A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Subsidiar os trabalhos do Professor Coordenador; Subsidiar os trabalhos do Professor Coordenador; Consolidar sobre a função de Professor Coordenador,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Subsidiar os trabalhos do Professor Coordenador; Subsidiar os trabalhos do Professor Coordenador; Consolidar sobre a função de Professor Coordenador,"— Transcrição da apresentação:

1

2

3

4 Subsidiar os trabalhos do Professor Coordenador; Subsidiar os trabalhos do Professor Coordenador; Consolidar sobre a função de Professor Coordenador, em busca de melhores resultados; Consolidar sobre a função de Professor Coordenador, em busca de melhores resultados; Auxiliar a construção de uma pauta formativa. Auxiliar a construção de uma pauta formativa.

5

6 Como está o acompanhamento do plano de ação das intervenções em relação a Avaliação da Aprendizagem em Processo?

7 Dividir em 6 grupos de 5 PCs. Em grupos os PCs irão responder a tabela de atribuições da sua função de acordo com a legislação 88/07 e 89/07.

8

9

10

11 Romper com a divisão radical entre concepção e execução. Fortalecer a democratização do processo pedagógico, valorizando a participação consciente e responsável de todos que fazem a escola nas decisões sobre o planejamento e orientação do seu trabalho e sobre o funcionamento geral da escola, visando ao seu contínuo aprimoramento

12 Qual a influência das reuniões com a equipe gestora na organização das pautas dos ATPCs ?

13 PRINCIPAL FUNÇÃO Atuar como mediador e assessor no planejamento, acompanhamento, orientação e avaliação de processos educacionais.

14 Qual o seu plano de ação em relação a: Avaliação da Aprendizagem em Processo; Resultados do Idesp; Resultados do 1º Bimestre.

15 Âmbitos de atuação do COORDENADOR PEDAGÓGICO Coordenador Pedagógico Junto à Direção Junto aos especialistas afins Junto à Comunidade em geral Junto aos Professores Junto aos alunos Junto aos familiares Junto aos Funcionários

16 Como se dá essa interação na sua U. E.?

17 Criar um bom vínculo de confiança com os(as) professores(as), constituindo-se num(a) parceiro(a) presente, disponível, exigente, estimulador(a). Planejar e coordenar situações de aprendizagem que promovam a atividade mental construtiva do (a) professor (a) num contexto de resolução de problema, pesquisa, reflexão, diálogo permanente com diferentes interlocutores.

18 O que você realiza para promover situações de aprendizagem que envolvam a formação continuada do professor?

19 Observar sistematicamente o(a) professor(a) na sua atuação diária, na relação com os demais membros de sua comunidade de aprendizagem, com os alunos e seus familiares e na participação em reuniões diversas Conversar francamente com o(a) professor sobre adequações e inadequações observadas em classe, registrando-as, para que o(a) mesmo(a) tome maior consciência delas e invista nas mudanças necessárias.

20 Quais são os seus apontamentos ao assistir a aula do professor e como ocorre o feedback?

21 Ajudar os(as) professores(as) a desenvolverem a sua competência profissional (capacidade de articular recursos cognitivos múltiplos – conceitos, conhecimentos, informações, hipóteses, esquemas de inferência e de processamento, métodos) para resolver situações complexas ou incertas da prática educativa (Perrenoud).

22 Em que você se baseia para auxiliar o professor no desenvolvimento de sua competência profissional?

23 Estabelecer metas com cada professor(a) sobre os aspectos que devem ser priorizados na sua capacitação visando à transformação dos esquemas orientadores da prática de cada um(a) habitus, negociando as formas como serão operacionalizadas as referidas metas e explicitando os critérios de avaliação. Ajudar o(a) professor(a) a construir uma nova visão do erro (trocando a visão funcional pela estrutural – aquela que passa pela compreensão das razões dos erros, a partir de sua própria atuação como orientador(a)).

24 Como você articula e viabiliza o diálogo entre os professores, na releitura das práticas de ensino e aprendizagem?

25 Valorizar as didáticas específicas, estudando- as junto com os(as) professores(as) e discutir criticamente uma prova, um plano, uma atividade elaborada pelo (a) professor(a). Estimular e orientar o(a) professor(a) a tornar-se um(a) pesquisador(a) em seu universo de trabalho, para que possa mobilizar-se na busca de respostas, ressignificando aprendizagens anteriores e avançando na produção de conhecimento didático.

26 Ao discutir criticamente uma prova, um plano, o diário de classe ou uma atividade elaborada pelo (a) professor(a), de que forma você realiza as intervenções necessárias?

27

28

29 Caderno do Gestor Volume

30 Formação pessoal do PC; Planejamento; Postura; Pauta; Preparo de reuniões.

31 Tempo de estudos e de atualização, - Currículo, Formação e Avaliação (sistematicamente); Criticidade, reflexão e atenção (foco) para atender às necessidades pedagógicas da escola – Plano de Trabalho Anual de ATPC; Fundamentação teórica.

32 É importante que o planejamento da Pauta Formativa tenha a participação dos integrantes da Equipe Gestora; Elaborado a partir das necessidades e prioridades da unidade; Proposta de ATPC da Equipe Gestora.

33 - Relação de conteúdos identificados em decorrência de uma avaliação diagnóstica – identificação de necessidades e de prioridades; - Sistematização e continuidade de conteúdos - Plano de Trabalho Anual.

34 Consideração do Plano anual de ATPC – Formação Continuada; Preparo antecipado dos materiais e recursos utilizados; Divisão equitativa do tempo – Elaboração de Pauta; Respeito a pauta pré-elaborada (comentar assuntos não previstos na pauta somente quando for de grande necessidade; de preferência agendar o assunto para próxima reunião);

35 Evitar recados que podem ser transmitidos por meio de comunicados; Preparo do ambiente físico.

36 Nos mesmos grupos Cada grupo irá relacionar as filipetas com as respectivas colunas.

37

38 O Professor Coordenador deve evitar uma postura unilateral......assumir uma postura consensual prescritiva....reflexiva, crítica e criativa....arbitrária, seletiva e classificatória....conceitual, investigativa e construtiva....imediatista, que demonstre atitudes discutíveis....processual: avaliar os efeitos em longo prazo....que imponha as ideias e utilize linguagem pouco compreensível para a comunidade escolar....que compartilhe com o grupo suas dúvidas e questionamentos e apresente os resultados em diferentes linguagens, adequadas aos diferentes públicos....que considere as tensões como o ponto de chegada e geradoras de efeitos punitivos....que considere as tensões como o ponto de partida para articular as novas ações....de avaliador neutro que dá a palavra final....que facilite a construção das identidades e da Proposta Pedagógica da escola.

39 Entregar as respostas dadas no 1º momento da nossa formação, e solicitar que os PC reflitam sobre suas respostas

40 O PCNP fará leitura das observações.

41 São Paulo, (Estado) Secretaria da Educação. Caderno do gestor: gestão do currículo na escola/volume 1/ Secretaria da Educação; coordenação geral, Maria Inês Fini; autoria, Zuleika de Felice Murrie. – São Paulo: SEE, 2009 São Paulo, (Estado) Secretaria da Educação. Caderno do gestor: gestão do currículo na escola/volume 1/ Secretaria da Educação; coordenação geral, Maria Inês Fini; autoria, Zuleika de Felice Murrie. – São Paulo: SEE, 2009

42


Carregar ppt "Subsidiar os trabalhos do Professor Coordenador; Subsidiar os trabalhos do Professor Coordenador; Consolidar sobre a função de Professor Coordenador,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google