A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROCESSOS E PROCEDIMENTOS DE SUPPLY CHAIN MANAGEMENT USA E BRASIL FESP – FACULDADE DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO PARANÁ ALIANÇA AméricasSUL MÓDULO II: LOGÍSTICA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROCESSOS E PROCEDIMENTOS DE SUPPLY CHAIN MANAGEMENT USA E BRASIL FESP – FACULDADE DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO PARANÁ ALIANÇA AméricasSUL MÓDULO II: LOGÍSTICA."— Transcrição da apresentação:

1 PROCESSOS E PROCEDIMENTOS DE SUPPLY CHAIN MANAGEMENT USA E BRASIL FESP – FACULDADE DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO PARANÁ ALIANÇA AméricasSUL MÓDULO II: LOGÍSTICA Carga Horária: 08 horas-aula Prof. Dr. Alberto Possetti Supply Chain Manager Fone: Curitiba, 27 de outubro de 2012

2 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança2 LOGÍSTICA NO BRASIL Logística Nacional

3 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança3 QUESTIONAMENTOS QUESTÕES: têm

4 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança4 EVOLUÇÃO DA LOGÍSTICA Efficient Consumer Response

5 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança5 RESUMO DA EVOLUÇÃO DA LOGÍSTICA Evolução da Logística Fase 0 – Administração de Materiais Diz respeito ao fluxo de materiais, desde o recebimento da matéria-prima, passando pelas etapas de fabricação e processamento, até o estoque de produtos acabados. Fase 1 – Materiais + Distribuição Além de administração de materiais, agrega também a distribuição. Trata-se do transporte junto com a armazenagem.

6 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança6 RESUMO DA EVOLUÇÃO DA LOGÍSTICA Fase 2 – Logística Integrada É a administração do fluxo total de materiais e produtos da fonte ao usuário. A integração inclui o fluxo de materiais, desde a aquisição de matéria-prima até a entrega dos produtos acabados aos usuários finais. Fase 3 – Supply Chain Management É a integração dos processos do negócio desde o usuário final até os fornecedores originais que proporcionam os produtos, serviços e informações que agregam valor para o cliente.

7 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança7 RESUMO DA EVOLUÇÃO DA LOGÍSTICA Fase 4 - Supply Chain Management + Efficient Consumer Response ECR - Efficient Consumer Response ou resposta eficiente ao consumidor trata-se de um conjunto de metodologias, cuja aplicação visa quebrar as barreiras entre parceiros comerciais. Estas barreiras costumam resultar em ineficiências, com impacto em custos e tempo de resposta ao consumidor. Fase 5 – Sustentabilidade e Logística Reversa Este processo envolve o meio-ambiente e exige a influência das empresas, mobilizando-se por meio da sustentabilidade corporativa, atuando diretamente na natureza e nas comunidades.

8 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança8 FLUXOS LOGÍSTICOS Fluxo Financeiro SCM – Supply Chain Management

9 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança9 Gerenciamento da Cadeia de Abastecimento

10 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança10 Cadeia de Abastecimento

11 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança11 Objetivos da Logística Conceito e Objetivos

12 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança12 ADMINISTRAÇÃO DA LOGÍSTICA Os CINCO principais objetivos da Logística são: reduzir CUSTOS; manter a QUALIDADE dos serviços prestados; garantir a SEGURANÇA ao cliente; cumprir com os PRAZOS estabelecidos. minimizar os TEMPOS e MOVIMENTOS.

13 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança13 HISTÓRICO E EVOLUÇÃO DA LOGÍSTICA A LOGÍSTICA está presente no seu cotidiano! Quais são os passos para realizar a compra do mês em sua casa? Como melhor se organizar para ir e vir das compras?

14 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança14 PAPEL DA LOGÍSTICA NA EMPRESA MODERNA Administrar recursos é o ponto chave! Primeiro recurso importantíssimo : Segundo recurso: Terceiro(s) recurso(s):

15 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança15 ENFOQUE SISTÊMICO E LOGÍSTICO Um ótimo Administrador é aquele que sabe selecionar prioridades e administrar os recursos existentes! Um ótimo Administrador é aquele que sabe selecionar prioridades e administrar os recursos existentes! A logística nada mais é que a Administração da Comunicação de forma efetiva (eficiente e eficaz) e a ótima utilização de recursos. A logística nada mais é que a Administração da Comunicação de forma efetiva (eficiente e eficaz) e a ótima utilização de recursos. financeiros (aplicações, investimento do capital, reservas); naturais (principais vias de acesso para agilizar processos); materiais (qual é a estrutura atual da empresa?) financeiros (aplicações, investimento do capital, reservas); naturais (principais vias de acesso para agilizar processos); materiais (qual é a estrutura atual da empresa?)

16 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança16 Cadeia de Abastecimento - SCM FLUXOS NO GERENCIAMENTO DA CADEIA DE ABASTECIMENTO

17 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança17 LOGÍSTICA É O PROCESSO DE PLANEJAR, IMPLEMENTAR E CONTROLAR O FLUXO, ESTOCAGEM E ARMAZENAGEM DE MATÉRIAS-PRIMAS, WIPs, PRODUTOS ACABADOS E INFORMAÇÕES DESDE UM PONTO DE ORIGEM DE FORMA EFICIENTE E EFICAZ – EFETIVA - ATÉ UM PONTO DE CONSUMO CONFORME AS NECESSIDADES DOS CLIENTES. Definição Atual de Logística (Council Logistics Management – CLM)

18 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança18 LOGÍSTICA EMPRESARIAL Conceito de Logística (CLM) - Visualização LOGÍSTICA É O PROCESSO DE PLANEJAR, IMPLEMENTAR E CONTROLAR O FLUXO, ESTOCAGEM E ARMAZENAGEM DE MATÉRIAS-PRIMAS WIPs PRODUTOS ACABADOS INFORMAÇÕES DESDE UM PONTO DE ORIGEM ATÉ UM PONTO DE CONSUMO DE FORMA EFICIENTE E EFICAZ CONFORME AS NECESSIDADES DOS CLIENTES

19 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança19 A logística empresarial pode ser resumida na seguinte equação: Logística de Suprimentos + Logística de Produção + Logística de Distribuição Física = Logística Empresarial Logística Empresarial

20 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança20 LOGÍSTICA EMPRESARIAL Partes Componentes do Sistema

21 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança21 LOGÍSTICA - Atividades Primárias CLIENTE TRANSPORTE ARMAZENAGEM PROCESSAMENTO DOS PEDIDOS

22 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança22 Cadeia de Abastecimento IMPACTO DO SCM SOBRE O VALOR AOS ACIONISTAS

23 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança23 Cadeia de Abastecimento - SCM A BOA PRÁTICA DO SCM VISA MELHORAR O SERVIÇO AO CLIENTE. A MELHORIA DO SERVIÇO AO CLIENTE NA FORMA DE MAIOR DISPONIBILIDADE DOS PRODUTOS, RESULTA EM MAIORES FLUXOS DE RECEITAS NAS VENDAS.

24 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança24 INTEGRAÇÃO DAS FUNÇÕES Nível de Serviço

25 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança25 LOGÍSTICA SOLUÇÃO GLOBAL A comunicação clara e sem ruídos é essencial para o sucesso de toda a Administração! Como ocorre esta administração de RECURSOS? Ex: nas compras mensais de Supermercado

26 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança26 Financeiros: dinheiro disponível para tal finalidade. Naturais: a organização pessoal que listará todas as NECESSIDADES! Materiais: Como se chegará ao supermercado? Qual será o meio de transporte mais rápido e eficaz para ir e vir com as Compras? Recursos

27 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança27 Ainda, há mais um detalhe! ADMINISTRAR A ARMAZENAGEM NOS ARMÁRIOS DOMICILIARES.

28 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança28 Logística de Distribuição 1. TRANSPORTES 2. ARMAZENAGEM 3. EMBALAGEM DISTRIBUIÇÃO FÍSICA DOS PRODUTOS

29 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança29. Cabotagem – doméstico.Internacional MODAIS TERRESTRE Rodoviário Ferroviário Rodoferroviário AEROVIÁRIO AQUAVIÁRIO Marítimo Cabotagem De Interior Fluvial Lacustre DUTOVIÁRIO Sólidos Líquidos Gasosos TRANSPORTES

30 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança30 AEROVIÁRIO AQUAVIÁRIO MARÍTIMO CABOTAGEM DE INTERIOR FLUVIAL LACUSTRE DUTOVIÁRIO SÓLIDOS LÍQUIDOS ASOSOS TRANSPORTES

31 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança31 ARMAZENAGEM Tendências Centros de distribuição (CDs) Cross-docking Milk-run

32 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança32 ARMAZENAGEM Armazenagem pp. dita Consolidação Desconsolidação Transit point

33 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança33 EMBALAGEM RFID EAN CÓDIGO DE BARRAS

34 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança34 Unitização

35 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança35 Um dos principais objetivos da Logistica é reduzir custos. Porém, de que forma se reduzir os custos atuais? Pode-se dizer que para se reduzir os custos, os administradores em suas empresas fazem mágica!? Soluções: –Nível de serviço logístico total –Trade off – troca compensatória CUSTOS LOGÍSTICOS

36 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança36 Nunca pense que estocar, significa ganhar. Quem estoca está com seu dinheiro parado!! Ou seja, os melhores processos logísticos com ótima redução nos custos são os que chamamos de processos Just-in-time, pois não se utilizam de estoques. No entanto, pode ser um processo arriscado ! O Vilão dos Altos Custos é a Ociosidade!

37 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança37 Estratégias da Logística – Just-in- Time (JIT)

38 Balanceamento de uma Rede de Distribuição Exemplo simplificado: DISTRIBUIÇÃO SUPRIMENTO Cliente Fornecedor Pólo Porto Zona de vendas Bolsão Estado Município etc. Rede de Distribuição FÁBRICA OU DEPÓSITO FÁBRICA OU DEPÓSITO Rede de Suprimentos Origem Destino Dr.Alberto Possetti Fesp/Aliança 38

39 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança39 Riscos x Redução de Custos x Confiança nos Fornecedores É necessário se ter certeza plena (contrato) de que você será bem atendido pelo prestador de serviços e pelos fornecedores em tempo real, pois basta uma simples falha no processo, para que haja desperdícios, onerando-se o processo e gerando-se multas por atraso na entrega da mercadoria aos consumidores finais.

40 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança40 EFICIÊNCIA E EFICÁCIA DA LOGÍSTICA LOGÍSTICA E A SUSTENTABILIDADE Organização Ambiente

41 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança 41 Logística Internacional - Incoterms Exportações e Importações

42 INCOTERMS 2000 Dr.Alberto Possetti Fesp/Aliança42

43 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança43 AMBIENTE EMPRESARIAL Ritmo da Mudança (laminar) Característica Demanda crescente Custos materiaisbaixos Custos financeiros baixos previsõesconfiáveis modelo produtividade

44 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança44 AMBIENTE EMPRESARIAL Ritmo da Mudança ( turbulento ) Característica Demanda variável Custos materiais altos Custos financeiros altos Previsões Pouco confiáveis Modelo Cooperação + Competitividade = Co-opetição

45 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança45 PARÂMETROS DE COMPETITIVIDADE INPUTS SISTEMA PRODUTIVO - THROUGHPUTS OUTPUTSQUANTIDADE VARIEDADE QUALIDADE PRAZO PREÇOS

46 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança46 PARÂMETROS DE COMPETITIVIDADE OUTPUTS INPUTS SISTEMA PRODUTIVO S O E Ç R I V

47 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança47 EXIGÊNCIAS TÉCNICO-ORGANIZACIONAIS Capacidade de Reação Dinâmica do Rendimento Estabilidade Flexibilidade Confiabilidade SISTEMA PRODUTIVO Ambiente

48 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança48 CONSIDERAÇÕES FINAIS As pessoas que realizam compras de supermercado, são ótimos administradores e, além de tudo, são profissionais da logística, pois são responsáveis em analisar a melhor forma de alcançar um objetivo estabelecido mês-a-mês. A entrega em perfeito estado das compras e a sua organização no local de destino, principalmente com custo baixo, são indícios de um planejamento logístico – trade off!

49 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança49 REFERÊNCIAS TRANSPORTE MODERNO: todos os modais LOGÍSTICA: movimentação e armazenagem de materiais »www.imam.com.brwww.imam.com.br TECNOLOGÍSTICA »www.tecnologistica.com.brwww.tecnologistica.com.br

50 Dr.Alberto PossettiFesp/Aliança50 Dúvidas / Informações Adicionais Fone/Fax: +55 (41) Celular: +55 (41)


Carregar ppt "PROCESSOS E PROCEDIMENTOS DE SUPPLY CHAIN MANAGEMENT USA E BRASIL FESP – FACULDADE DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO PARANÁ ALIANÇA AméricasSUL MÓDULO II: LOGÍSTICA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google