A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PLANEJAMENTO EDITORIAL – A REDAÇÃO DO TEXTO – PARTE I José Antonio Machado do Nascimento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PLANEJAMENTO EDITORIAL – A REDAÇÃO DO TEXTO – PARTE I José Antonio Machado do Nascimento."— Transcrição da apresentação:

1 PLANEJAMENTO EDITORIAL – A REDAÇÃO DO TEXTO – PARTE I José Antonio Machado do Nascimento

2 P ROJETO E DITORIAL – R EDAÇÃO DO TEXTO Seleção de fatos relevantes no projeto editorial Criatividade na redação do texto Identificação de informações cruciais para a redação de um novo texto sobre um assunto. Redação do texto – em qualquer projeto editorial deverá privilegiar a organização da informação (clareza e coerência). Redação do texto – articulação de idéias

3 P ROJETO E DITORIAL – R EDAÇÃO DO TEXTO Texto informativo Liberdade estilística e análise da informação. Crítica e sua relação com a exposição de idéias com parcimônia e cautela. Redigindo textos, priorizando assuntos e fundamentando idéias. A relação dos textos e o tempo de leitura – um caso a ser pensado?

4 P ROJETO E DITORIAL – R EDAÇÃO DO TEXTO Texto informativo – um modelo que privilegia a criatividade Selecione o que contextualizar – comece sempre com as idéias a serem debatidas – elementos informativos. Discuta como o objeto do texto é tratado pela mídia em geral – sempre apresente possibilidades de interpretação da informação. Apresente informações correlatas (fatos históricos, situações ocorridas etc.) Exponha dados de outras fontes de informação (relatórios, fotografias e infográficos) Conclua seus textos com originalidade sem nunca polemizar o que já foi ou é constantemente polemizado.

5 P ROJETO E DITORIAL – R EDAÇÃO DO TEXTO Texto opinativo – um modelo que privilegia a criatividade No texto opinativo, o autor toma partido, manifesta uma preferência e apresenta argumentos que o justifiquem. Não privilegia a visão de uma informação sobre diversos ângulos – Pode ser tendencioso? No projeto editorial de uma revista o ideal é unir os dois tipos de textos. Projetos editoriais com maior sucesso normalmente são apartidários.

6 P ROJETO E DITORIAL – R EDAÇÃO DO TEXTO Otimizando a redação do texto em projetos editoriais Títulos concisos x objeto da informação. Títulos longos x imprecisão. Valorização de determinados locais em detrimento de outros. Ex.: ressaltar a violência do Rio de Janeiro e manifestar uma simpatia por uma pretensa segurança no Distrito Federal. Nunca censure nenhum tipo de idéia. Veracidade e validade das informações apresentadas. Datas, nomes, prêmios, horas, locais etc. Evite em textos informativos ou opinativos formatos como notas de rodapé. Declaração textual – até quando é válido a citação de referência ao pensamento de outros. Ineditismo, apelo e empatia pelo texto escrito por vc. Seja objetivo nos textos do seu projeto editorial – não saia do tema escolhido. Polêmica em um projeto editorial não é garantia de perpetuação de ideias nem de grande repercussão.

7 P ROJETO E DITORIAL – R EDAÇÃO DO TEXTO Elementos de valorização do texto Abreviaturas devem ser evitadas. Evite juízo de valor. Exemplo: antônimos como certo ou errado e bonito ou feio. Em críticas ou comentários use com sobriedade. Não use no início de frases advérbios formados com o sufixo MENTE. Evite advérbios que expressem juízo de valor: evidentemente devinitivamente etc. Uso de advérbios de lugar e tempo Evite o uso do além disso. Ambiente ou meio ambiente? Ao passo que x enquanto A bibliografia da ABNT, a bibliografia do texto jornalístico e a ficha técnica.

8 P ROJETO E DITORIAL – R EDAÇÃO DO TEXTO Expressões de pobre valor informátivo – o que se fala mas não se escreve Antes de mais nada. Ao mesmo tempo. Pelo contrário. Por outro lado. Por sua vez. Via de regra. Aé porque.

9 P ROJETO E DITORIAL – R EDAÇÃO DO TEXTO Cacoetes de linguagem – evidenciam pouca leitura Abrir com chave de ouro; perda irreparável Ataque fulminante; pergunta que não quer calar A todo vapor; a toque de caixa, prejuízos incalculáveis Tecnologia avançada; respirar aliviado Caixinha de surpresas; ruído ensurdecedor Chegar a um denominador comum; trocar figurinhas Corações e mentes; usina de idéias Correr por fora; verdadeiro tesouro Em nível de; vítimas fatais Erro gritante; vitória esmagadora Fazer por merecer Fazer uma colocação Fonte inesgotável Fortuna incalculável Importância vital Luz no fim do túnel


Carregar ppt "PLANEJAMENTO EDITORIAL – A REDAÇÃO DO TEXTO – PARTE I José Antonio Machado do Nascimento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google