A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CARACTERIZAÇÃO E AVALIAÇÃO DO CONTROLO DE UTENTES ANTICOAGULADOS Pedro Bairrada, Anabela Andrade, Esther Rodriguez, Rita Gomes, Rui Macedo, Rui Pinheiro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CARACTERIZAÇÃO E AVALIAÇÃO DO CONTROLO DE UTENTES ANTICOAGULADOS Pedro Bairrada, Anabela Andrade, Esther Rodriguez, Rita Gomes, Rui Macedo, Rui Pinheiro."— Transcrição da apresentação:

1 CARACTERIZAÇÃO E AVALIAÇÃO DO CONTROLO DE UTENTES ANTICOAGULADOS Pedro Bairrada, Anabela Andrade, Esther Rodriguez, Rita Gomes, Rui Macedo, Rui Pinheiro Internos de MGF Centro de Saúde de São Martinho do Bispo

2 INTRODUÇÃO A anticoagulação oral com antivitamínicos K deve ser usada nas situações clínicas indicadas e adequada e regularmente controlada. Justifica-se a descentralização do controlo da hipocoagulação, dos Hospitais para os Centros de Saúde ou Unidades de Saúde Familiar e até para o domicílio dos doentes, desde que adequadamente instruído e sob orientação médica. Terapêutica antitrombótica da fibrilhação auricular. Coordenação Nacional para as DCV. Março 2009

3 INTRODUÇÃO O controlo da hipocoagulação não pode ser obstáculo à sua prescrição nas situações claramente estabelecidas. Sob orientação médica, indicando e controlando o nível terapêutico de hipocoagulação desejado, a anticoagulação oral adequada poderá reduzir a incidência de AVC e diminuir as suas graves consequências. O INR deve ser determinado no mínimo semanalmente durante o início da terapêutica e mensalmente quando a anti-coagulação estiver estável. Terapêutica antitrombótica da fibrilhação auricular. Coordenação Nacional para as DCV. Março 2009

4 INTRODUÇÃO INR Alvo Profilaxia primária e secundária da trombose arterial e venosa, fibrilhação e flutter auricular, tromboembolismo pulmonar, doença valvular cardíaca, cardiomiopatia, cirurgia de alto risco, trombofilia, fenómenos tromboembólicos Prótese valvular cardíaca mecânica, profilaxia de EAM recorrente, embolismo sistémico recorrente Terapêutica antitrombótica da fibrilhação auricular. Coordenação Nacional para as DCV. Março 2009 Williams WJ, Beutler E. Hematology. 4th Edition. McGraw-Hill Kasper DL et al. Harrisons Principles of Internal Medicine, 16th Ed, McGraw-Hill,

5 O BJECTIVOS Caracterizar os utentes anticoagulados do Centro de Saúde de São Martinho do Bispo Avaliar a qualidade do controlo da anticoagulação

6 Dimensões estudadas: efectividade População: utentes anticoagulados inscritos no Centro de Saúde de São Martinho do Bispo Unidade de estudo: utentes do Centro de Saúde (Sede) com pelo menos uma prescrição de Varfarina (Varfine ®) e/ou Acenocumarol (Sintrom®), durante o ano de 2008, com registo dessa prescrição no SAM M ETODOLOGIA

7 Critérios de inclusão Indicação para anticoagulação oral durante todo o ano de 2008 Utentes com Médico de Família atribuído durante todo o ano de 2008 Critérios de exclusão Utentes falecidos durante o ano de 2008

8 M ETODOLOGIA Tipo de dados: resultados Fonte de dados: processo clínico Tipo de avaliação: interna (inter-pares) Tratamento de dados: Microsoft Excel ® Relação temporal: retrospectiva

9 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Indicação correcta para anticoagulação oral em 100% 70 ou mais % de utentes com 10 ou mais requisições de INR 70 ou mais % de utentes com 10 ou mais registos de INR 70 ou mais % de utentes com taxa de INR terapêutico 70%

10 R ESULTADOS 93 utentes anticoagulados Prevalência de anticoagulação - 4,8 por 1000 hab 10,3 utentes / médico 64 utentes incluídos

11 R ESULTADOS

12 Média das idades – 65,5 ± 12,4 anos

13 R ESULTADOS

14

15 IndicaçãoNº de Utentes Fibrilhação auricular41 Doença valvular cardíaca9 Prótese valvular mecânica8 Flutter auricular3 Miocardiopatia3 Profilaxia secundária de trombose arterial periférica2 Enfarte agudo do miocárdio recorrente1 Profilaxia secundária de trombose venosa profunda1 Tromboembolismo pulmonar1 Trombofilia1 Sem indicação registada4

16 R ESULTADOS Indicação correcta para anticoagulação oral – 94% Nº de utentes com 10 ou mais requisições de INR – 50% (utentes com pelo menos 1 requisição) Nº de utentes com 10 ou mais registos de INR – 25% (utentes com pelo menos 1 registo) Utentes com taxa de INR terapêutico 70% – 22,5%

17 DISCUSSÃO Perfil do utente anticoagulado: Sexo masculino Entre os 61 e os 80 anos Fibrilhação auricular Medicado com Varfarina 1ª prescrição a nível hospitalar Com consulta de referência

18 DISCUSSÃO Inexistência de estudos comparativos Taxa de indicações correctas satisfatória Baixas taxas de requisição e registo de INR Baixa taxa de controlo da anticoagulação

19 MEDIDAS CORRECTORAS A nível dos profissionais de saúde: Organização de sessão clínica para exposição e debate dos resultados Elaboração de ficha de registo e seguimento de utentes anticoagulados Criação de pasta com guidelines actualizadas Aquisição de meios técnicos para medição do INR

20 MEDIDAS CORRECTORAS A nível dos utentes: Capacitação e integração do utente Ensino detalhado sobre anticoagulação na 1ª consulta Elaboração e distribuição de folheto informativo Organização de sessão de educação para a saúde

21 Reavaliação dos critérios 1 ano após instituição das medidas correctoras MEDIDAS CORRECTORAS

22 B IBLIOGRAFIA 1. Williams WJ, Beutler E. Hematology. 4th Edition. McGraw-Hill Rosenthal L. Atrial Fibrillation: Treatment and Medication. Disponível em: URL: [acedido em 13/09/09]. 3. Gomes P. Pereira R. Monitorização do INR em Ambulatório. USF Condeixa. 4. Guimarães S. Osswald W. Terapêutica medicamentosa e suas bases farmacológicas. 4ª Edição. Porto Editora Págs Prontuário Terapêutico. Infarmed. Fevereiro de Kasper DL, Braunwald E, Fauci A, Hauser SL, Longo D, Jameson JL. Harrisons Principles of Internal Medicine, 16th Ed, McGraw-Hill, Terapêutica antitrombótica da fibrilhação auricular. Coordenação Nacional para as Doenças Cardiovasculares. Março ACC/AHA/ESC 2006 Guidelines for the management of patients with atrial fibrillation – executive summary. Eur Heart J 2006; 27: Disponível em: URL: ou ou


Carregar ppt "CARACTERIZAÇÃO E AVALIAÇÃO DO CONTROLO DE UTENTES ANTICOAGULADOS Pedro Bairrada, Anabela Andrade, Esther Rodriguez, Rita Gomes, Rui Macedo, Rui Pinheiro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google