A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UNIVERSIDADE FEDRAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE ODONTOLOGIA Relatório NAU Novembro de 2006. Coordenação: Sonia Slavutzky Bolsistas: Luiz Abel Junior.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UNIVERSIDADE FEDRAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE ODONTOLOGIA Relatório NAU Novembro de 2006. Coordenação: Sonia Slavutzky Bolsistas: Luiz Abel Junior."— Transcrição da apresentação:

1 UNIVERSIDADE FEDRAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE ODONTOLOGIA Relatório NAU Novembro de Coordenação: Sonia Slavutzky Bolsistas: Luiz Abel Junior e Sara Correa

2 Plano de Desenvolvimento A FOUFRGS no período compreendido entre outubro de 2002 a 10 de junho de 2003 com o objetivo de mudança curricular discutiu amplamente a adequação de seu currículo atual ao perfil de profissional que o Curso de Odontologia da UFRGS pretende formar. A FOUFRGS no período compreendido entre outubro de 2002 a 10 de junho de 2003 com o objetivo de mudança curricular discutiu amplamente a adequação de seu currículo atual ao perfil de profissional que o Curso de Odontologia da UFRGS pretende formar.

3 PERFIL DO CIURGIÃO-DENTISTA agente de saúde dotado de espírito crítico face a sua realidade e com sólida formação técnico científica e humanística; agente de saúde dotado de espírito crítico face a sua realidade e com sólida formação técnico científica e humanística; profissional que norteie o seu comportamento e decisões pelos princípios da ética/bioética; profissional que norteie o seu comportamento e decisões pelos princípios da ética/bioética; profissional, que individualmente ou em associação com seus pares e demais profissionais da saúde, tem como atividade primeira, promover, preservar e recuperar a saúde da população, principalmente na sua esfera de atuação. profissional, que individualmente ou em associação com seus pares e demais profissionais da saúde, tem como atividade primeira, promover, preservar e recuperar a saúde da população, principalmente na sua esfera de atuação.

4 Além disso o Cirurgião-Dentista deve ser capaz: 1. E stabelecer científica e tecnicamente um diagnóstico do estado de saúde bucal de cada indivíduo e da coletividade; 2. A tender o ser humano, como um todo bio-psico- sócio-cultural, e estabelecer uma relação adequada com ele e além dele – na família, na sociedade e nos órgãos de classe – valorizando-o e compreendendo suas necessidades e conflitos; Fonte: Novo Currículo da FOUFRGS

5 3. Participar da formulação, execução e avaliação de ações, programas e políticas de saúde; 4. A ssumir uma postura crítica à política sanitária da região e do país, oferecendo alternativas que respondam às demandas sociais; Fonte: Novo Currículo da FOUFRGS

6 5. Assumir a responsabilidade de buscar novos conhecimentos e tecnologias com vistas ao permanente aperfeiçoamento da sua prática, através de um processo formativo que privilegie a prática em graus de progressiva complexidade como instrumento de aquisição de habilidades e competências.

7 Política de Ensino

8 A política para o ensino, a pesquisa, a pós-graduação, a extensão e as respectivas normas de operacionalização. Incluindo os procedimentos para estímulo à produção acadêmica, as bolsas de pesquisa, de monitoria e demais modalidades. Política de Ensino

9 Momentos de formação Momento de formação fundamental (básica) Momento pré-profissional Momento profissional

10 Envolve o processo de ensino aprendizagem dos conhecimentos, competências e habilidades que embasam o exercício profissional, alicerçados nas Ciências Biológicas e Sociais, concebidos como parte ativa e integrada aos outros momentos de formação através de seminários e atividades integradoras e não como uma situação isolada e estagnada. Fonte: Novo Currículo da FOUFRGS Momento de formação fundamental (básica)

11 Momento pré-profissional Envolve o desenvolvimento de competências e habilidades preparatórias ao exercício profissional no âmbito individual e coletivo. Momento profissional Envolve o desenvolvimento de competências e habilidades específicas ao exercício profissional do cirurgião- dentista tanto no âmbito da atenção ao indivíduo como à coletividade voltado à realidade local e às necessidades do sistema de saúde vigente. Fonte: Novo Currículo da FOUFRGS

12 Ensino A abordagem pedagógica deve migrar do ensino centrado no professor, realizado até então com aulas expositivas para grandes grupos de estudantes em disciplinas estanques, para o ensino centrado no aluno, baseado principalmente na resolução de problemas em que os professores trabalham como tutores de grupos pequenos em ambientes diversificados. A abordagem pedagógica deve migrar do ensino centrado no professor, realizado até então com aulas expositivas para grandes grupos de estudantes em disciplinas estanques, para o ensino centrado no aluno, baseado principalmente na resolução de problemas em que os professores trabalham como tutores de grupos pequenos em ambientes diversificados. Fonte: Novo Currículo da FOUFRGS

13 Também a reorganização das atividades clínicas em níveis de complexidade crescente, com participação dos docentes de diferentes especialidades odontológicas e a discussão em atividades integradoras como seminários permite um redimensionamento da abordagem pedagógica. Também a reorganização das atividades clínicas em níveis de complexidade crescente, com participação dos docentes de diferentes especialidades odontológicas e a discussão em atividades integradoras como seminários permite um redimensionamento da abordagem pedagógica. Fonte: Novo Currículo da FOUFRGS

14 Atenta-se para experiências multiprofissionais e interdisciplinares buscando a integralidade da atenção à saúde. Atenta-se para experiências multiprofissionais e interdisciplinares buscando a integralidade da atenção à saúde. Estágios extra muros terão um papel importante na integração com outras áreas da saúde. Estágios extra muros terão um papel importante na integração com outras áreas da saúde. Fonte: Novo Currículo da FOUFRGS

15 Pesquisa As atividades de pesquisa, tanto de iniciação científica, bem como o trabalho de conclusão de curso, terão como foco conteúdos pertinentes aos três momentos de formação, buscando, no entanto, respostas às necessidades da atenção básica em saúde, sem prejuízo da investigação pura, e com a perspectiva da aplicação dos resultados das pesquisas nos cuidados de saúde. Fonte: Novo Currículo da FOUFRGS

16 Extensão A integração da comunidade acadêmica com a sociedade será realizada através de atividades que forneçam respostas às suas necessidades individuais e coletivas. Nesse sentido buscar-se-á adequação dos serviços prestados pela comunidade acadêmica da FO/UFRGS às necessidades básicas dos sistemas de saúde vigente. Fonte: Novo Currículo da FOUFRGS

17 O primeiro semestre do curso de odontologia priorizando três abordagens: 1) BIOLÓGICA 2) SOCIAL 3) ÉTICA E BIOÉTICA. Fonte: Novo Currículo da FOUFRGS O segundo semestre do curso de odontologia priorizando três abordagens: 1) BIOLÓGICA 2) SOCIAL 3) INTEGRALIDADE DOS CONHECIMENTOS O terceiro semestre do curso de odontologia priorizando os conteúdos vinculados ao diagnóstico e ao atendimento clínico de pacientes. Graduação

18 Fonte: Novo Currículo da FOUFRGS O quarto semestre do curso de odontologia as atividades vinculadas a diagnóstico bucal continuar-se-ão e serão introduzidas a formulação da terapia. O quinto semestre dará ênfase às atividades clínicas, com a abordagem de atendimento integral do paciente. Graduação O sexto semestre seguirá a abordagem do quinto semestre dando ênfase às atividades clínicas, com a abordagem de atendimento integral do paciente.

19 Fonte: Novo Currículo da FOUFRGS O sétimo semestre seguirá a abordagem do quinto e sexto semestres dando ênfase às atividades clínicas, com a abordagem de atendimento integral do paciente O oitavo semestre terá objetivos de finalização do aprendizado em clínica para adultos e estará acontecendo a Clínica Infanto-Juvenil; também a inserção do profissional da odontologia no mercado de trabalho. Os dois últimos semestres do curso de odontologia serão destinados aos estágios supervisionados extra-muros. Graduação

20 AUTO AVALIAÇÃO DA UNIDADE ACADÊMICA

21 Imagem pública da instituição nos meios de comunicação social. Imagem pública da instituição nos meios de comunicação social. Estratégias, recursos e qualidade da comunicação interna e externa. Estratégias, recursos e qualidade da comunicação interna e externa.

22 Estratégias Estratégias - Reforma curricular: - Reforma curricular: desfragmentação do ensino ênfase ao papel dos professores e alunos desfragmentação do ensino ênfase ao papel dos professores e alunos novos conceitos de integralidade e resolutividade novo olhar sobre o paciente novos conceitos de integralidade e resolutividade novo olhar sobre o paciente (paciente-objeto paciente- sujeito) * Reforma Sanitária Brasileira

23 Em função de tal mudança curricular, com tal amplitude e profundidade a faculdade necessita constituir-se como unidade prestadora de serviços e como centro de educação permanente cujo eixo é a integralidade da atenção, a resolutividade das necessidades sentidas na população com garantia de acessibilidade universal aos serviços oferecidos. Em função de tal mudança curricular, com tal amplitude e profundidade a faculdade necessita constituir-se como unidade prestadora de serviços e como centro de educação permanente cujo eixo é a integralidade da atenção, a resolutividade das necessidades sentidas na população com garantia de acessibilidade universal aos serviços oferecidos.

24 Objetivo Geral: Objetivo Geral: - Integração da FOUFRGS ao SUS - Integração da FOUFRGS ao SUS - Medidas na dimensão educacional - Medidas na dimensão educacional a) cursos de graduação em odontologia a) cursos de graduação em odontologia b) cursos técnicos em odontologia b) cursos técnicos em odontologia c) cursos de pós-graduação em odontologia c) cursos de pós-graduação em odontologia

25 Módulo de serviço: - instalado ao final do mês de abril de 1982, no bairro agronomia. - instalado ao final do mês de abril de 1982, no bairro agronomia. - ligado ao centro de pesquisas de odontologia social - ligado ao centro de pesquisas de odontologia social - objetivo: colocar em prática princípios de simplificação e racionalização do trabalho odontológico; - objetivo: colocar em prática princípios de simplificação e racionalização do trabalho odontológico; prestação de serviços à docência, dentro de um trabalho educativo e preventivo. prestação de serviços à docência, dentro de um trabalho educativo e preventivo.

26 Revista da faculdade: Revista da faculdade: - lançada em 1956, ocorrendo interrupção até lançada em 1956, ocorrendo interrupção até Objetivo: proporcionar um veículo de publicação permanente da produção científica do corpo da faculdade. Objetivo: proporcionar um veículo de publicação permanente da produção científica do corpo da faculdade.

27 Participação na vida associativa: Participação na vida associativa: - caracterizou-se sempre por intensa e continuada participação integrada com as atividades da classe odontológica, principalmente com: ABO - CRO - SOERGS - caracterizou-se sempre por intensa e continuada participação integrada com as atividades da classe odontológica, principalmente com: ABO - CRO - SOERGS - há o apoio da faculdade aos órgãos governamentais em todos os níveis nos programas de saúde bucal que patrocinam; - há o apoio da faculdade aos órgãos governamentais em todos os níveis nos programas de saúde bucal que patrocinam; - essas participações envolvem a interação de espaço, instalações e equipamentos; mas substancialmente a colaboração do corpo docente e discente nos mais variados eventos.

28 As políticas de pessoal, de carreira, do corpo docente e do corpo técnico- científico – administrativo, de aperfeiçoamento, desenvolvimento profissional e condições de trabalho.

29 CORPO DOCENTE: Atualmente o Corpo docente da Faculdade de Odontologia é composto por 76 professores distribuídos em três Departamentos: CORPO DOCENTE: Atualmente o Corpo docente da Faculdade de Odontologia é composto por 76 professores distribuídos em três Departamentos: DEPARTAMENTO DE ODONTOLOGIA CONSERVADORA (DOC) DEPARTAMENTO DE ODONTOLOGIA CONSERVADORA (DOC) DEPARTAMENTO DE CIRURGIA E ORTOPEDIA (DCO) DEPARTAMENTO DE CIRURGIA E ORTOPEDIA (DCO) DEPARTAMENTO DE ODONTOLOGIA PREVENTIVA E SOCIAL (DOPS) DEPARTAMENTO DE ODONTOLOGIA PREVENTIVA E SOCIAL (DOPS)

30 O que vem sendo feito na FOUFRGS em 2006?

31 Início da atividades do Doutorado em Clínica Odontológica com 17 alunos- 4 de abril Início da atividades do Doutorado em Clínica Odontológica com 17 alunos- 4 de abril Capacitação para o desenvolvimento de Diretrizes Clínicas- 9,10 e 11 de maio Capacitação para o desenvolvimento de Diretrizes Clínicas- 9,10 e 11 de maio Ufrgs Portas Abertas, faculdade visitada por estudantes secundaristas de todo estado Ufrgs Portas Abertas, faculdade visitada por estudantes secundaristas de todo estado

32 Núcleo de Educação Permanente em Saúde: evento realizado na FACODONTO- 20 de junho Núcleo de Educação Permanente em Saúde: evento realizado na FACODONTO- 20 de junho Biblioteca da faculdade de Odontologia comemora 45 anos, integra o sistema de bibliotecas da Ufrgs desde 1972 Biblioteca da faculdade de Odontologia comemora 45 anos, integra o sistema de bibliotecas da Ufrgs desde 1972 Sistema de avaliação do Projeto Político Pedagógico da Faculdade de Odontologia, Sistema de avaliação do Projeto Político Pedagógico da Faculdade de Odontologia, Mudança da Sub Estação de Energia Elétrica da Faculdade de Odontologia : Mudança da Sub Estação de Energia Elétrica da Faculdade de Odontologia :

33 Curso de Fonoaudiologia Curso de Fonoaudiologia Proibição de fumo na faculdade, Proibição de fumo na faculdade, Constituição do corpo docente da disciplina de Clínica Odontológica Constituição do corpo docente da disciplina de Clínica Odontológica 15 anos do Programa de Pós-Graduação 15 anos do Programa de Pós-Graduação Estudo arquitetônico do Hospital Odontológico Estudo arquitetônico do Hospital Odontológico

34 Aniversário de 108 anos da faculdade Aniversário de 108 anos da faculdade Inaugurado o Centro de Especialidades Odontológicas no dia objetivando Instituição como centro formador de recursos humanos, cuja contribuição para melhoria da qualidade do atendimento não deverá ser apenas o âmbito dos serviços, mas principalmente na formação dos recursos humanos. Inaugurado o Centro de Especialidades Odontológicas no dia objetivando Instituição como centro formador de recursos humanos, cuja contribuição para melhoria da qualidade do atendimento não deverá ser apenas o âmbito dos serviços, mas principalmente na formação dos recursos humanos.

35 O que é o CEO?

36 São unidades de saúde, participantes do Cadastro nacional de Estabelecimentos de Saúde - CNES, classificadas como Clínica Especializada ou Ambulatório de Especialidade. Os Centros de especialidades Odontológicas estão preparados para oferecer à população, no mínimo, os seguintes serviços: Diagnóstico bucal, com ênfase no diagnóstico e detecção do câncer de boca. Periodontia especializada Cirurgia oral menor dos tecidos moles e duros Endodontia Atendimento a portadores de necessidades especiais Diagnóstico bucal, com ênfase no diagnóstico e detecção do câncer de boca. Periodontia especializada Cirurgia oral menor dos tecidos moles e duros Endodontia Atendimento a portadores de necessidades especiais

37 Registro no sistema de informação da atenção básica (SIAB). O CEO não é atenção básica, e sim atenção especializada.

38 O que prevê um CEO?

39 A existência de um programa de saúde bucal que ofereça a população um excelente atendimento, através de profissionais qualificados e infra-estrutura que apresente recursos às especialidades odontológicas oferecidas e espaço físico adequado para uma prática odontológica satisfatória e de acordo com os preceitos do SUS - Universalidade, Equidade, Integralidade. A existência de um programa de saúde bucal que ofereça a população um excelente atendimento, através de profissionais qualificados e infra-estrutura que apresente recursos às especialidades odontológicas oferecidas e espaço físico adequado para uma prática odontológica satisfatória e de acordo com os preceitos do SUS - Universalidade, Equidade, Integralidade.


Carregar ppt "UNIVERSIDADE FEDRAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE ODONTOLOGIA Relatório NAU Novembro de 2006. Coordenação: Sonia Slavutzky Bolsistas: Luiz Abel Junior."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google