A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Aula 5 – Obrigações de não fazer Obrigações alternativas Obrigações divisíveis e indivisíveis Prof. Alexandre Guerra.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Aula 5 – Obrigações de não fazer Obrigações alternativas Obrigações divisíveis e indivisíveis Prof. Alexandre Guerra."— Transcrição da apresentação:

1 Aula 5 – Obrigações de não fazer Obrigações alternativas Obrigações divisíveis e indivisíveis Prof. Alexandre Guerra

2 2 1.OBRIGAÇÕES DE NÃO FAZER (negativas) 2.Impõe ao devedor o dever de abster-se (impõe o não praticar um ato que poderia fazer se não estivesse obrigado ao contrário – WBM) 3.INADIMPLEMENTO DAS OBRIGAÇÕES NEGATIVAS Art Praticado pelo devedor o ato, a cuja abstenção se obrigara, o credor pode exigir dele que o desfaça, sob pena de se desfazer à sua custa, ressarcindo o culpado perdas e danos. Parágrafo único. Em caso de urgência, poderá o credor desfazer ou mandar desfazer, independentemente de autorização judicial, sem prejuízo do ressarcimento devido. (Auto-tutela concedida às partes pelo ordenamento jurídico) 4. Limites: a) Sacrifício excessivo da liberdade do devedor ou b) ofensa aos Direitos Fundamentais da pessoa humana

3 3 1.Não exercer atividade comercial 2.Não divulgar segredo industrial 3.Não concorrência; não edificação 4.CPC, Art Na ação que tenha por objeto o cumprimento de obrigação de fazer ou não fazer, o juiz concederá a tutela específica da obrigação ou, se procedente o pedido, determinará providências que assegurem o resultado prático equivalente ao do adimplemento. (...) 5.CPC, art. 461, Parágrafo quarto - O juiz poderá, na hipótese do parágrafo anterior ou na sentença, impor multa diária ao réu, independentemente de pedido do autor, se for suficiente ou compatível com a obrigação, fixando-lhe prazo razoável para o cumprimento do preceito.

4 4 1.EXTINÇÃO DAS OBRIGAÇÕES NEGATIVAS 2.CC, Art Extingue-se a obrigação de não fazer, desde que, sem culpa do devedor, se lhe torne impossível abster-se do ato, que se obrigou a não praticar. 3.PROCEDIMENTO JUDICIAL 4.CPC, Art Se o devedor praticou o ato, a cuja abstenção estava obrigado pela lei ou pelo contrato, o credor requererá ao juiz que lhe assine prazo para desfazê-lo. CPC, Art Havendo recusa ou mora do devedor, o credor requererá ao juiz que mande desfazer o ato à sua custa, respondendo o devedor por perdas e danos. Parágrafo único. Não sendo possível desfazer-se o ato, a obrigação resolve-se em perdas e danos. 1.Próxima aula (Ob. alternativas, divisíveis e indivisíveis)

5 5 1.OBRIGAÇÕES ALTERNATIVAS 2.Alternatividade da prestação 3.Conceito CC, Art Nas obrigações alternativas, a escolha cabe ao devedor, se outra coisa não se estipulou. Parágrafo primeiro - Não pode o devedor obrigar o credor a receber parte em uma prestação e parte em outra. Parágrafo segundo - Quando a obrigação for de prestações periódicas, a faculdade de opção poderá ser exercida em cada período. Parágrafo terceiro - No caso de pluralidade de optantes, não havendo acordo unânime entre eles, decidirá o juiz, findo o prazo por este assinado para a deliberação. Parágrafo quarto - Se o título deferir a opção a terceiro, e este não quiser, ou não puder exercê-la, caberá ao juiz a escolha se não houver acordo entre as partes.

6 6 1.IMPOSSIBILIDADE DE UMA DAS PRESTAÇÕES 2.CC, Art Se uma das duas prestações não puder ser objeto de obrigação ou se tornada inexeqüível, subsistirá o débito quanto à outra. 3.IMPOSSIBILIDADE DE AMBAS AS PRESTAÇÕES POR CULPA DO DEVEDOR 4.C, Art Se, por culpa do devedor, não se puder cumprir nenhuma das prestações, não competindo ao credor a escolha, ficará aquele obrigado a pagar o valor da que por último se impossibilitou, mais as perdas e danos que o caso determinar.

7 7 1.IMPOSSIBILIDADE DE UMA OU AMBAS AS PRESTAÇÕES COM CULPA CULPA DO DEVEDOR 2.Art Quando a escolha couber ao credor e uma das prestações tornar-se impossível por culpa do devedor, o credor terá direito de exigir a prestação subsistente ou o valor da outra, com perdas e danos; se, por culpa do devedor, ambas as prestações se tornarem inexeqüíveis, poderá o credor reclamar o valor de qualquer das duas, além da indenização por perdas e danos.

8 8 1.IMPOSSIBILIDADE DE AMBAS AS PRESTAÇÕES SEM CULPA DO DEVEDOR 2.CC, Art Se todas as prestações se tornarem impossíveis sem culpa do devedor, extinguir-se-á a obrigação.

9 9 1.CONCEITO DE INDIVISIBILIDADE DA OBRIGAÇÃO 2.Art A obrigação é indivisível quando a prestação tem por objeto uma coisa ou um fato não suscetíveis de divisão, por sua natureza, por motivo de ordem econômica, ou dada a razão determinante do negócio jurídico. 3.OBRIGAÇÃO DIVISÍVEL 4.CC, Art Havendo mais de um devedor ou mais de um credor em obrigação divisível, esta presume-se dividida em tantas obrigações, iguais e distintas, quantos os credores ou devedores. 5.Não se presume a solidariedade

10 10 1.INDIVISIBILIDADE DA PRESTAÇÃO CC, Art Se, havendo dois ou mais devedores, a prestação não for divisível, cada um será obrigado pela dívida toda. Parágrafo único. O devedor, que paga a dívida, sub- roga-se no direito do credor em relação aos outros coobrigados. CC, 2. Art Se a pluralidade for dos credores, poderá cada um destes exigir a dívida inteira; mas o devedor ou devedores se desobrigarão, pagando: I - a todos conjuntamente; II - a um, dando este caução de ratificação dos outros credores.

11 11 1.RECEBIMENTO DA PRESTAÇÃO INTEGRAL POR UM DOS CREDORES 2.Art Se um só dos credores receber a prestação por inteiro, a cada um dos outros assistirá o direito de exigir dele em dinheiro a parte que lhe caiba no total. 3.PERDÃO DA DÍVIDA POR UM DOS CREDORES CC, Art Se um dos credores remitir a dívida, a obrigação não ficará extinta para com os outros; mas estes só a poderão exigir, descontada a quota do credor remitente. Parágrafo único. O mesmo critério se observará no caso de transação, novação, compensação ou confusão.

12 12 PERDAS E DANOS Art Perde a qualidade de indivisível a obrigação que se resolver em perdas e danos. Parágrafo primeiro - Se, para efeito do disposto neste artigo, houver culpa de todos os devedores, responderão todos por partes iguais. INADIMPLEMENTO POR CULPA DE UM DELES Parágrafo segundo - Se for de um só a culpa, ficarão exonerados os outros, respondendo só esse pelas perdas e danos.


Carregar ppt "Aula 5 – Obrigações de não fazer Obrigações alternativas Obrigações divisíveis e indivisíveis Prof. Alexandre Guerra."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google