A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Derrame Pleural Prof. Marcos Nascimento Docente da Divisão de Pneumologia do Departamento de Clínica Médica HUC PUCPR.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Derrame Pleural Prof. Marcos Nascimento Docente da Divisão de Pneumologia do Departamento de Clínica Médica HUC PUCPR."— Transcrição da apresentação:

1 Derrame Pleural Prof. Marcos Nascimento Docente da Divisão de Pneumologia do Departamento de Clínica Médica HUC PUCPR

2 Derrame Pleural CONCEITO; 0.1 to 0.2 mL/kg. MECANISMOS: Aumento da Pressão Hidrostática; Diminuição da Pressão Oncótica; Pressão Negativa do Espaço Pleural; Aumento da permeabilidade Vascular; Drenagem linfática; Contiguidade de Ascites; Separação das superfícies pleurais;

3 Pontos Chaves Sintomas; Dor pleurítica; Dipneia; Tosse seca; Transudato? Exudato?

4 Exame Físico Macicez à percussão; FTV ausente ou diminuído; Ausculta: diminuída ou abolida. Jugular distendida,B3 em galope,edema periférico ICC; VD palpável, trombo flebite TEP Linfadenopatia ou hepatosplenomegalia sugerem neoplasia; Ascites Hepatopatia,nefropatia...

5 Exames Complementares Rx de tórax em PA, perfil e em decúbito lateral com raios horizontais; US; TC.

6 RADIOGRAFIA

7 TC

8 CAUSAS FREQÜÊNCIATRANSUDATOEXUDATO COMUM ICC; Síndrome Nefrótica; Cirrose+ Ascite PARAPNEUMÔNICO; NEOPLASIA; TEP; LES; PANCREATITE; TUBERCULOSE; INCOMUM DIÁLISE PERITONEAL; URINOTÓRAX; ATELECTASIA; MIXEDEMA TEP QUILOTÓRAX UREMIA PERFURAÇÃO ESOFÁGICA ASBESTOSE FARMACOLÓGICO INFECÇÃO VIRAL SARCOIDOSE.

9 TORACOCENTESE VERIFICAR A IDENTIDADE DO PACIENTE; ASSEGURAR QUE O LOCAL DE INSERÇÃO DA AGULHA ESTÁ CORRETAMENTE MARCADO

10 TORACOCENTESE

11

12

13

14

15 EXUDATO PROTEINAS TOTAIS LDH >2,5 g/dl de proteínas ou uma relação proteínas pleurais/proteínas plasmáticas > que 0,5 E/ou Desidrogenase Lática > 200UI ou uma relação DHL pleural/DHL plasmática > que 0,6. Light R. N Engl J Med 2002;346:

16 Sensitivity of Tests to Distinguish Exudative from Transudative Effusions

17 Testes GLICOSE: <25MG/dL: Empiema pleural; Artrite reumatóide, Tuberculose pleural; Malignidade. No empiema e na artrite reumatóide, os valores podem estar tão baixos quanto 0-10 mg/dl. CARR DT & McGOCKIN WF. Pleural fluid glucose. Am Rev Respir Dis 97: ,1968.

18 TESTES Triglicerídeos > 110 mg/dl caracterizam Quilotórax Amilase >200 U/dL Pancreatite, Malignidade, Ruptura esofágica. Tuberculose: Adenosina deaminase (ADA)> 45 U/L (PCR) mycobacterial DNA Interferon- 140 pg/ milliliter ~ADA St. Thomas Hospital, and the Department of Medicine, Vanderbilt University School of Medicine

19 CITOLOGIA NEUTRÓFILOS > 50% infecção LINFÓCITOS >50% TB, Malignidade MONOCITOS processo crônico EOSINÓFILOS > 10% Sangue/Ar( 66%) drogas (-comum)

20 BIOPSIA TB Malignidade

21 TORACOSCOPIA OBJETIVO INDICAÇÕES: Derrame se causas desconhecidas, particularmente: Mesotelioma carcinoma Broncogênico, tuberculose introduzir esclerose agentes.

22 CONCLUSÃO Mesmo com a utilização dos inúmeros recursos disponíveis para diagnóstico, uma considerável percentagem dos derrames pleurais podem, na prática clínica, ficar sem diagnóstico de causa.


Carregar ppt "Derrame Pleural Prof. Marcos Nascimento Docente da Divisão de Pneumologia do Departamento de Clínica Médica HUC PUCPR."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google