A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Caso Clínico Tutoria Workshop PBL - Problem Based Learning Profª Drª Fábia Mª Oliveira Pinho Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Caso Clínico Tutoria Workshop PBL - Problem Based Learning Profª Drª Fábia Mª Oliveira Pinho Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de."— Transcrição da apresentação:

1 Caso Clínico Tutoria Workshop PBL - Problem Based Learning Profª Drª Fábia Mª Oliveira Pinho Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Medicina

2 Apresentação do Espaço Físico

3 Prédio da Medicina

4 Sala de Tutoria

5 Sala para encontros teóricos

6 Laboratório Morfo-Funcional

7

8

9 Caso Clínico Tutoria

10 ConhecimentosHabilidadesAtitudes

11 Primeiro Momento

12 Escolher um aluno-coordenador e um aluno-secretário

13 Ler as funções dos membros da equipe

14 Ler os objetivos de aprendizagem

15 Apresentação do caso clínico Leitura pela equipe

16 Caso Clínico Tutoria

17 C.M.C, 19 anos, sexo feminino, contou ao médico do ESF que estava apresentando cólica renal com frequência e sua vizinha a orientou a tomar chá de quebra pedra para eliminar os cálculos.

18 Termos Desconhecidos

19 Identifique palavras ou termos técnicos desconhecidos. Procure esclarecer os termos através do conhecimento dos próprios alunos ou através do dicionário Procure esclarecer os termos através do conhecimento dos próprios alunos ou através do dicionário.

20 C.M.C, 19 anos, sexo feminino, contou ao médico do ESF que estava apresentando cólica renal com frequência e sua vizinha a orientou a tomar chá de quebra pedra para eliminar os cálculos.

21

22 Termos Desconhecidos o ESF o Chá de quebra pedra

23 Problemas

24 Problemas Identifique os problemas. Não necessariamente é um problema a ser resolvido, mas a ser discutido.

25 C.M.C, 19 anos, sexo feminino, contou ao médico do ESF que estava apresentando cólica renal com frequência e sua vizinha a orientou a tomar chá de quebra pedra para eliminar os cálculos.

26

27

28 1. C.M.C, 19 anos, sexo feminino, contou ao médico do ESF que estava apresentando cólica renal 2. Sua vizinha a orientou a tomar chá de quebra pedra para eliminar os cálculos. Problemas

29 Chuva de ideias Trazer para a discussão os conhecimentos prévios da equipe. O que você sabe sobre o assunto?

30 Chuva de ideias 1. C.M.C, 19 anos, sexo feminino, contou ao médico do ESF

31 Chuva de ideias 1. C.M.C 19 anos, sexo feminino,contou ao médico do ESF 1. C.M.C 19 anos, sexo feminino, contou ao médico do ESF ESF => estratégia da saúde da família. Quais os profissionais que compõe o ESF? São funcionários do Estado? São concursados? Qual é a importância deste programa para a população? É um programa do SUS? Quais são os objetivos do ESF? ESF => estratégia da saúde da família. Quais os profissionais que compõe o ESF? São funcionários do Estado? São concursados? Qual é a importância deste programa para a população? É um programa do SUS? Quais são os objetivos do ESF? * Objetivo da comunidade

32 Chuva de ideias 1. estava apresentando cólica renal

33 Chuva de ideias 1. estava apresentando cólica renal Cólica renal => rins Cólica renal => rins anatomia: rins, aa e vv. renais, córtex e medula anatomia: rins, aa e vv. renais, córtex e medula embriologia: pronefron, mesonefron e metanefron embriologia: pronefron, mesonefron e metanefron citologia: Nefron com cápsula de Bowman, glomérulo, TCP, AH, TCD, TC citologia: Nefron com cápsula de Bowman, glomérulo, TCP, AH, TCD, TC fisiologia: formação da urina e FSR e FG fisiologia: formação da urina e FSR e FG bioquímica: ciclo da ureia e síntese de creatinina bioquímica: ciclo da ureia e síntese de creatinina

34 Chuva de ideias 2. Sua vizinha orientou chá de quebra pedra

35 Chuva de ideias 2. Sua vizinha orientou chá de quebra pedra influência da vizinha => crenças populares influenciando a saúde das pessoas => influência da sociedade no processo saúde-doença => problema social, cultural e econômico. * Objetivo das ciências sociais.

36 Fluxograma

37 Fluxograma C.M.C, 19 anos, feminina

38 Fluxograma C.M.C, 19 anos, feminina Contou ao médico do ESF

39 Fluxograma C.M.C, 19 anos, feminina Contou ao médico do ESF Que estava apresentando cólica renal com frequencia

40 Fluxograma C.M.C, 19 anos, feminina Contou ao médico do ESF Que estava apresentando cólica renal com frequencia E que sua vizinha a aconselhou a tomar chá de quebra pedra

41 Fluxograma C.M.C, 19 anos, feminina Contou ao médico do ESF Que estava apresentando cólica renal com frequencia E que sua vizinha a aconselhou a tomar chá de quebra pedra ESF

42 Fluxograma C.M.C, 19 anos, feminina Contou ao médico do ESF Que estava apresentando cólica renal com frequencia E que sua vizinha a aconselhou a tomar chá de quebra pedra ESF Rins

43 Fluxograma C.M.C, 19 anos, feminina Contou ao médico do ESF Que estava apresentando cólica renal com frequencia E que sua vizinha a aconselhou a tomar chá de quebra pedra ESF Rins anatomia embriologia nefron Ureia e creatinina Formação da urina

44 Fluxograma C.M.C, 19 anos, feminina Contou ao médico do ESF Que estava apresentando cólica renal com frequencia E que sua vizinha a aconselhou a tomar chá de quebra pedra ESF Rins anatomia embriologia nefron Ureia e creatinina Formação da urina Influência das crenças populares

45 Objetivos de Aprendizagem

46 Enumerar os objetivos de aprendizagem da semana de acordo com a discussão e com os objetivos contidos no Manual.

47 Objetivos de Aprendizagem 1. Conhecer o ESF, seus componentes e sua importância para a saúde da população.

48 Objetivos de Aprendizagem 1. Conhecer o ESF, seus componentes e sua importância para a saúde da população. 2. Descrever a anatomia dos rins.

49 Objetivos de Aprendizagem 1. Conhecer o ESF, seus componentes e sua importância para a saúde da população. 2. Descrever a anatomia dos rins. 3. Descrever a embriologia dos rins.

50 Objetivos de Aprendizagem 1. Conhecer o ESF, seus componentes e sua importância para a saúde da população. 2. Descrever a anatomia dos rins. 3. Descrever a embriologia dos rins. 4. Descrever o nefron e seus componentes.

51 Objetivos de Aprendizagem 1. Conhecer o ESF, seus componentes e sua importância para a saúde da população. 2. Descrever a anatomia dos rins. 3. Descrever a embriologia dos rins. 4. Descrever o nefron e seus componentes. 5. Explicar a formação da urina.

52 Objetivos de Aprendizagem 1. Conhecer o ESF, seus componentes e sua importância para a saúde da população. 2. Descrever a anatomia dos rins. 3. Descrever a embriologia dos rins. 4. Descrever o nefron e seus componentes. 5. Explicar a formação da urina. 6. Explicar o ciclo da ureia e a biossíntese da creatinina.

53 Objetivos de Aprendizagem 1. Conhecer o ESF, seus componentes e sua importância para a saúde da população. 2. Descrever a anatomia dos rins. 3. Descrever a embriologia dos rins. 4. Descrever o nefron e seus componentes. 5. Explicar a formação da urina. 6. Explicar o ciclo da ureia e a biossíntese da creatinina. 7. Discutir a influência das crenças populares no processo saúde-doença.

54 Segundo Momento

55 Busca de informações Livros do LMF

56 Busca de informações Internet do LMF

57 Busca de informações Estudo Individual

58 Busca de informações Discussão com colegas

59 Busca de informações Discussão com professores

60 O estudo ou busca de informações são essencialmente individuais

61 Utilizar apenas informações fundamentadas e científicas

62 Devem ser evitados apostilas, fotocópias de cadernos dos colegas e livros de consulta rápida

63 Terceiro Momento

64 Compartilhar as informações

65 Compartilhar as informações obtidas e aplicá-las na compreensão dos problemas presentes no caso clínico

66 Cada aluno da equipe deverá expor as informações coletadas

67 Todos os alunos deverão contribuir com informações que permitam esclarecer os problemas do caso e cumprir os objetivos de aprendizagem estabelecidos

68 Os alunos deverão sempre citar as fontes de suas informações

69 Verificar se todos os objetivos de aprendizagem do caso clínico foram contemplados

70 Avaliação da sessão, da equipe e dos alunos e dos alunos

71 Avaliação do Caso Clínico

72 ConhecimentosHabilidadesAtitudes

73 Avaliação Realizada pelo Tutor

74 Nota de 0 a 10 Valendo 60% da nota Avaliação Realizada pelo Tutor

75 Participação pessoal (vale 2.0 pontos) 1. Foi pontual e organizado 2. Fez intervenções adequadas 3. Fez perguntas e buscou respostas de forma sistemática 4. Buscou a compreensão dos mecanismos e conceitos 5. Identificou as necessidades pessoais e coletivas Participação no grupo (vale 2.0 pontos) 1. Manteve o equilíbrio entre seus objetivos e os do programa 2. Manteve o equilíbrio entre suas necessidades e as do grupo 3. Cooperou e compartilhou fontes de informação 4. Estimulou a participação do grupo 5. Não atrapalhou a discussão do grupo Relacionamento (vale 2.0 pontos) 1. Foi ético no seu trabalho 2. Apresentou espírito de trabalho em grupo 3. Respeitou e teve bom relacionamento com os colegas 4. Respeitou e teve bom relacionamento com o tutor Conhecimentos (vale 2.0 pontos) 1. Apresentou conhecimentos prévios adequados 2. Adquiriu conhecimentos 3. Apresentou raciocínio coerente 4. Expressou-se adequadamente 5. Apresentou senso crítico Habilidades (vale 2.0 pontos) 1. Avaliou as informações obtidas e as aplicou 2. Avaliou adequadamente suas próprias atividades 3. Avaliou adequadamente as atividades dos colegas 4. Avaliou adequadamente as atividades dos tutores 5. Avaliou construtivamente o material didático e o programa Parâmetros para avaliação

76 Avaliação Realizada pelo Aluno Auto-avaliação Avaliação da equipe

77 Participação pessoal (vale 2.0 pontos) 1. Foi pontual e organizado 2. Fez intervenções adequadas 3. Fez perguntas e buscou respostas de forma sistemática 4. Buscou a compreensão dos mecanismos e conceitos 5. Identificou as necessidades pessoais e coletivas Participação no grupo (vale 2.0 pontos) 1. Manteve o equilíbrio entre seus objetivos e os do programa 2. Manteve o equilíbrio entre suas necessidades e as do grupo 3. Cooperou e compartilhou fontes de informação 4. Estimulou a participação do grupo 5. Não atrapalhou a discussão do grupo Relacionamento (vale 2.0 pontos) 1. Foi ético no seu trabalho 2. Apresentou espírito de trabalho em grupo 3. Respeitou e teve bom relacionamento com os colegas 4. Respeitou e teve bom relacionamento com o tutor Conhecimentos (vale 2.0 pontos) 1. Apresentou conhecimentos prévios adequados 2. Adquiriu conhecimentos 3. Apresentou raciocínio coerente 4. Expressou-se adequadamente 5. Apresentou senso crítico Habilidades (vale 2.0 pontos) 1. Avaliou as informações obtidas e as aplicou 2. Avaliou adequadamente suas próprias atividades 3. Avaliou adequadamente as atividades dos colegas 4. Avaliou adequadamente as atividades dos tutores 5. Avaliou construtivamente o material didático e o programa Parâmetros para avaliação

78 Avaliação Realizada pelo Aluno Auto-Avaliação Nota de 0 a 10 Valendo 30% da nota

79 Avaliação Realizada pelo Aluno Avaliação da equipe Nota de 0 a 10 Valendo 10% da nota

80 Caso clínico clínicoPeso CC 1 CC 2 CC 3 CC 4 CC 5 CC 6 CC 7 N1 Data Nota auto avaliação X 0,3 Nota da equipe Média da equipe X 0,1 Nota do tutor X 0,6 Média Avaliação da Tutoria

81 Caso clínico clínicoPeso CC 1 CC 2 CC 3 CC 4 CC 5 CC 6 CC 7 N1 Data15/10 Nota auto avaliação X 0,3 8,5 Nota da equipe 9,0 Média da equipe X 0,1 8,5 Nota do tutor X 0,6 7,0 Média7,6 Avaliação da Tutoria

82 As planilhas de avaliação da tutoria são individuais e secretamente envelopadas

83 O aluno-secretário deverá enviar um relatório da sessão para o do professor-tutor A nota de TODOS os alunos será vinculada a esse relatório

84 Muito Obrigada


Carregar ppt "Caso Clínico Tutoria Workshop PBL - Problem Based Learning Profª Drª Fábia Mª Oliveira Pinho Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google