A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A COLETA DE DADOS Elaboração de Instrumentos Objetivos Critérios.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A COLETA DE DADOS Elaboração de Instrumentos Objetivos Critérios."— Transcrição da apresentação:

1 A COLETA DE DADOS Elaboração de Instrumentos Objetivos Critérios

2 A coleta de dados A coleta de dados é a pesquisa propriamente dita; consiste no processo de levantamento dos dados necessários à resolução do(s) problema(s) apontado(s) no briefing e na indicação de meios de atingir os objetivos propostos, bem como na validação das hipóteses.

3 Instrumentos de coleta de dados Instrumentos de coleta de dados são as ferramentas que permitirão a coleta, o levantamento de dados, a produção de informações. Não existe um instrumento definido como o melhor. O instrumento depende do tipo de pesquisa e de dados que se pretende.

4 Fatores de definição do instrumento Cliente –Problemas –Objetivos (foco) Público-alvo –Facilidade de contato –Disponibilidade do respondente Pesquisa –Tempo previsto para a duração da pesquisa –Recursos disponíveis para a pesquisa

5 Instrumentos Em geral, os instrumentos de coletas de dados podem ser divididos em: Estruturados Semi-estruturados Não-estruturados

6 Estruturados São aqueles instrumentos de coleta cujas partes estão planejadas em uma seqüência rigorosa e previamente determinada. Semi-estruturados São aqueles instrumentos de coleta que possuem algumas partes já sistematizadas previamente, mas que possuem outras abertas, que podem ser adaptadas/modificadas ao longo da entrevista (trabalho de campo). Não-estruturados São aqueles instrumentos focados estritamente no depoente, sem um direcionamento prévio, além da manifestação espontânea do sujeito.

7 Tipos de instrumentos Em geral, os instrumentos de coleta de dados podem ser de três tipos: Questionários Entrevista (roteiro de entrevista) Observação Análise de conteúdo (documental)

8 I – Questionário Elaborado pelo entrevistador para ser respondido pelo informante, o que determina a estrutura do questionário é, justamente, o perfil do público-alvo, a partir do problema, objetivos e hipóteses da pesquisa.

9 Partes de um questionário Um questionário, para ser eficaz e efetivo, deve conter, minimamente: –Questões de identificação do respondente, delimitadas ao essencialmente necessário para enquadramento no perfil e plano amostral. –Questões relativas ao objeto de pesquisa.

10 Tipos de questões Fechadas: as que já vem com as respostas indicadas, cabendo ao respondente optar a partir do repertório indicado. Abertas: as que deixam espaço à livre expressão do respondente; não oferecem alternativas pré-determinadas. Semi-abertas (mistas): São aquelas que apresentam uma estrutura a partir da qual o respondente pode desenvolver (completar, relacionar...) sua opinião.

11 As questões fechadas podem ser: Dicotômicas: quando o respondente deve escolher, necessariamente, entre duas alternativas. De múltipla escolha: quando o respondente deve escolher uma (ou mais) de entre uma lista de alternativas apresentadas. Quando deve escolher apenas UMA, é unívoca. Escalar (Likert): quando o respondente deve enumerar as respostas pré-determinadas em ordem de preferência.

12 As questões abertas são aquelas onde apenas se enuncia a pergunta, sem qualquer direcionamento de resposta. As questões semi-abertas ou mistas são aquelas que, geralmente, parte de uma questão fechada e solicitam um complemento por parte do informante.

13 Exemplos Questão fechada dicotômica: –Trabalha? ( ) Sim ( ) Não Questão fechada de múltipla escolha: –A renda média mensal de sua família? ( ) Até 2 salários mínimos ( ) Entre 2 e 5 salários mínimos ( ) Entre 5 e 10 salários mínimos ( ) Entre 10 e 15 salários mínimos ( ) Acima de 15 salários mínimos

14 Questão fechada escalar –Você considera seu ambiente de trabalho: ( ) Muito agradável ( ) Agradável ( ) Desagradável ( ) Muito desagradável Questão aberta –Qual sua opinião a respeito de seu ambiente de trabalho? ________________________________________

15 Questão semi-aberta ou mista –Qual seu passatempo predileto, nas horas vagas? ( ) Leitura ( ) Assistir TV ( ) Conversar com amigos ( ) Praticar esportes ( ) Outro. Qual? ____________________________

16 Recomendações O questionário deve ser gradativo, introduzir o respondente no foco do problema aos poucos O questionário deve deixar as perguntas mais pessoais para a metade ou parte final As questões não devem se reportar a fato longínquo (no tempo), nem obrigar o respondente a fazer cálculos A linguagem deve se adaptar ao respondente As questões não devem ser longas ou apresentar dupla interpretação A estrutura do questionário não deve induzir a resposta do entrevistado

17 II – Entrevista Por implicar no diálogo aberto entre pesquisador e respondente, os cuidados com a entrevista devem ser redobrados. Em geral, recorre-se a um roteiro onde se indicam as idéias principais que devem ser buscadas pelo entrevistador.

18 Planejamento da entrevista Para o sucesso de uma entrevista, devem-se observar alguns pontos: –Seleção do entrevistado: significado/relevância –Plano de entrevista e questões a serem feitas –Pré-teste

19 Recomendações - Atitudes Relação amistosa, sem debate de idéias Não demonstrar insegurança ou admiração excessiva Buscar um clima natural, deixar que as questões fluam naturalmente Objetividade Encorajamento do entrevistado Capacidade de síntese – anotações Pedidos de permissão (gravador, fotos...)

20 III – Observação A observação consiste no posicionamento do investigador no meio a ser conhecido, evitando, o máximo possível, a influência recíproca (entrevistador X meio e/ou meio X entrevistador). Método vantajoso para aferir condutas. Não tem uma metodologia específica, um tipo determinado de instrumento a ser usado.

21 Recomendações Conhecimento prévio do que observar Planejamento de um método de registro Atenção aos fenômenos inesperados Registro fotográfico ou vídeo (preparação) Elaboração de relatório posterior

22 IV – Análise de conteúdo É a utilização de documentos ou produções bibliográficas como base de coleta de dados. As fontes podem ser primárias ou secundárias. Determinar: –Local (is) de coleta –Registro de documentos –Organização dos dados, informações...

23 Critério de Classificação Socioeconômica Brasil

24

25

26 Observações Algumas pesquisas de campo podem incluir outras técnicas que auxiliam na coleta de dados, como a degustação (saborear) de um alimento ou bebida, a experimentação (utilização) de um objeto ou produto, a simulação de uma situação etc. Em geral, à aplicação dessas técnicas (que são alvo de observação), segue-se a aplicação de questionários ou a entrevista.

27 Exercício Elabore um instrumento de coleta de dados para verificar, junto a donas de casa, a aprovação – ou não – de um novo produto de limpeza (X) que está sendo lançado no mercado e que pretende concorrer com outro semelhante (marca Z), destinado ao público C e D. O universo das donas de casa que se encaixam no perfil é de cerca de mulheres.


Carregar ppt "A COLETA DE DADOS Elaboração de Instrumentos Objetivos Critérios."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google