A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Ideia de que o bibliotecário é o profissional que trabalha somente na biblioteca, com documentos físicos, sobretudo, com livros,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Ideia de que o bibliotecário é o profissional que trabalha somente na biblioteca, com documentos físicos, sobretudo, com livros,"— Transcrição da apresentação:

1

2 SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

3 Ideia de que o bibliotecário é o profissional que trabalha somente na biblioteca, com documentos físicos, sobretudo, com livros, não mais se sustenta, sendo mais corretamente considerá-lo como o profissional que exerce atividades relacionadas a processos de gestão da informação, do conhecimento e afins, gerindo documentos e/ou informações, em suporte físico ou digital, podendo estar vinculado a uma biblioteca (pública, escolar, universitária ou especializada), centros de informação, de documentação ou de pesquisa, ou diretamente integrado a equipes e processos multidisciplinares. Dado, informação e conhecimento no contexto da segurança da informação

4 Em instituições de destaque é possível encontrar bibliotecários atuando no ambiente de bibliotecas, mas, também, em equipes e processos de gestão da informação, do conhecimento e afins, independentes, não vinculados à estrutura das bibliotecas, tais como: gestão do conhecimento, inteligência empresarial, editoração, estratégia empresarial, segurança da informação, gestão de competências e relacionamento institucional. Petrobras Biolab Farmacêutica Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep)

5 Fonte: Abradi A Segurança da Informação mantém uma relação muito próxima com a gestão do conhecimento e as atividades de inteligência organizacional. Destaca-se como exemplo da atuação de profissionais com formação em Biblioteconomia em processos de Segurança da Informação, o caso da Petrobras, na qual há a presença desses profissionais exercendo a função de Coordenadores de Segurança da Informação.

6

7 Reconhecimento do valor e da importância estratégica da informação para a inovação e gestão do negócio fez com que a Natura implantasse em 1992 o primeiro sistema virtual de informações do País. Hoje é conhecido como a primeira biblioteca virtual. Ao priorizar o acesso à informação em detrimento do acervo de informação, o sistema foi pioneiro e inovador por questionar os tradicionais, caros e limitados modelos de armazenadores de informação dos anos 1980, as bibliotecas de empresa. Inovação disruptiva em gestão da informação - Natura: maior empresa de cosméticos do Brasil

8 Ainda sobre a Natura... Quebra o paradigma das bibliotecas e centros de documentação de empresas onde, acreditava-se, uma coleção de livros e preriódicos especializados, pequena ou grande, supriria todas as necessidades de informação do negócio. Provou-se que, mais importante do que ter a informação era saber onde encontrá-la de maneira rápida e eficaz. (...) que “guardar” não significa “dispor” quando se necessita, além de guardar informação - no sentido de manter acervos ou arquivos dentro da empresa – tem um custo geralmente subestimado se, de fato, a pretensão é dispor de um sistema de informação custo- efetivo.

9 Ciência da Informação, v. 26, n. 2 (1997)

10 Natura lança app voltado para seus executivos Da Redação Aplicativo para apoiar as atividades dos executivos da empresa. Cerca de 300 funcionários utilizarão o CIB Mobile, que viabiliza a consulta mais rápida a conteúdos nacionais e internacionais que fazem parte da Biblioteca Virtual da Natura por meio de dispositivos móveis, como smartphones. “Antes o executivo tinha que acessar a Intranet da empresa. Agora, que os dados estão indexados no novo aplicativo, o funcionário dispõe de milhares de conteúdos na palma da mão”, explica Tatiana Pinatari, diretora de categorias da empresa. A inovação continua …

11 Desafios contemporâneos da Gestão da Informação Em um mundo repleto de informações, a riqueza de informação acarreta a carência de outra coisa, ou seja, resulta na escassez do que a informação consome. O que informação consome é bastante óbvio: consome a atenção de seus destinatários. Assim, uma riqueza de informação cria uma pobreza de atenção tornando necessário o redirecionamento eficiente entre as abundantes fontes de informação que podem consumi-la (SIMON, 1969).

12 Desafios contemporâneos da Gestão da Informação Competir pela atenção do indivíduo na sua escolha entre variadas fontes de informação e sua autopercepção de “ganho de aprendizagem” é um desafio adicional aos sistemas de informação.

13 Desafios contemporâneos da Gestão da Informação BIG DATA (valume massivo de dados e/ou como relações possíveis entre distintos volumes massivos de dados) FLUXO CONTÍNUO DE MENSAGENS DO TWITTER DATA MINING (Definido como a extração ou “mineração”de conhecimento a partir de volumes significativos de dados) DATA ANALYTICS (Entendido como ações de acesso, agregação, e análise de amplos conjuntos de dados provenientes de muitas fontes)

14 Desafios contemporâneos da Gestão da Informação PERSONAL INFORMATION MANAGEMENT (GESTÃO DA INFORMAÇÃO PESSOAL): responsabilidade do indivíduo na criação, coleta, organização, armazenagem e recuperação de itens de informação. PRODUÇÃO COLABORATIVA E DISCURSIVA DE CONTEÚDO NA WEB

15 FONTE: MARCHIORI, Patrícia Zeni. Gestão da informação: fundamentos, componentes e desafios contemporâneos. In: SOUTO, Leonardo F. (Org.). Gestão da informação e do conhecimento: práticas e reflexões. Rio de Janeiro: Interciência, Grato pela presença

16


Carregar ppt "SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Ideia de que o bibliotecário é o profissional que trabalha somente na biblioteca, com documentos físicos, sobretudo, com livros,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google