A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Claudia Bruscagin Abuso sexual infantil Concílio Pastoral UCOB Janeiro 2012.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Claudia Bruscagin Abuso sexual infantil Concílio Pastoral UCOB Janeiro 2012."— Transcrição da apresentação:

1 Claudia Bruscagin Abuso sexual infantil Concílio Pastoral UCOB Janeiro 2012

2 Claudia Bruscagin Até a idade de 18 nos Estados Unidos, uma de cada 4 meninas e 1 de cada 6 meninos serão abusados sexualmente. 85% dos abusos são cometidos por alguém que a criança conhece e geralmente confia – um membro da família imediata, parente, um vizinho ou um amigo da família. A maior parte são homens. Até a idade de 18 nos Estados Unidos, uma de cada 4 meninas e 1 de cada 6 meninos serão abusados sexualmente. 85% dos abusos são cometidos por alguém que a criança conhece e geralmente confia – um membro da família imediata, parente, um vizinho ou um amigo da família. A maior parte são homens.

3 No Brasil… "O abuso sexual no Brasil reza missa, dirige culto, é doutor, tem mandato e disputa eleição. Está nos tribunais, no conselho tutelar e na creche. Mora em condomínios, mas também está desempregado. Bebe uísque e cachaça. É a própria cara da sociedade abusando das nossas crianças. Sen Magno Malta pres. CPI Pedofilia Claudia Bruscagin

4 No Brasil… No entanto, quem costuma fazer denúncia de abuso sexual são pessoas das camadas mais pobres. Leila Paiva Coordenadora do Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, da Secretaria Especial dos Direitos Humanos (SEDH) No entanto, quem costuma fazer denúncia de abuso sexual são pessoas das camadas mais pobres. Leila Paiva Coordenadora do Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, da Secretaria Especial dos Direitos Humanos (SEDH) Claudia Bruscagin

5 No Brasil… Hospital Perola Byington casos atendidos, destes: criancas adolescentes 63,8% 63,8% mulheres adultas 36,2% Sexo feminino 91,1% Sexo masculino 26,1% menores 12 anos Hospital Perola Byington casos atendidos, destes: criancas adolescentes 63,8% 63,8% mulheres adultas 36,2% Sexo feminino 91,1% Sexo masculino 26,1% menores 12 anos Claudia Bruscagin

6 O que é abuso sexual? Tocar a boca, genitais, bumbum, seios ou outras partes íntimas de uma criança com objetivo de satisfação dos desejos; forçar ou encorajar a criança a tocar um adulto de modo a satisfazer o desejo sexual. Fazer ou tentar fazer a criança se envolver em ato sexual. Forçar ou encorajar a criança a se envolver em atividades sexuais com outras crianças ou adultos. Tocar a boca, genitais, bumbum, seios ou outras partes íntimas de uma criança com objetivo de satisfação dos desejos; forçar ou encorajar a criança a tocar um adulto de modo a satisfazer o desejo sexual. Fazer ou tentar fazer a criança se envolver em ato sexual. Forçar ou encorajar a criança a se envolver em atividades sexuais com outras crianças ou adultos.

7 Claudia Bruscagin O que é abuso sexual? Usar a criança em apresentação sexual como fotografia, brincadeira, filmagem ou dança, não importa se o material seja obsceno ou não. Expor a criança a ato sexual ou exibições com o propósito de estimulação ou gratificação sexual. Usar a criança em apresentação sexual como fotografia, brincadeira, filmagem ou dança, não importa se o material seja obsceno ou não. Expor a criança a ato sexual ou exibições com o propósito de estimulação ou gratificação sexual.

8 Efeitos do Abuso na Criança Rouba a criança de sua infância e cria uma desconfiança, sentimentos de culpa e comportamentos auto-abusivos. Pode levar a comportamentos antisociais, depressãoa, confusão de identidade, perda da auto-estima. Pode levar a dificuldades nos relacionamentos íntimos futuros. Vitimização sexual é ética e moralmente errada. Rouba a criança de sua infância e cria uma desconfiança, sentimentos de culpa e comportamentos auto-abusivos. Pode levar a comportamentos antisociais, depressãoa, confusão de identidade, perda da auto-estima. Pode levar a dificuldades nos relacionamentos íntimos futuros. Vitimização sexual é ética e moralmente errada. Claudia Bruscagin

9 O que toda criança deve saber: Há diferença entre o toque bome o ruim. Ela tem o direito de dizer não. Não existem segredos. Deve saber que deve recusar pedidos estranhos/ diferentes. Há diferença entre o toque bome o ruim. Ela tem o direito de dizer não. Não existem segredos. Deve saber que deve recusar pedidos estranhos/ diferentes.

10 Claudia Bruscagin E se... Acredite no que você ouve. Conforte a criança. Explique que não foi sua culpa. A culpa é do abusador e ele precisa de ajuda. Deixe a criança saber que você sente pelo que aconteceu. Fale a ela que você vai fazer de tudo para que isso não aconteça novamente. Leve a criança e a família para um aconselhamento ou terapia Acredite no que você ouve. Conforte a criança. Explique que não foi sua culpa. A culpa é do abusador e ele precisa de ajuda. Deixe a criança saber que você sente pelo que aconteceu. Fale a ela que você vai fazer de tudo para que isso não aconteça novamente. Leve a criança e a família para um aconselhamento ou terapia

11 Características do Pedófillo Sexo masculino acima de 30 anos. Solteiro ou com poucos amigos na sua faixa etária. Se casado, o relacionamento é mais de companhia do que sexual. Com frequência é vago sobre períodos de desemprego, ou de ter sido preso no passado. Sexo masculino acima de 30 anos. Solteiro ou com poucos amigos na sua faixa etária. Se casado, o relacionamento é mais de companhia do que sexual. Com frequência é vago sobre períodos de desemprego, ou de ter sido preso no passado. Claudia Bruscagin

12 Ele é frequentemente fascinado por crianças e por brincadeiras infantis, parece preferir atividades das crianças do que atividades com adultos. Vai se referir às crianças como puras e angelicais, parece inapropriado ou exagerado Ele é frequentemente fascinado por crianças e por brincadeiras infantis, parece preferir atividades das crianças do que atividades com adultos. Vai se referir às crianças como puras e angelicais, parece inapropriado ou exagerado Claudia Bruscagin

13 Tem hobbies que são atrativos para crianças, brinquedos caros, animais exóticos, aeromodelos. Claudia Bruscagin

14 O pedófilo Trabalha em posições que envolvem contato diário com crianças. Se não trabalha ele se voluntaria para trabalhar com crianças. Consegue chegar a uma posiçao de liderança como técnico de esportes, tutor, monitor de crianças. Posições onde tem a oportunidade de passar tempo com a criança sem ser supervisionado Claudia Bruscagin

15 Quem são Podem ser pais, padrastos. Mães, irmãos, tios, avós. Babás, motoristas. Em geral os abusadores com grande frequência também foram abusados. Em algumas famílias isso é repetido de geração em geração Podem ser pais, padrastos. Mães, irmãos, tios, avós. Babás, motoristas. Em geral os abusadores com grande frequência também foram abusados. Em algumas famílias isso é repetido de geração em geração Claudia Bruscagin

16 Quem é a criança Crianças tímidas, com problemas físicos ou emocionais, com famílias com sérios problemas. O pedófilo faz essa criança sentir-se especial, importante. Dá presentes, leva para passeios diferentes. Crianças tímidas, com problemas físicos ou emocionais, com famílias com sérios problemas. O pedófilo faz essa criança sentir-se especial, importante. Dá presentes, leva para passeios diferentes. Claudia Bruscagin

17 Sinais de que aconteceu... Conhecimento ou comportamento sexual for a do esperado. Mudanças no comportamento como perda do apetite, pesadelas, medo de dormir, se afastar da atividades rotineiras. Afastamento dos amigos. Voltar a fazer xixi na cama, chupar o dedo. Conhecimento ou comportamento sexual for a do esperado. Mudanças no comportamento como perda do apetite, pesadelas, medo de dormir, se afastar da atividades rotineiras. Afastamento dos amigos. Voltar a fazer xixi na cama, chupar o dedo.

18 Claudia Bruscagin Sinais de que aconteceu... Irritação genital ou sangramento, inchaço, dor, coceira, cortes ou arranhões na área genital, vaginal ou anal. Dificuldade de concentração na escola. Medo de alguma pessoa, ou pânico de ser deixada em algum lugar ou com alguém. Irritação genital ou sangramento, inchaço, dor, coceira, cortes ou arranhões na área genital, vaginal ou anal. Dificuldade de concentração na escola. Medo de alguma pessoa, ou pânico de ser deixada em algum lugar ou com alguém.

19 Claudia Bruscagin Sinais de que aconteceu... Gravidez. Comportamento agressivo ou perturbador, delinquência, fuga de casa, ou prostituição. Comportamentos auto-agressivos. Gravidez. Comportamento agressivo ou perturbador, delinquência, fuga de casa, ou prostituição. Comportamentos auto-agressivos.

20 Claudia Bruscagin Em verdade vos digo, que quando fizerdes a um desses pequeninos irmãos, a mim o fizestes. Mateus25: 40

21 Claudia Bruscagin


Carregar ppt "Claudia Bruscagin Abuso sexual infantil Concílio Pastoral UCOB Janeiro 2012."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google