A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

2013.1. Os administradores financeiros administram ativamente as finanças de todos os tipos de empresas, sejam elas financeiras ou não financeiras, grandes.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "2013.1. Os administradores financeiros administram ativamente as finanças de todos os tipos de empresas, sejam elas financeiras ou não financeiras, grandes."— Transcrição da apresentação:

1 2013.1

2 Os administradores financeiros administram ativamente as finanças de todos os tipos de empresas, sejam elas financeiras ou não financeiras, grandes ou pequenas, privadas ou públicas. Eles desempenham uma variedade de tarefas, tais como orçamentos, previsões financeiras, administração do caixa, administração do crédito, análise de investimentos.

3 Ele é um membro da alta administração, pois o bom ou mau desempenho do mesmo pode ocasionar êxito ou insucesso para a empresa. Minimizar risco e Maximizar lucro. Os acionistas das grandes corporações geralmente não estão envolvidos nas operações do dia-a-dia da empresa. Os Administradores são empregados para tomarem decisões em benefício dos acionistas.

4 PRIMÓRDIOS Parte de estudo das Ciências Econômicas Anos 20 Passou a ser uma área Independente Até crise de 1929 Abordagem Tradicional: Predominância dos aspectos externos (fornecedores de Capital) AcionistasBanqueirosPoupadores

5 Após crise 29 Prevalecem Aspectos Internos TaylorFordFayol Voltados a estrutura organizacional Foco na liquidez e solvência

6 Década 40 a 50 Volta a enfocar as empresas com base decisões externas Estudo das finanças focado no ponto de vista de um emprestador (aplicador) de recursos

7 Década de 50 Investimentos empresariais como gerador de riquezas Base na Teoria Geral de Keynes (investimento agregado como a preocupação central das nações e das corporações)

8 Após Keynes Finanças Corporativas ALOCAÇÃO MAIS EFICIENTE DE RECURSOS SELEÇÃO MAIS ADEQUADA DE SUAS FONTES DE FINANCIAMENTOS Surgem Conceitos: Retorno do Investimento Custo de Capital

9 A MODERNA TEORIA DAS FINANÇAS Anos de Reflexões sobre lógica econômica no processo de tomada de decisões financeiras das corporações

10 A PARTIR DOS ANOS 90 Gestão de Risco Derivativos Opções Swaps Hedges Derivativos são contratos cujos valores são derivados de outros ativos financeiros, conhecidos como "ativos subjacentes". Por exemplo, contratos futuros de juros, contratos de opções de ações etc. Os derivativos no Brasil são negociados na BM&FBOVESPA. Opções são contratos (derivativos) que oferecem ao seu titular a opção (direito) de comprar ou vender um ativo, em certa data futura, e a um preço previamente estabelecido. No contrato de opção, não há a obrigação de compra ou venda, e sim o direito (opção) do investidor.

11 A PARTIR DOS ANOS 90 Gestão de Risco Derivativos Opções Swaps Hedges swap (em português, "permuta") são operações em que há troca de posições quanto ao risco e rentabilidade, entre investidores. O contrato de troca pode ter como objeto moedas, commodities ou ativos financeiros. um agente operando com contratos futuros, agente esse que produz, vende ou compra o bem negociado no contrato futuro, está especulando ou agindo defensivamente contra variações de preço - hedge.

12 A primeira decisão é a decisão de orçamento de capital. O orçamento de capital inclui o processo de planejamento e administração dos investimentos de uma empresa em ativos permanentes.

13 As empresas tem recursos escassos que devem ser distribuídos entre interesses conflitantes. As empresas devem investir em ativos somente quando esperam obter um retorno maior do que o retorno mínimo aceitável (taxa de corte). Existem investimentos cujos benefícios aparecem não como receitas mais altas, mas com custos mais baixos.

14 A Segunda decisão é a decisão de estrutura de capital. A estrutura de capital se refere ao mix de dívidas de longo prazo e patrimônio líquido utilizados pela empresa para financiar investimento em ativos permanentes.

15 Decidir se vai tomar emprestado bem como sobre qual tipo de financiamento deve usar. Selecionar as proporções de dívida e patrimônio líquido para financiar seus investimentos. Acredita-se que se deve tentar igualar as características do financiamento as dos ativos financiados.

16 A terceira decisão é a decisão de administração de capital de giro. Como as entradas e saídas de caixa não ocorrem simultaneamente, lacunas nos fluxos de caixa devem ser gerenciadas por ajustes apropriados dos ativos e passivos circulantes.

17 planejamento financeiro planejamento financeiro o qual procura evidenciar as necessidades de crescimento da empresa, assim como identificar eventuais dificuldades e desajustes futuros. Por meio desse planejamento, ainda, é possível ao administrador financeiro selecionar, com maior margem de segurança, os ativos mais rentáveis e condizentes com os negócios da empresa, de forma a estabelecer uma rentabilidade mais satisfatória sobre os investimentos; Rentabilidade indica o percentual de remuneração do capital investido na empresa.

18 controle financeiro controle financeiro o qual se dedica a acompanhar e avaliar todo o desempenho financeiro da empresa, como custos e despesas, margens de ganhos, volume de vendas, liquidez de caixa, endividamento etc. Análises de desvios que venham a ocorrer entre os resultados previstos e realizados, assim como propostas de medidas corretivas necessárias, são algumas das funções básicas da controladoria financeira; Liquidez é um conceito financeiro que se refere à facilidade com que um ativo pode ser convertido no meio de troca da economia, ou seja, é a facilidade com que ele pode ser convertido em dinheiro.

19 administração de ativos* administração de ativos* que deve perseguir a melhor estrutura, em termos de risco e retorno, dos investimentos empresariais e proceder a um gerenciamento eficiente de seus valores. A administração dos ativos acompanha também as defasagens que podem ocorrer entre entradas e saídas de dinheiro de caixa, o que é geralmente associado à gestão do capital de giro; Ativo é um termo básico utilizado para expressar o conjunto de bens, valores, créditos, direitos e assemelhados que forma o patrimônio de uma pessoa, singular ou coletiva, num determinado momento, avaliado pelos respectivos custos

20 administração de passivos* administração de passivos* que se volta para a aquisição de fundos (financiamentos) e o gerenciamento de sua composição (proporção entre capital próprio e capital de terceiros), procurando definir a estrutura de capital mais adequada em termos de liquidez, redução de seus custos e risco financeiro. O passivo representa bens numerários que ainda vão ser repassados aos seus verdadeiros proprietários em um momento futuro, e que está na entidade apoiando ou ajudando a gerar novos recursos financeiros para o devedor.


Carregar ppt "2013.1. Os administradores financeiros administram ativamente as finanças de todos os tipos de empresas, sejam elas financeiras ou não financeiras, grandes."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google