A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Seminário de Genética Fibromatose Gengival Fernando Araújo Borges Felipe Santos M. Oliveira Gustavo Saddi Almeida.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Seminário de Genética Fibromatose Gengival Fernando Araújo Borges Felipe Santos M. Oliveira Gustavo Saddi Almeida."— Transcrição da apresentação:

1 Seminário de Genética Fibromatose Gengival Fernando Araújo Borges Felipe Santos M. Oliveira Gustavo Saddi Almeida

2 O que é? Fibromatose gengival é um termo genérico usado para identificar aumento volumétrico da gengiva resultado do acúmulo de colágeno e outras macrocélulas da matriz extra-celular A fibromatose gengival pode ser classificada em inflamatória, neoplástica, medicamentosa e genética A fibromatose gengival de caráter genético é denominada fibromatose gengival hereditária (FGH)

3 A FGH é uma condição bucal rara caracterizada clinicamente pelo crecimento gengival contínuo e progressivo, indolor, não hemorrágico O crescimento gengival envolve a porção marginal e inserida, com coloração rósea e pontilhado superficial característico que pode recobrir parcial ou totalmente a coroa clínica dental e que não apresenta tendência à regressão espontânea podendo variar a sua expressão de leve a grave em indivíduos de uma mesma família

4 Como ocorre? O aumento gengival é proveniente de hiperplasia não inflamatória dos componentes do tecido conjuntivo O epitélio pavimentoso estratificado paraqueratinizado encontra-se hiperplásico, projetando longas, delgadas e profundas cristas epiteliais para o tecido conjuntivo subjacente que possui feixes de fibras colágenas densas e numerosas permeados por fibroblastos, vasos sangüíneos e ocasionalmente infiltrado inflamatório discreto

5 Como é transmitida? A FGH é transmitida como traço autossômico dominante, mas herança recessiva tem sido descrita Manifesta-se como fenótipo isolado, podendo apresentar-se mais raramente como componente de variadas síndromes Neste casos, as alterações mais comumente observadas são hipertricose, retardo mental, e epilepsia

6 Embora transmitida geneticamente, os eventos moleculares que levam ao crescimento gengival ainda não são totalmente conhecidos. A localização gênica apresenta evidências de heterogeneidade. Recentemente, COLETTA e cols mostraram que em níveis basais ou condicionadas com fator de crescimento transformante (TGF-b1), os fibroblastos derivados da FGH proliferam mais rapidamente que fibroblastos de gengiva normal e produzem menor quantidade de metaloproteinases de matriz, particularmente MMP-1 e MMP-2 que encontram-se associadas à degradação de moléculas colagênicas

7 Fibromatose Gengival Hereditária Por influência genética ocorre um espessamento do rebordo alveolar, de aspecto liso ou nodular, principalmente na época da troca da dentição decídua A fibrose decorrente promove uma verdadeira barreira mecânica que dificulta a erupção dos dentes permanentes, podendo constituir um fator importante de mal posicionamento dentário O tratamento preconizado é a ulectomia e o acompanhamento clínico até a total erupção

8 Relato de Caso Dois casos de FGH afetando duas pacientes jovens pertencentes a uma mesma família portadora da alteração, da cidade de Areado - Minas Gerais

9 Caso 1 E.B, 21anos, feoderma, sexo feminino, procurou a clinica de periodontia da EFOA relatando crescimento na gengiva desde a infância No exame intra bucal revelou aumento gengival fibrotico generalizado, sem sinais clínicos de inflamação, a paciente relatava dificuldade de higienizacao e desconforto estético O exame extra-bucal não mostrou qualquer alteração, exames radiográficos não revelaram qualquer lesão ou alteração periodontal Frente aos achados foi planejado controle de placa e instrumentação e logo após cirurgia de gengivectomia e gengivoplastia, os fragmentos foram encaminhados para analise histopatologica de rotina (HE) onde mostrou epitélio hiperplasico, queratinizado, componente fibroso e ausência de inflamação

10

11 Caso 2 Paciente B.R.B, 17anos, feoderma, sexo feminino, procurou a clinica de periodontia da EFOA com sua irmã (caso clinico 1) No exame intra bucal revelou aumento gengival generalizado irregular, com sinais clínicos de inflamação, a paciente relatava dificuldade de higienizacao e desconforto estético O exame extra-bucal não mostrou qualquer alteração, exames radiográficos não revelaram qualquer lesão ou alteração periodontal Frente aos achados foi planejado controle de placa e instrumentação e logo após cirurgia de gengivectomia e gengivoplastia, os fragmentos foram encaminhados para analise histopatologica de rotina (HE) onde mostrou epitélio hiperplasico,queratinizado, componente fibroso e presença de infiltrado inflamatório crônico

12

13 Bibliografia

14 Obrigado!


Carregar ppt "Seminário de Genética Fibromatose Gengival Fernando Araújo Borges Felipe Santos M. Oliveira Gustavo Saddi Almeida."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google