A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Cadeia de Valor Por Carlos Reis. Processos de Negócio e Integração dos Sistemas - Visão Tradicional Fonte: Kenneth C. Laudon & Jane P. Laudon. Sistemas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Cadeia de Valor Por Carlos Reis. Processos de Negócio e Integração dos Sistemas - Visão Tradicional Fonte: Kenneth C. Laudon & Jane P. Laudon. Sistemas."— Transcrição da apresentação:

1 Cadeia de Valor Por Carlos Reis

2 Processos de Negócio e Integração dos Sistemas - Visão Tradicional Fonte: Kenneth C. Laudon & Jane P. Laudon. Sistemas de Informação Gerenciais: Administrando a Empresa Digital. 5a Edição Pearson - Prentice-Hall.

3 Cadeia de Valor A base para a compreensão dos processos de negócio está no conceito de cadeia de valor –livro Michael E. Porter “Vantagem Competitiva: Criando e Sustentando Performance Superior”, apesar do autor ser mais conhecido pelo seu livro anterior “Estratégia Competitiva ”,1980.

4 Hierarquia Genérica de Processos Cadeia de Valor Processo de Negócio Processo de Negócio Processo de Negócio Processo Processo Processo Sub-processo Sub-processo Sub-processo Tarefa Tarefa Atividade Atividade

5 Processos de negócio (ou de cliente) são aqueles que caracterizam a atuação da empresa e que são suportados por outros internos, resultando no produto ou serviço que é recebido por um cliente externo (Gonçalves, 2000). Os objetivos dos processos estão mais próximos das necessidades do cliente e do mercado.

6 Processo É qualquer atividade que recebe uma entrada (input), agrega-lhe valor e gera uma saída (output) para um cliente interno ou externo. (Harrington, 1993). É uma série de etapas criadas para produzir um produto ou serviço, incluindo várias funções e abrangendo o “espaço em branco” entre os quadros do organograma, sendo visto como uma “cadeia de agregação de valores” (Rummler e Brache, 1994).

7 Tarefas Conjunto de atividades distintas realizadas em um posto de trabalho, com o objetivo de cumprir uma função. Um conjunto de tarefas constitui um processo. (instituto de desenvolvimento gerencial)

8 Atividade Para De Medeiros (1997), é um conjunto de ações ou tarefas necessárias para transfor- mar insumos, material e/ou informação, em um produto final, material e/ou informação, no contexto de um processo onde a partici- pação humana (e/ou coordenação) acontece. Conforme Lebas (1992), é um conjunto de ações ou tarefas que compartilham o mesmo objetivo, agregando valor à um objeto.

9 Exemplo Processo Atividade Tarefa Ação Ensinar Ministrar aulas Preparar aulas Tirar xerox

10 Cadeia de Valor   Refere-se a uma sequência de atividades realizadas pela organização, desde a compra e o recebimento dos insumos, a fabricação e entrega ao cliente Refere-se a uma sequência de atividades realizadas pela organização, desde a compra e o recebimento dos insumos, a fabricação e entrega ao cliente

11 Cadeia de Valor Sistema de atividades interdependentes conectadas por elos, enquadrando as atividades de valor da empresa em categorias, distribuídas em: atividades primárias e atividades de apoio (ou suporte). Existem dois tipos possíveis de vantagem competitiva (liderança de custos ou diferenciação) em cada etapa da cadeia de valor. (Porter)

12 Cadeia de Valor Cadeia de Valor (Value Chain) representa um conjunto de atividades ou tarefas executadas para: –projetar, –produzir, –comercializar, –distribuir e –dar suporte aos produtos.

13

14 CADEIA DE VALOR - 5 ATIVIDADES PRIMÁRIAS - Prestar assistência técnica (serviço) Adquirir e trazer materiais para dentro da empresa (compras e logística de abastecimento) Convertê-los em produtos finais (processo operacional) Expedir os produtos finais (logística de produtos) Comercializá-los (marketing e vendas)          

15 Processo - Cliente - Crescimento - Financeira Cadeia de Valor & BSc Relaçõesduradouras e lucrativas Fidelização do cliente cliente Atender as necessidades do cliente Atender as necessidades do cliente Valor superior para o cliente

16 Valor Valor é a razão entre o que se recebe e o que se dispende. benefícios custos Monetários Tempo Energia Intangíveis Práticos Intangíveis Valor = benefícios = ____benefícios práticos + benefícios intangíveis_______ custos custos monetários + de tempo + de energia + intangíveis

17 Tipos de Benefícios Funcionais: são tangíveis. Clientes compram carros e equipamentos basicamente por seus benefícios funcionais; Pessoais: sentimentos positivos pela aquisição de determinado bem. Colecionadores se sentem bem depois de adquirir uma obra rara.

18 Tipos de Benefícios Sociais: respostas positivas que se obtêm de outras pessoas; Experimentais: prazer sensorial, tipo, comidas saborosas, bela obra de arte, perfume cheiroso, música dançante.

19 Tipos de Custos Monetários: quantidade de dinheiro; Temporais: tempo gasto na aquisição; Psicológico: envolve a tensão ou o estresse que uma compra pode provocar. Comportamentais: compra requer atividades físicas, tais como, andar ou ficar de pé por algum tempo.

20 Custos Monetários Qualquer fornecedor que reduz os custos de propriedade para o cliente deve ser visto como um parceiro estratégico. Onde custo total de propriedade envolve: · Preço da compra · Custos de transporte · Custos de preparação · Custos de manutenção · Custos de estoque · Custos de retrabalhos · Custos do ciclo do pedido · Custos operacionais Onde custo total de propriedade envolve: · Preço da compra · Custos de transporte · Custos de preparação · Custos de manutenção · Custos de estoque · Custos de retrabalhos · Custos do ciclo do pedido · Custos operacionais

21 Quais os custos que envolve a aquisição de um imóvel pelo Previ-Rio? Monetário: juros Temporal: 3 meses Físico: ficar na fila do cartório/banco Psicológico: estresse

22 Valor Situacional Clientes diferentes podem avaliar o mesmo produto de forma diferente: –o Fiat Uno pode ser considerado de valor por que tem um motor econômico e preço baixo; enquanto outros podem considerar sem valor por que embora tenha preço baixo, seu motor não tem potência!

23 Valor Situacional O mesmo Clientes pode avaliar o mesmo produto de forma diferente: –Uma lanchonete pode ser considerada uma boa alternativa de valor quando se procura uma refeição rápida, mas uma escolha inadequada para um jantar de noivado!

24 Como medir a satisfação dos clientes se as necessidades não são iguais? Só há uma maneira! Perguntando a ele através de pesquisas de mercado. Se a pesquisa de satisfação não for positiva... altere o produto ou o público- alvo. Ajude o cliente a identificar os benefícios do seu produto. Diga a ele...

25 Marketing de Valor: exemplos Uma lanchonete anunciou que seus hambúrgueres eram maiores do que os do Mc’Donald. A Duracell informou a seus clientes que seus pilhas ofereciam um valor superior quando vinculou anúncios afirmando que elas eram de maior duração que às outras;

26 Pilha Durracel X Outras alcalinas Custo médio: R$ 5,00 Duração (uso contínuo): 2 meses. Custo médio: R$ 4,00 Duração (uso contínuo): 1 mês.


Carregar ppt "Cadeia de Valor Por Carlos Reis. Processos de Negócio e Integração dos Sistemas - Visão Tradicional Fonte: Kenneth C. Laudon & Jane P. Laudon. Sistemas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google