A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SOCIOLOGIA DA INFÂNCIA WILLIAM CORSARO ALBERTO ALBUQUERQUE GOMES.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SOCIOLOGIA DA INFÂNCIA WILLIAM CORSARO ALBERTO ALBUQUERQUE GOMES."— Transcrição da apresentação:

1 SOCIOLOGIA DA INFÂNCIA WILLIAM CORSARO ALBERTO ALBUQUERQUE GOMES

2 Por que um estudo sociológico da infância?

3 As crianças são agentes sociais, ativos e criativos que produzem suas próprias e exclusivas culturas infantis. Ao mesmo tempo, contribuem para a produção das sociedades adultas.

4 Para a sociedade, a infância é uma forma estrutural permanente ou categoria que nunca desaparece, embora seus membros mudem e sua natureza e concepção variem historicamente. A infância, é um período socialmente construído em que as crianças vivem suas vidas. É uma forma estrutural, ou seja, é uma categoria ou uma parte da sociedade como as classes sociais ou grupos etários.

5 Teorias sociais da infância Examinaremos os motivos do ressurgimento do interesse pelas crianças na sociologia.

6 A socialização da infância tem recebido extensa cobertura em textos introdutórios da sociologia. As crianças marginalizadas na sociologia foram retomadas como sujeitos centrais da infância.

7 A preocupação com outros segmentos sociais chamou a atenção para as vidas infantis. Novas formas de análise: perspectivas teóricas interpretativas e construtivistas.

8 Teorias tradicionais: socialização Examinaremos as abordagens sobre socialização da criança.

9 Grande parte do pensamento sociológico sobre criança e infância deriva do trabalho sobre socialização. Ex. Durkheim São dois modelos a serem analisados: 1.Modelo determinista 2.Modelo construtivista

10 1.Modelo determinista 1.1. Modelo funcionalista (Talcott Parsons) 1.2. Modelo reprodutivista (Pierre Bourdieu) 1.3. Pontos fracos do determinismo e reprodutivismo Preocupação excessiva com a socialização Preocupação excessiva com a socialização

11 2.Modelo construtivista 2.1. Piaget (desenvolvimento intelectual) 2.2. Vygotsky (visão sociocultural) 2.3. Pontos fracos do modelo construtivista Foco no desenvolvimento individual Foco no desenvolvimento individual Preocupação exagerada com o percurso Preocupação exagerada com o percurso

12 3.Reprodução interpretativa Contestação do conceito de socialização: socialização é também um processo de apropriação e reinvenção. Contestação do conceito de socialização: socialização é também um processo de apropriação e reinvenção. Reprodução interpretativa: interpretativo abrangendo aspectos inovadores e criativos da participação social da infância Reprodução interpretativa: interpretativo abrangendo aspectos inovadores e criativos da participação social da infância

13 3.1. Linguagem e rotinas culturais A Reprodução interpretativa enfatiza a linguagem e a participação das crianças em rotinas culturais. A Reprodução interpretativa enfatiza a linguagem e a participação das crianças em rotinas culturais. A participação das crianças nas rotinas culturais é um elemento essencial na reprodução interpretativa. A participação das crianças nas rotinas culturais é um elemento essencial na reprodução interpretativa. Essa participação começa cedo. Essa participação começa cedo.

14 3.2. Que rotina é essa? São rotinas previsíveis em família. São rotinas previsíveis em família. Essa rotina é o momento adequado para a criança colocar em discussão duas dúvidas. Essa rotina é o momento adequado para a criança colocar em discussão duas dúvidas. Para o adulto essa rotina é o momento adequado para ordenar alguns conceitos confusos para criança. Para o adulto essa rotina é o momento adequado para ordenar alguns conceitos confusos para criança.

15 4.Da progressão individual às reproduções coletivas A reprodução interpretativa encara a integração das crianças em suas culturas como reprodutiva. A reprodução interpretativa encara a integração das crianças em suas culturas como reprodutiva. As crianças se esforçam por interpretarem o mundo e participarem dele. As crianças se esforçam por interpretarem o mundo e participarem dele.

16 4.1. O modelo da teia global A teia de aranha é a metafora mais adequada para representar a reprodução interpretativa. A teia de aranha é a metafora mais adequada para representar a reprodução interpretativa.

17

18 A negligência/marginalização da infância na sociologia está relacionada à visão tradicional de socialização.

19 A contestação dessa visão tradicional de socialização ocorre com a emergência da teoria cognitiva de Piaget e a abordagem sócio-cultural de Vygotsky.

20 O autor oferece uma nova base para a sociologia da infância: a reprodução interpretativa.


Carregar ppt "SOCIOLOGIA DA INFÂNCIA WILLIAM CORSARO ALBERTO ALBUQUERQUE GOMES."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google