PT a liderar o sector das telecomunicações em Portugal e a expandir as suas áreas de negócio a novas tecnologias, produtos, serviços e soluções impensáveis aos pioneiros das experiências telefónicas e telegráficas. Todo o percurso está preenchido de acontecimentos, etapas marcantes e vicissitudes que integram de pleno direito a história da PT. Empresa de referência no mercado português, a Portugal Telecom conta hoje com cerca de 38 milhões de clientes, distribuídos por diversas áreas de negócio nos quatros cantos do globo. Comunicações fixas, móveis, multimédia, sistemas de informação, investigação e desenvolvimento, comunicações via satélite e investimentos internacionais. Presente em todas estas áreas, a empresa assume uma vocação global na info- comunicação. 15

16 Sondagens Das pesquisas realizadas a resposta ás perguntas : Qual a empresa portuguesa com mais sucesso? 1 º Sonae 2 º PT 3 º TAP 4 º EDP 5 º Petrogal Qual a marca portuguesa com mais sucesso econ ó mico? R: Vinho do Porto 16

17 Conclusão Com este trabalho aprendemos novas formas de gerir empresas e de trabalhar nelas. Desconhec í amos a forma de trabalho da Sonae e de outras empresas como a Logoplaste. O facto da Louropel ser a maior fabricante de botões tamb é m era novidade. Devemos tamb é m acrescentar que foi um trabalho realizado com uma certa dificuldade, pois nem todas as empresas divulgam a sua forma de trabalho e de gestão. 17

18 Bibliografia Site da Sonae Livro de Belmiro de Azevedo Noticias do Jornal Económico Estatísticas e Sondagens do INE 18


Carregar ppt "Escola Secundária de Paços de Ferreira Sucessos da Economia Portuguesa Trabalho realizado por: Glória Cruz Cláudia vale."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google