A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ANALISE DE CUSTO-VOLUME-LUCRO MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO A MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO UNITÁRIA É O PREÇO DE VENDA DO PRODUTO MENOS SEUS CUSTOS VARIÁVEIS Mc = p.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ANALISE DE CUSTO-VOLUME-LUCRO MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO A MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO UNITÁRIA É O PREÇO DE VENDA DO PRODUTO MENOS SEUS CUSTOS VARIÁVEIS Mc = p."— Transcrição da apresentação:

1 ANALISE DE CUSTO-VOLUME-LUCRO MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO A MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO UNITÁRIA É O PREÇO DE VENDA DO PRODUTO MENOS SEUS CUSTOS VARIÁVEIS Mc = p -cv Representa a parcela do preço que está disponível para a cobertura dos custos fixos e para a geração de lucros

2 A MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO UNITÁRIA ESTÁ LIGADA Á LUCRATIVIDADE DO PRODUTO E A RAZÃO DE CONTRIBUIÇÃO RELACIONA-SE COM A RENTABILIDADE RAZÃO DE CONTRIBUIÇÃO Razão de contribuição = margem de contribuição unitária preço

3 EXEMPLO COMPARAÇÃO DE DOIS PRODUTOS PELA MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO Produto AProduto B P ($/um)10,0020,00 Cv ($)6,0010,00 Mc4,0010,00 (%)40$50% Confrontando-se os dois produtos, observa-se que o produto B seria preferível ao produto A, pois sua lucratividade, dada pela margem de contribuição é maior do que a do produto A. Pelo critério de rentabilidade (razão de contribuição), o produto B também é melhor.

4 ANALISE COM FATOR LIMITANTE Quando existir um fator que limita a produção (tempo escasso, Falta de matéria- prima, etc.) a análise deve ser feita em função deste fator limitante. Assim a margem de contribuição de um produto deve ser dividida pela utilização do fator limitante por aquele produto. Considerando-se que as vendas são limitadas pela capacidade de produção, ou seja, o potencial de vendas no mercado e superior ao que pode ser produzido pela empresa, e sabendo-se que o produto A pode ser fabricado em um ritmo de três unidades por hora enquanto que o produto B tem um ritmo de fabricação de uma unidade por hora.

5 Produto AProduto B P ($/un)10,0020,00 Cv ($/un)6,0010,00 Mc ($/un)4,0010,00 (%)40%50% Produção(un/h3 un1 um Mc ($/h)12,0010,00 Neste caso o produto A é preferível ao produto B, pois embora o produto B possua uma maior margem de contribuição sua produção dá-se de forma mais lenta, sendo sua margem de contribuição horária menor.

6 PONTO DE EQUILIBRIO É O NIVEL DE PRODUÇÃO ONDE O LUCRO É NULO. E ENCONTRADO POR MEIO DAS EXPRESSÕES Qo = CF mc Ro = CF RC Ro = Qo x p Qo = ponto de equilíbrio em unidades físicas Ro = ponto de equilíbrio em unidades monetárias CF = custos fixos mc = margem de contribuição unitária RC = Razão de contribuição P = preço de venda

7 Representação gráfica do ponto de equilíbrio Ro Qo CUSTOS = cf+ cv.Q CT RECEITA = p.Q

8 PONTO DE EQUILIBRIO * Aumento nos custos fixos Ro Qo Receita Custos = CF+ cv.Q Ro 1 Qo 1 Custos 1 = CF+ cv.Q

9 PONTO DE EQUILIBRIO * Aumento no preço Ro Qo Receita = p.Q Custos = CF+cv.Q Receita 1 = p 1. Q Ro 1 Qo 1

10 PONTO DE EQUILIBRIO Ro Qo CUSTOS = cf+ cv.Q CF * Aumento nos custos variáveis RECEITA = p.Q CUSTOS 1 = cf+ cv.Q Ro 1 Qo 1

11 PONTO DE EQUILIBRIO CONTABIL, FINANCEIRO E ECONOMICO A DIFERENÇA FUNDAMENTAL ENTRE OS TRÊS SÃO OS CUSTOS FIXOS CONSIDERADOS CONTÁBIL: Custos contábeis ECONOMICO: São considerados os custos de oportunidade. FINANCEIRO: consideram-se apenas as custos desembolsados

12 EXEMPLO Preço de venda$8,00 a unidade Custos variáveis$6,00 a unidade Custos fixos$ 4.000,00 por ano Depreciação$ 800,00 por ano Patrimônio Líquido$10.000,00 mc = 8,00 – 6,00 = $2,00 por unidade

13 PONTODE EQUILIBRIO CONTABIL Qc = 4.000,00 = unidades por ano 2,00 ECONOMICO Qe = 4.000, ,00 = un/ano 2,00 FINANCEIRO: Qf = 4.000,00 – 800,00 = 1.600,00 un/ano 2,00 ABAIXO DE UNIDADES = PREJUIZO ACIMA DE UNIDADES PAGA AS CONTAS

14 MARGEM DE SEGURANÇA É o excedente das vendas da empresa sobre as vendas que representam o ponto de equilíbrio. Representa quanto as vendas podem cair sem que haja prejuízo para a empresa. Pode ser expressa em unidades físicas ou monetária ou sob a forma de índice (percentual)

15 PONTO DE FECHAMENTO O ponto de fechamento é o nível de produção mínimo para a funcionamento da empresa (ou de uma linha de produtos) mc = $2,00 por unidade CF = $4.000,00 por ano CF elimináveis = $3.000,00 CF não elimináveis = $1.000,00 Qo = $4.000,00 = unidades ano $2,00 Qf = $3.000,00 = unidades ano $2,00 ABAIXO DESTA QUANTIDADE ESTÁ TENDO PREJUÍZO MELHOR FECHAR TEMPORARIAMENTE

16 CUSTOS FIXOS ELIMINAVEIS E NÃO ELIMINAVEIS ELIMINAVEIS = SÃO AQUELES QUE PODEM SER ELIMINADOS EM CURTO ESPAÇO CASO A EMPRESA ENCERE TEMPORARIAMENTE SUAS ATIVIDADES = SALARIOS, ALUGUEIS ENERGIA ELETRICA NÃO ELIMINAVEIS = NÃO SÃO PASSIVEIS DE ELIMINAÇÃO A CURTO PRAZO = DEPRECIAÇÕES, IPTU, ALUGUEIS, PARTE DA SEGURANÇA.

17 EMPRESAS MULTIPRODUTORAS NÃO HÁ SENTIDO NO RATEIO DE CUSTOS INDIRETOS FIXOS AOS PRODUTOS PARA A OBTENÇÃO DO PONTO DE EQUILIBRIO CADA PRODUTO DEVE COBRIR SEUS CUSTOS DIRETOS E A MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO QUE SOBRA PROPICIA A COBERTURA DOS CUSTOS INDIRETOS FIXOS E A GERAÇÃO DE LUCROS

18 ANALISAR A RENTABILIDADE DOS PRODUTOS PRODUTOS ABCDTOTAL RECEITA PART. VENDAS10%40% 10%100% CV MC Rentabilidade30% 10% 20%

19 25% Participação nas vendas 20% Rentabilidade II I III IV C B D A Aumentar vendas Aumentar margem de contribuição

20 Analisando os valores encontrados, podemos perceber que o produto B é o que traz melhores resultados para a empresa. Enquanto que o produto D é o que propicia menor contribuição. O produto A poderia ter seu desempenho melhorado caso aumentasse a participação na receita ao passo que, no caso do produto C, o mais aconselhável seria tentar aumentar a razão de contribuição.


Carregar ppt "ANALISE DE CUSTO-VOLUME-LUCRO MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO A MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO UNITÁRIA É O PREÇO DE VENDA DO PRODUTO MENOS SEUS CUSTOS VARIÁVEIS Mc = p."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google