A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TM243-Mecanismos Mecanismos com 1 GL Mecanismo de 4 barras Análise Geral Prof. Jorge Luiz Erthal

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TM243-Mecanismos Mecanismos com 1 GL Mecanismo de 4 barras Análise Geral Prof. Jorge Luiz Erthal"— Transcrição da apresentação:

1 TM243-Mecanismos Mecanismos com 1 GL Mecanismo de 4 barras Análise Geral Prof. Jorge Luiz Erthal

2 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal2 Conteúdo Análise Geral Critério de Grashof Variações no acionamento –Pontos singulares

3 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal3 Exemplos

4 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal4 Exemplos

5 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal5 Exemplos

6 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal6 Exemplos

7 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal7 Exemplos

8 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal8 Exemplos

9 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal9 Exemplos

10 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal10 Exemplos

11 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal11 Mecanismo de Quatro Barras

12 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal12 1-Cálculo do número de graus de liberdade

13 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal13 2-Decomposição dos pares superiores Não há pares superiores

14 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal14 3-Sistema GLOBAL de coordenadas x y

15 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal15 4-Identificação das medidas constantes

16 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal16 5-Definição das variáveis primárias e secundárias variável primária: q variáveis secundárias: A, B q A B

17 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal17 q A B 6-Equações cinemáticas de posição

18 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal18 7-Solução do sistema de equações q A B Solução numérica

19 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal19 7-Solução para um intervalo de valores de q

20 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal20 7-Solução para um de valores de q Problema: Intervalo de variação de q

21 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal21 Movimentos dos elos Manivela (rotação completa) Balancim (oscilação) Mecanismo manivela-balancim

22 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal22 Critério de Grashof: S – comprimento do elo menor L – comprimento do elo maior P,Q – comprimentos dos elos restantes Se S+L < P+Q Classe I (mecanismo de Grashof) Pelo menos um dos elos é capaz de fazer uma revolução completa. Se S+L > P+Q Classe II (mecanismo não-Grashof) Nenhum elo é capz de girar completamente. Se S+L = P+Q Classe III

23 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal23 Critério de Grashof: Se S+L P+Q (Classe I – montagem Grashof) 1.Dupla manivela se S for fixo 2.Duplo balancim se S for oposto ao fixo 3.Manivela-balancim se S for ligado ao fixo

24 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal24 Critério de Grashof: Se S+L > P+Q (Classe II – montagem não-Grashof) 1.Duplo balancim

25 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal25 Critério de Grashof: Se S+L = P+Q (Classe III – caso especial de Grashof) Configuração incerta

26 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal26 Mecanismo manivela - balancim Limites C1C1 C2C2 C3C3 C4C4 exemplo: limites_4bMB.dv limites_4bMB.dv

27 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal27 Mecanismo manivela - balancim C2C2 C3C3 C4C4 C1C1 C2C2 C3C3 C4C4 C1C1 min max Alinhamento do elo de entrada (C 2 ) com o intermediário (C 3 ). Limites

28 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal28 Mecanismo duplo - balancim Limites C1C1 C2C2 C3C3 C4C4 exemplo: limites_4bBB.dv limites_4bBB.dv

29 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal29 Mecanismo duplo - balancim Limites C1C1 C2C2 C3C3 C4C4 C1C1 C2C2 C3C3 C4C4 min max

30 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal30 Mecanismo duplo - balancim Limites C1C1 C2C2 C3C3 C4C4 1 Posição limite do elo de saída

31 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal31 Ângulo de transmissão: é o ângulo entre a linha de centro do elo intermediário e a linha de centro do elo de saída. O ângulo ótimo para um mecanismo planar é de Um ângulo maior que 40 0 e menor que é geralmente satisfatório. Ângulo de transmissão Mecanismo de quatro barras

32 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal32 ÂNGULO DE TRANSMISSÃO Se a barra 1 aciona, o ângulo alcança valores extremos, que pode levar a operações insatisfatórias. A direção da força transmitida de 2 para 3 resulta num torque muito pequeno na barra 3, porém uma força alta no mancal O 3, podendo causar desgaste excessivo. Se o torque de atrito exceder o torque de movimento, o mecanismo pode travar e causar a flambagem do elo de saída..

33 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal33 CÁLCULO DO ÂNGULO DE TRANSMISSÃO Considerando-se o mecanismo de quatro barras a seguir: Assim, pode-se obter o ângulo de transmissão em qualquer instante.

34 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal34 ÂNGULO DE TRANSMISSÃO Ângulos de transmissão mínimo e máximo para um mecanismo manivela-balancim: exemplo: ang_transi.dv ang_transi.dv

35 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal35 ÂNGULO DE TRANSMISSÃO x FORÇAS E TORQUES Ângulo de transmissão e posição das barras versus posição da manivela.

36 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal36 Exemplo Arq.: quatrobarras.dv (Design View)

37 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal37 Matriz jacobiana Vetor das velocidades secundárias Vetor dos coeficientes constantes Velocidade primária Equações das velocidades Derivadas das equações de posição em relação ao tempo

38 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal38 Determinante da matriz Jacobiana

39 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal39 Solução para as velocidades secundárias

40 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal40 Velocidades secundárias

41 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal41 Acelerações secundárias

42 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal42 Acelerações secundárias

43 19/03/2012Prof. Jorge Luiz Erthal43 Continua com análise de ponto de interesse...


Carregar ppt "TM243-Mecanismos Mecanismos com 1 GL Mecanismo de 4 barras Análise Geral Prof. Jorge Luiz Erthal"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google