A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

BIBLIOTECA ITINERANTE PROJECTO O BAÚ ITINERANTE Os livros, penso que são Como portas encantadas, Que levam a lindas terras, Onde moram anões e fadas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "BIBLIOTECA ITINERANTE PROJECTO O BAÚ ITINERANTE Os livros, penso que são Como portas encantadas, Que levam a lindas terras, Onde moram anões e fadas."— Transcrição da apresentação:

1

2 BIBLIOTECA ITINERANTE PROJECTO O BAÚ ITINERANTE

3 Os livros, penso que são Como portas encantadas, Que levam a lindas terras, Onde moram anões e fadas. Onde moram anões e fadas. Lugares longe e tão belos Aonde eu não podia ir, Mas, agora, com esta porta, É só ter cuidado e …abrir. Livro Mágico – Adelaide Love Livro Mágico – Adelaide Love

4 Porquê o Projecto Biblioteca Itinerante; A Biblioteca Escolar tem como função ou objectivo: A Biblioteca Escolar tem como função ou objectivo: Oferecer oportunidades de vivências destinadas à produção e uso da informação voltada ao conhecimento, à compreensão, imaginação e ao entretenimento; Organizar actividades que incentivem a tomada de consciência cultural e social, bem como de sensibilidade; Organizar actividades que incentivem a tomada de consciência cultural e social, bem como de sensibilidade; Promover leitura, recursos e serviços da Biblioteca Escolar junto à comunidade escolar;

5 À Biblioteca Escolar cumpre exercer todas estas funções a nós Educadores e Professores cumpre fazer com que a B.E e as suas funções sejam oferecidas igualmente a todos os membros da comunidade escolar À Biblioteca Escolar cumpre exercer todas estas funções a nós Educadores e Professores cumpre fazer com que a B.E e as suas funções sejam oferecidas igualmente a todos os membros da comunidade escolar Mas infelizmente na nossa Comunidade Escolar a Biblioteca encontra-se para muitos Jardins de Infância inacessível devido à distância a que dela se encontram o que faz com que as crianças dos J.I. não tenham facilidade para poder usufruir de uma B.E. Mas infelizmente na nossa Comunidade Escolar a Biblioteca encontra-se para muitos Jardins de Infância inacessível devido à distância a que dela se encontram o que faz com que as crianças dos J.I. não tenham facilidade para poder usufruir de uma B.E. Assim para que todos as crianças dos J.I. tenham a possibilidade de usufruir de uma Biblioteca Escolar oferecemos-lhe a oportunidade construindo uma Biblioteca Escolar Itinerante. Assim para que todos as crianças dos J.I. tenham a possibilidade de usufruir de uma Biblioteca Escolar oferecemos-lhe a oportunidade construindo uma Biblioteca Escolar Itinerante.

6 Finalidade: O Projecto Biblioteca Itinerante ou Baú Itinerante tem como finalidade; Incentivar a cooperação entre Jardins de Infância, Encarregados de Educação e as Bibliotecas Escolares do Agrupamento, no sentido de proporcionar o acesso, tão alargado, quanto possível dos recursos de informação aos Jardins de Infância num quadro de gestão eficiente e eficaz dos recursos disponíveis, assim como promover a articulação de actividades conjuntas que possam induzir o recurso ao livro e a outros meios de enriquecimento do percurso escolar fomentando o gosto pela leitura, criando hábitos e rotinas. Incentivar a cooperação entre Jardins de Infância, Encarregados de Educação e as Bibliotecas Escolares do Agrupamento, no sentido de proporcionar o acesso, tão alargado, quanto possível dos recursos de informação aos Jardins de Infância num quadro de gestão eficiente e eficaz dos recursos disponíveis, assim como promover a articulação de actividades conjuntas que possam induzir o recurso ao livro e a outros meios de enriquecimento do percurso escolar fomentando o gosto pela leitura, criando hábitos e rotinas.

7 Objectivos da Biblioteca Itinerante: Instituir a criação de um grupo de trabalho de acompanhamento a este processo de cooperação, quer no âmbito da Itinerância dos recursos, quer da planificação/organização de actividades conjuntas e articuladas para uma utilização dinâmica dos recursos. Instituir a criação de um grupo de trabalho de acompanhamento a este processo de cooperação, quer no âmbito da Itinerância dos recursos, quer da planificação/organização de actividades conjuntas e articuladas para uma utilização dinâmica dos recursos. Reger o funcionamento do serviço de Itinerância de conjuntos documentais destinados a assegurar aos J.I. o usufruto, com carácter sistemático, de um sistema de B.E. Reger o funcionamento do serviço de Itinerância de conjuntos documentais destinados a assegurar aos J.I. o usufruto, com carácter sistemático, de um sistema de B.E. Regulamentar o empréstimo entre J.I. do agrupamento quer de fundo fixos, quer de fundos itinerantes Regulamentar o empréstimo entre J.I. do agrupamento quer de fundo fixos, quer de fundos itinerantes

8 Os beneficiários do projecto Baú Itinerante serão: Todos os Jardins de Infância do Agrupamento de Maceira. Todos os Jardins de Infância do Agrupamento de Maceira. A Itinerância far-se-á em três grupos; A Itinerância far-se-á em três grupos; Grupo 1 Grupo 1 Grupo 2 Grupo 2 Grupo 3 Grupo 3

9 Os Conjuntos Itinerantes: O Baú Itinerante deve integrar documentos de diferente natureza, de modo a assegurar o equilíbrio entre as diferentes perspectivas de utilização de recursos de informação; O Baú Itinerante deve integrar documentos de diferente natureza, de modo a assegurar o equilíbrio entre as diferentes perspectivas de utilização de recursos de informação; Livros de Histórias Livros de Histórias CDs aúdio (musicais e não musicais) CDs aúdio (musicais e não musicais) CD ROMs educativos CD ROMs educativos Vídeos ou DVDs (filmes, documentários temáticos infantis) Vídeos ou DVDs (filmes, documentários temáticos infantis) Fantoches Fantoches

10 Circulação de Fundos No regimento de circulação de fundos, a determinar anualmente, serão estabelecidos volumes e ritmos adequados, de acordo com as capacidades das Bibliotecas-fonte de suportar a circulação periódica de conjuntos documentais para os Jardins de Infância do Agrupamento No regimento de circulação de fundos, a determinar anualmente, serão estabelecidos volumes e ritmos adequados, de acordo com as capacidades das Bibliotecas-fonte de suportar a circulação periódica de conjuntos documentais para os Jardins de Infância do Agrupamento Na circulação destes conjuntos teremos em conta as seguintes variáveis; Na circulação destes conjuntos teremos em conta as seguintes variáveis; O número de J.I. a contemplar O número de J.I. a contemplar O número de crianças por J.I. O número de crianças por J.I. O número de documentos a atribuir por criança O número de documentos a atribuir por criança O período estipulado para a permanência dos documentos em cada J.I. O período estipulado para a permanência dos documentos em cada J.I. Idade das crianças Idade das crianças

11 A circulação pelas escolas não impede que os respectivos docentes e crianças possam beneficiar a título individual, aquando a sua eventual deslocação às Bibliotecas do Agrupamento – da Escola-Sede ou da EB1 de Maceira2 de empréstimos domiciliário. A circulação pelas escolas não impede que os respectivos docentes e crianças possam beneficiar a título individual, aquando a sua eventual deslocação às Bibliotecas do Agrupamento – da Escola-Sede ou da EB1 de Maceira2 de empréstimos domiciliário. Para além da circulação de conjuntos itinerantes, também poderá haver empréstimos entre J.I. Para além da circulação de conjuntos itinerantes, também poderá haver empréstimos entre J.I. O regulamento destes empréstimos será: O regulamento destes empréstimos será: Cada J.I que beneficiar do serviço de circulação de conjuntos documentais deve ter um educador responsável Cada J.I que beneficiar do serviço de circulação de conjuntos documentais deve ter um educador responsável

12 Cabe ao Educador responsável; A recepção e devolução dos livros dentro dos prazos definidos. A recepção e devolução dos livros dentro dos prazos definidos. Ser o interlocutor privilegiado entre a comunidade escolar e da equipa organizadora dos conjuntos itinerantes, no sentido de fazer com que o conteúdo dos conjuntos corresponda às necessidades e interesses dos seus utilizadores Ser o interlocutor privilegiado entre a comunidade escolar e da equipa organizadora dos conjuntos itinerantes, no sentido de fazer com que o conteúdo dos conjuntos corresponda às necessidades e interesses dos seus utilizadores Fazer de elo de ligação no que respeita ao planeamento e à dinamização de actividades conjuntas Fazer de elo de ligação no que respeita ao planeamento e à dinamização de actividades conjuntas

13 Cabe ao utilizador (criança e Encarregado de Educação); Zelar pelo bom estado dos materiais Zelar pelo bom estado dos materiais Fazer a entrega dos materiais dentro do prazo limite de empréstimos Fazer a entrega dos materiais dentro do prazo limite de empréstimos

14 Difusão dos fundos existentes O catálogo é o principal instrumento de difusão dos fundos existentes devendo, consoante as situações, ser acessível a todos os J.I. on-line, em CD-ROM, e suporte papel. O catálogo é o principal instrumento de difusão dos fundos existentes devendo, consoante as situações, ser acessível a todos os J.I. on-line, em CD-ROM, e suporte papel. Cabe à Biblioteca Escolar da Escola sede: Cabe à Biblioteca Escolar da Escola sede: Providenciar a criação e a disponibilização do catálogo dos pacotes itinerantes, assim como das bibliotecas- fonte o conjunto de todos os fundos itinerantes. Providenciar a criação e a disponibilização do catálogo dos pacotes itinerantes, assim como das bibliotecas- fonte o conjunto de todos os fundos itinerantes. Gerir a actualização dos fundos através de novas aquisições, de acordo com uma política documental definida em estreita articulação com todos os intervenientes do processo de Itinerância. Gerir a actualização dos fundos através de novas aquisições, de acordo com uma política documental definida em estreita articulação com todos os intervenientes do processo de Itinerância.

15 Transporte O transporte dos conjuntos documentais fazer-se-á; O transporte dos conjuntos documentais fazer-se-á; Acondicionados em dois Baús Acondicionados em dois Baús Em viatura a disponibilizar pela escola –sede, de acordo com a calendarização Em viatura a disponibilizar pela escola –sede, de acordo com a calendarização

16 Calendarização: Duração do projecto: início em Outubro terminus em Junho ( de acordo com a calendarização definida) Duração do projecto: início em Outubro terminus em Junho ( de acordo com a calendarização definida)

17 Recursos Materiais A Fundação Calouste Gulbenkian (material didáctico) A Fundação Calouste Gulbenkian, mediante apresentação de Projecto com orçamento, dá subsídios para a aquisição de material didáctico. A Fundação Calouste Gulbenkian, mediante apresentação de Projecto com orçamento, dá subsídios para a aquisição de material didáctico. Assim sendo apresentar-se-à um Projecto no sentido de apetrechar a Biblioteca Itinerante Assim sendo apresentar-se-à um Projecto no sentido de apetrechar a Biblioteca Itinerante Apoios Privados Prevemos o contacto com firmas e empresas privadas, no sentido de apresentar o Projecto e solicitar apoio material com uma contrapartida de divulgação. Contamos assim assegurar: Prevemos o contacto com firmas e empresas privadas, no sentido de apresentar o Projecto e solicitar apoio material com uma contrapartida de divulgação. Contamos assim assegurar: Livros Livros Fantoches Fantoches Material Audio-Visual Material Audio-Visual

18 Avaliação Posto em acção, este Projecto requer uma reflexão e avaliação regular. Reflectir e avaliar: As experiências As experiências O caminho percorrido O caminho percorrido Sua importância no desenvolvimento da criança Sua importância no desenvolvimento da criança Impacto na comunidade Impacto na comunidade

19 Para conseguir saldos positivos: Procurar novas formas de conduta, novos caminhos Procurar novas formas de conduta, novos caminhos Propor estímulos cada vez mais adequados Propor estímulos cada vez mais adequados Alargar contactos e formas de colaboração de forma a contribuir para o desenvolvimento harmonioso das crianças, dos educadores e de toda a comunidade Alargar contactos e formas de colaboração de forma a contribuir para o desenvolvimento harmonioso das crianças, dos educadores e de toda a comunidade Um relatório anual poderá condensar os registos das experiências vividas, os jornais e a avaliação. Um relatório anual poderá condensar os registos das experiências vividas, os jornais e a avaliação. Será de todo o interesse que se consigam recolhas visuais (ex:fotografias),potenciais formas de divulgação e elementos de avaliação. Será de todo o interesse que se consigam recolhas visuais (ex:fotografias),potenciais formas de divulgação e elementos de avaliação.

20 Considerações Gerais No âmbito da acção de formação " o Papel e Função da Biblioteca Escolar e consultando alguma bibliografia aconselhada, elaborámos o Projecto Baú Itinerante com a intenção de colmatar as dificuldades existentes no nosso Agrupamento de Escolas. No âmbito da acção de formação " o Papel e Função da Biblioteca Escolar e consultando alguma bibliografia aconselhada, elaborámos o Projecto Baú Itinerante com a intenção de colmatar as dificuldades existentes no nosso Agrupamento de Escolas. O Projecto Baú Itinerante será assim uma forma de fazer chegar a todos os J.I uma biblioteca que apesar de itinerante, seja rica em materiais e conteúdos. O Projecto Baú Itinerante será assim uma forma de fazer chegar a todos os J.I uma biblioteca que apesar de itinerante, seja rica em materiais e conteúdos.

21 O Pré – Escolar é por excelência uma fase, onde o livro e as histórias são valorizadas, em que o contacto directo (manuseando, construindo e criando) e diversificado (narrativa, poesia, lenga-lengas e trava- línguas) motiva para o sucesso do processo ensino aprendizagem, fornecendo às crianças ferramentas fundamentais, para o seu desenvolvimento global. O Pré – Escolar é por excelência uma fase, onde o livro e as histórias são valorizadas, em que o contacto directo (manuseando, construindo e criando) e diversificado (narrativa, poesia, lenga-lengas e trava- línguas) motiva para o sucesso do processo ensino aprendizagem, fornecendo às crianças ferramentas fundamentais, para o seu desenvolvimento global. Assim os educadores devem ser formadores de utilizadores de bibliotecas para o longo da vida. Assim os educadores devem ser formadores de utilizadores de bibliotecas para o longo da vida.

22 Bibliografia Adelaide Love, O Livro Mágico Adelaide Love, O Livro Mágico Calixto, J.A (1996). A Biblioteca escolar e a sociedade da Calixto, J.A (1996). A Biblioteca escolar e a sociedade da Informação. Lisboa: Caminho. Manifesto da Biblioteca Escolar (1996). A biblioteca Manifesto da Biblioteca Escolar (1996). A biblioteca escolar no contexto do ensino - aprendizagem para todos. Manifesto Ifla/Unesco para Biblioteca Escolar(1999) Manifesto Ifla/Unesco para Biblioteca Escolar(1999) Ministério da Educação. Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar. Ministério da Educação. Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar.

23 Este projecto foi elaborado por; Este projecto foi elaborado por; Ana Siopa Ana Siopa Carmen Bacelar Carmen Bacelar Helena Paula Rosa Helena Paula Rosa Olinda Vasconcelos Olinda Vasconcelos


Carregar ppt "BIBLIOTECA ITINERANTE PROJECTO O BAÚ ITINERANTE Os livros, penso que são Como portas encantadas, Que levam a lindas terras, Onde moram anões e fadas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google