A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Redes: como espaço de articulação nas políticas de saúde no campo da formação Prof. JOão Campos (Depto de Saúde Coletiva da UEL) 1.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Redes: como espaço de articulação nas políticas de saúde no campo da formação Prof. JOão Campos (Depto de Saúde Coletiva da UEL) 1."— Transcrição da apresentação:

1

2 Redes: como espaço de articulação nas políticas de saúde no campo da formação Prof. JOão Campos (Depto de Saúde Coletiva da UEL) 1

3 Por que discutir esse tema ?

4 As redes são formas de organização multicêntricas, que têm múltiplos nós. Os nós são lugares de articulação, não estando o impulso do conjunto localizada em um lugar fixo. REDE UNIDA Concepção iNESCOiNESCO 3

5 teoria ensino intenção prática aprendizagem gesto

6 O que são as redes? 5 As redes são uma proposta de trabalho coletivo, uma contribuição a uma nova maneira de articular sujeitos diversos e de produzir transformações na sociedade.

7 heterogeneidades organizadas: sujeitos em relação, desenvolvendo vínculos. REDE UNIDA concepção 6 iNESCOiNESCO

8 O que nos tem iluminado ? O Movimento da Reforma Sanitária Brasileira, que é mais do que o convênio SUS.

9 REDE UNIDA reconhecer - que o outro existe - aceitação conhecer - o que o outro faz - interesse colaborar - ajuda esporádica - reciprocidade cooperar - acordos operativos - solidariedade associar-se - compartilhar objetivos, recursos e visão comum Complexidade das relações dentro das Redes 8 iNESCOiNESCO

10 Lições aprendidas ao longo dos quase 30 anos de existência sobre como se deve constituir uma Rede? Não basta que existam: a)Projetos, instituições e pessoas trabalhando em torno de um mesmo tema, b) Oportunidades regulares de encontro (através das reuniões), c) Uma lista de ofertas e necessidades dos projetos e instituições. REDE UNIDA visão 9 iNESCOiNESCO

11 Conselho Estadual de Saúde

12 Para constituir uma rede é essencial o que? Os projetos, as pessoas e as instituições articulem-se a partir da necessidade de enfrentar problemas concretos e comuns. A ação articulada traga um produto que não pode ser obtido isoladamente, pois ele custa muito trabalho e muito esforço. 11

13 Para trabalhar em rede é indispensável Abandonar as posturas competitivas, Deixar de achar que são os únicos capazes de produzir ideias e soluções inteligentes Estar permeável e aberto à reflexão crítica e a reconhecer as qualidades das outras experiências dentro da rede. 12

14 Uma rede é necessariamente uma construção de sujeitos que se articulam horizontalmente, ativamente, voluntariamente, desde baixo. Os membros de uma rede devem ter um papel muito ativo na definição de seus rumos e dos caminhos que ela deve seguir. Ou seja, os participantes de uma rede têm que ser sujeitos da sua própria construção. 13

15 REDE UNIDA Estrutura Secretaria Executiva Conselho Consultivo 14 iNESCOiNESCO

16 A rede é constituída por múltiplos nós com capacidades distintas de mobilização, proposição e ação, então: É importante que existam núcleos dinamizadores, que produzam propostas e provoquem a ação articulada de acordo com o potencial de cada participante, Mas tb é fundamental que todas as ações dos núcleos dinamizadores estejam voltados para os interesses coletivos, A estrutura deve existir somente para facilitar essas relações e não para burrocratizá-las. 15

17 A vida é uma só! Ela é valiosa! O tempo é muito valioso! Nós devemos fazer da vida e do tempo o que de melhor nós pudermos Todos os dias! Betinho

18 Quais os passos a serem dados para se construir uma Rede? Aproximação com o objetivo de fortalecer processos internos, especialmente através do intercâmbio de experiências e da realização de algumas atividades conjuntas, Perceber que existem problemas comuns e a possibilidade de resolvê-los em conjunto, Perceber que para garantir a sustentabilidade é importante intervir no cenário externo, seja nacional ou estadual ou municipal para construir possibilidades mais favoráveis as mudanças. 17

19 Você precisa ser a mudança que você quer ver no mundo Mahatma Gandhi ( )

20 Passos para construir uma rede: Não basta uma associação formal! É necessário construir a identidade da rede, definindo e atualizando a temática central em torno da qual se articulam os projetos, as pessoas e s instituições, Conhecer muito bem as características do trabalho de cada um, Incluir a todos que caibam dentro da Rede. 19

21

22 Passos para construir uma rede: Construção de uma compreensão coletiva acerca dos principais problemas e oportunidades do contexto, Planejamento conjunto, A criação de canais de comunicação entre os participantes da rede, O estabelecimento de uma dinâmica de comunicação eletrônica, A criação e disponibilização de um banco de dados sobre as experiências e a produção conceitual dos diferentes nós. 21

23 O quão distante estamos do que queremos ?

24 Passos para construir uma rede: Buscar possibilitar a mobilização dos integrantes da Rede para intervir na conjuntura de acordo com sua história e vocação, Ser capaz de produzir múltiplas estratégias para sensibilizar, mobilizar e articular todos os nós da rede, mantendo a dinâmica apesar das flutuações na capacidade de mobilização de cada um. 23

25 Será que estamos na direção certa?

26 Para trabalhar em rede é fundamental ter: C apacidade de proposição e de negociação, que se constrói com base na sistematização das experiências desenvolvidas nos distintos nós, Agilidade diante de situações novas, Ser capaz de redefinir-se a todo momento para não perder as oportunidades e a capacidade de resposta, Uma análise atualizada de conjuntura para identificar oportunidades e temas mobilizadores. 25

27 Para construir uma rede é fundamental: P ropiciar constantemente oportunidades para a construção coletiva de conhecimentos, considerando interesses, possibilidades de interação e crescimento, Sistematizar as experiências e transformar o aprendido em algo compartilhável, sem o que não há o que comunicar externamente. 26 Alexander Graham Bell Nunca ande por um caminho já traçado, pois ele conduz somente até onde os outros já foram.

28 Desafios: Abandonar as relações verticais de poder, Produzir múltiplas estratégias para sensibilizar, mobilizar e articular todos os nós, Criar oportunidades para aproveitar as possibilidades de contribuição de cada um, Garantir mecanismos de construção coletiva, que são essenciais para manter a articulação, a identidade e os princípios dentro da Rede. 27

29 Qual a futuro ?

30 A Rede é um convite a que todos os participantes do Conselho Estadual de Saúde do Paraná se vejam como sujeitos responsáveis pela construção de cenários externos favoráveis ao novo que se quer construir. Trabalhando em rede se potencializa a capacidade de produzir mudanças, especialmente se elas são construídas a partir do saber e do poder compartilhados.Dessa maneira se pode transformar esforços isolados em movimentos articulados, com muito maior potência de ação Síntese:

31 Educação você mudar o mundo A Educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo.

32 Fortalecendo a atuação democrática de comunidades. 31 Aconteceu no dia 31 de março, em Dayton, Ohio, o lançamento do livro traduzido de David Mathews.

33 Afinal o que são Redes: como espaço de articulação nas políticas de saúde no campo da formação? SEREMOS FIGURANTES, COADJUVANTES OU PROTAGONISTAS DE UM MUNDO CIDADÃO?

34 33 2º CONGRESSO PARANAENSE DE SAÚDE PÚBLICA 1ª Mostra Paranaense dos Projetos de Pesquisa apoiados pelo PPSUS Local: Centro de Convenções de Curitiba – Rua Barão do Rio Branco. Data: 14 a 16 de agosto de Tema Central do Evento: AVANÇOS, DESAFIOS E PERSPECTIVAS NA SAÚDE DO PARANÁ.


Carregar ppt "Redes: como espaço de articulação nas políticas de saúde no campo da formação Prof. JOão Campos (Depto de Saúde Coletiva da UEL) 1."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google