A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Autores: Helena Moreira e Maria Cristina Canavarro Publicado em European Journal of Oncology Nursing Ano de Publicação: 2010 Indexado em Science Direct.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Autores: Helena Moreira e Maria Cristina Canavarro Publicado em European Journal of Oncology Nursing Ano de Publicação: 2010 Indexado em Science Direct."— Transcrição da apresentação:

1 Autores: Helena Moreira e Maria Cristina Canavarro Publicado em European Journal of Oncology Nursing Ano de Publicação: 2010 Indexado em Science Direct Nome: Mariana Tazima Fujiwara RA:

2 O processo de ajuste ao diagnóstico e tratamento do câncer de mama é complexo Mudanças na imagem corporal: perda de pêlos e retirada da mama Estudos mostram que a imagem corporal tem papel importante na forma como o paciente lida com a doença

3 Tipos cirurgia: diferença entre masectomia e cirurgia conservativa Tempo entre diagnóstico e cirurgia Investimentos na aparência SES (self-evaluative salience): importância da aparência para a auto-estima do indivíduo Alto SES associado a altos níveis de depressão MS (motivational salience): esforços do indivíduo para manter ou melhorar sua aparência Alto MS associado a baixos níveis de depressão

4 Há estudos sobre a qualidade de vida de pacientes que tiveram câncer, mas pouco sobre a questão da imagem corporal Poucos estudos sobre fatores que influenciam a imagem corporal Resultados pouco consistentes: diferentes definições e metodologias A imagem corporal não era vista como um fator multidimensional

5 Examinar, longitudinalmente, a imagem corporal de pacientes com câncer de mama e a sua relação com o ajuste psicossocial, do período da cirurgia (T1) até os 6 meses após o fim do tratamento (T2) Avaliar as mudanças na imagem corporal através da trajetória da doença Avaliar os predictores das dimensões da imagem corporal Investigar a relação entre a importância da imagem corporal em T1 e os indicadores de ajuste em T2

6 Amostra: departamento de Ginecologia do Coimbra University Hospitals Aprovação ética: CUH Research Ethics Comitee Critérios de Inclusão: Primeiro diagnóstico de câncer de mama Sem realização de tratamento antes da cirurgia Sem evidência de metástase ou reincidência durante o estudo Sem distúrbios psiquiátricos 18 anos ou mais

7

8 QUESTIONÁRIOS T1: Questionário 2-4 dias depois da cirurgia T2: Questionários 6 meses depois do fim do tratamento INSTRUMENTOS Percepção da própria aparência Vergonha do corpo Satisfação com a aparência Investimento na aparência Qualidade de vida Ajuste emocional

9

10 Imagem corporal e ajuste psicossocial SES e MS não mudaram significantemente Ansiedade diminui com o tempo Qualidade de vida (social) melhora Relações Idade x Percepção da própria aparência Educação x Qualidade de vida Cirurgia e Vergonha do corpo x Satisfação com a aparência Modelos de regressão

11

12 Contribuição ao conhecimento sobre imagem corporal entre pacientes com câncer de mama Aspecto Prospectivo e Longitudinal permitiram uma análise mais profunda O primeiro questionário poderia ter sido feito antes da cirurgia e também mais tempo depois

13 Evolução da imagem corporal ao longo do tratamento A vergonha do corpor aumenta com o tempo No início, há questões mais importantes, como a doença e a sobrevivência Ajuste Emocional Diminuição da ansiedade Papel da Imagem Corporal SES alto indica altos níveis de depressão MS alto indica baixos níveis de depressão

14 Tipo de cirurgia A masectomia implica maiores níveis de vergonha do corpo A cirurgia conservativa implica melhor imagem corporal Há uma relação entre a imagem corporal e o ajuste emocional, mas não é um papel preditivo


Carregar ppt "Autores: Helena Moreira e Maria Cristina Canavarro Publicado em European Journal of Oncology Nursing Ano de Publicação: 2010 Indexado em Science Direct."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google