A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Educação Musical a Distância e Extensão Universitária: uma ação na UFSCar Fernando Henrique Andrade Rossit Prof. Dr. Glauber Lúcio Alves Santiago UNIVERSIDADE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Educação Musical a Distância e Extensão Universitária: uma ação na UFSCar Fernando Henrique Andrade Rossit Prof. Dr. Glauber Lúcio Alves Santiago UNIVERSIDADE."— Transcrição da apresentação:

1 Educação Musical a Distância e Extensão Universitária: uma ação na UFSCar Fernando Henrique Andrade Rossit Prof. Dr. Glauber Lúcio Alves Santiago UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS DEPARTAMENTO DE ARTES E COMUNICAÇÃO GRUPO DE PESQUISA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E EDUCAÇÃO MUSICAL Foz do Iguaçu, 02 de Setembro de º CIAED

2 Introdução Esta apresentação tem como objetivo relatar alguns pontos importantes sobre o desenvolvimento e a aplicação do Curso Básico de Leitura e Percepção Musical a Distância.* * a partir de agora, referido apenas como Curso Básico. O Curso Básico nasceu da necessidade de difusão e ensino dos fundamentos básicos da música, de uma forma ainda pouco utilizada nos cursos de extensão relacionados à música da UFSCar, ou seja, na modalidade a distância. De acordo com Gohn (2009), nos dias de hoje a Educação Musical a Distância é uma realidade ainda em transformação.

3 Planejamento Teve seu início ainda no primeiro semestre de 2009, quando foi realizado um levantamento bibliográfico na área de criação e desenvolvimento de cursos de EaD. Dois capítulos – de dois livros distintos – foram fundamentais para a elaboração do Curso Básico: - Cap. 5: Criação e Desenvolvimento de Cursos (MOORE, M.; KEARSLEY, G., 2008, p ) Livro: Educação a Distância: uma visão integrada. - Cap. 4: Desenvolvimento de ambientes virtuais: novos desafios (GOMES, T. In: CORRÊA, J., 2007, p ) Livro: Educação a Distância: orientações metodológicas.

4 Planejamento Desenvolvemos o Curso Básico a partir de uma reformulação no ambiente do Curso Livre On-line de Música da UFSCar, oferecido em 2007 e O conteúdo selecionado foi dividido em quatro unidades (com carga horária total de 42h): - UNIDADE 1 - Propriedades do som e os sons do dia-a-dia (6h); - UNIDADE 2 - Leitura e Percepção Musical: o aspecto rítmico (12h); - UNIDADE 3 - Leitura e Percepção Musical: o aspecto melódico (12h); - UNIDADE 4 - Leitura e Percepção Musical: o aspecto harmônico (12h). Foi realizado uma seleção das atividades voltadas aos conhecimentos básicos de leitura e percepção musical (exclusão/inserção de itens). O Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) utilizado foi o MOODLE.

5 Figura 1 – Página inicial do Curso Básico.

6 Figura 2 – Destaque da Unidade 2 e sua estrutura dividida em sub-itens.

7 Divulgação Para a divulgação, foi criado um site com informações sobre o Curso Básico, por meio da tecnologia Google Sites. Além dessas informações básicas, no próprio site foi criado um formulário de inscrição, que utilizou a tecnologia Google Docs.

8 Figura 3 – Site de divulgação do Curso Básico, com destaque ao formulário de inscrição.

9 Execução Todas as aberturas e finalizações de cada unidade foram divulgadas por meio do fórum de notícias e avisos e, também, foram acrescentadas no calendário do ambiente do Curso Básico. Os feedbacks estiveram sempre presentes durante o decorrer do curso por meio do acompanhamento diário das atividades executadas pelos alunos. Tais feedbacks foram realizados de forma assíncrona, utilizando-se os fóruns de dúvidas de cada unidade.

10 Figura 4 – Exemplo de feedback realizado por meio do fórum de dúvidas da Unidade 2.

11 Critérios de avaliação e seus resultados Todas as atividades que os alunos realizaram no curso valeram 3 (três) pontos e foram avaliadas da seguinte forma: 0 (zero)Não fez a atividade 1 (um)Fez, mas insatisfatoriamente 2 (dois)Fez de forma satisfatória 3 (três)Fez de forma totalmente satisfatória Além dos critérios acima, os alunos deveriam realizar pelo menos 75% das atividades propostas (ao todo, foram 14 propostas, ou seja, os alunos deveriam fazer pelo menos 10) e obter uma média final equivalente a 1,5 (um e meio) ou superior, para terem direito ao certificado de conclusão do curso. Tabela 1 – Critérios de avaliação

12 Critérios de avaliação e seus resultados Pode-se notar o número reduzido de alunos que realizaram poucas atividades ou nenhuma. Nessa situação foram apenas 10 alunos (16,6 %). A maior predominância está na categoria que realizou entre 5 e 9 atividades, ou seja, 28 alunos (46,7%). Por outro lado, 22 alunos (36,7%) realizaram entre 10 e 14 atividades. Quantidade de alunos...QTDE%...inscritos60100%...que realizaram 10 ou mais atividades2236,7%...que realizaram entre 5 e 9 atividades2846,7%...que realizaram entre 1 e 4 atividades58,3%...que não realizaram nenhuma atividade58,3% Tabela 2 – Situação geral dos alunos no encerramento do Curso Básico

13 Sobre a permanência e a evasão As questões acerca da permanência e da evasão são pertinentes quando se trabalha com um curso de extensão e, ainda mais, no âmbito da EaD. De acordo com Favero e Franco (2006, p. 9): Resultado final do Curso BásicoQTDE% Alunos que concluíram o curso (receberam certificados)2236,7% Alunos que não concluíram o curso3863,3% Alunos que evadiram3151,6% Tabela 3 – Resultado Final do Curso Básico (...) o problema da evasão é uma realidade e quase todas as instituições que oferecem cursos na modalidade a distância, senão todas, enfrentam este problema. (...) ao se desenvolver um curso na modalidade a distância, é importante que o diálogo seja levado em conta, por permitir um crescimento no aprendizado e uma menor evasão dos educandos.

14 Sobre a permanência e a evasão Sobre a evasão, destaca-se aqui a importância da figura do tutor em cursos de EaD, que deve ter como uma de suas principais virtudes, a habilidade em resgatar os alunos que iniciam o caminho para uma evasão. Portanto, faz-se necessário pensar na participação de discentes dos cursos de Licenciatura em Música da UFSCar (presencial e a distância) como tutores (na proporção de alunos por tutor) num futuro reoferecimento do Curso Básico.

15 Resultados Os resultados aqui apresentados tiveram como principal fonte a terceira fase da coleta de dados (questionário aplicado ao final do Curso Básico). A amostra que respondeu este último questionário foi de aproximadamente 57% dos 60 alunos inscritos no Curso Básico, ou seja, 34 alunos. As questões tiveram como função:

16 a) Levantar o perfil dos alunos Figura 5 – Histograma da distribuição dos alunos de acordo com seu perfil na UFSCar ou comunidade externa

17 b) Avaliar a percepção geral dos alunos sobre o curso Figura 6 – Gráfico da opinião dos alunos sobre o ambiente virtual do curso Figura 7 – Gráfico da opinião dos alunos sobre o conteúdo do curso

18 c) Verificar se a utilização de diversas ferramentas e recursos de EaD colaborou no processo de ensino-aprendizagem Figura 8 – Gráfico da opinião dos alunos sobre a eficácia das Ferramentas de EaD no processo de ensino-aprendizagem

19 d) Levantar possíveis dificuldades dos alunos durante o processo Figura 9 – Gráfico do levantamento das dificuldades dos alunos em navegar pelo ambiente do curso No início, foi um pouco difícil encontrar algumas ferramentas, depois de conhecer o ambiente ficou mais fácil. Estudante 1. No começo achei um pouco complexo, mas depois foi legal. Tive dificuldade em voltar para onde estava. Estudante 2. Eu abria uma página e, depois, perdia muito tempo tentando voltar. Confesso que o meu computador estava muito ruim e travando. Estudante 3.

20 e) Questionar se os alunos são a favor do investimento da UFSCar na oferta de cursos de extensão a distância relacionados à música Figura 10 – Gráfico do número de alunos que defendem que a UFSCar deva investir na oferta de cursos de extensão a distância relacionados à música

21 f) Verificar se as expectativas iniciais sobre o curso (coletadas no primeiro questionário) foram atingidas Sim, o curso inclusive foi além das minhas expectativas. Inclusive, consegui aprender que deve praticar e estudar sempre, o que foi muito importante. O fato de ele ser oferecido em seqüência, com fóruns de discussão, ajudou muito, e foi um elemento motivador para continuar e ir até o final. Estudante 1 Como estou aprendendo a tocar teclado e ensino crianças a cantar músicas japonesas, achei necessário saber ler partituras. Sim, correspondeu às minhas expectativas, acho até que foi mais além. Estudante 2. Sim, aprendi mais do que esperava. Estou fazendo aulas de canto e o curso ajudou muito nestas aulas. Vou ser tutora virtual de um curso de educação no próximo semestre e foi muito interessante conhecer novas possibilidades no ambiente virtual. Estudante 3.

22 g) Reunir depoimentos, opiniões e críticas (positivas e negativas) acerca do curso para promover melhorias para as próximas edições Muito obrigada pela chance de rememorar conceitos musicais, algo que se não treinado enferruja. Gostaria também de salientar que algo muito positivo nesse curso foi a possibilidade de trocar experiências e conhecer novas pessoas... obrigada, mais uma vez! Depoimento 1. Um excelente curso com maravilhoso suporte. Entendo que o curso atendeu as expectativas de todos e esperamos um intermediário e um avançado Depoimento 2. A estrutura do curso está perfeita. Acredito até que um tempo menor para a realização das atividades pode ser aplicado. Não sei se prejudicaria outros alunos, mas eu me senti muito confortável durante o aprendizado Depoimento 3.

23 Considerações finais e possíveis desdobramentos Dificuldades encontradas, como as evasões. Algumas justificativas: Como eu tinha muitas coisas para fazer e, por ser um curso a distância, não obtive disciplina suficiente para organizar meu tempo e concluir o curso Justificativa 1. Falta total de tempo, mas achei o curso interessante e maravilhoso. Estou às voltas com outro curso e trabalho de finalização por isso não tive tempo de aproveitar este curso Justificativa 2. Apesar de ter havido desistência do curso por parte de alguns alunos, pode- se considerar que os objetivos estabelecidos foram alcançados. A aplicação deste curso de extensão mostrou que é possível a criação de um ambiente de estudo e pesquisa, como oportunidade para os discentes dos cursos de Licenciatura em Música da UFSCar (presencial e a distância) realizarem práticas pedagógicas.

24 Considerações finais e possíveis desdobramentos Esperamos que as práticas e considerações aqui produzidas possam ser utilizadas em estudos futuros ou se configurem como pontos de partida para outras iniciativas relacionadas a esta temática. Nos próximos meses, entre outubro e novembro/2010, ofereceremos um Cursinho Preparatório Virtual para a Prova de Aptidão em Música, para os candidatos aos Cursos de Licenciatura da área de Educação Musical da UFSCar, presencial e à distância (resgate da ideia dos cursos oferecidos em 2007 e 2008, mas com nova roupagem e novas atividades).

25 Referências GOHN, D. EAD e o estudo de música. In: LITTO, F. M.; FORMIGA, M. (Orgs.) Educação a Distância: o estado da arte. Cap. 39, p São Paulo: Pearson Education do Brasil, MOORE, M. G.; KEARSLEY, G. Educação a Distância: uma visão integrada. Tradução: Roberto Galman. São Paulo: Cengage Learning, GOMES, T. S. L. Desenvolvimento de ambientes virtuais: novos desafios. In: CORRÊA, J. (org.) Educação a Distância: orientações metodológicas. Cap. 4, p Porto Alegre: Artmed, FAVERO, R. V. M.; FRANCO, S. R. K. Um estudo sobre a permanência e a evasão na Educação a Distância. In: Novas Tecnologias na Educação / CINTED-UFRGS, V. 4, No 2. UFRGS, 2006.

26 Agradecimento Muito obrigado! Fernando Henrique Andrade Rossit – Prof. Dr. Glauber Lúcio Alves Santiago –


Carregar ppt "Educação Musical a Distância e Extensão Universitária: uma ação na UFSCar Fernando Henrique Andrade Rossit Prof. Dr. Glauber Lúcio Alves Santiago UNIVERSIDADE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google