A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Recomendações Dietéticas no Envelhecimento INTRODUÇÃO Professora Giselle Moura Messias.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Recomendações Dietéticas no Envelhecimento INTRODUÇÃO Professora Giselle Moura Messias."— Transcrição da apresentação:

1 Recomendações Dietéticas no Envelhecimento INTRODUÇÃO Professora Giselle Moura Messias

2 NUTRIÇÃO NA GERIATRIA Recomendações dietéticas no envelhecimento No Brasil, no passado: RDA (recommended dietary allowances) do National Research Council, 1989. Atualmente: DRI (dietary reference intakes) pelo Food and Nutrition Board do Institute of Medicine, National Academy of Sciences, dos Estados Unidos.

3 DRI: valores de referência que são estimativas quantitativas da ingestão de nutrientes para serem usados no planejamento e na avaliação de dietas para indivíduos saudáveis. DRI: abrange quatro tipos de recomendações RDA: nível médio de ingestão dietética recomendada de nutriente suficiente para atender as necessidades de praticamente toda a população (97 a 98%). Ingestão adequada - AI: Na ausência de RDA para o nutriente, por evidências insuficientes, utiliza-se a AI como meta de ingestão para um indivíduo.

4 Necessidade média estimada - EAR Valor de ingestão de nutriente, estimado para atender a necessidade de metade dos indivíduos saudáveis de um determinado grupo do mesmo sexo e estágio de vida. Limite superior tolerável de ingestão - UL Nível máximo de ingestão diária de um determinado nutriente que não causará efeito adverso à saúde em quase todos os indivíduos do mesmo sexo e estágio de vida.

5 NECESSIDADES ENERGÉTICAS Geralmente diminuem com a idade: alterações na composição corporal, diminuição da taxa metabólica basal e redução da atividade física. Objetivo do planejamento do consumo energético para indivíduos: minimizar o risco de inadequação ou excesso de ingestão de energia.

6 NHANES III (preliminar) Homens e mulheres com idade entre 20-29 anos consumiam 3.025 a 1.957 kcal Homens e mulheres com idade entre 50-59 anos consumiam 2.341 a 1.629 kcal Homens e mulheres com mais de 80 anos consumiam 1.776 a 1.329 kcal

7 ENERGIA Necessidades energéticas totais diárias Estimadas a partir da taxa de metabolismo basal (TMB), que contribui com cerca de 60 a 75% do gasto energético diário. Equações de Harris-Benedict (1919), mais utilizadas, especialmente para indivíduos enfermos: Homens: TMB (kcal/dia) = 66,5 + (13,75 x P) + (5 X A) – (6,76 X I) Mulheres: TMB (kcal/dia) = 655,1 + (9,56 x P) + (1,85 X A) – (4,68 X I) Onde: P (Kg): peso Peso a ser utilizado: pode ser o atual em situações normais. E (cm): estatura I (anos): idade

8 Equações propostas pela Organização Mundial de Saúde (FAO / OMS, 1985): Grupo etário: maior que 60 anos Homens: (kcal/dia) = (13,5 x P) + 487 Mulheres: (kcal/dia) = (10,5 x P) + 596 Peso utilizado no cálculo: recomenda-se que seja o desejável. Cálculo da Taxa Metabólica Basal (TMB) ou do REE (Gasto Energético de Repouso): possível estimar as necessidades energéticas do indivíduo. Acréscimo da atividade desenvolvida: multiplica-se a TMB ou REE pelo fator atividade.

9 Equações do IOM : Necessidade Estimada de Energia (NEE) – Estimated energy requirement (EER) NEE: valor médio de ingestão de energia proveniente da dieta para a manutenção do balanço energético de indivíduos saudáveis. Locais onde os estudos foram realizados: Estados Unidos, Inglaterra, Austrália, Suécia. Equações de previsão de NEE para idosos: Incluídas no grupo de previsão para adultos (19 anos e mais).

10 Equações de previsão de NEE para adultos (19 anos e mais) com peso adequado: Homens (19 anos e mais): EER = 662 – [9,53 x idade (anos)] + AF X [ 15,91 x peso (Kg)] + [ 539,6 x estatura (m)] Em que: AF: coeficiente de atividade física NAF: nível de atividade física.

11 Homens (19 anos e mais): AF = 1 se NAF é estimado em ≥ 1< 1,4 (sedentário). AF = 1,11 se NAF é estimado em ≥ 1,4 < 1,6 (pouco ativo). AF = 1,25 se NAF é estimado em ≥ 1,6 < 1,9 (ativo). AF = 1,48 se NAF é estimado em ≥ 1,9 < 2,5 (muito ativo). Mulheres (19 anos e mais): EER = 354 – [6,91 x idade (anos)] + AF X [ 9,36 x peso (Kg)] + [ 726 x estatura (m)] Em que: AF: coeficiente de atividade física NAF: nível de atividade física.

12 Mulheres (19 anos e mais): AF = 1 se NAF é estimado em ≥ 1< 1,4 (sedentário). AF = 1,12 se NAF é estimado em ≥ 1,4 < 1,6 (pouco ativo). AF = 1,27 se NAF é estimado em ≥ 1,6 < 1,9 (ativo). AF = 1,45 se NAF é estimado em ≥ 1,9 < 2,5 (muito ativo).


Carregar ppt "Recomendações Dietéticas no Envelhecimento INTRODUÇÃO Professora Giselle Moura Messias."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google