A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Nossa missão é gerar lucratividade, crescimento, proporcionando felicidade aos nossos funcionários, parceiros, fornecedores, clientes e o bem estar da.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Nossa missão é gerar lucratividade, crescimento, proporcionando felicidade aos nossos funcionários, parceiros, fornecedores, clientes e o bem estar da."— Transcrição da apresentação:

1

2 Nossa missão é gerar lucratividade, crescimento, proporcionando felicidade aos nossos funcionários, parceiros, fornecedores, clientes e o bem estar da comunidade onde atuamos. Nosso propósito, portanto, é tornar nossas empresas mais humanas, colaborando para que nossa sociedade e país se tornem também mais humanos.

3 Visão (Fator único) Visualizamos as empresas do Grupo Canopus atuando no mercado de acordo com os seguintes princípios: Preocupação constante com a qualidade dos produtos e serviços que oferecem. Envolvimento emocional com o cliente. Uma atitude sempre inovadora em suas ações no mercado. Ter em seu quadro de funcionários missionários e não simplesmente trabalhadores.

4 Em que acreditamos: O lucro é o resultado de um trabalho caracterizado por ações estratégicas integradas. Nosso crescimento depende de nossa atitude inovadora. Nosso diferencial competitivo deve basear-se nesta atitude. Preocuparemos sempre em proporcionar felicidade aos nossos funcionários, parceiros, fornecedores e clientes, preocupando-nos sempre com o bem estar da comunidade onde atuamos. Em nossa atuação no mercado queremos sempre despertar credibilidade e ser modelo de parcerias éticas. Manteremos um ambiente de trabalho onde haja coerência, respeito mútuo, confiança e companheirismo. Todos representam a empresa e todos fazem parte da solução. Comprometimento: faremos certo na primeira vez.

5 QUE AFETA A TRANSIÇÃO ORGANIZACIONAL… Apenas 5% das mudanças programadas nas Organizações foram implementadas. 87% dos fracassos profissionais são por falta de habilidade em relacionar-se e trabalhar em conjunto (FORTUNE)

6 1. Cadeias de comando mais curtas. 2. Menos unidade de comando. 3. Amplitudes de controle mais amplas. 4. Mais participação e empowerment. 5. Staff como consultor e não como executor. 6. Ênfase nas equipes de trabalho. 7. A organização como um sistema de unidades de negócio interdependentes. 8. Infoestrutura. 9. Abrandamento dos controles externos às pessoas. 10. Foco no negócio básico e essencial (core business). 11. Consolidação da economia do conhecimento.

7 A concorrência não é com produtos de primeira linha americanos ou com produtos de massa chineses. A concorrência é com produtos desenvolvidos com qualidade americana (ou européia), custos chineses, juros internacionais, e quase sem tarifas de importação no Brasil.

8 1.Globalização 2. Pessoas 3. Cliente 4. Produtos/serviços 5. Conhecimento 6. Resultados 7. Tecnologia

9 DePara Empregado Corporativo Gerente grupo Mão de obra Competência essencial Empreendedor Cooperativo Líder Time/célula O que faz melhor

10 Do Foco no Produto para Foco no Cliente AntesHoje O produto era um fim em si mesmo O produto era o mais importante O produto é um meio para satisfazer as necessidades do cliente O cliente torna-se fundamental

11

12 Da Era Industrial para a Era da Informação Antes Trabalho realizado em fábricas As pessoas lidavam com máquinas e equipamentos Hoje Trabalho em escritórios ou residências por meio de computadores As pessoas estão lidando com idéias e conceitos

13 DEPARA Mudanças nos valores humanos Todas as pessoas são iguais; Individualismo Ignorância; Isolamento/centralização Todas as pessoas são diferentes; Participação; Trabalho como fonte de auto realização; Educação continua; Participação/Compartilhamen to. Mudanças nos valores sociais Orientação para produto; Governo limitado. orientação para o mercado/comunidade; Governo onipresente. Mudanças nas organizações Especialização funcional; Tomada de decisão autoritária; Tarefas individualizadas; Informação vertical Especialização genérica c/abordagens interdisciplinares; Tomada de decisão democrática; Trabalho em equipes; Informação funcional/disponível com tempo real. Fonte: Adaptado de Brevoord 91978, p.31)

14 A grande preocupação da área de gestão de pessoas é preparar as pessoas para processos de mudanças, o que leva a: -A implementar práticas e modelos de gestão que incorporem abordagens mais flexíveis e ajustáveis ao contexto de mundo que vivemos ; - Todas as propostas de práticas de gestão esbarram na forma como as pessoas que compõem os quadros das organizações, percebem e incorporam, em suas atividades profissionais, as mudanças que estão sendo exigidas. -A capacidade de mobilizar as pessoas, levando-as a compreender o processo de mudança que subjaz a organização, abrindo espaço para articularem conhecimentos, experiências, saberes e saberes-fazer, requer novas posturas dos empresários e das pessoas que atuam na AREA DE GESTÃO DE PESSOAS.

15 É muito importante as organizações se preocuparem com analise do ambiente (interno e externo) a fim de identificar: Necessidades de mercado; Oportunizar a implementação de polícias de gestão que sejam compatíveis com tais necessidades; Criar mecanismo de sustentabilidade comercial; Havendo mudanças no ambiente/cenário conseqüentemente mudam-se o sistema de valores das organizações; Mudanças de valores também causam conseqüentemente formas gerenciais; Expansão se seus mercados, instalando em outros países. Por trás desta busca, há duas questões relevantes: - Abrir novos mercados efetuando negócios em outros territórios; - Reduzir custos de produção.

16 OBJETIVOS ORGANIZACIONAIS – SOBREVIVÊNCIA – CRESCIMENTO SUSTENTADO – LUCRATIVIDADE – PRODUTIVIDADE – QUALIDADE NOS PRODUTOS – QUALIDADE NOS SERVIÇOS – REDUÇÃO DE CUSTOS – PARTICIPAÇÃO NO MERCADO – NOVOS MERCADOS – NOVOS CLIENTES – COMPETITIVIDADE – IMAGEM NO MERCADO OBJETIVOS INDIVIDUAIS – MELHORES SALÁRIOS – MELHORES BENEFÍCIOS – ESTABILIDADE NO EMPREGO – SEGURANÇA NO TRABALHO – QVT – SATISFAÇÃO NO TRABALHO – CONSIDERAÇÃO E RESPEITO – OPORT. DE CRESCIMENTO – LIBERDADE PARA TRABALHAR – LIDERANÇA LIBERAL – ORGULHO DA ORGANIZAÇÃO

17 Empregados isolados nos cargos Horário rigidamente estabelecido Preocupação com normas e regras Subordinação ao chefe Fidelidade à organização Dependência da chefia Alienação com relação à organização Ênfase na especialização Executores de tarefas Ênfase nas destrezas manuais Mão-de-obra

18 Colaboradores agrupados em equipes Metas negociadas e compartilhadas Preocupação com resultados Atendimento e satisfação do cliente Vinculação à missão e à vida Interdependência entre colegas e equipes Participação e comprometimento Ênfase na ética e na responsabilidade Fornecedoras de atividade Ênfase no conhecimento Inteligência e talento

19 As Dificuldades de Roberto Roberto é um excelente profissional, responsável e admirado por seus conhecimentos técnicos. Depois de diplomar-se em Administração, Roberto não parou mais de estudar e tentar aplicar seus conhecimentos. Sabe melhor do que ninguém equacionar os problemas e definir soluções. Sua dificuldade maior é lidar com pessoas: não sabe explicar nem treinar ou argumentar, tampouco tem paciência com os subordinados. Apesar de seu excelente preparo técnico, Roberto não consegue progredir na empresa. Quer ser promovido a gerente de equipe, mas fica sempre na fila de espera. O que está acontecendo com Roberto? Roberto

20

21 Muito Obrigada!! Carla Queiroz Fone:

22

23 Prometeu foi um titã da mitologia grega que roubou o fogo (a sabedoria e a ciência) dos céus. Foi punido por Zeus com o castigo de ficar encadeado a uma rocha no Cáucaso, onde uma águia diariamente lhe bicava o fígado durante o dia e durante a noite seu fígado humano se regenerava...o sofrimento continuava.

24

25 Antiga Lenda Egípcia do Peixinho Vermelho


Carregar ppt "Nossa missão é gerar lucratividade, crescimento, proporcionando felicidade aos nossos funcionários, parceiros, fornecedores, clientes e o bem estar da."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google