A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA PROFESSOR ANTÔNIO MARCOS SOUZA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA PROFESSOR ANTÔNIO MARCOS SOUZA."— Transcrição da apresentação:

1

2 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA PROFESSOR ANTÔNIO MARCOS SOUZA

3 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA UNIDADE 5 ESTRUTURA E CUSTO DE CAPITAL

4 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DA UNIDADE 5 ALAVANCAGEM PONTO DE EQUILÍBRIO OPERACIONAL ALAVANCAGEM OPERACIONAL ALAVANCAGEM FINANCEIRA ALAVANCAGEM TOTAL CUSTO DE CAPITAL ESTRUTURA DE CAPITAL ESTRUTURA ÓTIMA DE CAPITAL

5 CONCEITO DE ALAVANCAGEM É O USO DE ATIVOS OU RECURSOS COM UM CUSTO FIXO, OBJETIVANDO AUMENTAR OS RETORNOS DOS PROPRIETÁRIOS DA EMPRESA.

6 PONTO DE EQUILÍBRIO OPERACIONAL É O NÍVEL DE VENDAS NECESSÁRIO PARA COBRIR TODOS OS CUSTOS OPERACIONAIS. É O PONTO EM QUE O LAJIR = 0

7 ALAVANCAGEM OPERACIONAL É A ECONOMIA DE ESCALA QUE SE FAZ, MEDIANTE O RATEIO DOS CUSTOS FIXOS OPERACIONAIS, NA PRODUÇÃO E VENDA DE QUANTIDADES CRESCENTES DE BENS E OU SERVIÇOS.

8 ALAVANCAGEM FINANCEIRA É A CAPACIDADE DA EMPRESA PARA USAR CUSTOS FIXOS FINANCEIROS A FIM DE MAXIMIZAR DE VARIAÇÕES NO LUCRO ANTES DOS JUROS E I.R. (LAJIR), SOBRE OS LUCROS POR AÇÃO (LPA) DA EMPRESA.

9 ALAVANCAGEM TOTAL É O USO POTENCIAL DOS CUSTOS FIXOS, TANTO OPERACIONAL COMO FINANCEIROS, PARA AUMENTAR O EFEITO DE VARIAÇÕES NAS VENDAS SOBRE O LUCRO LÍQUIDO DISPONÍVEL.

10 DEMONSTRAÇÃO NO D.R.E DO GAO - GAF - GAT (=)RECEITA OPERACIONAL (-)CUSTO VARIÁVEL TOTAL (=)MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO (-)CUSTO FIXO TOTAL (=)LUCRO OPERACIONAL(LAJIR) (-)CUSTOS FINANCEIROS (=)LUCRO A.DO IMPOSTO DE RENDA (-)IMPOSTO DE RENDA (=)LUCRO LÍQUIDO DISPONÍVEL GAO GAF GAT

11 IDENTIFICAÇÃO DE DADOS NO D.R.E (=)RECEITA OPERACIONAL (-)CUSTO VARIÁVEL TOTAL (=)MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO (-)CUSTO FIXO TOTAL (=)LUCRO OPERACIONAL (-)CUSTOS FINANCEIROS (=)LUCRO A.DO IMPOSTO DE RENDA (-)IMPOSTO DE RENDA (=)LUCRO LÍQUIDO DISPONÍVEL P X Q V X Q MCt CFt LAJIR

12 PONTO DE EQUILÍBRIO OPERACIONAL ( PEO ) - FÓRMULAS QUANTIDADESVALORES PEO Q = P - CV CFt PEO RO = CFt 1 - CV RO

13 PONTO DE EQUILÍBRIO OPERACIONAL - EXEMPLO Suponhamos que a empresa HJI - Pneus tenha custos operacionais fixos de $2.500,00, seu preço de venda por unidade seja de $10,00, e seus custos operacionais por unidade sejam de $5,00, qual a quantidade de pneus deve ser vendida para cobrir seus custos operacionais?

14 PONTO DE EQUILÍBRIO OPERACIONAL - EXEMPLO QUANTIDADES PEO Q = $10 - $5 $ PEO Q = 500 Unid

15 PONTO DE EQUILÍBRIO OPERACIONAL - EXEMPLO No DRE da empresa ABC - Tintas consta que o seu custo fixo total é $61.692, seu custo variável de $ ,00 e a receita operacional de $ ,00. Qual a sua receita operacional de equilíbrio?

16 PONTO DE EQUILÍBRIO OPERACIONAL - EXEMPLO VALORES PEO RO = PEO RO = ,33125 PEO RO = $ ,00

17 GRAU DE ALAVANCAGEM OPERACIONAL ( GAO ) - FÓRMULAS GAO Q ( p - cv ) - CFt = % LAJIR % VENDAS GAO =

18 GRAU DE ALAVANCAGEM OPERACIONAL - EXEMPLO Suponhamos que a empresa HJI - Pneus tenha custos operacionais fixos de $2.500,00, seu preço de venda por unidade seja de $10,00, e seus custos operacionais por unidade sejam de $5,00, produzindo unidades, qual o grau de alavancagem operacional ?

19 GRAU DE ALAVANCAGEM OPERACIONAL - EXEMPLO GAO ( ) = GAO = GAO = 2

20 GRAU DE ALAVANCAGEM OPERACIONAL - EXEMPLO VENDAS (EM UNIDADES) RECEITA DE VENDAS (-)CUSTOS VARIÁVEIS (-)CUSTOS FIXOS (=)LAJIR %+50% -100%+100%

21 GRAU DE ALAVANCAGEM FINANCEIRA - FÓRMULAS GAF LAJIR - J = % LLD % LAJIR GAF =

22 GRAU DE ALAVANCAGEM FINANCEIRA - EXEMPLO (=)LAJIR (-) JUROS (=)LAIR (-)IMPOSTO DE RENDA (40%) (=)LLD %+40% -50%+50%

23 GRAU DE ALAVANCAGEM OPERACIONAL - EXEMPLO +100% +50% GAO = GAO = 2,0 GAO = -100% -50% GAO = 2,0

24 GRAU DE ALAVANCAGEM FINANCEIRA - EXEMPLO +50% +40% GAF = GAF = 1,25 GAF = -50% -40% GAF = 1,25

25 GRAU DE ALAVANCAGEM FINANCEIRA - EXEMPLO GAF = GAF = GAF =1,25

26 GRAU DE ALAVANCAGEM TOTAL - FÓRMULA GAT = GAO X GAF GAT = % LLD % VENDAS

27 GRAU DE ALAVANCAGEM TOTAL - EXEMPLO GAT = 1,25 X 2,00 GAT =2,50

28 FONTE E TIPOS DE CAPITAL ATIVOATIVO CREDORES OPERACIONAIS FINANCIAMENTO CREDORES FINANCEIROS PATRIMÔNIO LÍQUIDO - AÇÕES PREFERENCIAIS - AÇÕES ORDINÁRIAS - LUCROS RETIDOS CT CP CT O

29 ABRANGÊNCIA DO CUSTO DE CAPITAL ATIVOATIVO CREDORES OPERACIONAIS FINANCIAMENTO CREDORES FINANCEIROS PATRIMÔNIO LÍQUIDO - AÇÕES PREFERENCIAIS - AÇÕES ORDINÁRIAS - LUCROS RETIDOS CUSTO DE CAPITAL

30 CONCEITO DE CUSTO DE CAPITAL É A TAXA DE RETORNO QUE A EMPRESA PRECISA OBTER SOBRE OS SEUS PROJETOS DE INVESTIMENTOS, PARA MANTER O VALOR DE MERCADO DE SUAS AÇÕES E ATRAIR OS RECURSOS NECESSÁRIOS PARA A EMPRESA.

31 DEMONSTRAÇÃO DA ESTRUTURA DE CAPITAL ESTRUTURA DE CAPITAL CAPITAL PRÓPRIO + CAPITAL DE TERCEIROS

32 CONCEITO DE ESTRUTURA ÓTIMA DE CAPITAL É A ESTRUTURA DE CAPITAL EM QUE O CUSTO MÉDIO PONDERADO DE CAPITAL É MINIMIZADO, MAXIMIZANDO DESSA FORMA O VALOR DA EMPRESA.

33 CUSTO DE CAPITAL DE TERCEIROS CUSTO DE EMPRÉSTIMOS É A TAXA EFETIVA ANUAL DE JUROS SOBRE EMPRÉSTIMOS E DEBÊNTURES CORRIGIDA PELA INCIDÊNCIA DA ALÍQUOTA DO IMPOSTO DE RENDA DEVIDA PELA EMPRESA.

34 CUSTO DE CAPITAL DE TERCEIROS - FÓRMULAS CUSTO DE EMPRÉSTIMOS ANTES DO I.R. Ka = J + VNT - RL N 2 RL + VNT Ka = Custo do Empréstimo antes do I.R. VNT = Valor Nominal do Título RL = Recebimento Líquido N = Prazo do Título J = Juros

35 CUSTO DE CAPITAL DE TERCEIROS - EXEMPLO A empresa 3D planeja emitir títulos de dívida na seguinte condição: Valor do título R$ 2.000,00, prazo de 20 anos, pagar uma taxa de juros de 8%a.a., e custo de colocação de 2,5%( custo de corretagem e deságio de atratividade do título). Qual o custo da operação antes do imposto de renda?

36 CUSTO DE CAPITAL DE TERCEIROS - EXEMPLO CUSTO DE EMPRÉSTIMOS ANTES DO I.R. Ka = , ,00 Ka = 8,23%

37 CUSTO DE CAPITAL DE TERCEIROS - EXEMPLO CUSTO DE EMPRÉSTIMOS DEPOIS DO I.R. Ki = 8,23 ( 1 - 0,35 ) 8,23 x 0,65 Ki = 5,35%

38 CUSTO DE CAPITAL PRÓPRIO RETORNO REQUERIDO É O CUSTO DOS RECURSOS FINANCEIROS OBTIDOS PELA VENDA DE UM DIREITO DE PROPRIEDADE.

39 CUSTO DE CAPITAL PRÓPRIO - FÓRMULAS AÇÕES PREFERENCIAIS k p = Dp RL Kp = Ação Preferencial Dp = Dividendo Anual a Pagar RL = Recebimento Líquido Venda Ações

40 CUSTO DE CAPITAL PRÓPRIO - EXEMPLO A empresa 3J planeja emitir ações preferenciais de 9%a título de dividendos anuais, que devem ser vendidas pelo valor nominal de $ 94 por ação a um custo de colocação de $7 por ação. Calcular o custo da ação preferencial.

41 CUSTO DE CAPITAL PRÓPRIO - EXEMPLO AÇÕES PREFERENCIAIS Kp = $94 x 9% $94 - $7 8,46 87 Kp = 9,72%

42 CUSTO DE CAPITAL PRÓPRIO - FÓRMULAS AÇÕES ORDINÁRIAS K S = Df Pc Ks = Ação Ordinária Df = Dividendo Esperado Final Ano Pc = Preço Corrente da Ação ordinária + g g = Tx Anual Constante crescimento Ks

43 CUSTO DE CAPITAL PRÓPRIO - EXEMPLO Determinar o custo das ações ordinárias da empresa WO, que têm o preço vigente de mercado de cada ação de $65,00 e espera pagar dividendo de $ 4,90. Dividendos pagos (1994 a 1999) , , , , , ,56

44 CUSTO DE CAPITAL PRÓPRIO - EXEMPLO AÇÕES ORDINÁRIAS Ks = 4,90 65,00 + 5,45 7,54 + 5,45 Ks = 12,99%

45 CUSTO DE CAPITAL PRÓPRIO - EXEMPLO Considerando os dados do exemplo anterior para cálculo do custo da ação ordinária da empresa WO, qual o custo para emissão de novas ações que teriam um custo de deságio e colocação, por ação, de $7,15?

46 CUSTO DE CAPITAL PRÓPRIO - EXEMPLO Kn = 4,90 65,00 - 7,15 + 5,45 8,47 + 5,45 K n = 13,92%

47 CUSTO DE CAPITAL PRÓPRIO - FÓRMULAS LUCROS RETIDOS Kr = Ks Ks = Ação Ordinária Kr = Lucros Retidos

48 CUSTO DE CAPITAL PRÓPRIO - EXEMPLO Considerando o custo da ação ordinária da empresa WO, logo o custo do lucro retido de acordo com a fórmula é: Kr = Ks Kr = 12,99

49 ESTRUTURA ÓTIMA DE CAPITAL É A ESTRUTUA DE CAPITAL EM QUE O CUSTO MÉDIO PONDERADO DE CAPITAL (Ko) É MINIMIZADO, MAXIMIZANDO, DESSA FORMA O VALOR DA EMPRESA. Ko = (ki x %CT) + (Ke x %CP)

50 ESTRUTURAS DE CAPITAL - EXEMPLO PRÓPRIOTERCEIROS %TKs (%)%TKi (%) ,

51 ESTRUTURA ÓTIMA DE CAPITAL - EXEMPLO Ko=(0,10x1,00) +(0x0) = 10% Ko=(0,75X0,115) + (0,25X0,03)= 9,375% Ko=(0,50X0,14) + (0,50X0,04) = 9,00% Ko=(0,33X0,18) + (0,67X0,06)= 10% Ko=(0,25X0,22) + (0,75X0,08) = 11,50%

52 ESTRUTURA ÓTIMA DE CAPITAL - ( EOC ) EXEMPLO Ka=(0,10x1,00) +(0x0) = 10% Ka=(0,75X0,115) + (0,25X0,03)= 9,375% Ka=(0,50X0,14) + (0,50X0,04) = 9,00% Ka=(0,33X0,18) + (0,67X0,06)= 10% 0,25 < EOC=%Ki < 0,67

53 Referência GITMAN, Lawrence J. Princípios de Administração Financeira. 10. ed. São Paulo: Pearson, Cap. 11 e 12


Carregar ppt "ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA PROFESSOR ANTÔNIO MARCOS SOUZA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google