A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ESTUDOS PARA O USO DO MANUAL PARA A AVALIAÇÃO DAS REDAÇÕES SARESP 2009 ESTUDOS PARA O USO DO MANUAL PARA A AVALIAÇÃO DAS REDAÇÕES SARESP 2009 Saresp 2009.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ESTUDOS PARA O USO DO MANUAL PARA A AVALIAÇÃO DAS REDAÇÕES SARESP 2009 ESTUDOS PARA O USO DO MANUAL PARA A AVALIAÇÃO DAS REDAÇÕES SARESP 2009 Saresp 2009."— Transcrição da apresentação:

1 ESTUDOS PARA O USO DO MANUAL PARA A AVALIAÇÃO DAS REDAÇÕES SARESP 2009 ESTUDOS PARA O USO DO MANUAL PARA A AVALIAÇÃO DAS REDAÇÕES SARESP 2009 Saresp Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas - Regina Resek

2 4ª série - Ensino Fundamental Relato de experiência pessoal vivida 6ª série - Ensino Fundamental Carta pessoal 8ª série - Ensino Fundamental e 3ª série - Ensino Médio Artigo de opinião 4ª série - Ensino Fundamental Relato de experiência pessoal vivida 6ª série - Ensino Fundamental Carta pessoal 8ª série - Ensino Fundamental e 3ª série - Ensino Médio Artigo de opinião Propostas de produção de textos que estabelecem tema, gênero, linguagem, finalidade e interlocutor do texto Saresp Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas

3 DEFINIÇÃO DAS COMPETÊNCIAS PREVISTAS PARA A AVALIAÇÃO DAS REDAÇÕES SARESP 2009 Saresp Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas

4 Houve compreensão da proposta de redação? Como ocorreu essa compreensão? Como foi o processo de elaboração para o atendimento à proposta? O aluno conseguiu manter um elo com a proposta solicitada até o final do texto? o atendimento ao tema proposto pode revelar – a adesão do aluno à proposta – a compreensão leitora – o repertório do aluno sobre o tema Houve compreensão da proposta de redação? Como ocorreu essa compreensão? Como foi o processo de elaboração para o atendimento à proposta? O aluno conseguiu manter um elo com a proposta solicitada até o final do texto? o atendimento ao tema proposto pode revelar – a adesão do aluno à proposta – a compreensão leitora – o repertório do aluno sobre o tema I – Tema – Desenvolver o texto, de acordo com as determinações temáticas e situacionais da proposta de redação Saresp Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas

5 II – Gênero – Mobilizar os conhecimentos relativos aos elementos organizacionais do gênero. como foram constituídos os elementos organizacionais e estruturais do gênero solicitado? Saresp Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas

6 Relato de experiência pessoal vivida contextualização inicial do tema, espaço e período (tempo); identificação do relator como sujeito das ações relatadas e experiências vivenciadas; apresentação das ações: sequências temporais, estabelecimento das relações com tema/espaço/período; explicitação de sensações, sentimentos, emoções provocados pelas experiências; encerramento, pontuando sentimentos, efeitos, ou repercussões das ações relatadas na vida do relator e/ou dos envolvidos. contextualização inicial do tema, espaço e período (tempo); identificação do relator como sujeito das ações relatadas e experiências vivenciadas; apresentação das ações: sequências temporais, estabelecimento das relações com tema/espaço/período; explicitação de sensações, sentimentos, emoções provocados pelas experiências; encerramento, pontuando sentimentos, efeitos, ou repercussões das ações relatadas na vida do relator e/ou dos envolvidos. Saresp Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas

7 Carta pessoal – meio de comunicação que leva à interação dois indivíduos apresenta os constituintes estruturais do gênero? – determinação do remetente; – assunto/ informação; – marcadores de tempo e espaço; – interpelação inicial, fórmula de cortesia, saudação ou expressão de votos, fórmula de despedida; a carta é um gênero híbrido: podemos encontrar, além de sequências narrativas, outras sequências tipológicas (injuntiva, expositiva, descritiva ou argumentativa). apresenta os constituintes estruturais do gênero? – determinação do remetente; – assunto/ informação; – marcadores de tempo e espaço; – interpelação inicial, fórmula de cortesia, saudação ou expressão de votos, fórmula de despedida; a carta é um gênero híbrido: podemos encontrar, além de sequências narrativas, outras sequências tipológicas (injuntiva, expositiva, descritiva ou argumentativa). Saresp Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas

8 Artigo de opinião - esfera jornalística Condições de produção Finalidade do gênero: convencer o outro de que a tese/opinião defendida é a mais adequada Finalidade do gênero: convencer o outro de que a tese/opinião defendida é a mais adequada Finalidade da esfera: Influenciar o pensamento dos leitores, isto é, fortalecer ou transformar (inverter, reforçar, enfraquecer) a posição dos destinatários sobre uma questão controversa de interesse social e, eventualmente, influenciar o comportamento desses destinatários Finalidade da esfera: Influenciar o pensamento dos leitores, isto é, fortalecer ou transformar (inverter, reforçar, enfraquecer) a posição dos destinatários sobre uma questão controversa de interesse social e, eventualmente, influenciar o comportamento desses destinatários

9 Saresp Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas Artigo de opinião - Condições de produção Autor: alguém que domina o assunto (ou pelo menos está razoavelmente informado sobre o assunto), em geral está vinculado a alguma instituição Portadores/circulação: jornais, revistas, internet etc. Leitores: leitores de uma publicação (em geral, indivíduos letrados, formadores de opinião) Conteúdo temático: questões controversas que se supõe de relevância social (nem sempre explícitas nos artigos de opinião) Autor: alguém que domina o assunto (ou pelo menos está razoavelmente informado sobre o assunto), em geral está vinculado a alguma instituição Portadores/circulação: jornais, revistas, internet etc. Leitores: leitores de uma publicação (em geral, indivíduos letrados, formadores de opinião) Conteúdo temático: questões controversas que se supõe de relevância social (nem sempre explícitas nos artigos de opinião)

10 Saresp Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas Forma composicional É variável, mas sempre terá: – uma contextualização inicial da questão; – uma tese/posição/opinião que é defendida; – argumentos que sustentam essa tese (de autoridade, de exemplificação, de princípio, de causalidade etc.); – Movimentos argumentativos - sustentação, refutação, negociação; – Conclusão que, em geral, retoma a tese ou conclama à ação. É variável, mas sempre terá: – uma contextualização inicial da questão; – uma tese/posição/opinião que é defendida; – argumentos que sustentam essa tese (de autoridade, de exemplificação, de princípio, de causalidade etc.); – Movimentos argumentativos - sustentação, refutação, negociação; – Conclusão que, em geral, retoma a tese ou conclama à ação.

11 Saresp Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas sustentação: só se leva em conta a posição que se pretende defender, por meio do encadeamento de indício(s), prova(s), argumento(s) que corrobore(m) o que se pretende afirmar; refutação: busca-se a rejeição de uma tese defendida ou de argumentos apresentados que sejam contrários à opinião do autor. Nesse caso, temos o uso de um contra-argumento; negociação: incorpora-se parte do ponto de vista do outro, num aparente esforço de conciliação, como estratégia de enfraquecimento do que se apresenta como contrário ao que se quer defender. sustentação: só se leva em conta a posição que se pretende defender, por meio do encadeamento de indício(s), prova(s), argumento(s) que corrobore(m) o que se pretende afirmar; refutação: busca-se a rejeição de uma tese defendida ou de argumentos apresentados que sejam contrários à opinião do autor. Nesse caso, temos o uso de um contra-argumento; negociação: incorpora-se parte do ponto de vista do outro, num aparente esforço de conciliação, como estratégia de enfraquecimento do que se apresenta como contrário ao que se quer defender. Forma composicional

12 Artigo de opinião O aluno explicitou uma questão controversa? Foi capaz de argumentar em defesa de seu ponto de vista? Soube desenvolver o texto por meio de uma das formas composicionais (sustentação, refutação ou negociação)? Utilizou qualificadores resultantes de uma reflexão? Fez uso de modalizadores de modo competente ( é provável que, é possível que, pode ser que etc.)? o atendimento ao gênero proposto pode revelar – adesão do aluno à proposta – compreensão leitora – sentido/qualidade das experiências de produção escrita do aluno ao longo de sua trajetória escolar O aluno explicitou uma questão controversa? Foi capaz de argumentar em defesa de seu ponto de vista? Soube desenvolver o texto por meio de uma das formas composicionais (sustentação, refutação ou negociação)? Utilizou qualificadores resultantes de uma reflexão? Fez uso de modalizadores de modo competente ( é provável que, é possível que, pode ser que etc.)? o atendimento ao gênero proposto pode revelar – adesão do aluno à proposta – compreensão leitora – sentido/qualidade das experiências de produção escrita do aluno ao longo de sua trajetória escolar Saresp Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas

13 III – Coesão/Coerência – Organizar o texto de forma lógica e produtiva, demonstrando conhecimento dos mecanismos linguísticos e textuais necessários para sua construção. Relatos de experiência pessoal vivida o texto está organizado em 1ª pessoa (verbos e pronomes)? há utilização competente dos articuladores textuais, em especial, os temporais (ontem, hoje, depois, antes, em seguida etc.)? o aluno demonstra sensações, efeitos, repercussões de sua experiência (fiquei surpreso, decepcionei-me, mal conseguia falar, dancei de tanta felicidade, gritei de alegria, chorei muito etc.)? Carta pessoal o aluno consegue manter a perspectiva da autoria, do remetente, do assunto/informação e dos elementos de tempo e espaço, na organização da sequência lógica dos enunciados? Relatos de experiência pessoal vivida o texto está organizado em 1ª pessoa (verbos e pronomes)? há utilização competente dos articuladores textuais, em especial, os temporais (ontem, hoje, depois, antes, em seguida etc.)? o aluno demonstra sensações, efeitos, repercussões de sua experiência (fiquei surpreso, decepcionei-me, mal conseguia falar, dancei de tanta felicidade, gritei de alegria, chorei muito etc.)? Carta pessoal o aluno consegue manter a perspectiva da autoria, do remetente, do assunto/informação e dos elementos de tempo e espaço, na organização da sequência lógica dos enunciados? Saresp Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas

14 III – Coesão/Coerência – Organizar o texto de forma lógica e produtiva, demonstrando conhecimento dos mecanismos linguísticos e textuais necessários para sua construção. Artigo de opinião o aluno consegue articular tese, argumentos e proposição, em defesa de seu ponto de vista? há utilização competente dos operadores argumentativos – conectores e organizadores textuais ou construções que os tornem implícitos (em primeiro lugar, em segundo lugar, posto que, visto que, já que, uma vez que, ainda que, além disso, entretanto, em suma, finalmente etc)? O desempenho na competência III pode revelar – o sentido/qualidade das experiências de produção escrita do aluno ao longo de sua trajetória escolar – a produção escrita entendida como um processo que prevê inúmeras reescritas e revisão final Artigo de opinião o aluno consegue articular tese, argumentos e proposição, em defesa de seu ponto de vista? há utilização competente dos operadores argumentativos – conectores e organizadores textuais ou construções que os tornem implícitos (em primeiro lugar, em segundo lugar, posto que, visto que, já que, uma vez que, ainda que, além disso, entretanto, em suma, finalmente etc)? O desempenho na competência III pode revelar – o sentido/qualidade das experiências de produção escrita do aluno ao longo de sua trajetória escolar – a produção escrita entendida como um processo que prevê inúmeras reescritas e revisão final

15 IV – Registro – Aplicar as convenções e normas do sistema da escrita. O aluno consegue escrever demonstrando conhecimento das regras normativas do sistema da escrita como ortografia, segmentação de palavras, frases e parágrafos, concordância e regência, pontuação? O desempenho na competência IV pode revelar – a compreensão sobre o funcionamento da língua – a produção escrita entendida como um processo que prevê inúmeras reescritas e revisão final O aluno consegue escrever demonstrando conhecimento das regras normativas do sistema da escrita como ortografia, segmentação de palavras, frases e parágrafos, concordância e regência, pontuação? O desempenho na competência IV pode revelar – a compreensão sobre o funcionamento da língua – a produção escrita entendida como um processo que prevê inúmeras reescritas e revisão final Saresp Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas

16 V – Proposição – Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, demonstrando um posicionamento crítico e cidadão (só Ensino Médio). O aluno consegue elaborar proposta de intervenção para o problema abordado? O desempenho na competência V pode revelar – a qualidade das experiências de participação do aluno, em busca de alternativas para encaminhamentos para o problema abordado, sobretudo, na escrita; possibilitadas ao aluno, de reflexão sobre o tema. O aluno consegue elaborar proposta de intervenção para o problema abordado? O desempenho na competência V pode revelar – a qualidade das experiências de participação do aluno, em busca de alternativas para encaminhamentos para o problema abordado, sobretudo, na escrita; possibilitadas ao aluno, de reflexão sobre o tema. Saresp Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas

17 Documentos consultados para a elaboração desta apresentação Sobre os gêneros solicitados nas provas e as competências que serão avaliadas: SÃO PAULO (ESTADO) Secretaria da Educação. Manual para a Avaliação das Redações do Saresp São Paulo: SEE/CENP/FDE, Sobre as características dos gêneros: Artigo de opinião SÃO PAULO (ESTADO) Secretaria da Educação. Sequência Didática: Artigo de Opinião. Autoria Jacqueline Peixoto Barbosa. São Paulo: SEE/CENP, Carta pessoal BRASIL Ministério da Educação. Programa Gestão da Aprendizagem Escolar - Gestar II. Língua Portuguesa: Caderno de Teoria e Prática 3 - TP3: gêneros e tipos textuais. Brasília: MEC, Secretaria de Educação Básica, Relato de experiência vivida Acesso: 19 set Saresp Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas


Carregar ppt "ESTUDOS PARA O USO DO MANUAL PARA A AVALIAÇÃO DAS REDAÇÕES SARESP 2009 ESTUDOS PARA O USO DO MANUAL PARA A AVALIAÇÃO DAS REDAÇÕES SARESP 2009 Saresp 2009."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google