A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL Programa Formação de Coordenadores: Ferramentas de Gestão Módulo 4 – Análise da Proposta Pedagógica: Diálogo e trabalho em.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL Programa Formação de Coordenadores: Ferramentas de Gestão Módulo 4 – Análise da Proposta Pedagógica: Diálogo e trabalho em."— Transcrição da apresentação:

1

2 APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL Programa Formação de Coordenadores: Ferramentas de Gestão Módulo 4 – Análise da Proposta Pedagógica: Diálogo e trabalho em equipe Perfil dos recursos humanos Facilitadora: Rosilei Ferrarini/GOI

3 APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL

4 Objetivo do Módulo: 1.Retomar a proposta pedagógica do Colégio SESI numa perspectiva sistêmica e de quebra de paradigmas, destacando os desafios do gestor. 2.Mapear a dinâmica do fazer escolar discernindo sobre os papéis de todos os recursos humanos envolvidos na concretização das Oficinas de Aprendizagem, pela visão sistêmica. 3.Concluir sobre a função e elencar as competências de cada recurso humano envolvido na prática do Colégio SESI. 4.Aprofundar conhecimentos sobre competências básicas necessárias ao educador/gestor, bem como contribuir com a revisão dos papéis e funções dos diferentes segmentos presentes no atual regimento escolar.

5 APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL Quais são as grandes inovações que o Colégio SESI apresenta e desenvolve no mercado educacional? O quanto isso modifica a rotina da escola e quebra paradigmas cristalizados?

6 APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL GRANDES PILARES DAS OFICINAS DE APRENDIZAGEM e suas implicações para o trabalho do gestor A aprendizagem por desafios através da pesquisa e do aprender fazendo A inter e a transdisciplinaridade O trabalho em equipe A interseriação

7 APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL A APRENDIZAGEM POR DESAFIOS ATRAVÉS DA PESQUISA E DO APRENDER FAZENDO A Escola relaciona-se à Vida e procura desenvolver seu papel transformador atuando na comunidade do entorno – pensar globalmente e agir localmente. (Morin, 2007) Procuramos desenvolver de uma nova visão de mundo, capaz de colaborar para um novo reposicionamento do homem e da mulher neste mesmo mundo, de forma mais adequada à própria sobrevivência da espécie. Para isso, o processo ensino aprendizagem se organiza em torno dos problemas e desafios reais da sociedade. O planejamento dos professores centra-se no objeto de estudo comum a todos: a realidade e a possibilidade de intervenção nela. Para isso aprende-se através da pesquisa e do aprender fazendo, ao invés do ouvir e repetir. O aluno será ativo na sociedade, começando e exercitando essa postura na escola. Ele é responsavel pelo seu processo de aprendizado, assim como é responsável pelo destino da humanidade.

8 APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL A INTER E A TRANSDISCIPLINARIDADE As gerações futuras devem ser educadas para compreender a dinâmica da sociedade e suas interconexões e interdependências. Isso implica em desenvolver o pensamento sistêmico ( Morin, 2007), onde é impossível conhecer as partes sem conhecer o todo, assim como conhecer o todo sem conhecer as partes. Não só todas as coisas estão se transformando, mas tudo é fluxo e está em processo. Nada é definitivo. O conhecimento deva ser também compreendido como algo estando em processo. De uma base sólida do conhecimento estruturado em blocos rígidos, passa-se para a metáfora do conhecimento em rede, significando uma teia onde tudo está interligado. O conhecimento de rede desafia a estruturação estática e permanente, para uma produção intermitente, que evolui, que acrescenta, que transforma, que cria e recria. A dúvida, a incerteza, requer busca de respostas e desenvolve a criatividade e a inovação. Com isso quebramos a visão estritamente disciplinar dos campos do saber escolar e instituímos uma nova forma de planejar e realizar o processo ensino-aprendizagem.

9 APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL O TRABALHO EM EQUIPE Considera-se o homem como um ser social em constante estado de vir-a-ser, de vir a ser melhor que o estado atual, entendido em suas muldimensões: um ser social/ individual, racional/ emocional/ espiritual, corpo/ mente/sentimentos/ intuição e sensibilidade; cérebro/com dois hemisférios Enfim, um homem em sua complexa totalidade, em constante inter-relação. O homem é um ser de relações, de conexões, de construção de si mesmo nas relações com os outros, com a natureza e consigo mesmo. Principio dialógico: pelo diálogo que estabelece consigo mesmo, com os outros, com a cultura e com o contexto que o sujeito aprende. Além do diálogo, outro principio é o da coletividade, pela cooperação. Aprendemos uns com os outros na interação constante. (Paulo Freire e Vigotsky). Com isso instituímos o trabalho em equipes permanentes pelos alunos e também o trabalho em equipe pelos professores.

10 APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL A INTERSERIAÇÃO Os conhecimentos e conteúdos não podem ser desenvolvidos de forma linear, tendo em vista que em cada desafio nos quais são estimulados a apresentar soluções, os alunos/ equipes precisam lançar mão de diferentes níveis de complexidade dos conceitos, das referências que já possuem às que necessitam aprender – CURRICULO NÃO É DIVIDIDO POR SÉRIES. Não há uma ordem a ser seguida. Todo mundo aprende: aprende-se em vários fontes - avanços da Tecnologia, com as possibilidades de acesso à informação, com os sites de comunidades que interagem em todo o mundo- formando redes de compartilhamento- acreditamos que os alunos têm, cada vez mais, conhecimentos em níveis muito diferenciados, e por isto, a interação das equipes de series diferentes é uma forma de os adolescentes estabelecerem cada vez mais novas formas de interação e trocas na escola. Não há idade determinada para aprender determinadas coisas. Quanto maior a diversidade de conhecimentos, visões e ideias, maior será o aprendizado e a riqueza de uma equipe. Todos podem aprender tudo ao longo de 3 anos.

11 APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL A aprendizagem por desafios através da pesquisa e do aprender fazendo A inter e a transdisciplinaridade O trabalho em equipe A interseriação QUESTÕES PARA REFLEXÃO EM EQUIPE: 1. Como se apresenta na prática 2. Desafios para o gestor

12 APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL A DINÂMICA DO FAZER ESCOLAR: visão sistêmica da concretização das Oficinas de Aprendizagem A quem cabe fazer o quê? Tarefa em equipe – diferentes ações das Oficinas de Aprendizagem e os diferentes atores do processo educacional.

13 APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL CARGOPAPEL/FUNÇÃOPERFIL NECESSÁRIO Diretor Pedagogo Professor Secretário Monitor Aluno Conclusão do dia

14 APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL REFLEXÃO PESSOAL: O que percebi hoje que não preciso mais fazer sozinho, pois tenho competências no Colégio para isso e devo possibilitar este lugar legitimo a este profissional. Qual competência percebi hoje que devo mais desenvolver em minha equipe? Qual competência percebo que devo desenvolver em mim mesmo como gestor?

15 APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL 1. Revisão das FUNÇÕES no REGIMENTO ESCOLAR – leitura e depois do chat – bate-papo. APROFUNDAMENTO DO TRABALHO: NOVAS COMPETÊNCIAS PARA ENSINAR. Leitura obrigatória dos capítulos: 4, 5, 6, 7, 8 e 9. Em duplas ler o capitulo e responder a questão do fórum virtual postando um resumo. 4 – Envolver os alunos em suas aprendizagens e seus trabalhos 5 – Trabalhar em equipes 6 – Participar da administração da escola 7 – Informar e envolver os pais 8 – Utilizar novas tecnologias 9 – Enfrentar os deveres e os dilemas éticos da profissão.


Carregar ppt "APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL Programa Formação de Coordenadores: Ferramentas de Gestão Módulo 4 – Análise da Proposta Pedagógica: Diálogo e trabalho em."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google