A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 FARMACOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL Farmacologia Prof. Carlos Eurico da Luz Pereira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 FARMACOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL Farmacologia Prof. Carlos Eurico da Luz Pereira."— Transcrição da apresentação:

1 1 FARMACOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL Farmacologia Prof. Carlos Eurico da Luz Pereira

2 2 INTRODUÇÃO Fármacos que atual no sistema nervoso central incluem: –Anestésicos Gerais; –Ansiolíticos; –Analgésicos; –Antipsicóticos; –Antidepressivos; –Anticonvulsivantes.

3 3 O SISTEMA NERVOSO CENTRAL FUNCIONA COMO PROCESSADOR DE INFORMAÇÕES, MANTENDO A HEMOSTASIA DE VÁRIOS SISTEMAS, REGULANDO FUNÇÕES VEGETATIVAS E POSSIBILITANDO RACIOCÍNIO LÓGICO, JULGAMENTO E COMUNICAÇÃO SIMBÓLICA. RECEBE SINAIS DETECTADOS POR RECEPTORES PERIFÉRICOS E CONDUZIDOS POR VIAS AFERENTES SENSITIVAS. ANALISA, FILTRA, ARMAZENA E REELABORA ESSAS INFORMAÇÕES, PROGRAMANDO REAÇÕES MOTORAS, COMUNICADAS POR NERVOS EFERENTES A ÓRGÃOS EXECUTORES.

4 O SISTEMA NERVOSO Sistema Nervoso Periférico Sistema Nervoso Central Encéfalo Medula Espinhal Nervos cranianos Nervos espinhais

5 5 ENCÉFALO CÉREBRO CEREBELO TRONCO ENCEFÁLICO MESENCÉFALO PONTE BULBO TELENCÉFALO DIENCÉFALO

6 6 TELENCÉFALO MESENCÉFALO DIENCÉFALO PONTE BULBO

7 7 DESTINA-SE A: Reagir aos estímulos Transmitir a excitação resultante com rapidez para outras partes da célula e para outros neurônios, céls musculares e glandulares. Mais de 100 bilhões (10 11 ) de neurônios (células nervosas), estão integrados no tecido estrutural e funcional que é o encéfalo. O NEURÔNO É A UNIDADE BÁSICA DO SISTEMA NERVOSO

8 8 NEURÔNIO CORPO DENDRITOS AXÔNIO

9 9NEURÔNIO CORPO DENDRITOS

10 10 NEURÔNIO TRANSMISSÃO SINAPSE NEURÔNIO

11 11 SINAPSE É o local de contato de um neurônio com o outro.

12 12 SENTIDODOINFLUXONERVOSO POLARIZADA

13 13 No interior do neurônio gera-se um impulso elétrico, fruto de trocas iônicas transmembranas. O impulso nervoso é, na verdade, uma onda de despolarização propagada, causada pela passagem rápida de sódio do exterior para o interior da célula, com conseqüente diminuição da eletronegatividade da face interna da membrana. Descarga nervosa = potencial de ação, que se propaga até terminais nervosos.

14 14 Chegando aos botões terminais, os impulsos nervosos promovem a liberação de substâncias químicas especiais denominadas NEUROTRANSMISSORES. Neurotransmissores são sintetizados em várias partes da célula nervosa e armazenam-se em vesículas localizadas nos terminais sinápticos, de onde são liberados mediante impulso adequado. Na fenda, ligam-se a receptores pré e pós sinápticos.

15 15 Combinação com receptores pós- sinápticos resulta em excitação ou inibição neuronais. Interação com receptores pré-sinápticos causa alterações em velocidade de síntese e liberação do próprio neurotransmissor em seu terminal nervoso = auto-regulação.

16 16 NEUROTRANSMISSORES DO SNC: ColinérgicosColinérgicos : Acetilcolina MonoaminasMonoaminas: Epinefrina, dopamina, histamina, norepinefrina e serotonina. AminoácidosAminoácidos: ác.glutâmico, ác. Aspártico, GABA, glicina e taurina. NeuropeptídeosNeuropeptídeos: Angiotensina II, glucagônio, neurotensina, opióides endógenos, substância P, ACTH, MSH,VIP. PurinasPurinas: ATP, adenosina Substâncias gasosasSubstâncias gasosas: NO, CO OutrasOutras: Insulina, benzodiazepínicos.

17 17 Existem fibras nervosas em que se verifica predomínio de determinado neurotransmissor e que, por isso, constituem alguns sistemas específicos do SNC: NoradrenérgicoNoradrenérgico – norepinefrina ColinérgicoColinérgico – acetilcolina DopaminérgicoDopaminérgico – dopamina SerotoninérgicoSerotoninérgico – serotonina Peptídeos opióides endógenosPeptídeos opióides endógenos: encefalinas, endorfinas e dinorfinas.

18 18 Drogas de ação central ou psicotrópicas podem influenciar de modo seletivo ou generalizado determinadas funções cerebrais. Estimulam funções: Estimulantes ou excitadores cerebrais. Inibem funções: depressores cerebrais. Excitatório: aumento de atividade de sistemas excitatórios ou inibição de sistemas inibitórios. Depressores: estimulam sistemas inibitórios.

19 19 NEUROFÁRMACOS interferem no processo de síntese, armazenamento, recaptação intraneuronal e intravesicular, biotransformação e liberação de neurotransmissores. Podem também atuar em sítios receptores, acoplando-se e mimetizando a ação do neurotransmissor (agonistas) ou bloqueando-os (antagonistas).

20 20 Classificação das drogas psicotrópicas: Ansiolíticos e sedativos: –Sinônimos: hipnóticos, sedativos, tranquilizantes menores. –Definição: drogas que causam sono e reduzem a ansiedade. –Ex: barbitúricos, benzodiazepínicos e etanol. Drogas antipsicóticas: –Sinônimos: neurolépticos, tranquilizantes maiores, antiesquizofrênicos. –Definição: drogas eficazes no alívio dos sintomas da esquizofrenia. –Exemplos:clozapina, clorpromazina, haloperidol.

21 21 Agentes antidepressivos: –Sinônimos: timolépticos –Definição: que aliviam os sintomas depressivos. –Ex: inib. da monoamina oxidase e antidep. tricíclicos. Estimulantes psicomotores: –Sinônimo: psicoestimulantes –Definição: drogas que produzem vigília e euforia –Ex: anfetamina, cocaína e cafeína. Drogas psicomiméticas: –Sinônimos: alucinógenos, drogas psicodislépticas. –Definição: drogas que causam distúrbios da percepção (aluc. Visuais) e do comportamento. –Ex: dimetilamida do ác lisérgico (LSD), mescalina e fenciclidina.

22 22 Potencializadores da cognição: –Sinônimos: drogas nootrópicas –Definição: drogas que melhoram a memória e o desempenho cognitivo –Ex: tacrina, donepezil, piracetam.


Carregar ppt "1 FARMACOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL Farmacologia Prof. Carlos Eurico da Luz Pereira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google