A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CENTRO DE PESQUISAS EM ALERGIA E IMUNOLOGIA CLÍNICA EM PEDIATRIA HOSPITAL DAS CLÍNICAS/UFPE José Ângelo Rizzo IMPACTO DO MANEJO DA RINITE NA OBTENÇÃO DO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CENTRO DE PESQUISAS EM ALERGIA E IMUNOLOGIA CLÍNICA EM PEDIATRIA HOSPITAL DAS CLÍNICAS/UFPE José Ângelo Rizzo IMPACTO DO MANEJO DA RINITE NA OBTENÇÃO DO."— Transcrição da apresentação:

1 CENTRO DE PESQUISAS EM ALERGIA E IMUNOLOGIA CLÍNICA EM PEDIATRIA HOSPITAL DAS CLÍNICAS/UFPE José Ângelo Rizzo IMPACTO DO MANEJO DA RINITE NA OBTENÇÃO DO CONTROLE DA ASMA

2

3 MUCOSA RINOSSINUSAL....

4 .... PAREDE BRÔNQUICA MUCOSA BRÔNQUICA

5 Th0CAA IL 4 IL 13 Th 2 Histamina PGD 2,LTC 4 /D 4 /E 4 REAÇÃO BRÔNQUICA E NASAL IMEDIATAS.... IL-5 IL-4, IL-13, TGF- Larché, JACI 2003 O LINFÓCITO T NA ASMA E RINITE IL 4 IL 13 INFLAMAÇÃO PERSISTENTE

6 AS ALTERAÇÕES ESTRUTURAIS NA RINITE E NA ASMA TÊM UM MECANISMO COMUM: A INFLAMAÇÃO EOSINOFÍLICA E INFILTRAÇÃO POR LINFÓCITOS Th2.

7 RINÍTICOS SEM ASMA TÊM ALTERAÇÕES BRÔNQUICAS Espessamento da membrana basal Infiltração eosinofílica Mais Eosinófilos no escarrro induzido Crimmi J Appl Physiol 2001 Djukanovic ERJ 1999

8

9 BIÓPSIA BRÔNQUICA NORMAL RINITE ALÉRGICA ASMA

10 ,5 0,1 PC 20 (mg/ml) NORMAIS RINITE ASMA LEVE MODERADA GRAVE Cockroft, Clin. All DISTRIBUIÇÃO DA HRB NA POPULAÇÃO RÍNITICOS TÊM MAIS HRB

11 COMPROMETIMENTO BRÔNQUICO EM PACIENTES COM RINITE ALÉRGICA SEM SINTOMAS DE ASMA Ciprandi Mon arch Dis Chest 2005

12 PROVOCAÇÃO NASAL COM Ag HRB BRONCOESPASMO INFILTRAÇÃO Eo. Braunstahl JACI 2001 PROVOCAÇÃO NASAL EM ASMÁTICOS

13 Braunstahl AJRCCRM 2000 PROVOCAÇÃO BRÔNQUICA COM Ag RINITE INFILTRAÇÃO CELULAR PROVOCAÇÃO BRÔNQUICA EM RINÍTICOS

14 A INFLAMAÇÃO ALÉRGICA É UM PROCESSO SISTÊMICO

15 QUEM TEM RINITE TEM MAIS ASMA % de indivíduos com asma não-atopicos atopicos rinite controles Leynaert et al, J Allergy Clin Immunol 1999 OR = 11,6 OR = 8, ECRHS (transversal) ADULTOS

16 OR para asma N R R R + S intermitente persistente Guerra JACI 2002 RINITE É FATOR DE RISCO PARA ASMA N R ~10 anos Tucson Caso-controle

17 QUEM TEM RINITE TEM AS A MAIS GRAVE Maior número de consultas Maior número de visitas às emergências Custa mais Thomas, Pediatrics 2002 Ponte J Pneumol 2007 s

18 ASMA % ASMA, RINITE E SINUSITE PREVALÊNCIA Modificado de Cruz A. Rinossinusite e Asma in Rinite Alérgica Fábio Castro Ed, % RINITE % SINUSITE 4% % % POLIPOSE %

19 CENTRO DE PESQUISAS EM ALERGIA E IMUNOLOGIA CLÍNICA EM PEDIATRIA HOSPITAL DAS CLÍNICAS - UFPE ESTUDO DE PREVALÊNCIA DE ASMA EM ADOLESCENTE DA CIDADE DE CARUARU - PE (ISSAC - FASE III ) Silva, AR; Bandim, LC;Mariano, J; Sarinho, E ; Rizzo, JA; Lyra N.

20 RESULTADOS 2 – nos últimos 12 meses v. teve sibilos (chiado no peito)? 6- Alguma vez na vida v. teve asma ?

21 RESULTADOS

22 A QUALIDADE DE VIDA DOS RINÍTICOS É TÃO COMPROMETIDA QUANTO A DOS ASMÁTICOS Leynaert AJRCCM 2000

23 NORMAIS RINITE RINITE + ASMA QUALIDADE DE VIDA NA SMA E RINITE Leynaert AJRCCM 2000

24 Coriza Espirros Obstrução Coceira Sonolência Não durmo Irritação Concentração Lenços

25

26

27 ASMA E SINUSITE RESPOSTA AO TRATAMENTODA SINUSITE SINTOMAS ANTES APÓS % DE PACIENTES (n = 48) TOSSE SIBILÂNCIA PF NORMAL 0 67 NECESSIDADE Rachelefsky, Ped. 1984;783:526

28 O TRATAMENTO DA RINITE REDUZ OS SINTOMAS DE ASMA E A HIPERREATIVIDADE BRÔNQUICA Watson JACI 1993

29 RINOSSINUSITE E HRB 5,0 4,0 3,0 2,0 1,0 0 25,0 NORMAIS ASMÁTICOS SEM COM RESPOSTA RADIOLÓGICA Antes do tratamento Após PD 20 mgmetacolina n = 7 SINUSITE Oliveira AAAI, 1997 n = 20 n = 8

30 O TRATAMENTO DA RINITE COM CS TÓPICOS REDUZ O INTERNAMENTO POR CRISES EM ASMÁTICOS Adams JACI 2002 Coorte retrospectiva 1031 Pacientes com asma e rinite Corticóide nasal 0,7 0,59 a 0,94 Antihistamínicos 0,9 0,78 a 1,11 RR IC95%

31 Cochrane 2003

32

33

34 262 pacientes com asma e rinite sazonal 4 semanas antes da estação polínica Placebo 60 Fluticasona nasal 70 Fl inalada 61 Fl nasal e inalada 65

35 PlaceboFluti nasalFluti bronquica Fluti nasale brônquica Coriza-+-+ Espirros-+-+ Coriza-+-+ PD VEF Eosinófilos--++

36 Pacientes com asma leve a moderada associada a rinite Tratamento por 16 semanas 21 BDP nasal 400mcg/dia 18 BDP brônquica 1000mcg 20 BDP nasal e brônquica

37 Os três grupos tiveram melhora em Sintomas nasais Sintomas brônquicos Absenteismo Visitas à emergência Despertar noturno

38 Asma leve a moderada + rinite VEF1 >50%<80% N (21) – 400mcg NP (18) – mcg P (20) – 1000mcg Dias 12 TRATAMENTO DA RINITE EM PACIENTES COM ASMA ESCORE DE SINTOMAS (asma + rinite) Stelmach, CHEST, 2005

39 IMUNOTERAPIA PREVINE ASMA EM PACIENTES COM RINITE POLÍNICA anos 5 anos Moller JACI 2002;109:251 controle immunoterapia OR 2,68 IC95% 1,3-5, % 205 crianças

40 Doutor, minha asma está ótima mas agora quem está incomodando é meu nariz. ISAAC Caruaru 85% < 4 cises leves de asma por ano 80% dos riníticos relatavam interferência nas atividades diárias 59% acreditavam que a rinite piora a asma 50% achavam que os médicos não davam atenção Kocabas, Pediatr Pulmonol. 2005;40:

41

42 30 indivíduos 6 a 18 anos Fluticasona 200 a 300mcg/dia 8 semanas

43 OS DESFECHOS DE ASMA MELHORARAM NOS DOIS GRUPOS

44 Togias JACI 2003 TRATAR A RINITE E IMPORTANTE PARA CONTROLAR A ASMA TRATAR A RINITE E A ASMA É IMPORTANTE PARA O PACIENTE

45 OBRIGADO


Carregar ppt "CENTRO DE PESQUISAS EM ALERGIA E IMUNOLOGIA CLÍNICA EM PEDIATRIA HOSPITAL DAS CLÍNICAS/UFPE José Ângelo Rizzo IMPACTO DO MANEJO DA RINITE NA OBTENÇÃO DO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google