A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Oficina Apropriação de Resultados. por Bruno Rinco Dutra Pereira Analista de Avaliação

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Oficina Apropriação de Resultados. por Bruno Rinco Dutra Pereira Analista de Avaliação"— Transcrição da apresentação:

1 Oficina Apropriação de Resultados

2 por Bruno Rinco Dutra Pereira Analista de Avaliação

3 Objetivos da oficina realizar a análise pedagógica dos resultados da avaliação de desempenho aplicada no estado de Rondônia – SAERO.

4 Seções Apresentadas Matriz de Referência Teste e Itens Padrão de Desempenho Escala de Proficiência Resultados

5 Matriz de Referência Seção

6 Avaliação Educacional Testes de Proficiência Questionários Contextuais Oferecer uma medida Desempenho Escolar

7 Testes de Proficiência Os testes de proficiência têm como objetivo aferir habilidades que são esperadas dos alunos em diferentes etapas de escolarização. Essas habilidades são descritas por descritores.

8 Testes de Proficiência Um conjunto de descritores formam a Matriz de Referência. A Matriz de Referência apresenta o objeto de uma avaliação.

9 Habilidades Ao falarmos da relação Testes, Habilidades, Descritores e Matriz de referência pensamos: O que compreendemos por Habilidades?

10 Habilidades Segundo Perrenoud (1999), – competências referem-se ao domínio prático de um tipo de tarefas e de situações. Tais domínios práticos só podem ser alcançados se junto com eles forem desenvolvidos as habilidades dos alunos, o que só se pode realizar a partir da compreensão do conteúdo que explica aquele domínio. – Vamos ver dois exemplos? PERRENOUD, P. Avaliação: da excelência à regulação das aprendizagens, entre duas lógicas. Porto Alegre: Artmed, 1999.

11 Habilidades – Exemplo 1: desenvolver o domínio prático da Matemática nas tarefas cotidianas dos alunos. Para tal, precisamos desenvolver as habilidades numéricas desses alunos, introduzindo conceitos sobre número, quantidade, agrupamento, etc... – Exemplo 2 (matriz de referência): a capacidade de medir grandezas, requer o desenvolvimento de habilidades como: resolver problema envolvendo o calculo de perímetro de figuras planas; resolver problema envolvendo o calculo de área de figuras planas; resolver problema envolvendo volume de um sólido.

12 Matriz de Referência Retomando à compreensão da Matriz de Referência... Vamos apontar algumas de suas características e de seus objetivos? Dinâmica!

13 Dinâmica

14 Considerações sobre a Dinâmica Quais características podemos apontar para a Matriz de Referência?

15 Matriz de Referência É formada por um conjunto de tópicos ou temas que representam uma subdivisão de acordo com conteúdo, competências de área e habilidades. Cada tema apresenta um conjunto de habilidades Cada habilidade é descrita por um descritor.

16 4 Matriz de Referência CONJUNTO DE DESCRITORES conteúdo programático na área de conhecimento a ser avaliada nível de operação mental necessário para a aprendizagem Descritores originados do cruzamento entre conteúdos programáticos e as habilidades e competências cognitivas que lhes são próprias.

17 Matriz de Referência A Matriz de Referência não esgota o conteúdo a ser trabalhado em sala de aula e, portanto, não pode ser confundida com propostas curriculares, estratégias de ensino ou diretrizes pedagógicas. (ver próximo slide!)

18 Vejamos um exemplo Simulação de Pesquisas Elaboração e aplicação de questionários Interpretação dos resultados da Pesquisa Resolver problemas envolvendo informações apresentadas em Tabelas e/ou Gráficos Construção de gráficos e /ou tabelas Conteúdo: Estatística Ler tabelas e/ou Gráficos Organização dos dados

19 Vejamos um exemplo para a sala de aula Pesquisa sobre time de futebol Separar alunos em grupo e pedir que façam um questionário com questões sobre o assunto da pesquisa Pedir os alunos que apliquem o questionário na escola com professores e alunos Após coleta dos dados, fazer a análise criando gráficos e tabelas Pedir que os alunos apresentem o trabalho A partir dos resultados encontrados, elaborar problemas envolvendo os dados coletados pelos alunos, pedir que resolvam e discutir com eles Como avaliar?

20 Vejamos um exemplo para uma avaliação em larga escala

21 Matriz de Referência Vamos conhecer, em seguida, a Matriz de Referência para a Avaliação do SAERO.

22

23

24

25

26 Teste e Itens Seção

27 Composição dos Cadernos de Teste

28 Itens É uma questão do teste de larga escala.

29 Itens Este NÃO é um exemplo de Item Referência:

30 Itens Este é um exemplo de Item

31 Itens Vamos observar alguns itens e suas características

32 Itens

33

34

35

36 Quais características podemos apontar para o Item?

37 Itens Avalia uma única habilidade, portanto o item é unidimensional. Obtém um resultado por estudante, que permite avaliar as hipóteses levantadas por ele (distratores).

38 Partes do Item Distratores Gabarito Comando Suporte Enunciado

39 Padrão de Desempenho Seção

40 Padrão de Desempenho Mas qual o significado desses intervalos? Vamos fazer a leitura dos Padrões de Desempenho para o 5º ano

41 Padrão de Desempenho

42

43

44

45

46 Há diferença no grau de desenvolvimento das habilidades desses dois estudantes? Sim! Como interpretar essas diferenças?

47 Escala de Proficiência Seção

48 Escala de Proficiência Então... Podemos fazer uma interpretação dos resultados em um intervalo menor de proficiência? Sim! Por meio da escala de Proficiência.

49 Escala de Proficiência Vamos observar a Escala de Proficiência.

50

51 Escala de Proficiência Podemos observar que as habilidades apresentadas na Matriz de Referência, estão associadas às Competências da Escala de Proficiência. Vamos observar:

52

53 Escala de Proficiência Com base nas Competências, podemos realizar uma interpretação dos resultados alcançados pelos estudantes na avaliação do SAERO.

54 Escala de Proficiência Vamos observar os intervalos da Escala de Proficiência.

55 Os intervalos

56 Escala de Proficiência Vamos observar as Competências na Escala Proficiência. Vejamos um exemplo:

57 As competências

58

59

60 Escala de Proficiência Vamos observar, por exemplo, o grau de complexidade das competências para uma determinada proficiência, de acordo com a Escala de Proficiência.

61 As competências

62 Escala de Proficiência Vamos observar também, os Padrões de desempenho na escala.

63

64 Escala de Proficiência Observe o Padrão de Desempenho Abaixo do Básico ( até 150 pontos).

65

66 Escala de Proficiência Conhecendo a Matriz de Referência e a Escala de Proficiência, vamos analisar os resultados da avaliação!

67 Resultados Seção

68 Resultados Revista Pedagógica – Proficiência média; – Participação; – Evolução do percentual de estudantes por padrão de desempenho; – Percentual de estudantes por padrão de desempenho; Portal da Avaliação – Percentual de acerto por descritor.

69 Escala de Proficiência Como os resultados podem ser interpretados?

70

71

72

73 Quais são as habilidades desenvolvidas por aproximadamente 2,44% dos estudantes? E por 25,61% dos estudantes? E por 41,46% dos estudantes? E por 30,49% dos estudantes?

74

75 Padrão de Desempenho Padrões de desempenho estudantil Estabelecimento e monitoramento das metas de qualidade educacional Caracterização do desempenho escolar Grau de realização das ações educacionais Políticas públicas voltadas à promoção da equidade Identificação do percentual de alunos em risco pedagógico (evasão, reprovação ou abandono)

76 Padrão de Desempenho Sabemos a distribuição percentual dos estudantes por padrão de desempenho apresentado. Qual o número de estudantes que esse percentual representa?

77 Agora é a sua vez! 77 Quais as habilidades desenvolvidas pelos estudantes em cada padrão de desempenho? Qual é a quantidade desses estudantes em cada padrão de desempenho? Qual é o percentual de estudantes do Município que estão nos padrões de desempenho Muito Crítico, Crítico, Intermediário e Adequado? Diferencie as habilidades desenvolvida pelos estudantes em cada padrão. Localizar as proficiências médias na escala de proficiência. Como você interpreta o desempenho de sua escola em relação ao Município. (média de proficiência e distribuição por padrão de desempenho) Como você interpreta a participação de alunos no Município em relação a sua escola?

78 Obrigada pela atenção!

79

80

81

82

83 Revista Pedagógica

84 De que forma você acha que a participação pode interferir nos resultados de sua escola? Pense em aspectos positivos e negativos! Participação

85 Outros resultados...


Carregar ppt "Oficina Apropriação de Resultados. por Bruno Rinco Dutra Pereira Analista de Avaliação"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google