A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ABSCESSO HEPÁTICO SERVIÇO DE CIRURGIA GERAL HOSPITAL FEDERAL CARDOSO FONTES CHEFE: Dr. Antonio Marcílio RESIDENTE: Bruno Campos Rodrigues.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ABSCESSO HEPÁTICO SERVIÇO DE CIRURGIA GERAL HOSPITAL FEDERAL CARDOSO FONTES CHEFE: Dr. Antonio Marcílio RESIDENTE: Bruno Campos Rodrigues."— Transcrição da apresentação:

1 ABSCESSO HEPÁTICO SERVIÇO DE CIRURGIA GERAL HOSPITAL FEDERAL CARDOSO FONTES CHEFE: Dr. Antonio Marcílio RESIDENTE: Bruno Campos Rodrigues

2 INTRODUÇÃO Conceito: Condição patológica, infecciosa, que acomete o fígado, caracterizada pela concentração de coleção purulenta. História: 1938 – Ochsner e Debakey – revisão na literatura mundial. Classificação: PIOGÊNICO X AMEBIANO

3 EPIDEMIOLOGIA 20 – 30 anos, apendicite 50 – 60 anos, doença do trato biliar ou criptogênico Incidência: : : :

4 EPIDEMIOLOGIA Abscesso intraperitoneal 26% são viscerais 48% dos viscerais 13% do total eram hepáticos

5 PATOGENIA 1. Árvore biliar 2. Veia porta 3. Artéria hepática 4. Extensão direta de um foco próximo 5. Trauma

6 PATOGENIA Doença calculosa Doença malígna Dilatação congenita das vias biliares intra- hepáticas Ascaris Cirurgias da via biliar

7 PATOGENIA Apendicite Diverticulite Pancreatite Doença inflamatória intestinal Malignidade colorretal Endocardite Pneumonia osteomielite

8 PATOGENIA CRIPTOGÊNICOS: Doença abdominal não diagnosticada Doença infecciosa já resolvida Diabetes malignidade

9 PATOGENIA 1. ÚNCOS OU MÚLTIPLOS 2. POLIMICROBIANO OU ÚNICO GERME PILIFLEBITE, COLANGITE, SOLITÁRIOS => POLIMICROBIANA INFECÇÕES SISTÊMICAS => ÚNICO GERME Anaeróbios Escherichia coli, Klebisiella pneumoniae, Enterococos, Stafilococos aureus.

10 QUADRO CLÍNICO 1. Febre / calafrio 2. Dor abdominal 3. Anorexia / perda de peso 4. Náusea / vômito 5. Mal – estar 6. Icterícia

11 DIAGNÓSTICO Exame laboratorial Leucocitose, anemia, anormalidades no hepatograma Exame de imagem Radiografia de tórax e abdome, USG abdome e TC de abdome

12 DIAGNÓSTICO Radiografias 1. Tórax => elevação da hemi – cúpula direita 2. Abdome => gás em quadrante superior direito

13 DIAGNÓSTICO Ultassonografia de abdome Área ovalar hipoecogênica. Coleção em loja hepática, líquido com debris

14 DIAGNÓSTICO Tomografia computadorizada de abdome Lesões hipodensas, hipocaptantes, com conteúdo líquido, presença de nível hidroaéreo

15 TRATAMENTO 1. Antibioticoterapia 2. Drenagem do abscesso Punção aspirativa Drenagem percutânea cirurgia

16 TRATAMENTO Antibioticoterapia Anaeróbios Escherichia coli, Klebisiella pneumoniae, Enterococos, Stafilococos aureus. Ciprofloxacino => G - / G+ (limitado). Escherichia coli, Klebisiella pneumoniae Metronidazol => anaerobios, Bacterioides, Clostridium Penicilina de amplo espectro +/- aminoglicosideo Cefalosporina 3ª + metro / clinda Duração maior que 14 dias

17 TRATAMENTO Cirurgia 1. Tratamento cirúrgico da doença primária 2. Não melhora com a drenagem 3. Múltiplos abscessos

18 TRATAMENTO Punção aspirativa 60 – 90% de sucesso Guiado por método de imagem Necessita de várias punções Coagulopatia Proximidade a estrutura vital ascite

19

20 TRATAMENTO Drenagem percutânea Atual método de escolha Resolução próximo de 100% Guiado por método de imagem

21

22

23 ABSCESSO AMEBIANO Causado pelo Entamoeba histolytica Área endêmica (México, Índia, África, América central e sul) Homem 10:1, 20 – 40 anos Imunidade diminuida

24

25

26 DIAGNÓSTICO Laboratório Exame de imagem 1. TC => lesão arredondada, borda não acentuada, com edema periférico

27 DIAGNÓSTICO USG => lesão arredondada, próximo a cápsula do fígado, sem ecos nas bordas, conteúdo hipoecóico, heterogêneo

28 DIAGNÓSTICO TC => lesão arredondada, borda não acentuada, com edema periférico

29 TRATAMENTO Metronidazol Punção aspirativa 1. caso risco de romper 2. Falha do tratamento clinico 3. Dúvida diagnóstica

30 DISCUSSÃO DE ARTIGO Radiologia Brasileira Print version ISSN Radiol Bras vol.34 no.2 São Paulo Mar./Apr doi: /S Artigo Original ESTUDO COMPARATIVO DOS PROCEDIMENTOS PERCUTÂNEOS ORIENTADOS POR MÉTODOS DE IMAGEM NO TRATAMENTO DAS COLEÇÕES HEPÁTICAS Giselle Guedes Netto de Mello1, Gustavo de Souza Portes Meirelles2, José Marcelo Amatuzzi de Oliveira1, Sergio Ajzen3, Giuseppe D'Ippolito4, Jacob Szejnfeld

31 52 pacientes 17 coleções hepáticas 10:7 41,6 anos Complexa x não complexa 100 / / 250ml P.A. x D.P. + ATB 14 sucessos 3 falhas

32

33

34

35 DISCUSSÃO Procedimentos percutâneos x cirurgia Indicação PA x DP Vantagens e desvantagens Rajak 1998 Conclusão

36 BIBLIOGRAFIA Sabiston – Tratado de Cirurgia – 17ª ed. Harrison – Medicina Interna – 16ª ed. Manual de antibióticos – José Carlos Corrêa – 3ª ed. Site oficial Colégio Brasileiro de Cirurgiões Radiol Bras vol.34 no.2 São Paulo Mar./Apr Pubmed Rajak CL. Percutaneous treatment of liver abscess: needle aspiration versus catheter drainage. AJR 1998


Carregar ppt "ABSCESSO HEPÁTICO SERVIÇO DE CIRURGIA GERAL HOSPITAL FEDERAL CARDOSO FONTES CHEFE: Dr. Antonio Marcílio RESIDENTE: Bruno Campos Rodrigues."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google