A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A ADMINISTRAÇAO JAPONESA – Filosofia da qualidade total Integrantes:Kamilla Nivea Michelle.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A ADMINISTRAÇAO JAPONESA – Filosofia da qualidade total Integrantes:Kamilla Nivea Michelle."— Transcrição da apresentação:

1 A ADMINISTRAÇAO JAPONESA – Filosofia da qualidade total Integrantes:Kamilla Nivea Michelle

2 ORIGEM HISTÓRICA Para estudar a administração japonesa, é importante compreender a base cultural milenar do povo japonês,que foi o principal fator que possibilitou o surgimento e a sustentação das várias práticas da administração japonesa.Três valores principais foram se consolidando na cultura japonesa:

3 Pátria – Está ligada ao nacionalismo fervoroso do povo japonês: cada cidadão é parte de um povo, de uma nação.A sua vida só tem razão quando está ligado aos destinos da pátria. Família – A pátria só será permanente através da família.Cada pessoa tem um papel determinado e há expectativa, por parte de outros familiares e da própria sociedade, que cada um cumpra seu papel. Trabalho – Se a família é que vai garantir a perenidade da pátria, o trabalho é que sustentara economicamente a família.

4 A partir desses três valores o Japão passa a reconstruir sua economia, centralizando tais esforços junto às empresas. Recuperando-se economicamente no pós-guerra, visando o mercado internacional com produtos competitivos.Após sete anos de intervenção norte-americana, o Japão volta a conduzir seu próprio destino. Como os produtos japoneses não tinham boa qualidade. Especialistas são convidados a ir ao Japão e ensinar o controle estatístico da qualidade,a administração do controle da qualidade e círculos de controle da qualidade.

5 Os especialista são: E.Edwards Deming (Filosofia da Qualidade Total); J.M.Juran (Controle da Qualidade Total); Kaoru Ishikawa (Círculos de Controle da Qualidade);

6 Filosofia Básica da Gestão: Trabalho em equipe, visando a qualidade total do processo (satisfação do cliente).

7 A partir de então, as empresas começam a praticar um conjunto de idéias inovadoras de gestão que passarão a revolucionar o modo de administrar uma empresa. As principais práticas são:

8 Círculos de Controle de Qualidade(CCQs):grupos informais de trabalhadores que espontaneamente passam a buscar as soluções criativas para os problemas da área ou da empresa; Controle de Qualidade Total: sobre o processo de produção, visando satisfazer as expectativas do cliente;

9 Método Ringi de decisão: trata-se da decisão consensual, obtida através do comprometimento individual com o resultado ou meta decidida pelo grupo; Just-in-time: integração da empresa com seus fornecedores, permitindo a eliminação dos estoques com o suprimento atendido no momento da utilização dos componentes na produção;

10 Kanban:a produção é auto-gerenciada através de cartões ou painéis, permitindo o encadeamento de todas as atividades do processo, puxando a produção; Kaizen: filosofia da melhoria contínua, que objetiva sustentar e garantir a qualidade através de pequenas melhorias no processo;

11 Manufatura flexível: sistema de produção que permite a fabricação simultânea de vários modelos e especificações de produtos, atendendo demandas individualizadas dos nichos de mercado; Keiretsu: integração entre pequenas e grandes industrias, visando a especialização flexível.

12 Para buscar resultado, na empresa todos devem ter objetivos e missão comuns.Mas ao mesmo tempo, durante o período de trabalho devem trabalhar e viver de forma mais equilibrada e satisfatória possível (estabilidade financeira e emocional ao empregado;clima organizacional agradável;ambiente simples,funcional e agradável - é aqui que se insere os tão chamados 5 s da Administração Japonesa). Tendendo a aumentar a produtividade e melhorar a qualidade, que por sua vez, tende à conquista do resultado positivo no mercado.

13 Cultura dos 5 s: Seiton- significa providenciar a arrumação e deixar tudo em ordem.Deixar as coisas no lugar certo, para não perder tempo e gastar energia desnecessária, procurando-as; Seiri- significa evitar o desnecessário,separar o desnecessário do necessário, e guardá-lo num lugar que lhe é próprio, para que não atrapalhe a rotina de trabalho ou qualquer outra atividade;

14 Seiso- significa manter sempre limpo, para que a sujeira não atrapalhe a produtividade nem provoque má qualidade na produção; Seiketsu- significa manter a higiene saudável e agradável para todos; Shitsuke- significa disciplina, capacidade de aprender.

15 A administração Japonesa nasceu no chão de fábrica, nos setores operacionais da manufatura, com a filosofia básica de evitar qualquer tipo de desperdício e de promover o melhoramento contínuo. Com esta filosofia,agregada à permanente busca de conhecimentos e tecnologias avançadas de produção (controle estatísticos de processos, planejamento de produção, engenharia de produtos), e aliados ao favorecimento da política econômica governamental, os produtos japoneses alcançaram um diferencial competitivo no mercado internacional.

16 Bibliografia


Carregar ppt "A ADMINISTRAÇAO JAPONESA – Filosofia da qualidade total Integrantes:Kamilla Nivea Michelle."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google