A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

2-) FATORES DE RISCO PARA SD. METABÓLICA Juliana Luisa F. de A. Fruet.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "2-) FATORES DE RISCO PARA SD. METABÓLICA Juliana Luisa F. de A. Fruet."— Transcrição da apresentação:

1 2-) FATORES DE RISCO PARA SD. METABÓLICA Juliana Luisa F. de A. Fruet

2 Objetivos  Descrever a associação da síndrome metabólica com as características demográficas e identificar fatores de risco modificáveis para seu desenvolvimento.

3 Métodos  Homens e mulheres (18-30 anos) do CARDIA, sem sd. Metabólica no início, entre 1985 e  Definição da Sd. Pelos critérios do programa nacional de colesterol em tratamento de adulto – 7, 10 e 15 anos do início.  Fatores de risco medidos por exame clínico e questionários padronizados.  Participantes foram examinados 6 vezes

4 RESULTADOS  IMC maior  Sem ingesta de álcool (contra 1 a 3 drinks por dia)  Alta ingesta de carboidratos  Baixa ingesta de fibras Alto risco de Sd. Metabólica Alto risco de Sd. Metabólica (RR: 1,3 a 1,9) (RR: 1,3 a 1,9) Risco aumenta 23% para cada 4,5Kg ganhos.

5 RESULTADOS  Atividade física regular Proteção contra a Sd. Metabólica Proteção contra a Sd. Metabólica (RR: 0,84; IC: 0,76- 0,92) (RR: 0,84; IC: 0,76- 0,92)

6 CONCLUSÃO  IMC e ganho de peso são importantes fatores de risco para Sd. Metabólica.  Atividade física regular diminui esse risco.

7 ESTUDO - GERAL  ¼ dos adultos nos EUA tem Sd. Metabólica -Circunferência abdominal -Glicose -Pressão arterial -Adiposidade abdominal

8 CONCLUSÕES Aumento do risco:  Alta massa corpórea em adulto jovem e ganho de peso nos 15 anos  Adulto jovem que não consome álcool, que têm alta proporção das calorias vindas de carboidratos e pouca fibra

9 CONCLUSÕES:  Atividade física regular, diminui risco  Associação de raça, sexo, educação e Sd. é complexa e varia de acordo com a presença de outros fatores de risco e composição da Sd.

10 CONCLUSÕES: OBESIDADE E GANHO DE PESO  Outros estudos longitudinais já demonstraram a associação.  Alto IMC e ganho de peso associam-se, muitas vezes, a piora da pressão, aumento mais rápido da glicose e dislipidemia.

11 CONCLUSÕES: QUEM TEM RISCO?  Negros: sem considerar o fator de risco da gordura, apresentam menor incidência. Porém, mulheres negras, principalmente, como apresentam alta prevalência de sobrepeso, têm também altas taxas de Sd. Metabólica. Portanto, sugere que adiposidade seja o caráter principal da sd. em negros.

12 CONCLUSÕES: QUEM TEM RISCO?  Indivíduos com menor grau de educação apresentaram maior risco ( acesso limitado a cuidados com o corpo, maior estresse físico e pessoal e diferenças na imagem corporal que influenciam na perda de peso).

13 CONCLUSÕES  Ingesta de fibra inversamente proporcional à Sd.: - Melhor controle da glicose  Aumento do risco para aqueles que se abstém de álcool: - Consumo leve e moderado podem aumentar HDL e aumentar a sensibilidade à insulina (ambos fatores da Sd.)

14 CONCLUSÕES  Sd. como importante consequência da epidemia de obesidade.  Alta prevalência de obesidade e sobrepeso em camadas socioeconômicas mais baixas e adultos negros  MEV (especialmente perda de peso e atividade física) como primeira linha de tratamento.

15 OBRIGADA!!!!


Carregar ppt "2-) FATORES DE RISCO PARA SD. METABÓLICA Juliana Luisa F. de A. Fruet."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google