A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof. Edson-20121 DISCIPLINA SISTEMAS DE GERENCIAMENTO I EEA102 Prof. Edson.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof. Edson-20121 DISCIPLINA SISTEMAS DE GERENCIAMENTO I EEA102 Prof. Edson."— Transcrição da apresentação:

1 Prof. Edson DISCIPLINA SISTEMAS DE GERENCIAMENTO I EEA102 Prof. Edson

2 Prof. Edson Objetivos Específicos da Aula: - Efeito Hall (Honeywell Handbook, Cap. 2, Bosch 25 ed. Pág ) - Circuitos eletrônicos de condicionamento (Honeywell Handbook, Cap. 2 ) - Sensores Hall (Honeywell Handbook, Cap. 5 ) - LM1815 (Datasheet) - NCV 1124 (Datasheet) - Os alunos devem ler o capítulo 25 do Bosch para a prova P1 - Sistemas Mistura Ar-Combustível (Bosch 25 ed. Pag. 607 – 613) - Tipos de Injeções e Bicos Injetores (Bosch 25 ed. Pág ) - Tecnologia de Controle de Bico Injetor (Dissertação do Milhor ) - Circuitos eletrônicos para Acionamento

3 ECK Todd Rachel Automotive Electronic Fuel Injection 1974 Ler artigo do Rachel pág

4 ECK Edwin Hall Efeito Hall Fenômeno físico descoberto por Hall em 1879 durante o seu doutorado. Sabia-se que um feixe de elétrons no vácuo poderia ser desviado por um campo magnético. O que dizer sobre uma corrente elétrica circulando por um condutor sólido?

5 ECK Efeito Hall O fenômeno baseia-se na interação entre corrente elétrica e campo magnético. O princípio fundamental é o efeito de Lorentz. Hall effect sensing and adaptation, Honeywell

6 Prof. Edson Sensor de Efeito Hall Carlos Eduardo Milhor, Sistema de desenvolvimento para controle eletrônico dos motores de combustão interna ciclo Otto, 2002

7 ECK Efeito Hall Na presença de um campo magnético uma corrente transversal começa a aparecer e é proporcional ao produto vetorial entre a corrente I e a intensidade de campo H. Hall effect sensing and adaptation, Honeywell

8 ECK Vantagens dos Sensores Hall -Totalmente em estado sólido - Vida longa, acima de 30 bilhões de operações - Alta velocidade de resposta (> 100KHz) - Opera com velocidade zero - Sem partes móveis - Lógica TTL ou CMOS - Grande faixa de operação em temperatura - Alta repetibilidade

9 ECK Aplicação dos Sensores Hall

10 Prof. Edson Sistema de Distribuidor com Sensor Hall

11 Prof. Edson Circuito de Saída Convencional de um Sistema Hall Carlos Eduardo Milhor, Sistema de desenvolvimento para controle eletrônico dos motores de combustão interna ciclo Otto, 2002 A saída do dispositivo de efeito Hall é amplificada e depois quadrado por um Schmitt trigger. Neste caso, quando a lâmina passa na frente do sensor, ele corta o sinal Hall e a saída vai para nível lógico 1. Quando aparece a janela, o sinal Hall reaparece e a saída indica 0.

12 Prof. Edson Circuito de Condicionador de Entrada Hall Carlos Eduardo Milhor, Sistema de desenvolvimento para controle eletrônico dos motores de combustão interna ciclo Otto, 2002

13 ECK Aplicação dos Sensores Hall

14 Prof. Edson

15 Prof. Edson

16 Prof. Edson Montagem feita pelos alunos Albino, Bruno e Marcelo (1ª semestre 2012)

17 Prof. Edson

18 Prof. Edson Freqüência pelo Sensor Hall CMD Árvore RPMF(Hz)

19 Prof. Edson Hall com circuito de rampa para determinar o ponto de carga da bobina. O ponto S1 pode ser programado internamente nas unidades de ignição.

20 Prof. Edson – Carburador Eletrônico com Regulação Eletrônica

21 Prof. Edson – Injeção Monoponto no Corpo de Borboleta

22 Prof. Edson – Injeção Monoponto no Corpo de Borboleta

23 Prof. Edson Tecnologia de Injeção EFI (Electromagnetic Fuel Injector ) Passarini, L.C. JBSM 2003 vol. XXV no.4

24 Prof. Edson Curva da relação quase linear entre tempo de injeção e volume. Passarini, L.C. JBSM 2003 vol. XXV no.4 Região não linear, que limita a faixa de operação em altas rotações Pulsos menores que o tempo do offset não tem energia suficiente

25 Prof. Edson Passarini, L.C. JBSM 2003 vol. XXV no.4

26 Prof. Edson Bico Injetor Bosch

27 Prof. Edson Bico Injetor Bosch Convencional

28 Prof. Edson Bico Injetor Bosch

29 Prof. Edson Válvulas de Admissão e Exaustão Processo de combustão e os 4 ciclos

30 Prof. Edson Bico Injetor Bosch de Alta Pressão – Injeção Direta

31 Prof. Edson Bosch

32 Prof. Edson Tabela Bosch de Bicos Injetores

33 Prof. Edson Transitório de carga e descarga Eletromagnética em uma solenóide

34 Prof. Edson Considerações elétricas em uma saída transistorizada

35 Prof. Edson FUEL INJECTION DRIVER LM1949

36 Prof. Edson Em um sistema veicular típico a frequência é proporcional à rotação do motor e a largura de pulso é proporcional à carga.

37 Prof. Edson Formas de Onda da Saída

38 Prof. Edson FUEL INJECTION DRIVER Com Chaveamento de Saída Permite o chaveamento da saída

39 Prof. Edson Para Chavear a Saída

40 Prof. Edson Para Chavear a Saída

41 Prof. Edson A = Estado cortado B = Corrente aumentando C = VCEM no desligamento Ciclo de chaveamento Ampliado Bico Injetor no Gol

42 Prof. Edson Arquitetura Típica de uma ECU

43 Prof. Edson Driver TPIC 46L02 para Multiponto

44 Prof. Edson Driver TPIC 46L02 para Multiponto

45 Prof. Edson ECU - GM


Carregar ppt "Prof. Edson-20121 DISCIPLINA SISTEMAS DE GERENCIAMENTO I EEA102 Prof. Edson."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google