A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL."— Transcrição da apresentação:

1 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 PLANEJAMENTO Uma ferramenta: Plano de Ação Uma técnica: Árvore de Problemas Uma abordagem prática

2 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 Quem sou eu? Raniere Pontes, pedagogo e gestor do Terceiro Setor. Ingressou no Movimento LEO: 08/08/1993 Cargos: –Clube: Presidente, Secretário (2), várias Diretorias... –Distrito: Secretário (por duas vezes), Tesoureiro, várias Assessorias... –DM: Assessor de Extensão e Preparação de Líderes AL 05/06 Assessor Especial da Presidência do DM LEO LC LA 06/07 –CILBRA: Secretário 2004, Assessor Nacional de Treinamento 2005 Profissional em desenvolvimento de projeto sociais a quase 10 anos. Com 14 anos de experiência no Terceiro Setor Trabalho na ONG Internacional: World Vision/Visão Mundial

3 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 Uma vez traçado o caminho, só há uma coisa a fazer: SEGUI-LO. Uma vez traçado o caminho, só há uma coisa a fazer: SEGUI-LO. [Saint Exupéry] Quando o passado parece lindo e o futuro vazio, é hora de cuidar melhor do presente, reaprender a caminhar, redefinir metas, passo a passo. (AUTOR DESCONHECIDO)

4 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 O Léxico pla.ne.ja.men.to pla.ne.ja.men.to - s. m. 1. Ato ou efeito de planejar. 2. Função ou serviço de preparação do trabalho. 3. Plano de trabalho detalhado. pla.ne.jar pla.ne.jar - v. Tr. dir. 1. Fazer o plano de; fazer planta de; projetar, traçar, planear. 2. Fazer tenção de; conjeturar, planear. 3. Fazer o planejamento de; elaborar um plano ou roteiro; planear. Planning previsãoatual desejarno futurodeve ser realizadoaçãopredeterminado projeçãohojeamanhã Planning = planejamento (Conceito Executivo) - A mais básica das funções de administração. É a previsão atual do que podemos desejar no futuro, do que deve ser realizado. É um curso de ação predeterminado; é a projeção de hoje para a atividade de amanhã.

5 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 COMO PLANEJAMOS O que fazemos para planejar? Quais são as práticas atuais?

6 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 rota, o caminho, a estratégia Planejar envolve definir a rota, o caminho, a estratégia. Planejar também é estabelecer limites e definir indicadores a serem usados como referências para manter- se no caminho ou direção escolhida.

7 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 PORQUE PLANEJAR? 1.Quais problemas estamos enfrentando? 2.Quais deles queremos atacar? 3.Onde queremos chegar com nossa ação? 4.Qual o motivo da nossa ação? 5.Como saberemos se nossa ação está atingindo a raiz do problema?

8 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 SEM PLANEJAMENTO.... Sem planejamento, nossa ação não produz os resultados que desejamos. Sem planejamento, às vezes nem sabemos que resultados queremos produzir exatamente. Sem planejamento, recursos humanos, financeiros e tempo podem ser desperdiçados e o problema central pode continuar a existir.

9 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 falar de futuro e assumir-se o futuro Planejamento implica: falar de futuro e assumir-se o futuro. Essa é uma crença fundamental de todo o processo de planejamento o futuro poderá ser aquele planejamento : o futuro poderá ser aquele que se quer que se quer. Planejar é pensar alternativas, opções, avaliar e discutir pontos de vista diferentes.

10 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 É importante saber que planejamento não é tudo! Planejamento deve levar em autoconhecimento consideração o autoconhecimento. reconhecer os próprios limites É preciso reconhecer os próprios limites e potenciais, com muita honestidade e humildade. Por isso planejar, requer uma abordagem integrada de todos os fatores e elementos ao redor de uma iniciativa. Planejar é uma parte da viagem!

11 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 Para que e quando realizar um Planejamento? O Planejamento deve ser realizado quando? diferentes opiniões / dúvidas sobre o futuro; necessidades de respostas efetivas; não houver mais recursos para fazer o que se deseja; a liderança do clube achar necessário; e quando puder dedicar tempo a esse processo.

12 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 Quanto mais alto o grau de incertezas, dúvida, insegurança, maior deverá ser o cuidado com a qualidade do processo de planejamento. Informações precisas e confiáveis (pés no chão) Fazer boas perguntas (cabeça aberta) Ouvir o que as dizem e sentem(coração aquecido)

13 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 Algumas questões... Questões acerca da manutenção. Manter algo que já existe ou por em ordem o que está em desordem? Questões problemáticas. Questões fora da rotina, imprevisíveis, que requerem ação direta. Questões de desenvolvimento. Processos de mudança. Crescer? Ampliar o Atendimento? Qual o foco? Como deve ser a nova estrutura? Quem é mesmo o público-alvo?

14 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 Questõe s de Manutenção Problemáticas Desenvolviment o Caráter Repor o passado Resolver um problema Criar novas situações para o futuro Natureza Previsíveis, dentro da rotina. Imprevisíveis, fora da rotina Escolhas, mudanças de caminho. Finalidad e Manter, colocar em ordem, reformar. Resolver, solucionar, ajustar a situação. Recriar, renovar, transformar. Imagem Lavar o carro. Pneu furado. Motivo da viagem. CapitalConsomem Podem gerar. Exemplo Quem vai substituir a professora de artesanato durante o período de licença maternidade? O que vamos fazer para atender as famílias atingidas pelas enchentes? Onde vamos concentrar nossa atuação? Como queremos ser conhecidos?

15 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/ diferentes decisões. Ter clareza da qual é a pergunta principal da organização facilita desenhar o processo de planejamento mais adequado para aquele momento. Cada tipo de questão tem o seu contexto próprio. É necessário ser capaz de conviver com os diferentes tipos de questões simultaneamente e lidar com cada uma da forma que ela exige.

16 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 Decisõe s: Operacionais Organizacion ais Estratégicas Exemplos O que vai ser gasto na reunião com os pais? Quem será o coordenador/projeto ? Que faixa etária vamos atender? Propósitos Gerar resultados imediatos. Criar condições para produzir resultados. Construir, renovar a identidade do projeto. Foco Trabalho diário, ação específica, localizada. Coordenação Geral. manter o todo Identidade, sustentabi- lidade, continuidade. Impacto Específico. Decisões limitadas a um projeto, ou atividade. Variável, pode e deve ser revisto. Decisões que afetam pessoas. Alto. Abrangente. Afetam a história da organização. Incerteza Baixa, conhecidaVariávelAlta, apenas estimada. Detalhament o Mais alto, bem preciso. VariávelMais baixo, leque maior Horizontes Curto, como uma semana ou Mês. Definido, predetermi-nado, mês, semestre. Longo, duradouro, indeterminado. Tendem a gerar nas pessoas Satisfação, dedicação. Tranqüilidade, segurança. Sentido, importância, realização

17 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 Caminho do Conhecimento e o Caminho da Escolha Caminho do Conhecimento Caminho a seguir Caminho a seguir Caminho da escolha O passado O juízo se orienta para O juízo se orienta para O Futuro Investigadora Atitude Atitude Empreendedora Compreender o mundo Objetivo Objetivo Modificar o mundo Entendimento Resultado Provisório Resultado Provisório Plano de Ação Espanto Sentimento típico Sentimento típico Angústia

18 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 Fases do processo de planejamento Organização Orientação Direcionamento Plano de Ação Avaliação Implementação A fase de Implementação, não está relacionada porque é essencialmente um processo interior, que ocorre dentro das pessoas.

19 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 Por que isso agora? Qual é o problema? Como está a situação? Por que isso é relevante? Por que planejar só agora? Quem está propondo isso? Como foi da ultima vez? Como fazem as outras entidades/projetos? Como vamos fazer? Quais resultados esperamos? Quem deve participar? Quem pode facilitar? Vamos planejar por quanto tempo? Quanto pode custar? Que acordos precisamos? Quais podem ser as datas? 1. Fase de Organização

20 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/ Fase de Orientação Como está o projeto hoje? O que acontece lá fora? A que precisamos dar mais atenção? O que não sabemos? Qual é a biografia do projeto? Quais resultados temos obtidos? Quais os pontos fortes e fracos? O que a comunidade diz? O que os outros projetos fazem? Quais são os nós mais críticos? O que podemos conseguir? Quais são as idéias? As idéias de cada um tem? Quais são as possibilidades? E se... ? O que pode fazer diferença? O que deveríamos fazer? Quais são os cenários possíveis? Onde podemos obter recursos? Que ajustes devem ser feitos? Quais são as oportunidades? O que não gostaríamos de fazer?

21 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/ Fase de Direcionamento De tudo que discutimos, a que conclusão chegamos? Quais são os problemas para o futuro? O que está alinhado com os nossos valores e crenças? O que há de novo? Qual é nossa vocação? Quais são nossas limitações e capacidades? Quais imagens se formaram? O que as pessoas vêem em nós? Quais são as implicações? Que objetivo vem em 1º lugar? Quais is melhores caminhos? Qual o valor de cada estratégia? Como fica nossa missão? Como queremos ser conhecidos? No que seremos melhores? Em que áreas, projetos, clientes, programas vamos nos concentrar? Que resultados teremos produzidos daqui a 3 anos? O que queremos conseguir? Que políticas ou princípios vão nos orientar?

22 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/ Fase de elaboração do Plano de Ação O que foi decidido? Onde acontecerá mudanças? De que tipo são? Quais as dificuldades previstas? O que é possível a curto-prazo? O que precisa de mais tempo? O que foi esquecido ou deixado de lado? Que mudanças serão necessárias? Para que não temos conhecimento ou experiências? Quem tem experiência para cuidar do que? O que vamos fazer? Quais as metas de curto prazo? Quem pode assumir o quê? Por onde começar? Quais os novos projetos ou programas? Quais as ações em cada projeto, área, programa? Qual a nova estrutura? Qual o cronograma? Quanto vai custar? Quem vamos envolver? Como vamos avaliar tudo isso?

23 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/ Fase de avaliação O que temos conseguido? Por que? O que não? Quem está participando? Como? Quais são os resultados? Quais são os indicadores disso? O que estava previsto? Em que erramos e em que acertamos? Por que? O que aprendemos destas experiências? Como o plano ainda pode ser corrigido? O que é necessário daqui pra frente? Quais podem ser os ajustes? Quais são as correções? Quais as alternativas? O que pode ser diferente agora? Como deve ser o envolvimento das pessoas? Quais aprendizados estão sendo colocados em prática? Como fica o novo plano?

24 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 Organização Por que isso agora? Com vamos fazer? Orientação A que precisamos dar atenção? Quais são as idéias? Direcionamento Quais são as implicações? O que queremos conseguir? Plano de ação Que mudanças serão necessárias? O que vamos fazer? Avaliação O que temos conseguido? Por que? Quais são as correções?

25 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 Uma pausa... Não Entendo: Clarisse Lispector Não entendo. Isso é tão vasto que ultrapassa qualquer entender. Entender é sempre limitado. Mas não entender pode não ter fronteiras. Sinto que sou muito mais completa quando não entendo. Não entender, do modo como falo, é um dom. Não entender, mas não como um simples de espírito. O bom é ser inteligente e não entender. É uma benção estranha, como ter loucura sem ser doida. É um desinteresse manso, é uma doçura de burrice. Só que de vez em quando vem a inquietação: Quero entender um pouco. Não demais: mas pelo menos entender que não entendo.

26 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 PLANO DE AÇÃO – O que é? É o instrumento do planejamento que a algumas organizações, utilizam em seus projetos. O plano de ação traça a rota que iremos seguir. Nos diz, de maneira simples e resumida, ONDE queremos chegar, COMO queremos chegar lá e PORQUE precisamos chegar lá.

27 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 PLANO DE AÇÃO PORQUE? Qual o problema que estamos atacando? Qual a situação atual fruto deste problema? Qual o motivo da nossa ação? ONDE QUEREMOS CHEGAR? Quais são nossos objetivos de longo, médio e curto prazo? COMO? Que atividades devem ser realizadas para cumprirmos com nossos objetivos?

28 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 PLANO DE AÇÃO mapainstrumento O plano de ação não é apenas mais uma exigência burocrática, mas nosso mapa, um instrumento que tornará possível a ação que traz resultados e que nos dá parâmetros para posterior monitoramento e avaliação.

29 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 FERRAMENTAS Duas ferramentas que poderão auxiliar na elaboração do seu plano de ação: ÁRVORE DE PROBLEMAS ÁRVORE DE OBJETIVOS

30 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 ÁRVORE DE PROBLEMAS Para chegarmos a um plano de ação que inclua a problemática local que queremos atingir, recomenda- se a elaboração de uma ÁRVORE DE PROBLEMAS Esta árvore funciona como o início da ESTRUTURA CONCEITUAL para o planejamento do projeto ATENÇÃO: Para cada área temática, constrói-se UMA árvore de problemas.

31 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 ÁRVORE DE PROBLEMAS CAUSAS PROBLEMA(S) RAIZ(ES) PROBLEMA( S) CENTRAL EFEITOS

32 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 CONSTRUINDO UMA ÁRVORE DE PROBLEMAS Em tendo o levantamento de dados oficiais (ou não) e um diagnóstico social (participativo). Recomenda-se afixar um painel na parede, e escrever as relações entre problemas e efeitos neste painel. Este é um exercício para ser realizado em conjunto. podem contribuir (diretoria, coordenação, monitores, técnicos, beneficiários, etc).

33 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 CONSTRUINDO UMA ÁRVORE DE PROBLEMAS PRIMEIRO PASSO: Quais os problemas existentes na comunidade local, relacionados a UM determinado tema (dentro das áreas de saúde, educação, etc)? SEGUNDO PASSO: Qual o PROBLEMA CENTRAL relacionado a este tema? Quais são as causas deste problema?

34 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 CONSTRUINDO UMA ÁRVORE DE PROBLEMAS TERCEIRO PASSO Quais os efeitos deste problema na comunidade? Qual a raiz do problema? QUARTO PASSO Escreva os problemas em tarjas. Distribua-os na relação causa-efeito. Desenhar flechas ligando causa a efeitos QUINTO PASSO Rever relações de causa-efeito e efetuar possíveis mudanças A ÁRVORE DE PROBLEMAS RELACIONA FATORES DE CAUSA E EFEITO.

35 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 HIERARQUIA DE OBJETIVOS Se você reescrever o problema central listado como sua solução, como objetivos positivos, você terá o objetivo central. Exemplo da área de Saúde: PROBLEMA CENTRAL As crianças estão desnutridas OBJETIVO CENTRAL Reduzir a desnutrição infantil

36 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 HIERARQUIA DE OBJETIVOS Com os problemas transformados em objetivos e já hierarquizados, você poderá fazer sua ÁRVORE DE OBJETIVOS Redação do objetivo: VERBO (ação) + PÚBLICO + PRAZO Ex: Garantir que crianças de 0-6 anos de idade estejam em dia em um ano, com as vacinas básicas fornecidas pelo SUS.

37 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 ÁRVORE DE OBJETIVOS - Saúde

38 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 HIERARQUIA DE OBJETIVOS Nos níveis mais altos da Hierarquia de Objetivos, os objetivos devem expressar impactos diretos, sustentáveis e de longo prazo. Resultados e atividades que contribuem para um estado desejado estão nos níveis mais baixos da Hierarquia de Objetivos e expressam ações, serviços ou produtos criados pelo projeto e equipe.

39 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 HIERARQUIA DE OBJETIVOS Quando o problema central é redigido novamente como um objetivo, os muitos fatores que contribuem para a desnutrição infantil devem ser considerados. Um destes fatores é a doença diarréia, outro é a disponibilidade de alimentos, outra a qualidade nutricional do alimento, etc.

40 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 HIERARQUIA DE OBJETIVOS Nota Importante: é importante checar constantemente o fluxo lógico de causas e efeitos da Hierarquia de objetivos. Três questões ajudam na movimentação entre os níveis de programa em uma Hierarquia de Objetivos:

41 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 ATENÇÃO.... Quando o objetivo mais alto foi identificado, faça a pergunta COMO? (nós iremos atingir este objetivo?). Esta questão irá ajudar a mover-se para baixo da estrutura, identificando outros objetivos, resultados e atividades. Quando você está trabalhando com ATIVIDADES, faça a pergunta PORQUE precisamos fazer isto? em cada nível. Esta questão irá lhe guiar para os níveis mais altos, dando a certeza de que você não pulou nenhum nível. Também é importante, em cada nível, perguntar QUE MAIS?, para obter todos objetivos adicionais possíveis. Por exemplo, com um objetivo mais alto como Reduzir a taxa de mortalidade, você pode perguntar COMO? através de um ou mais objetivos

42 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 DETERMINAÇÃO DE OBJETIVOS E ATIVIDADES PARA O PLANO DE AÇÃO Tendo feito sua árvore de problemas e a árvore de objetivos, e tendo delimitado seu problema / objetivo central, você poderá desenhar o plano de ação de uma área do projeto que pretende atacar este problema

43 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 PLANO DE AÇÃO - Componentes Situação Atual Situação Desejada Objetivo Estratégico Objetivos Operacionais Atividades

44 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 SITUAÇÃO ATUAL PROBLEMA CENTRAL Descrição da situação atual da comunidade referente ao tema em questão. É a questão que nos preocupa e a qual queremos alterar. Recursos já disponíveis na comunidade. Ex: Crianças da comunidade com alto nível de desnutrição e incidência de diarréia. Acesso a água limpa e condições sanitárias precários.

45 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 SITUAÇÃO DESEJADA SONHO – DESEJO Maior objetivo que o projeto busca. É uma aposta em uma mudança de longo prazo que envolve mudanças políticas e sociais. Pela sua dimensão complexa, não é possível determinar quando será alcançado. Está ligado às metas gerais e principais estratégias. É o norte da ação. Ex: Promover o bem estar das crianças...

46 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 OBJETIVO ESTRATÉGICO Longo / Médio prazo Determina o IMPACTO Determina o impacto que se ligar no longo prazo. É a resposta final ao problema identificado como principal na árvore de problemas. É o resultado final para o qual o seu projeto contribui Ex: Favorecer a diminuição da desnutrição infantil em crianças entre 0 e 08 anos.

47 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 OBJETIVO OPERACIONAL Curto prazo Determina os Efeitos Desejados Responde à pergunta: como alcançar o objetivo estratégico? Quais efeitos serão necessários para causar o impacto desejado? É o objetivo específico do seu projeto para o período em curso. Para um objetivo estratégico podem haver vários objetivos operacionais Ex: Possibilitar que 100% das mães pratiquem comportamentos de higienização.

48 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 ATIVIDADES Ações pontuais que levam ao objetivo operacional Parte operacional do projeto. Que atividades levarão ao objetivo operacional? Devem estar completamente ligadas aos objetivos operacionais. Sua execução deve levar a estes impreterivelmente Ex: Realizar 04 treinamentos em práticas de higiene com 100 mães no próximo ano.

49 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 OBJETIVOS Os seus objetivos devem ter a seguinte característica EMARP Específico Mensurável Alcançável Realizável, dentro de um Prazo Exemplo: 1) Diminuir o analfabetismo – NÃO É EMARP 2) Aumentar a presença na escola de jovens entre 6 e 14 anos dentro de 04 anos. – É EMARP

50 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 Visualizando... um plano de ação...

51 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 NÃO VALE A PENA Intérprete: Maria Rita Composição: J. E P. Garfunkel Ficou difícil Tudo aquilo, nada disso Sobrou meu velho vício de sonhar Pular de precipício em precipício Ossos do ofício Pagar pra ver o invisível E depois enxergar Que é uma pena Mas você não vale a pena Não vale uma fisgada dessa dor Não cabe como rima de um poema De tão pequeno Mas vai e vem e envenena E me condena ao rancor De repente, cai o nível E eu me sinto uma imbecil Repetindo, repetindo, repetindo Como num disco riscado O velho texto batido Dos amantes mal-amados Dos amores mal-vividos E o terror de ser deixada Cutucando, relembrando, reabrindo A mesma velha ferida E é pra não ter recaída Que não me deixo esquecer

52 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 BIBLIOGRAFIA UTILIZANDO O PLANEJAMENTO COMO FERRAMENTA DE APRENDIZAGEM - A ntonio Luiz de Paula e Silva – INSTITUTO FONTE- COLEÇÃO PRÁTICAS DE GESTÃO E SUSTENTABILIDADE INSTITUTO FONTE Rua Dr. Phidias de Barros Monteiro, São Paulo - SP fone: (11) telefax: (11) Esta palestra foi preparada para o II Seminário de Desenvolvimento de Lideranças, realizado em Sombrio/SC entre 11 e 13 de Fevereiro de Não é permitido a reprodução total ou parcial desse material sem a autorização do autor.

53 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 Beba, pois a água viva ainda está na fonte, você tem dois pés para cruzar a ponte. Nada acabou, basta ser sincero e desejar profundo. Você será capaz de sacudir o mundo, vai! Tente Outra Vez! Raul Seixas

54 Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL 2005/2006 DÚVIDAS? C.LEO Raniere Pontes Assessor Nacional de Treinamento CILBRA 2005 Assessor de Extensão e Preparação de Líderes DM LEO LC – AL 05/06 ICQ:__________


Carregar ppt "Associação Internacional de Lions Clubes Distrito Múltiplo LEO LC Proibido reprodução C.LEO/CL Raniere Pontes - ASSESSOR DE TREINAMENTO DM LEO LC – AL."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google