A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Gestão da Remuneração Fernando Silva da Paixão. Gestão de Pessoas Sistema Integrado de Gestão de Pessoas no Processo de Remuneração Metodologia, Analise,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Gestão da Remuneração Fernando Silva da Paixão. Gestão de Pessoas Sistema Integrado de Gestão de Pessoas no Processo de Remuneração Metodologia, Analise,"— Transcrição da apresentação:

1 Gestão da Remuneração Fernando Silva da Paixão

2 Gestão de Pessoas Sistema Integrado de Gestão de Pessoas no Processo de Remuneração Metodologia, Analise, Desenvolvimento e implementação Estrutura Organizacional e Analise de Funções Evolução na Gestão de Mudança E Gestão de Pessoas Conceito Salários Descrição de Cargos Atuação do Gestor Modalidades Cargos e Salários: Implantação de Projeto.

3 Fernando Silva da Paixão Gestão de Pessoas

4 Prof. Ivanildo Macêdo 29

5 Fernando Silva da Paixão Gestão de Pessoas GALINHA BOI SOJA= EU PARTICIPEI = EU ME ENVOLVI = EU ME COMPROMETI

6 Ênfases Estratégicas Estratégia Infra-Estrutura Pessoas Alinhamento

7 Fernando Silva da Paixão Gestão de PessoasBRAINSTORM Identificação IdentificaçãoDoProblema DivergenteE Convergente Convergente Defeitologia Não elogiar Não criticar Não julgar GeraçãoDeIdéias QuantidadeEQualidade

8 Fernando Silva da Paixão Gestão de PessoasBRAINSTORM DIA MESA PRÓ – ATIVO PRÓ – ATIVO QUESTIONAR PRESSUPOSTO = NOITE = CADEIRA NOVAS CONEXÕES: VISÍVEIS FORÇADAS

9 Fernando Silva da Paixão Gestão de Pessoas Desafios dos Gestores

10 Salário x Remuneração Art. 457, caput da CLT – Compreendem -se na REMUNERAÇÃO do empregado, para todos os efeitos legais, além do salário devido e pago diretamente pelo empregador, como contraprestação do serviço, as gorjetas que receber. § 1º - Integram o SALÁRIO não só a importância fixa estipulada, como também as comissões, percentagens, gratificações ajustadas, diárias para viagens e abonos pagos pelo empregador. Ou Seja, o Salário Base é o que vem assinado na CTPS; E a Remuneração é o bruto, somatório de Horas Extras, DSR, Adicionais, Comissões, Gorjetas, Etc… A ISONOMIA SALARIAL, que prevê que os empregados que cumprem a mesma função, na mesma localidade e com o mesmo empregador, devem receber salários iguais = equiparação salarial. Requisitos previstos no art. 461 da CLT: Mesma função, Mesmo empregador, Mesma localidade, Diferença de tempo da função não superior a dois anos, Mesma produtividade, Mesma perfeição técnica; Salário x Remuneração

11 Valor do Salário QUANTO AO TIPO, O SALÁRIO PODE SER: a) SALÁRIO MÍNIMO: menor salário nacionalmente fixado por lei; b) SALÁRIO PROFISSIONAL: considera a profissão, fixando o mínimo que pode ser pago aquele profissional; c) PISO SALARIAL ou CATEGORIA: é aquele fixado por convenção coletiva, e é previsto para os trabalhadores de um setor de atividade; d) SALÁRIO NORMATIVO: é aquele proferido por sentença normativa dos Tribunais do Trabalho, na resolução de um dissídio coletivo. Salário x Remuneração

12 12 Para os colaboradores: Um dos três aspectos que mais contam. Os outros dois são a função desempenhada e as relações estabelecidas. Para a Empresa: Principal despesa Ferramenta fundamental na gestão de Activos Humanos Não há boa gestão do Capital Humano sem uma eficaz politica de remunerações Fernando Silva da Paixão Gestão de Pessoas IMPORTANCIA DA GESTÃO DA REMUNERAÇÃO

13 13 Se Gerir é atingir objetivos através de pessoas!... Então duas das principais tarefas de qualquer gestor de Ativos Humanos serão: Fixar objetivos ambiciosos Estimular / recompensar o sucesso Fernando Silva da Paixão Gestão de Pessoas GESTÃO DA REMUNERAÇÃO

14 14 CompetentesMotivadasFocalizadas Desempenho ++ = Plano de Desenvolvimento Recompensas extrínsecasGestão por ObjectivosSistema de recompnsas Ativos Humanos são pessoas... Gestão da Remuneração Fernando Silva da Paixão Gestão de Pessoas GESTÃO DA REMUNERAÇÃO

15 15 Clarificações de Conceitos: REMUNERAÇÃO OU RETRIBUIÇÃO: REMUNERAÇÃO OU RETRIBUIÇÃO: Aquilo que nos termos do contrato, normas ou usos o trabalhador tem direito como contrapartida do seu trabalho (Art. 249 CLT) Aquilo que nos termos do contrato, normas ou usos o trabalhador tem direito como contrapartida do seu trabalho (Art. 249 CLT) RECOMPENSA: RECOMPENSA: Prémio atribuído por serviço prestado ou fim atingido. Prémio atribuído por serviço prestado ou fim atingido. RECONHECIMENTO: RECONHECIMENTO: Acto de ratificação; Demonstração de agradecimento e/ou gratidãoActo de ratificação; Demonstração de agradecimento e/ou gratidão CELEBRAÇÃO: CELEBRAÇÃO: Acto de festejar, comemorar ou exaltar. Acto de festejar, comemorar ou exaltar. Fernando Silva da Paixão Gestão de Pessoas SISTEMA DE REMUNERAÇÃO

16 16 PRINCIPAIS OBJECTIVOS DUM SISTEMA DE REMUNERAÇÃO: Atrair o Potencial Humano certo Focalizar as pessoas nos principais objectivos do negócio Incentivá-las para os alcançar. Premiar o esforço e a contribuição individual para os resultados Criar Modelos / Exemplos de bom desempenho. Fernando Silva da Paixão Gestão de Pessoas SISTEMA DE REMUNERAÇÃO

17 17 PRINCIPAIS OBJECTIVOS DUM SISTEMA DE REMUNERAÇÃO: Facilitar o trabalho em equipa, O verdadeiro sucesso só existe quando for de todos. Incentivar a aprendizagem e melhoria contínua Reter o talento humano certo. Evitar as algemas douradas Estar alinhado e contribuir para o negócio Fernando Silva da Paixão Gestão de Pessoas SISTEMA DE REMUNERAÇÃO

18 18 4 CARACTERÍSTICAS DE UM BOM SISTEMA DE REMUNERAÇÃO: Justo internamente Competitivo externamente Motivador para as pessoas e equipas Fácil de administrar Fernando Silva da Paixão Gestão de Pessoas SISTEMA DE REMUNERAÇÃO

19 Competitividade do Mercado Crescimentodo Setor /Negócio Elevado Elevada Baixo Baixa ADAPTAÇÃO DA POLITICA SALARIAL Atração de talento Salários personalizados Flexibilidade agressiva Retenção de talento Personalização selectiva Flexibilidade moderada Retenção selectiva Standardização salarial Atração de talento Salários por função Flexibilidade moderada Fernando Silva da Paixão Gestão de Pessoas SISTEMA DE REMUNERAÇÃO

20 20 Composição Salarial Equidade interna Competitividade externa FUNÇÃO Valor da função Retenção PESSOA Competências Desempenho Resultados POLÍTICA da EMPRESA Capacidade financeira Resultados Conjuntura Posicionamento Competitividade de Mercado Conjuntura Económica Legislação laboral Poder sindical Práticas da concorrência Fernando Silva da Paixão Gestão de Pessoas SISTEMA DE REMUNERAÇÃO

21 21 Remuneração Global Remuneração Flexível Remuneração Fixa Benefícios Base, IHT, Diuturnidades Sub. Férias e Natal Abono Falhas Subsídios turno, nocturno CURTO PRAZO: Comissões Prémios por Objectivos Participação resultados Gorjetas Financeiros: Refeitório /Sub. Refeição Seguros (saúde, vida) Plano de pensões Automóvel, Telemóvel Não Financeiros: Estacionamento Motorista Férias adicionais LONGO PRAZO: Stock Options Prémios em acções Share purchasing Plans Fernando Silva da Paixão Gestão de Pessoas

22 Fernando Silva da Paixão Gestão de Pessoas O trabalho é uma das dimensões do ser humano. A outra é o amor. Só tem bom desempenho quem ama o que faz Peter Drucker

23 Fernando Silva da Paixão Gestão de Pessoas É melhor lapidar até a exaustão o talento médio (e determinado) do que tentar polir o diamante preguiçoso que não deseja polimento! Bernardo Rocha de Rezende (Bernadinho)

24

25 Fernando Silva da Paixão Gestão de Pessoas Obrigado! Fernando Silva da Paixão GESTÃO DA REMUNERAÇÃO


Carregar ppt "Gestão da Remuneração Fernando Silva da Paixão. Gestão de Pessoas Sistema Integrado de Gestão de Pessoas no Processo de Remuneração Metodologia, Analise,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google