A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL BIOQUÍMICA DOS ALIMENTOS Aula -02 Princípios Básicos/Troca de Energia e Matéria nos organismos vivos DOS ALIMENTOS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL BIOQUÍMICA DOS ALIMENTOS Aula -02 Princípios Básicos/Troca de Energia e Matéria nos organismos vivos DOS ALIMENTOS."— Transcrição da apresentação:

1 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL BIOQUÍMICA DOS ALIMENTOS Aula -02 Princípios Básicos/Troca de Energia e Matéria nos organismos vivos DOS ALIMENTOS Aula -02 Princípios Básicos/Troca de Energia e Matéria nos organismos vivos

2 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Sumário 1.Matéria e seus constituintes (átomos, moléculas, biomoléculas) 2.Grupos funcionais 2.1 Proteínas 2.2 Carboidratos 2.3 Lipídeos 2.4 Ácidos Nucléicos 3. Ciclo de Energia 1.Matéria e seus constituintes (átomos, moléculas, biomoléculas) 2.Grupos funcionais 2.1 Proteínas 2.2 Carboidratos 2.3 Lipídeos 2.4 Ácidos Nucléicos 3. Ciclo de Energia

3 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL SUBSTÂNCIA O que existe por si só; Qualquer espécie de matéria; MATÉRIA = que ocupa espaço, tem massa; Energia condensada num espaço.

4 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL OS ÁTOMOS FORMAM MOLÉCULAS AS MOLÉCULAS FORMAM ORGANELAS AS ORGANELAS FORMAM A CÉLULA AS CÉLULAS FORMAM TECIDOS OS TECIDOS FORMAM ORGÃOS OS ORGÃOS FORMAM SISTEMA OS SISTEMAS FORMAM CORPO

5 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL O ÁTOMO Elemento básico que compõe a matéria; Estruturas e processos fisiológicos são devidos às interações entre átomos e íons; Átomo elemento que estabelece ligação entre matéria e energia.

6 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL

7 Elemento químico essencial: (deve cumprir quatro condições) A ingestão insuficiente do elemento provoca: Deficiências funcionais, reversíveis se o elemento voltar a ficar nas concentrações adequadas; * Sem o elemento, o organismo não cresce e nem completa o seu ciclo vital; * O elemento influi diretamente no organismo e está envolvido em seus processos metabólicos; * O mesmo efeito no organismo não pode ser conseguido por nenhum outro elemento.

8 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL A maioria dos elementos que compõem os seres vivos são denominados elementos organógenos ou bioelementos. São classificados segundo a sua abundância em majoritários, traços e microtraços (oligoelementos). A lista seguinte mostra os bioelementos presentes no ser humano, ordenados por ordem de abundância:

9 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL

10 MOLÉCULAS Átomos interagem para formar configurações estáveis; Formam as MOLÉCULAS. CAFEÍNA NICOTINA

11 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL BIOMOLÉCULAS Moléculas de importancia biológica Bio = ORGANISMO VIVO Molécula = união de 2 ou mais átomos distintos

12 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Constituição Carbono (C), Hidrogênio (H), Oxigênio (O) e Nitrogênio (N) BIOMOLÉCULAS

13 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL

14 Classificacão das Biomoléculas –Ácidos: possuem H + no início da estrutura molecular ex: HCl –Bases: possuem OH - no final da estrutura molecular ex: NaOH –Sais: não contem H nem OH ex: NaCl

15 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Importância do Carbono Biomoléculas são esqueletos carbonados Formam ligações covalentes muito estáveis: C, O, H e N podem formar novas ligações covalentes aumentando diversidade química das biomoléculas

16 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Importância biomoléculas Interações entre biomoléculas são fundamentais no estudo dos mecanismos de doença; 60% dos novos fármacos são proteínas que interagem com proteínas do organismo.

17 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Ligações covalentes: entre átomos; Forças Van der Walls: atração entre moléculas polares; Ligações de H + : atração entre íons de cargas opostas; Interações hidrofóbicas: forças de repulsão a água e moléculas com grupos apolares Interações entre biomoléculas

18 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Grupos Funcionais das Biomoléculas Orgânicas 1. Ácido Orgânico = COOH Ex: CH 3 CH 2 COOH 2. Alcool = OH Ex: CH 3 OH (metanol) 3. Amina = NH 2 Ex: CH 3 CH 2 NH 2 4. Amino Ácido = NH 2 e COOH

19 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Grupos funcionais 5. Éteres = grupo R – O - R Ex:CH 3 CH 2 -O-CH 2 CH 3 (éter etílico) 6. Aldeídos e Cetona = contêm grupo carbonila (C=O) Ex: CH 3 -CO-CH 3 (acetona) 7. Ésteres = grupo R´- COOR

20 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL O átomo de C Possibilita várias ligações

21 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Átomo de C Possibilita formar cadeias

22 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Átomo de C Possibilita isômeros estruturais e ópticos

23 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Átomo de C Possibilita isomeria cis - trans cis trans

24 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Polaridades das biomoléculas

25 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL BIOMOLÉCULAS Orgânicas Proteínas Glicídeos Lipídeos Ácidos Nucléicos

26 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Combinação de biomoléculas

27 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Importância biomoléculas Interações entre biomoléculas são fundamentais no estudo dos mecanismos de doença; 60% dos novos fármacos são proteínas que interagem com proteínas do organismo.

28 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL

29 Ex: ferritina Ex: hemoglobina Funções das Proteínas Enzimática Ex: lipases Nutricional HormonalTransporte Armazenamento Sistemas contrácteis Estrutural Imunidade Ex: insulina Ex: colágenio Ex: imunoglobolina Ex: caseína Ex: troponina

30 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Carboidratos Compostos orgânicos (C, O e H) aldeídos ou cetonas Classificação: Monossacarídeos Dissacarídeos Oligossacarídeos Polissacarídeos

31 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Funções dos glicídios Energética (metabolismo) Reserva Estrutural (celulose e quitina) Regulação Crescimento

32 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Funções dos Glícidios Antigénica Ex: quitina Estrutural Cicatrização Armazenamento Lubrificante Ex: quitina Ex: lactose Ex: glicogênio Ex: heparina Ex: líquido sinovial Anticoagulante

33 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Lipídios Biomoléculas insolúveis em água e solúveis em solventes orgânicos; Fonte primária de energia dos seres vivos.

34 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Lipídios Muito energéticos devido elevado número de C-H, o dobro da capacidade dos hidratos de carbono; Lipídeos - 9 kcal/g; Hidratos de carbono - 4 kcal/g; Classificados em 3 classes: simples, conjugados e derivados.

35 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Lipídios SIMPLES GLICERÍDEOS e as CÊRAS Lipídios CONJUGADOS Fosfolípidios Glicolípidios Lipoproteínas

36 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Lipídios DERIVADOS Ácidos graxos Vitaminas D, E e K Hormônios

37 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL TRIGLICÉRIDES

38 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL COLESTEROL

39 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL

40 Ácidos Nucléicos Biomoléculas de importância no controle celular.

41 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Á c i d o s N u c l e i c o s 2 tipos com constituição e estrutura distintas:

42 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Função dos Ácidos Nucléicos DNA - Armazenamento e expressão da Informação genética; RNA - Síntese protéica e outros mecanismos a nível celular.

43 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL CICLO DA ENERGIA Todos os seres vivos necessitam de matéria-prima para seu crescimento, reprodução, desenvolvimento e reparação de perdas. Necessitam também de energia para a realização de seus processos vitais. Essas necessidades são supridas pelo alimento orgânico.

44 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Ciclo de Energia Seres autótrofos - sintetizam seus próprios alimentos (fotossíntese ou da quimiossíntese). O alimento produzido pelos autótrofos é utilizado por eles mesmos e pelos organismos heterótrofos (organismos fotossintetizantes). A energia luminosa do Sol é fixada pelo autótrofo e transmitida, sob a forma de energia química, aos demais seres vivos. Essa energia diminui à medida que passa pelos consumidores (parte - realização dos processos vitais do organismo; perde-se sob a forma de calor;

45 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Ciclo de Energia Sempre restará, portanto, apenas uma parcela menor de energia disponível para o nível seguinte. Na transferência de energia entre os seres vivos não há reaproveitamento da energia liberada, diz-se que essa transferência é unidirecional e se dá como um fluxo de energia. A matéria, no entanto, pode ser reciclada; fala-se, então, em ciclo da matéria ou ciclo biogeoquímico.

46 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Bioenergética Células e organismos necessitam realizar trabalho para: manutenção da vida, crescimento e reprodução; Trabalho químico: síntese dos componentes celulares; Trabalho osmótico: acúmulo e retenção de sais e outros compostos contra gradiente de concentração; Trabalho mecânico: contração muscular e movimento de flagelos. Professora Dra Rosi Bio-quimica.blogspot.com

47 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Bioenergética Estuda fenômenos de transferência de energia para o trabalho celular dos seres vivos; Descreve como os organismos vivos capturam, transformam e usam energia; Professora Dra Rosi Bio-quimica.blogspot.com

48 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Professora Dra Rosi Bio-quimica.blogspot.com

49 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Atividade Física Qualquer movimento do corpo produzido pela musculatura esquelética, gerando gasto energético. Professora Dra Rosi Bio-quimica.blogspot.com Exercício Atividade física com o objetivo de melhorar algum componente da condição física.

50 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Tipos de Exercício Aeróbio - Baixa intensidade e longa duração Anaeróbio - Alta intensidade e curta duração Professora Dra Rosi Bio-quimica.blogspot.com

51 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Metabolismo Energético vegetal Sol Energia Nuclear LuminosaTérmica Fotossíntese Energia Química H 2 O + CO 2 = Carboidratos Professora Dra Rosi Bio-quimica.blogspot.com nCO 2 + nH 2 O + luz ---> (CH 2 O)n + nO 2

52 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Metabolismo Energético animal Alimentos CarboidratosLipídios Proteínas Térmica 60% Mecânica 20% Elétrica 10% Química 10% BIO-QUIMICA Professora Dra Rosi Bio-quimica.blogspot.com

53 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Reações celulares Professora Dra Rosi Bio-quimica.blogspot.com As reações químicas que ocorrem nas células são reações acopladas; A energia liberada em uma reação é utilizada para desencadear a reação seguinte.

54 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL Reações químicas do metabolismo Professora Dra Rosi Bio-quimica.blogspot.com Reações de fosforilação/desfosforilação: transferência do grupo fosfato entre 2 substratos. Catalisadas pelas enzimas quinases; Reações de oxi-redução: transferência de elétrons entre 2 substratos: Redução: ganho de elétrons Oxidação: perda de elétrons

55 Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL FIM! BOA SEMANA!


Carregar ppt "Profa. Denise Esteves Moritz - UNISUL BIOQUÍMICA DOS ALIMENTOS Aula -02 Princípios Básicos/Troca de Energia e Matéria nos organismos vivos DOS ALIMENTOS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google