A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Patologia da aprendizagem ou dificuldade de aprendizagem? Edith Rubinstein Coordenadora, docente e supervisora do Centro de Estudos Seminários de Psicopedagogia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Patologia da aprendizagem ou dificuldade de aprendizagem? Edith Rubinstein Coordenadora, docente e supervisora do Centro de Estudos Seminários de Psicopedagogia."— Transcrição da apresentação:

1 Patologia da aprendizagem ou dificuldade de aprendizagem? Edith Rubinstein Coordenadora, docente e supervisora do Centro de Estudos Seminários de Psicopedagogia. Docente no curso de Psicopedagogia da UNIMARCO

2 Patologia da aprendizagem ou dificuldade de aprendizagem? o Ponto de partida o Tendências para explicar o fracasso escolar o Intervenções Possíveis

3 Ponto de partida o Nomenclatura/ referencial teórico o Psicopedagogia dinâmica = Foco na relação do sujeito da aprendizagem com o conhecimento e o saber.

4 Psicopedagogia Dinâmica Falha no aprendizado = incompletude Psicopedagogo/pesquisador e decifrador do significado da falha para o sujeito da aprendizagem Transferência presente na relação ensinante/aprendente Leitura simultânea do gênero e do estilo Intervenção Dinâmica como método

5 Definição de aprendizagem - Dabas Aprendizagem é o processo pelo qual um sujeito, em sua interação com o meio, incorpora a informação oferecida por este, segundo suas necessidades e interesses. Elabora esta informação através de sua estrutura psíquica, constituída pelo interjogo do social, da dinâmica do inconsciente e da dinâmica cognitiva, Modificando sua conduta para aceitar novas propostas e realizar transformações inéditas no âmbito que o rodeia.

6 Estruturas do sujeito da aprendizagem Pain Organismo Corpo Estrutura simbólica- Desejo Cognição - Inteligência

7 Operadores/Tensões para leitura da relação do sujeito da aprendizagem com o conhecimento e com o saber Sujeito/Outro Inteligência/Desejo Saber/Ignorar Conhecer/Saber Assimilar/Acomodar Ensinar/Aprender Ensino/Aprendizagem Aprender/Viver Dissonância/Harmonia Gênero/Estilo

8 Diagnóstico Psicopedagógico Interventivo Foco na relação com o saber Aprendizagem/ Linguagem/Discurso Pesquisar o Potencial de Aprendizagem Oportunidade para mudanças Avaliação autêntica;avaliação formativa Dinamismo no uso dos instrumentos Pesquisa das possíveis causas Especificidade do relatório

9 Tendências para explicar o fracasso escolar Diferenças individuais- psicometria Carência Cultural- foco no aluno Diferença Cultural Fracasso Escolar = inadequação/ escola-sociedade Relação com o saber Patologia do nosso tempo- Cordié

10 Explicação do Fracasso Escolar pela via orgânica Diferença entre Dificuldade e Transtorno de aprendizagem Metodologia de análise: descrição de fenômenos presentes em classificações internacionais Privilegia análise dos aspectos orgânicos Atende a demanda de uma explicação científica para a falha no aprendizado

11 Intervenções Possíveis Adequação entre gênero de ensino e condições do aluno ( gênero e ensino) Formação continuada dos professores Pensamento clínico Intervenção global: escola, família, aluno,profissionais Aprendizagem significativa Mudança no discurso para atingir os diferentes atores

12 Pensamento Clínico-Perrenaud O clínico é aquele que, ante uma situação problemática complexa, possui as regras e dispõe de meios teóricos e práticos para: a) avaliar a situação; b) pensar em uma intervenção eficaz; c) pô-la em prática; d) avaliar sua eficácia aparente; e) corrigir a pontaria

13 O mundo – Eduardo Galeano Um homem da aldeia de Neguá, no litoral da Colômbia, conseguiu subir aos céus. Quando voltou, contou. Disse que tinha contemplado, lá do alto a vida humana. E disse que somos um mar de fogueirinhas. -O mundo é isso - revelou. – Um montão de gente, um mar de fogueirinhas. Cada pessoa brilha com luz própria, entre todas as outras. Não existem duas fogueiras iguais. Existem fogueiras grandes e pequenas e fogueiras de todas as cores. Existe gente de fogo sereno, que nem percebe o vento, e gente de fogo louco, que enche o ar de chispas. Alguns fogos, fogos bobos, não alumiam nem queimam; mas outros incendeiam a vida com tamanha vontade que é impossível olhar para eles sem pestanejar, e quem chegar perto pega fogo

14 Patologia da aprendizagem ou dificuldade de aprendizagem? Como o aprender é próprio ao ser humano, a expectativa é de sucesso incondicional. Porém dificuldades para aprender são inerentes e pertinentes, devido aos múltiplos e complexos fatores envolvidos. Dificuldades de aprendizagem são as vezes confundidas com patologia da aprendizagem. A função do psicopedagogo é pesquisar as possíveis razões para o fracasso escolar. Quando as pistas e sinais são pesquisados nos discursos social e escolar, há maiores possibilidades de atender o sujeito da aprendizagem globalmente, podendo, com melhores condições, identificar possíveis patologias ou dificuldades de aprendizagem

15 Bibliografia Sawaya,S. Novas perspectivas sobre o sucesso e o fracasso escolar in Kohl, Oliveira et alii org. São paulo, Moderna, Pain, S. Diagnóstico e tratamento dos problemas de aprendizagem, Porto Alegre, Artes Médicas, 1985 Rubinstein,E. O estilo de aprendizagem e a queixa escolar: entre o saber e o conhecer, são Paulo, Casa do Psicólogo, 2003


Carregar ppt "Patologia da aprendizagem ou dificuldade de aprendizagem? Edith Rubinstein Coordenadora, docente e supervisora do Centro de Estudos Seminários de Psicopedagogia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google